Ciência da Informação em Revista https://www.seer.ufal.br/index.php/cir <p><strong><em>Ciência da Informação em Revista</em></strong> é um periódico científico do <a href="http://www.ufal.edu.br/unidadeacademica/ichca/pos-graduacao/ciencia-da-informacao">Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação</a> da <a href="https://ufal.br/">Universidade Federal de Alagoas</a>, que tem como finalidade promover a produção, a comunicação e a divulgação do conhecimento técnico-científico no domínio específico da Ciência da Informação e das inter-relações com áreas afins. Com fluxo contínuo de submissões, aceita contribuições exclusivamente inéditas, exceto traduções e reformulações de comunicações realizadas em eventos técnico-científicos. A avaliação é realizada por intermédio do sistema <em>double blind peer review</em>, mantendo o sigilo quanto à identidade dos autores e dos avaliadores. A periodicidade é quadrimestral com números publicados eletronicamente nos meses de abril, agosto e dezembro de cada ano. Este periódico está disponivel no <a href="http://www.periodicos.capes.gov.br/">Portal de Periódico da CAPES</a> e indexado, entre outros, nos seguintes diretórios e bases de dados: <a href="http://www.brapci.inf.br/index.php/res/v/535">BRAPCI</a>, <a href="https://www.citefactor.org/journal/index/24553#.XUuk1-hKiUk">CiteFactor</a>, <a href="https://doaj.org/toc/2358-0763?source=%7B%22query%22%3A%7B%22filtered%22%3A%7B%22filter%22%3A%7B%22bool%22%3A%7B%22must%22%3A%5B%7B%22terms%22%3A%7B%22index.issn.exact%22%3A%5B%222358-0763%22%5D%7D%7D%2C%7B%22term%22%3A%7B%22_type%22%3A%22article%22%7D%7D%5D%7D%7D%2C%22query%22%3A%7B%22match_all%22%3A%7B%7D%7D%7D%7D%2C%22from%22%3A0%2C%22size%22%3A100%7D">DOAJ</a>, <a href="https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494609">ERIHPLUS</a>, <a href="https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=24631">LATINDEX</a>, <a href="https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/veiculoPublicacaoQualis/listaConsultaGeralPeriodicos.jsf">QUALIS</a>, <a href="http://directorio.rcaap.pt/handle/2/1560">RCAAP</a>, <a href="https://www.redib.org/recursos/Serials/Search/Results?lookfor=2358-0763&amp;type=ISN">REDIB</a> e <a href="https://ucsb-primo.hosted.exlibrisgroup.com/primo-explore/fulldisplay?docid=01UCSB_SCP_SERIALS947080367&amp;context=L&amp;vid=UCSB&amp;lang=en_US&amp;search_scope=default_scope&amp;adaptor=Local%20Search%20Engine&amp;tab=default_tab&amp;query=any,contains,ci%C3%AAncia%20da%20informa%C3%A7%C3%A3o%20em%20revista">ULRICH'S</a>.</p> pt-BR <p>A <em><strong>Ciência da Informação em Revista</strong></em> se reserva o direito de realizar, nos originais, <strong>verificação da (in)existência de plágio</strong>, utilizando, para tanto, o auxílio de <em>software</em> ou outro meio de <strong>detecção de plágio</strong> em suas diferentes manifestações.</p><p>O periodido reserva ainda o direito de realizar, nos originais, <strong>alterações de caráter normativo</strong> e <strong>gramatical,</strong> visando à manutenção de padrão, respectivamente, na estrutura e na norma culta da língua adotada.</p><p>As provas finais, em nenhum momento, serão enviadas aos autores, sendo diretamente publicadas.</p><p>Os originais, em nenhuma circunstância, serão devolvidos aos autores.</p><p>A opinião emitida pelos autores é de sua inteira e exclusiva responsabilidade.</p><p>Os autores que tiverem seus trabalhos submetidos e publicados concordam que <span>mantêm os respectivos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/">Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional</a>.</span></p> cirev@ichca.ufal.br (Edivanio Duarte de Souza) atendimento@sibi.ufal.br (Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação) sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 OJS 3.2.1.3 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 A consolidação do campo disciplinar da Ciência da Informação: exaustão das discussões ou necessidade de entendimento de regimes institucionalizantes? https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/12476 <p><span>Editorial, v. 8, n. 1.</span></p> Willian Lima Melo Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/12476 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Museu virtual do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro: virtualidade, memória e museu https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10509 <p>O estudo analisou as questões que envolvem o Museu Virtual do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IF UFRJ), um espaço cibernético voltado para a memória institucional do IF UFRJ, que em 2021 faz 57 anos, e ocupa um lugar de destaque entre as instituições de ensino e pesquisa no Brasil. Dentro deste quadro, as metas foram atualizar e revisar os tópicos que compõem a ferramenta de disseminação da informação; ou seja, a inclusão de fotos do Professor Fundador Plínio Sussekind Rocha e da Professora Sarah de Castro Barbosa no tópico Fotografias; organização de conteúdo para o tópico Levantamento documental e elaboração de um termo de consentimento, denominado carta de autorização para o tópico história oral, que é composto por entrevistas com os Professores Eméritos e ex-alunos da Instituição. Para cumprir este propósito, a metodologia da pesquisa foi dividida em etapas: elaboração de pesquisa iconográfica para coletar fotografias; levantamento documental com o intuito de coletar documentos que abordavam o Instituto e seus Professores Fundadores; e entrevista-narrativa com os Professores Eméritos e Ex-alunos do IF UFRJ Erasmo Madureira Ferreira, Fernando de Souza Barros, Herch Moysés Nussenzveig, Nelson Velho de Castro Faria, Nicim Zagury, Takeshi Kodama, Leandro Salazar e Máximo Ferreira da Silveira. Para a realização desta última etapa foi necessário a elaboração de um instrumento para coleta de dados, uma carta de autorização que permite a disseminação das informações recuperadas através das entrevistas. A coleta de dados ocorreu no período de junho a dezembro de 2018. Concluí-se que o serviço online está atualizado, com conteúdo revisado e dentro dos padrões; o Museu Virtual do IF UFRJ é um patrimônio cultural científico que cumpre o seu papel de preservar e disseminar informação fazendo com que a unidade de informação busque realizar um trabalho ligado aos interesses da comunidade científica, onde ela participa, interroga e descobre valores, além de poupar o tempo do usuário, através da otimização do serviço.</p> Robson da Silva Teixeira Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10509 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Publicações webjornalísticas na divulgação da Biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Santa Catarina https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10802 <p>Com o objetivo de analisar as publicações institucionais on-line que apresentaram conteúdos relacionados à Biblioteca do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Santa Catarina (IFSC) – Campus Lages entre os anos de 2012 e 2018, realizou-se uma pesquisa descritiva quantitativa, coletando-se os dados contidos no Portal institucional e no site local do IFSC – Campus Lages. No entanto, não se excluiu em sua totalidade as demais publicações institucionais. Foram analisadas a quantidade, variação periódica, reprodução, proporcionalidade, assuntos mais abordados e publicados e migração de publicações entre os canais. Dos resultados, destaca-se que, aproximadamente 60% das publicações sobre o Campus Lages, publicadas no Portal do IFSC, em 2012, divulgavam ações e atividades relacionadas à Biblioteca. Também se constatou que, os assuntos que mais despertaram o interesse do jornalismo institucional foram os eventos, concursos culturais e exposições artísticas. No total, encontrou-se nos websites 72 publicações entre 2012 e 2018. No entanto, considerando as publicações de interesse geral e as reproduzidas, a proporção de postagens sobre ações e atividades desenvolvidas pela Biblioteca, durante os sete anos, foi de aproximadamente 7% de publicações no site do Campus e 20% no Portal da instituição. Desta forma, pode-se inferir que, o setor da Biblioteca do IFSC – Campus Lages contribuiu de maneira significativa para o número de publicações institucionais até o ano de 2018. Esse resultado está relacionado com diversos fatores, entre eles, a realização e promoção de iniciativas que resultam em conteúdo com potencial de interesse jornalístico e de divulgação.</p> Jaison Muniz, Jéssica Bedin, Priscila Machado Borges Sena Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10802 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Uso de videoconferência para defesas de teses e dissertações na UFMG em tempos de COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11297 <p>Devido a pandemia provocada pelo surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2) causador da COVID-19, as atividades de ensino pesquisa, extensão foram inicialmente suspensas e posteriormente ajustadas ao formato remoto. Dentre todas as atividades desenvolvidas nas universidades, destacam-se as mudanças na realização das defesas de teses e de dissertações, em que são apresentados os resultados de pesquisas científicas desenvolvidas nos Programas de Pós-graduação, a partir de 2020. Isso gerou a necessidade de programas de pós-graduação se adaptarem a essa realidade momentânea para continuarem suas atividades por meio de soluções tecnológicas de informação, de forma remota e com a presença virtual da banca. Nesse cenário, este estudo tem por objetivo apresentar as ações implementadas pelos programas de pós-graduação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no período da pandemia, para a realização das sessões de defesas de teses e de dissertações por videoconferência, visando destacar os benefícios dessa prática no contexto da comunicação científica. Para tanto, como técnica de coleta de dados, optou-se por realizar uma pesquisa documental através de consulta a sites de departamentos de pós-graduação da UFMG e uma coleta de dados com uso de questionário online para identificar informações sobre a realização das sessões de defesas. Os participantes da pesquisa compreenderam 34 programas de pós-graduação com notas 6 e 7, selecionados na plataforma SUCUPIRA e que foram posteriormente analisados. Os resultados da pesquisa indicam que a maioria dos programas divulga agenda de defesas online por videoconferência, sendo que em alguns casos, aberto ao público em geral. Tem-se utilizado aplicativos como Zoom, Microsoft Teams, Google Meet e YouTube. Porém, não foram localizados registros de que esses materiais audiovisuais tenham sido armazenados em qualquer tipo de sistema, levando-se a refletir sobre ações de disponibilização e preservação dessas gravações.</p> Rafael Gonçalves Dias, Célia da Consolação Dias Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11297 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 O papel das bibliotecas durante a pandemia da Covid-19: em busca da emancipação humana https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11537 <p>As bibliotecas possuem papel fundamental perante a sociedade. Dentre suas funções, está a colaboração para a formação de cidadãos conscientes e críticos, em face das informações que têm acesso. Com o intuito de atender essa função, o Sistema Integrado de Bibliotecas do Instituto Federal Goiano promoveu um evento em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, totalmente em ambiente virtual, devido à pandemia da Covid-19. Dentre as diversas ações promovidas, realizou-se uma mesa redonda na plataforma Youtube, com o objetivo de discutir o tema <em>fake news</em> e inteligência artificial, no contexto pandêmico, e suas implicações na sociedade. A pesquisa apresenta o conceito de Bibliotecas dos Institutos Federais, sob o prisma da educação profissional e tecnológica, e evidencia o evento supracitado, com foco na formação de estudantes emancipados. Elaborou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa, descritiva-exploratória, baseada em revisão de literatura, para a fundamentação teórica sobre bibliotecas, <em>fake news</em> e inteligência artificial, e também sobre emancipação humana. Concluiu-se que eventos de promoção à emancipação dos estudantes são muito relevantes para a formação de cidadãos conscientes, críticos e reflexivos, que podem agir com autonomia e ser protagonistas na sociedade a qual pertencem.</p> Letícia Rodrigues Santos, Elisângela Ladeira de Moura Andrade, Morgana Bruno Henrique Guimarães, Pedro Henrique Isaías, Leonardo Henrique Silva, Emmanuela Ferreira de Lima, Juliana Cristina da Costa Fernandes, Fernando Barbosa Matos Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11537 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Desinformação sobre o Covid-19 no WhatsApp: a pandemia enquadrada como debate político https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11246 <p>Neste artigo, discutimos como é enquadrada a desinformação sobre o Covid-19 no WhatsApp no Brasil. Nossos objetivos são: (1) analisar a influência do discurso político nestes processos e (2) identificar as características da desinformação sobre o Covid-19 nesta ferramenta. Para isso, utilizamos a análise de conteúdo em um conjunto de 802 mensagens coletadas por meio do Monitor do WhatsApp em março e abril de 2020. Os nossos principais resultados mostram que: (1) a pandemia foi enquadrada como debate político e a desinformação foi utilizada para fortalecer uma narrativa pró-Bolsonaro em momento de crise do governo; e (2) há grande prevalência de teorias da conspiração nas mensagens analisadas e a opinião aparece como a principal estratégia discursiva, resultado que pode estar relacionado com as características da plataforma.</p> Felipe Bonow Soares, Raquel Recuero, Taiane Volcan, Giane Fagundes, Giéle Sodré Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11246 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Usuários da informação com deficiência e o papel das bibliotecas universitárias https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11238 <p>A presença de discentes que se declaram com deficiência no ensino superior sinaliza para que as bibliotecas universitárias avaliem os seus produtos e serviços na perspectiva da acessibilidade e inclusão. Nessa direção, o presente artigo de revisão tem o objetivo de refletir acerca da acessibilidade, dos usuários com deficiência e o papel das bibliotecas. Por meio de uma pesquisa bibliográfica, documental e de abordagem qualitativa realizou-se um levantamento bibliográfico de investigações no contexto da acessibilidade e inclusão realizadas em Programas de Pós-graduação em Ciência da Informação no Brasil e a consulta a documentos normativos como leis, decreto, artigos entre outros que subsidiam a discussão proposta. Na análise dos resultados das investigações associada com as orientações para a acessibilidade e os relatos dos usuários com deficiência visual observa-se que as unidades de informação, ainda, estão inacessíveis. Pois, falta pessoal capacitado, os usuários têm dificuldades de acesso à informação, existem barreiras na dimensão arquitetônica, comunicacional, atitudinal etc. Esse cenário sinaliza que ainda há bastante trabalho e ações a desenvolver para a concepção de bibliotecas acessíveis.</p> Michelle Karina Assunção Costa, Dalgiza Andrade Oliveira Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11238 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Por uma sociologia imaginativa: o presente do passado no processo de cristalização cultural https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10658 <p>O objetivo deste artigo é analisar o processo de cristalização cultural no âmbito da memória coletiva para a Ciência da Informação a partir da abordagem da sociologia imaginativa. O método se dá a partir da analítica filosófica foucaltiana, interpretou-se práticas do vivido, enquanto experiências do cotidiano, e de discursos difundidos no Facebook, estabelecendo reflexões acerca dos processos de cristalização cultural à luz da sociologia imaginativa. Como resultado, percebe-se que a cristalização cultural é um movimento que pode promover falaciosa narrativa harmônica e de retorno ao passado. A memória coletiva, quando usada para respaldar um processo de purificação cultural, pode comprometer o pensamento social e científico em uma configuração linear. O vivido e suas ações cotidianas podem trazer consequências no contexto da marginalização e da própria construção da ciência. Conclui-se, seguindo a citada perspectiva sociológica, que é fundamental superar a noção de harmonia, de artificialidade parcial e tendenciosa e de compreensão de hierarquização das ciências. Esse processo de cristalização cultural para a Ciência da Informação pode se dar por meio da analítica da sociologia imaginativa e do uso estratégico o fenômeno do "entranhamento", tratando-se de uma perspectiva pautada na contraposição do dual e da fragmentação.</p> Manuela Eugênio Maia, Jacqueline Echeverría Barrancos Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/10658 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 v. 8, n. 1, jan./abr. 2021 https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/12494 Ronaldo Ferreira de Araujo Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/12494 sáb, 17 jul 2021 00:00:00 -0300 Resenha do livro "Uma Breve História da Ciência" de Patricia Fara https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11328 Resenha do livro "Uma Breve História da Ciência" de Patricia Fara. Parte-se de uma análise descritiva da obra para então refletir sobre os quatro mil anos de história da ciência apresentados pela autora. André Felipe de Albuquerque Fell, Nilke Silvania Pizziolo Fell, Daniel Felipe Victor Martins Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11328 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 Incorporação da temática das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) na produção científica: um estudo em teses e dissertações https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/9939 <p class="Resumo">As Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANC) ainda são um tema em ascensão no contexto científico brasileiro, até mesmo por ser uma temática recente (inserida a partir do ano de 2007 pelo pesquisador Valderly Ferreira Kinupp). Nesta pesquisa, apresentamos os resultados de um estudo cujo objetivo foi de mapear a produção científica sobre PANC em dissertações e teses produzidas em programas de pós-graduação no Brasil. Adotou-se uma abordagem qualitativa, por meio de uma pesquisa documental. A busca foi realizada no Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, onde foram encontradas 41 dissertações e 14 teses que tratavam como foco principal as PANC. Os resultados das análises feitas mostraram que: a) o desenvolvimento de teses na temática teve crescimento gradual a partir de 2011, atingindo, no ano de 2017, 17 defesas; b) destacam-se como produtoras dessas teses e dissertações as instituições localizadas na região Sudeste do Brasil, especialmente a Universidade Federal de Lavras; c) as pesquisas na área de Ciências Agrárias é a principal, quando tratamos do tema por área do conhecimento, com destaque também para as pesquisas nas áreas de Ciência de Alimentos e interdisciplinares. Além desses achados identificamos que, a maior parte das pesquisas foram desenvolvidas por mulheres, além disso, a principal pesquisadora do tema é: Luciane Vilela Resende com cinco trabalhos orientados. Dentre as pesquisas encontradas também foi possível notar que, ampla maioria foram conduzidas por mulheres (42). O autor mais citado é Valdely Ferreira Kinupp. O mapeamento realizado possibilitou identificar a produção realizada no período analisado e identificar que, a temática das PANC está sendo desenvolvida por pesquisadores em importantes instituições de pesquisa no país.</p> Ítalo de Paula Casemiro, Ana Lucia do Amaral Vendramini Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/9939 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 A essencialidade dos serviços em bibliotecas: um olhar para o futuro? https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11065 <p class="Normal1"><span lang="PT">Este trabalho deslinda a opinião de bibliotecários acerca da essencialidade de serviços específicos oferecidos em bibliotecas, bem como do quão influentes eles acreditam ser a atualização dos serviços a serem ofertados, para acompanhamento das necessidades sociais e tecnológicas. É um trabalho de natureza exploratória e descritiva, a seleção dos serviços foi realizada por meio de levantamento bibliográfico. A partir desta seleção um questionário foi enviado para os bibliotecários, conforme contato nos sites, das 145 instituições públicas, estaduais e federais, de ensino superior brasileiras. Em seguida uma análise fatorial foi realizada. Os resultados apontaram que, embora a maioria dos respondentes considerem completamente essencial a atualização dos serviços ofertados pela biblioteca, para acompanhar a evolução social e tecnológica do passar do tempo, os maiores índices de essencialidade são atribuídos aos serviços mais comum e, em sua maioria já ofertados. Julga-se que os objetivos do trabalho foram cumpridos com assertividade; ainda que se notem agora mais perguntas que respostas, a meta inicial foi alcançada, tendo resultados demonstráveis do universo da pesquisa, conforme foi proposto.</span></p><p class="MsoNormal" style="margin-bottom: 0cm; line-height: normal;"><span style="font-size: 9.0pt; mso-bidi-font-family: Calibri;"><a href="http://dx.doi.org/10.28998/cirev.2021v8n1i">10.28998/cirev.2021v8n1i</a></span></p> Antonio de Souza Silva Júnior, Maria Vitoria Ribeiro da Silva, Diego Andres Salcedo Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11065 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300 O produtivismo acadêmico na Pós-Graduação stricto sensu em Ciência da Informação no Brasil https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11354 <p>A pesquisa em relato tem como objetivo analisar o impacto do produtivismo acadêmico na atividade desenvolvida pelos docentes vinculados aos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil, com ênfase nos programas em funcionamento nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste do país. A partir disso, a pesquisa traça o perfil dos docentes do núcleo permanente dos programas; descreve a percepção dos docentes sobre o produtivismo acadêmico; identifica os impactos do produtivismo acadêmico na trajetória dos docentes. Para tanto, a pesquisa é de cariz bibliográfico, documental e descritivo, ancorada na abordagem qualitativa com aporte quantitativo. A coleta de dados dá-se por meio da aplicação de questionário, com dados tratados a partir da análise de conteúdo. Os resultados indicam que o grupo investigado, em sua maioria, reconhece as exigências e a ênfase no quantitativo da produção científica e o impacto da lógica produtivista no seu modo de vida, confirmando que o produtivismo pode afetar não só o trabalho, mas também acarretar problemas de saúde como ansiedade, estresse e a síndrome de <em>Burnout.</em> Conclui que esse fenômeno do produtivismo acadêmico é inerente à pós-graduação e que suas consequências vêm afetando o trabalho, a pesquisa, a saúde e o modo de viver dos docentes, algo talvez agravado, ainda mais, pela pandemia da COVID-19 e a necessidade do distanciamento físico.</p> Luciana Ferreira da Costa, Edilson Teixeira Barbosa Filho Copyright (c) 2021 Os autores são detentores dos direitos autorais e concedem à Ciência da Informação em Revista o direito de publicação simultaneamente disponibilizada de acordo com uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional. https://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/11354 sex, 04 jun 2021 00:00:00 -0300