Análise de Conceito e Análise Temática na pesquisa qualitativa em educação

Autores

  • Silas Alberto Garcia Mestrando no Programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal de Goiás.
  • Jacques de Lima Ferreira Universidade do Oeste de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2022v14n36p358-378

Palavras-chave:

Análise de conceito, Análise temática, Pesquisa qualitativa, Educação

Resumo

O presente artigo, de caráter bibliográfico, sobre Análise de Conceito e Análise Temática, apresenta como problema de pesquisa o seguinte questionamento: Como realizar a Análise de Conceito e Análise Temática para analisar dados qualitativos em educação? Para responder esse questionamento essa investigação tem o objetivo de descrever e propor etapas para a realização da Análise de Conceito e Análise Temática como uma possibilidade para analisar dados qualitativos nas pesquisas em educação. A partir da investigação realizada foi possível identificar que a Análise de Conceito e a Análise Temática são muito contributivas para o desenvolvimento de pesquisas qualitativas em educação. Por meio delas, os pesquisadores podem analisar diferentes tipos de problemáticas e interesses de pesquisa. Portanto, são técnicas de análise de dados que, se forem utilizadas com rigor, credibilidade e qualidade, podem auxiliar na construção de profícuos resultados de pesquisa. Além disso, em uma pesquisa mais ampla, com uma problemática mais complexa, é possível utilizá-las em conjunto, por meio da triangulação de técnicas de análise de dados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silas Alberto Garcia , Mestrando no Programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal de Goiás.

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEF) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Especialista em Docência do Ensino Superior na Faculdade Brasileira de Educação e Cultura (FABEC). Graduado no curso de Licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) - Campus ESEFFEGO. Participante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Esporte, Lazer e Comunicação (GEPELC - UFG). É técnico em informática pelo IFG-Campus Inhumas. Atualmente é servidor público no Município de Goianira-Goiás, atuando como monitor de CMEi.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BARRERA, María Dilia Mieles; TONON, Graciela; SALGADO, Sara Victoria Alvarado. Investigación cualitativa: el análisis temático para el tratamiento de la información desde el enfoque de la fenomenología social. Universitas humanística, n. 74, p. 195-225, 2012. Disponível em: <http://www.scielo.org.co/pdf/unih/n74/n74a10.pdf>. Acesso em: 01/05/2022.

BRANDÃO, Marcos Antônio Gomes; MERCÊS, Claudia Angélica Mainenti Ferreira; LOPES, Rafael Oliveira Pitta; MARTINS, Jaqueline Santos de Andrade; SOUZA, Priscilla Alfradique de; PRIMO, Cândida Caniçali. Estratégias de Análise de Conceito para o desenvolvimento de teorias de enfermagem de médio alcance. Texto & Contexto Enfermagem, v. 28, p. 1-12, 2019. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/tce/a/sPyS5pnRvWdssKqr9PkXsyD/abstract/?lang=pt>. Acesso: 01/05/2022.

BRAUN, Virginia; CLARKE, Victoria. Using thematic analysis in psychology. Qualitative research in psychology, v. 3, n. 2, p. 77-101, 2006. Disponível em:

<https://psycnet.apa.org/record/2006-06991-002>. Acesso em: 01/05/2022.

CRUZ, Fabielle Rocha; FERREIRA, Jacques de Lima. Analisando o Discurso: linguística ou proposicional? Humanidades & Inovação, v. 8, n. 36, p. 09-19, 2021.

FERNANDES, Maria das Graças Melo; NÓBREGA, Maria Miriam Lima da; GARCIA, Telma Ribeiro; MACÊDO-COSTA, Kátia Nêyla de Freitas. Análise conceitual: considerações metodológicas. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 64, p. 1150-1156, 2011. Disponível em:

<https://www.scielo.br/j/reben/a/Nqsd9NRVy95fKC83MKvtMQd/?format=pdf&lang=pt>. Acesso em: 01/05/2022.

FLICK, Uwe. Qualidade na Pesquisa Qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

JAVADI, Mostafa; ZAREA, Kourosh. Understanding thematic analysis and its pitfall. Journal of Client Care, v. 1, n. 1, p. 34-40, 2016. Disponível em: <http://journals.rpp.co.ir/demo/paper/20011>. Acesso: 01/05/2022.

KAHN, Sami; ZEIDLER, Dana Lewis. A case for the use of conceptual analysis in science education research. Journal of Research in Science Teaching, v. 54, n. 4, p. 1-14, 2016. Disponível em: <https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/tea.21376>. Acesso em: 01/05/2022.

MADUREIRA, Valéria Silvana Faganello; SILVA, Denise Maria Guerreiro Vieira da; TRENTINI, Mercedes; SOUZA, Sabrina da Silva de. Métodos de análise conceitual na enfermagem: uma reflexão teórica. Escola Anna Nery, v. 25, n. 2, p. 1-7, 2021. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ean/a/5CFw843CtDcMSZHtxXgn4Jg/?lang=pt>. Acesso em: 01/05/2022.

MOREIRA, Herivaldo. Critérios e estratégias para garantir o rigor na pesquisa qualitativa. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 11, n. 1, p. 405-424, 2018. Disponível em: <https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/6977>. Acesso em: 01/05/2022.

NUOPPONEN, Anita. Methods of concept analysis-a comparative study. Journal Professional Communication, Knowledge Management, Cognition, v. 1, n. 1, p. 4-12, 2010. Disponível em: <https://rauli.cbs.dk/index.php/lspcog/article/view/2970>. Acesso em: 01/05/2022.

ROSA, Liane Serra da; MACKEDANZ, Luiz Fernando. A Análise Temática como metodologia na pesquisa qualitativa em educação em ciências. Revista Atos de Pesquisa em Educação, Blumenau, v.16, e8574, 2021. Disponível em:

<https://proxy.furb.br/ojs/index.php/atosdepesquisa/article/view/8574>. Acesso: 01/05/2022.

SOUSA, Luís Manuel Mota de; FIRMINO, Cristiana Furtado; CARTEIRO, Dora Maria Honorato; FRADE, Fátima; MARQUES, Joana Mendes; ANTUNES, Ana Vanessa. Análise de Conceito: conceitos, métodos e aplicações em enfermagem. Revista Investigação em Enfermagem, v. 9, n. 19, p. 9-20, 2018. Acesso em: <https://repositorio-cientifico.essatla.pt/bitstream/20.500.12253/1408/1/RIE25_s2_9-20.pdf>. Disponível em: 01/05/2022.

SOUZA, Luciana Karine de. Pesquisa com análise qualitativa de dados: conhecendo a Análise Temática. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 71, n. 2, p. 51-67, 2019. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672019000200005>. Acesso em: 01/05/2022.

TÄHTINEN, Jaana; HAVILA, Virpi. Conceptually confused, but on a field level? A method for conceptual analysis and its application. Marketing Theory, v. 19, n. 4, p. 533-557, 2019. Disponível em: <https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/1470593118796677>. Acesso em: 01/05/2002.

VAISMORADI, Mojtaba et al. Theme development in qualitative content analysis and thematic analysis. Journal of Nursing Education and Practice, v. 6, n. 5, p. 100-110, 2016. Disponível em: <https://asset-pdf.scinapse.io/prod/2245858136/2245858136.pdf>.

WILSON, John. Pensar com conceitos. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

YIN, Robert K. Pesquisa qualitativa do início ao fim. Porto Alegre: Penso, 2016.

ZAGONEL, Ivete Palmira Sanson. Análise de Conceito: um exercício intelectual em enfermagem. Cogitare Enfermagem, v. 1, n. 1, p. 10-14, 1996. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/44944>. Acesso em: 01/05/2022.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

ALBERTO GARCIA , Silas; DE LIMA FERREIRA, Jacques. Análise de Conceito e Análise Temática na pesquisa qualitativa em educação . Debates em Educação, [S. l.], v. 14, n. 36, p. 358–378, 2022. DOI: 10.28998/2175-6600.2022v14n36p358-378. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/13678. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

<< < 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.