Considerações sobre o tratamento jurídico do inimigo interno: limites às restrições aos Direitos Fundamentais no Estado Democrático de Direito

Ana Flávia Jordão Ramos

Resumo


O presente trabalho apresenta como temática o conflito entre o direito penal do inimigo e o sistema de direitos fundamentais consolidados pela Constituição de um Estado Democrático de Direito que pretende conferir a máxima proteção à dignidade da pessoa humana. O tema escolhido revela a preocupação com a coexistência de tratamentos penais e processuais penais diferenciados entre seres humanos, principalmente quando são introduzidas no Direito certas medidas de exceção dotadas
da capacidade de desconsiderar as qualidades de cidadão e de pessoa. A metodologia consiste na revisão bibliográfica de doutrina nacional e estrangeira.O presente trabalho apresenta como temática o conflito entre o direito penal do inimigo e o
sistema de direitos fundamentais consolidados pela Constituição de um Estado Democrático de Direito que pretende conferir a máxima proteção à dignidade da pessoa humana. O tema escolhido revela a preocupação com a coexistência de tratamentos penais e processuais penais diferenciados entre
seres humanos, principalmente quando são introduzidas no Direito certas medidas de exceção dotadas da capacidade de desconsiderar as qualidades de cidadão e de pessoa. A  metodologia consiste na revisão bibliográfica de doutrina nacional e estrangeira.

Palavras-chave


Direito Penal do Inimigo. Direitos Fundamentais. Dignidade da Pessoa Humana

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Eletrônica do Mestrado em Direito da Ufal no Facebook:

INDEXADA EM:

Endereço:

Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Faculdade de Direito de Alagoas. Programa de Pós-Graduação em Direito. Campus A. C. Simões Av. Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins. CEP: 57072-970 Maceió – Alagoas – Brasil.

E-mail: revistamestradodireitoufal@gmail.com 

Telefone: 82-3214-1255