Participação de mulheres no cenário eleitoral brasileiro: questões e explicações na ciência política

Priscila Lapa, Jamerson Kemps

Resumo


Nas discussões sobre a presença feminina na esfera política são comuns argumentos que explicam a reduzida participação de mulheres em razão de condicionantes estruturais, demonstrando que nos padrões sociais estabelecidos estão localizados os determinantes causais desse fenômeno, de modo que a dominação dos homens sobre as mulheres no espaço privado se reproduziria no espaço público. Este artigo busca apontar como essa discussão está presente nas explicações acerca da eleição de mulheres no cenário político brasileiro, apresentando os principais argumentos utilizados à luz da Teoria Social. Apresenta também de que maneira a literatura acerca dos determinantes do voto na Ciência Política formula análises sobre a escolha de mulheres nas eleições brasileiras, levando em conta que os estudos contemporâneos amparam-se em diversos pressupostos do neoinstitucionalismo e da Teoria da Escolha Racional. Nessa perspectiva, este trabalho intenta apresentar novas perspectivas para se debater a eleição de mulheres que começam a surgir a partir das lacunas existentes nas análises tradicionais do fenômeno.

Palavras-chave


Eleição de mulheres. Determinantes do voto. Ciência Política brasileira. Teoria Social

Texto completo:

PDF







 

                                  Resultado de imagem para doajResultado de imagem para ibict