https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/issue/feed Ciência da Informação em Revista 2021-06-07T08:56:26-03:00 Edivanio Duarte de Souza cirev@ichca.ufal.br Open Journal Systems <p><strong><em>Ciência da Informação em Revista</em></strong> é um periódico científico do <a href="http://www.ufal.edu.br/unidadeacademica/ichca/pos-graduacao/ciencia-da-informacao">Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação</a> da <a href="https://ufal.br/">Universidade Federal de Alagoas</a>, que tem como finalidade promover a produção, a comunicação e a divulgação do conhecimento técnico-científico no domínio específico da Ciência da Informação e das inter-relações com áreas afins. Com fluxo contínuo de submissões, aceita contribuições exclusivamente inéditas, exceto traduções e reformulações de comunicações realizadas em eventos técnico-científicos. A avaliação é realizada por intermédio do sistema <em>double blind peer review</em>, mantendo o sigilo quanto à identidade dos autores e dos avaliadores. A periodicidade é quadrimestral com números publicados eletronicamente nos meses de abril, agosto e dezembro de cada ano. Este periódico está disponivel no <a href="http://www.periodicos.capes.gov.br/">Portal de Periódico da CAPES</a> e indexado, entre outros, nos seguintes diretórios e bases de dados: <a href="http://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/535">BRAPCI</a>, <a href="https://www.citefactor.org/journal/index/24553#.XUuk1-hKiUk">CiteFactor</a>, <a href="https://doaj.org/toc/2358-0763?source=%7B%22query%22%3A%7B%22filtered%22%3A%7B%22filter%22%3A%7B%22bool%22%3A%7B%22must%22%3A%5B%7B%22terms%22%3A%7B%22index.issn.exact%22%3A%5B%222358-0763%22%5D%7D%7D%2C%7B%22term%22%3A%7B%22_type%22%3A%22article%22%7D%7D%5D%7D%7D%2C%22query%22%3A%7B%22match_all%22%3A%7B%7D%7D%7D%7D%2C%22from%22%3A0%2C%22size%22%3A100%7D">DOAJ</a>, <a href="https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494609">ERIHPLUS</a>, <a href="https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=24631">LATINDEX</a>, <a href="https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/veiculoPublicacaoQualis/listaConsultaGeralPeriodicos.jsf">QUALIS</a>, <a href="http://directorio.rcaap.pt/handle/2/1560">RCAAP</a>, <a href="https://www.redib.org/recursos/Serials/Search/Results?lookfor=2358-0763&amp;type=ISN">REDIB</a> e <a href="https://ucsb-primo.hosted.exlibrisgroup.com/primo-explore/fulldisplay?docid=01UCSB_SCP_SERIALS947080367&amp;context=L&amp;vid=UCSB&amp;lang=en_US&amp;search_scope=default_scope&amp;adaptor=Local%20Search%20Engine&amp;tab=default_tab&amp;query=any,contains,ci%C3%AAncia%20da%20informa%C3%A7%C3%A3o%20em%20revista">ULRICH'S</a>.</p> https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10509 Museu virtual do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro: virtualidade, memória e museu 2021-06-04T17:31:07-03:00 Robson da Silva Teixeira teixeira@if.ufrj.br <p>O estudo analisou as questões que envolvem o Museu Virtual do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IF UFRJ), um espaço cibernético voltado para a memória institucional do IF UFRJ, que em 2021 faz 57 anos, e ocupa um lugar de destaque entre as instituições de ensino e pesquisa no Brasil. Dentro deste quadro, as metas foram atualizar e revisar os tópicos que compõem a ferramenta de disseminação da informação; ou seja, a inclusão de fotos do Professor Fundador Plínio Sussekind Rocha e da Professora Sarah de Castro Barbosa no tópico Fotografias; organização de conteúdo para o tópico Levantamento documental e elaboração de um termo de consentimento, denominado carta de autorização para o tópico história oral, que é composto por entrevistas com os Professores Eméritos e ex-alunos da Instituição. Para cumprir este propósito, a metodologia da pesquisa foi dividida em etapas: elaboração de pesquisa iconográfica para coletar fotografias; levantamento documental com o intuito de coletar documentos que abordavam o Instituto e seus Professores Fundadores; e entrevista-narrativa com os Professores Eméritos e Ex-alunos do IF UFRJ Erasmo Madureira Ferreira, Fernando de Souza Barros, Herch Moysés Nussenzveig, Nelson Velho de Castro Faria, Nicim Zagury, Takeshi Kodama, Leandro Salazar e Máximo Ferreira da Silveira. Para a realização desta última etapa foi necessário a elaboração de um instrumento para coleta de dados, uma carta de autorização que permite a disseminação das informações recuperadas através das entrevistas. A coleta de dados ocorreu no período de junho a dezembro de 2018. Concluí-se que o serviço online está atualizado, com conteúdo revisado e dentro dos padrões; o Museu Virtual do IF UFRJ é um patrimônio cultural científico que cumpre o seu papel de preservar e disseminar informação fazendo com que a unidade de informação busque realizar um trabalho ligado aos interesses da comunidade científica, onde ela participa, interroga e descobre valores, além de poupar o tempo do usuário, através da otimização do serviço.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10802 Publicações webjornalísticas na divulgação da Biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Santa Catarina 2021-06-04T17:31:57-03:00 Jaison Muniz jaisonmuniz@yahoo.com.br Jéssica Bedin jessicabedin@unochapeco.edu.br Priscila Machado Borges Sena priscilasena.pesquisa@gmail.com <p>Com o objetivo de analisar as publicações institucionais on-line que apresentaram conteúdos relacionados à Biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Santa Catarina (IFSC) – Campus Lages entre os anos de 2012 e 2018, realizou-se uma pesquisa descritiva quantitativa, coletando-se os dados contidos no Portal institucional e no site local do IFSC – Campus Lages. No entanto, não se excluiu em sua totalidade as demais publicações institucionais. Foram analisadas a quantidade, variação periódica, reprodução, proporcionalidade, assuntos mais abordados e publicados e migração de publicações entre os canais. Dos resultados, destaca-se que, aproximadamente 60% das publicações sobre o Campus Lages, publicadas no Portal do IFSC, em 2012, divulgavam ações e atividades relacionadas à Biblioteca. Também se constatou que, os assuntos que mais despertaram o interesse do jornalismo institucional foram os eventos, concursos culturais e exposições artísticas. No total, encontrou-se nos websites 72 publicações entre 2012 e 2018. No entanto, considerando as publicações de interesse geral e as reproduzidas, a proporção de postagens sobre ações e atividades desenvolvidas pela Biblioteca, durante os sete anos, foi de aproximadamente 7% de publicações no site do Campus e 20% no Portal da instituição. Desta forma, pode-se inferir que, o setor da Biblioteca do IFSC – Campus Lages contribuiu de maneira significativa para o número de publicações institucionais até o ano de 2018. Esse resultado está relacionado com diversos fatores, entre eles, a realização e promoção de iniciativas que resultam em conteúdo com potencial de interesse jornalístico e de divulgação.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11297 Uso de videoconferência para defesas de teses e dissertações na UFMG em tempos de COVID-19 2021-06-04T17:32:21-03:00 Rafael Gonçalves Dias rafaeldiasufmg@hotmail.com Célia da Consolação Dias celiadias@gmail.com <p>Devido a pandemia provocada pelo surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2) causador da COVID-19, as atividades de ensino pesquisa, extensão foram inicialmente suspensas e posteriormente ajustadas ao formato remoto. Dentre todas as atividades desenvolvidas nas universidades, destacam-se as mudanças na realização das defesas de teses e de dissertações, em que são apresentados os resultados de pesquisas científicas desenvolvidas nos Programas de Pós-graduação, a partir de 2020. Isso gerou a necessidade de programas de pós-graduação se adaptarem a essa realidade momentânea para continuarem suas atividades por meio de soluções tecnológicas de informação, de forma remota e com a presença virtual da banca. Nesse cenário, este estudo tem por objetivo apresentar as ações implementadas pelos programas de pós-graduação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no período da pandemia, para a realização das sessões de defesas de teses e de dissertações por videoconferência, visando destacar os benefícios dessa prática no contexto da comunicação científica. Para tanto, como técnica de coleta de dados, optou-se por realizar uma pesquisa documental através de consulta a sites de departamentos de pós-graduação da UFMG e uma coleta de dados com uso de questionário online para identificar informações sobre a realização das sessões de defesas. Os participantes da pesquisa compreenderam 34 programas de pós-graduação com notas 6 e 7, selecionados na plataforma SUCUPIRA e que foram posteriormente analisados. Os resultados da pesquisa indicam que a maioria dos programas divulga agenda de defesas online por videoconferência, sendo que em alguns casos, aberto ao público em geral. Tem-se utilizado aplicativos como Zoom, Microsoft Teams, Google Meet e YouTube. Porém, não foram localizados registros de que esses materiais audiovisuais tenham sido armazenados em qualquer tipo de sistema, levando-se a refletir sobre ações de disponibilização e preservação dessas gravações.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11537 O papel das bibliotecas durante a pandemia da Covid-19: em busca da emancipação humana 2021-06-04T17:32:53-03:00 Letícia Rodrigues Santos leticia.santos@ifgoiano.edu.br Elisângela Ladeira de Moura Andrade elisladeirama@gmail.com Morgana Bruno Henrique Guimarães morgana.guimaraes@ifgoiano.edu.br Pedro Henrique Isaías pedrohisaias@gmail.com Leonardo Henrique Silva leonardo.silva@ifgoiano.edu.br Emmanuela Ferreira de Lima emmanuela.lima@ifgoiano.edu.br Juliana Cristina da Costa Fernandes juliana.fernandes@ifgoiano.edu.br Fernando Barbosa Matos fernando.matos@ifgoiano.edu.br <p>As bibliotecas possuem papel fundamental perante a sociedade. Dentre suas funções, está a colaboração para a formação de cidadãos conscientes e críticos, em face das informações que têm acesso. Com o intuito de atender essa função, o Sistema Integrado de Bibliotecas do Instituto Federal Goiano promoveu um evento em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, totalmente em ambiente virtual, devido à pandemia da Covid-19. Dentre as diversas ações promovidas, realizou-se uma mesa redonda na plataforma Youtube, com o objetivo de discutir o tema <em>fake news</em> e inteligência artificial, no contexto pandêmico, e suas implicações na sociedade. A pesquisa apresenta o conceito de Bibliotecas dos Institutos Federais, sob o prisma da educação profissional e tecnológica, e evidencia o evento supracitado, com foco na formação de estudantes emancipados. Elaborou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa, descritiva-exploratória, baseada em revisão de literatura, para a fundamentação teórica sobre bibliotecas, <em>fake news</em> e inteligência artificial, e também sobre emancipação humana. Concluiu-se que eventos de promoção à emancipação dos estudantes são muito relevantes para a formação de cidadãos conscientes, críticos e reflexivos, que podem agir com autonomia e ser protagonistas na sociedade a qual pertencem.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11246 Desinformação sobre o Covid-19 no WhatsApp: a pandemia enquadrada como debate político 2021-06-04T17:33:23-03:00 Felipe Bonow Soares fbonowsoares@gmail.com Raquel Recuero raquel.recuero@ufpel.edu.br Taiane Volcan taianevolcan@gmail.com Giane Fagundes gianehfagundes@gmail.com Giéle Sodré gielesodre@gmail.com <p>Neste artigo, discutimos como é enquadrada a desinformação sobre o Covid-19 no WhatsApp no Brasil. Nossos objetivos são: (1) analisar a influência do discurso político nestes processos e (2) identificar as características da desinformação sobre o Covid-19 nesta ferramenta. Para isso, utilizamos a análise de conteúdo em um conjunto de 802 mensagens coletadas por meio do Monitor do WhatsApp em março e abril de 2020. Os nossos principais resultados mostram que: (1) a pandemia foi enquadrada como debate político e a desinformação foi utilizada para fortalecer uma narrativa pró-Bolsonaro em momento de crise do governo; e (2) há grande prevalência de teorias da conspiração nas mensagens analisadas e a opinião aparece como a principal estratégia discursiva, resultado que pode estar relacionado com as características da plataforma.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11238 Usuários da informação com deficiência e o papel das bibliotecas universitárias 2021-06-04T17:33:53-03:00 Michelle Karina Assunção Costa michelleassuncao@gmail.com Dalgiza Andrade Oliveira dalgizamg@gmail.com <p>A presença de discentes que se declaram com deficiência no ensino superior sinaliza para que as bibliotecas universitárias avaliem os seus produtos e serviços na perspectiva da acessibilidade e inclusão. Nessa direção, o presente artigo de revisão tem o objetivo de refletir acerca da acessibilidade, dos usuários com deficiência e o papel das bibliotecas. Por meio de uma pesquisa bibliográfica, documental e de abordagem qualitativa realizou-se um levantamento bibliográfico de investigações no contexto da acessibilidade e inclusão realizadas em Programas de Pós-graduação em Ciência da Informação no Brasil e a consulta a documentos normativos como leis, decreto, artigos entre outros que subsidiam a discussão proposta. Na análise dos resultados das investigações associada com as orientações para a acessibilidade e os relatos dos usuários com deficiência visual observa-se que as unidades de informação, ainda, estão inacessíveis. Pois, falta pessoal capacitado, os usuários têm dificuldades de acesso à informação, existem barreiras na dimensão arquitetônica, comunicacional, atitudinal etc. Esse cenário sinaliza que ainda há bastante trabalho e ações a desenvolver para a concepção de bibliotecas acessíveis.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10658 Por uma sociologia imaginativa: o presente do passado no processo de cristalização cultural 2021-06-04T17:34:42-03:00 Manuela Eugênio Maia manuelamaia@gmail.com Jacqueline Echeverría Barrancos unijacqueline@gmail.com <p>O objetivo deste artigo é analisar o processo de cristalização cultural no âmbito da memória coletiva para a Ciência da Informação a partir da abordagem da sociologia imaginativa. O método se dá a partir da analítica filosófica foucaltiana, interpretou-se práticas do vivido, enquanto experiências do cotidiano, e de discursos difundidos no Facebook, estabelecendo reflexões acerca dos processos de cristalização cultural à luz da sociologia imaginativa. Como resultado, percebe-se que a cristalização cultural é um movimento que pode promover falaciosa narrativa harmônica e de retorno ao passado. A memória coletiva, quando usada para respaldar um processo de purificação cultural, pode comprometer o pensamento social e científico em uma configuração linear. O vivido e suas ações cotidianas podem trazer consequências no contexto da marginalização e da própria construção da ciência. Conclui-se, seguindo a citada perspectiva sociológica, que é fundamental superar a noção de harmonia, de artificialidade parcial e tendenciosa e de compreensão de hierarquização das ciências. Esse processo de cristalização cultural para a Ciência da Informação pode se dar por meio da analítica da sociologia imaginativa e do uso estratégico o fenômeno do "entranhamento", tratando-se de uma perspectiva pautada na contraposição do dual e da fragmentação.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/12494 v. 8, n. 1, jan./abr. 2021 2021-06-04T16:54:20-03:00 Ronaldo Ferreira de Araujo ronaldfa@gmail.com 2021-07-17T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11328 Resenha do livro "Uma Breve História da Ciência" de Patricia Fara 2021-06-04T16:54:23-03:00 André Felipe de Albuquerque Fell highland97@hotmail.com Nilke Silvania Pizziolo Fell npizizolo_14@hotmail.com Daniel Felipe Victor Martins dfvicmar@gmail.com Resenha do livro "Uma Breve História da Ciência" de Patricia Fara. Parte-se de uma análise descritiva da obra para então refletir sobre os quatro mil anos de história da ciência apresentados pela autora. 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/9939 Incorporação da temática das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) na produção científica: um estudo em teses e dissertações 2021-06-04T17:35:03-03:00 Ítalo de Paula Casemiro itcasemiro@hotmail.com Ana Lucia do Amaral Vendramini alavendra@eq.ufrj.br <p class="Resumo">As Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANC) ainda são um tema em ascensão no contexto científico brasileiro, até mesmo por ser uma temática recente (inserida a partir do ano de 2007 pelo pesquisador Valderly Ferreira Kinupp). Nesta pesquisa, apresentamos os resultados de um estudo cujo objetivo foi de mapear a produção científica sobre PANC em dissertações e teses produzidas em programas de pós-graduação no Brasil. Adotou-se uma abordagem qualitativa, por meio de uma pesquisa documental. A busca foi realizada no Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, onde foram encontradas 41 dissertações e 14 teses que tratavam como foco principal as PANC. Os resultados das análises feitas mostraram que: a) o desenvolvimento de teses na temática teve crescimento gradual a partir de 2011, atingindo, no ano de 2017, 17 defesas; b) destacam-se como produtoras dessas teses e dissertações as instituições localizadas na região Sudeste do Brasil, especialmente a Universidade Federal de Lavras; c) as pesquisas na área de Ciências Agrárias é a principal, quando tratamos do tema por área do conhecimento, com destaque também para as pesquisas nas áreas de Ciência de Alimentos e interdisciplinares. Além desses achados identificamos que, a maior parte das pesquisas foram desenvolvidas por mulheres, além disso, a principal pesquisadora do tema é: Luciane Vilela Resende com cinco trabalhos orientados. Dentre as pesquisas encontradas também foi possível notar que, ampla maioria foram conduzidas por mulheres (42). O autor mais citado é Valdely Ferreira Kinupp. O mapeamento realizado possibilitou identificar a produção realizada no período analisado e identificar que, a temática das PANC está sendo desenvolvida por pesquisadores em importantes instituições de pesquisa no país.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11065 A essencialidade dos serviços em bibliotecas: um olhar para o futuro? 2021-06-04T17:35:26-03:00 Antonio de Souza Silva Júnior silvajunior.as@gmail.com Maria Vitoria Ribeiro da Silva mv.ribeirosilva@gmail.com Diego Andres Salcedo salcedo.da@gmail.com <p class="Normal1"><span lang="PT">Este trabalho deslinda a opinião de bibliotecários acerca da essencialidade de serviços específicos oferecidos em bibliotecas, bem como do quão influentes eles acreditam ser a atualização dos serviços a serem ofertados, para acompanhamento das necessidades sociais e tecnológicas. É um trabalho de natureza exploratória e descritiva, a seleção dos serviços foi realizada por meio de levantamento bibliográfico. A partir desta seleção um questionário foi enviado para os bibliotecários, conforme contato nos sites, das 145 instituições públicas, estaduais e federais, de ensino superior brasileiras. Em seguida uma análise fatorial foi realizada. Os resultados apontaram que, embora a maioria dos respondentes considerem completamente essencial a atualização dos serviços ofertados pela biblioteca, para acompanhar a evolução social e tecnológica do passar do tempo, os maiores índices de essencialidade são atribuídos aos serviços mais comum e, em sua maioria já ofertados. Julga-se que os objetivos do trabalho foram cumpridos com assertividade; ainda que se notem agora mais perguntas que respostas, a meta inicial foi alcançada, tendo resultados demonstráveis do universo da pesquisa, conforme foi proposto.</span></p><p class="MsoNormal" style="margin-bottom: 0cm; line-height: normal;"><span style="font-size: 9.0pt; mso-bidi-font-family: Calibri;"><a href="http://dx.doi.org/10.28998/cirev.2021v8n1i">10.28998/cirev.2021v8n1i</a></span></p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11354 O produtivismo acadêmico na Pós-Graduação stricto sensu em Ciência da Informação no Brasil 2021-06-07T08:56:26-03:00 Luciana Ferreira da Costa lucianna.costa@yahoo.com.br Edilson Teixeira Barbosa Filho edilsonteixeira48@gmail.com <p>A pesquisa em relato tem como objetivo analisar o impacto do produtivismo acadêmico na atividade desenvolvida pelos docentes vinculados aos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil, com ênfase nos programas em funcionamento nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste do país. A partir disso, a pesquisa traça o perfil dos docentes do núcleo permanente dos programas; descreve a percepção dos docentes sobre o produtivismo acadêmico; identifica os impactos do produtivismo acadêmico na trajetória dos docentes. Para tanto, a pesquisa é de cariz bibliográfico, documental e descritivo, ancorada na abordagem qualitativa com aporte quantitativo. A coleta de dados dá-se por meio da aplicação de questionário, com dados tratados a partir da análise de conteúdo. Os resultados indicam que o grupo investigado, em sua maioria, reconhece as exigências e a ênfase no quantitativo da produção científica e o impacto da lógica produtivista no seu modo de vida, confirmando que o produtivismo pode afetar não só o trabalho, mas também acarretar problemas de saúde como ansiedade, estresse e a síndrome de <em>Burnout.</em> Conclui que esse fenômeno do produtivismo acadêmico é inerente à pós-graduação e que suas consequências vêm afetando o trabalho, a pesquisa, a saúde e o modo de viver dos docentes, algo talvez agravado, ainda mais, pela pandemia da COVID-19 e a necessidade do distanciamento físico.</p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/12476 A consolidação do campo disciplinar da Ciência da Informação: exaustão das discussões ou necessidade de entendimento de regimes institucionalizantes? 2021-06-04T17:05:21-03:00 Willian Lima Melo willianmelo23@gmail.com <p><span>Editorial, v. 8, n. 1.</span></p> 2021-06-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional.