REFLEXÕES SOBRE MODERNIDADE, TURISMO E CAMPO SOCIAL NO ESTADO DE ALAGOAS - BRASIL

Daniel Arthur Lisboa de Vasconcelos, Edson José Gouveia Bezerra

Resumo


O presente artigo, de caráter ensaístico, visa a contribuir com reflexões sobre modernidade, turismo e campo social sociais no Estado de Alagoas - Brasil. Utilizando o referencial de autores como Giddens (2001), Jameson (2002) e Harvey (1992), dentre outros, sintetizaremos algumas características das transições socioculturais da modernidade para o atual estágio do modo de produção capitalista, período que muitos têm considerado como a “pós-modernidade”. Posteriormente, empreenderemos breve descrição crítica acerca do atual modelo de turistificação no Estado, com base nos conceitos de Habitus e Campo Social, de Pierre Bourdieu. Conclui-se que o turismo em Alagoas está ancorado em roteiros que, em sua dominância, têm se consolidado sob os enunciados de Sol e Mar, tendência natural do turismo de massa que ocorre nas regiões intertropicais do mundo inteiro, em caso mais especifico, no Nordeste Brasileiro, e que também sofre direta influência da formação histórica de uma cultura de alheamento às potencialidades dos patrimônios identitários locais.


Palavras-chave


Modernidade, Turismo. Campo Social, Alagoas-Brasil

Texto completo:

PDF



Locations of visitors to this page

Revista Iberoamericana de Turismo - RITUR Penedo, Alagoas, Brasil. ISSN: 2236-6040.


Licença Creative Commons
Os originais publicados na Revista Iberoamericana de Turismo estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).