Comportamento Sexual de Universitárias da Área da Saúde

Juliana Jordão Goes, Mylena Lucena Couto, Joyce Santos Nascimento

Resumo


Objetivo: avaliar o comportamento de jovens universitárias da área da saúde em relação ao uso de métodos contraceptivos e à prevenção contra DST. Método: trata-se de um estudo transversal, analítico e quantitativo. Os dados foram coletados nos cursos de Enfermagem, Nutrição, Odontologia e Medicina do campus da Universidade Federal de Alagoas, em 2015, e contou com 279 estudantes. Resultados: do total, 68,5% apresentavam vida sexual ativa; 73,8% relataram realizar sexo oral sem preservativo; o condon foi o método mais utilizado (57,4%). Observou-se uma substituição da camisinha masculina pela pílula anticoncepcional com a idade. Foi encontrada associação estatística (p= 0,006) entre idade e realização de sexo vaginal sem preservativo de barreira. Conclusão: assim, as universitárias pesquisadas apresentam comportamento de risco para a gravidez e aquisição de DST, levando à suposição de que conhecimento sobre o tema não é suficiente para reduzir a exposição a práticas sexuais de risco.


Texto completo:

PDF PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.28998/rpss.v4i1.7780

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Endereço postal

Núcleo de Saúde Pública- NUSP /FAMED

Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Av. Lourival Melo Mota, s/n

Tabuleiro dos Martins CEP:57072-900

Maceió - AL

 E - ISSN 2525-4200 

Indexação:            


Apoio: