A ação docente na EJA: um saber fazer orquestrado pelo habitus profissional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n28p383-403

Palavras-chave:

Ação docente. Habitus. Jovens e adultos. Currículo

Resumo

Este artigo apresenta uma abordagem sobre a ação docente e sua relação com as diferenças socioculturais dos/as alunos/as, como influência do currículo da EJA. Resulta de um estudo de caso complementado pela etnografia educacional. Como procedimentos de construção dos corpora utilizamos a observação participante, entrevista, análise documental e questionário, e como técnica de registro o diário de campo e gravador. No que diz respeito à sistematização, organização e análise, nos orientamos a partir dos princípios da análise de conteúdo, da interpretação e adentrando ainda pela escuta sensível. Os referidos conceitos nos respaldam e nos favorece a possibilidade de compreendermos as maneiras de agir e atitude do corpo docente que atua na EJA da escola campo de investigação.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jenaice Israel Ferro, Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL)

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGED/UFRN); Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Alagoas (PPGED/UFAL); Especialista em Formação para a Docência do Ensino Superior pelo Centro de Educação de Maceió (CESMAC); Graduada em Geografia pela Fundação Universidade Estadual de Alagoas (FUNESA); Professora Titular da Universidade Estadual de Alagoas, da cadeira de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Geografia - Campus III; Docente Permanente do Mestrado em Dinâmicas Territoriais e Cultura do Programa de Pós - Graduação em Dinâmicas Territoriais e Cultura (PRODIC/UNEAL), das cadeiras: Métodos e Técnicas de Pesquisa; Aspectos socioculturais dos sujeitos. Vinculada à Linha de Pesquisa: Território, cultura e saberes locais. Líder do Grupo de Pesquisa em Educação Geográfica, Diferenças Socioculturais, Currículo, Formação e Saberes Docentes - GRUPEGs/ UNEAL; Coordenadora Institucional do Programa de Residência Pedagógica da UNEAL. Pesquisadora da área de Educação com ênfase em Educação; Educação Geográfica; Currículo; Formação e Saberes Docentes no âmbito da Educação Básica, sobretudo, na modalidade Educação de Jovens e Adultos. Avaliadora do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (BASis) pleo INEP/MEC. Membro do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Geografia, Campus III. Articuladora da formação docente no PIBID e PRP/Uneal. Membro de Acompanhamento do PIBID e PRP/Uneal. Possui larga experiência na Educação Básica desde a sala de aula à gestão escolar na condição de Diretora Geral e Coordenadora Pedagógica.

Rosa Aparecida Pinheiro, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Professora da UFSCar, campus Sorocaba, no curso de graduação em Pedagogia e na Pós-graduação em Educação. Coordenadora do Curso de Pedagogia. Integrante do Comitê Científico do GT 18 - ANPED. Coordenadora Acadêmica do PIBID . Graduada em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos, Mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba, Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte com Estagio Doutoral na Universidad de Barcelona e Pós-doutorado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Atuação no campo de pesquisa, ensino e extensão em Formação de Professores, Currículo e Educação de Jovens e Adultos.

Lucas Pereira da Silva, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Alagoas (2001) e mestrado em Educação pela mesma Universidade (2005). Atualmente é Professor Adjunto DE da Universidade Federal de Alagoas - UFAL - Campus Arapiraca/Unidade Palmeira dos Índios, no curso de Psicologia. Colaborador desde a criação do Grupo de Pesquisa "Teorias e Práticas da Educação de Jovens e Adultos" (Liderado pela Profa. Dra. Tania Moura). Foi bolsista do PIBIC/UFAL/CNPq (1999-2001). Foi bolsista pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas - FAPEAL (2003-2005). Aprovado em concurso público foi Professor Assistente I (DE) da Universidade Federal de Campina Grande - Centro de Educação e Saúde - Campus de Cuité - PB (2006-2009) e redistribuído desta Univer sidade p ara a UFAL. Foi professor substituto do Curso de Psicologia no Instituto de Ciências Humanas Comunicação e Artes da Universidade Federal de Alagoas (2005-2006). Professor da Pós-Graduação em Docência para o Ensino Superior; Fundamentos Psicopedagógicos da Educação - Central de Aprendizagem de Alagoas - CEAP (2005-2006). Atuou como Psicólogo no Projeto Alternativo de Apoio a Meninos e Meninas de Rua - Erê - Maceió (2002-2006). Realizou pesquisa pelo Ministério da Educação através da SECAD (Levantamento das Iniciativas de Alfabetização de Jovens e Adultos em Alagoas, 2005). Atualmente é Membro do Grupo de Pesquisa Multidisciplinar em Educação de Jovens e Adultos (MULTIEJA) e do Grupo de Pesquisa em Educação Geográfica, Diferenças socioculturais, Currículo, Formação e saberes docen tes - GR UPEGs/UNEAL. Tem experiência na área de Psicologia e Educação, com ênfase em Psicologia do Ensino/Aprendizagem. Atuando principalmente nos seguintes temas: Epistemologia e Psicologia, Processos Psicológicos Básicos, Afetividade, formação humana, formação de professores, mediação da aprendizagem matemática, estudos da linguagem, alfabetização/aquisição da escrita, ingresso e permanência na educação superior, Educação de jovens e adultos, saúde do educador, educação em saúde, juventudes e avaliação de políticas públicas.

Andrezza Maria Batista do Nascimento Tavares, Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN)

Doutora e Mestre em Ciências da Educação pela UFRN. Curso de Pedagogia, Curso de Jornalismo e Pós-Graduada em Psicopedagogia Clínica. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), onde realiza atividades de ensino, pesquisa e extensão.  No IFRN, atua como Professora do Programa de Pós-Graduação Acadêmica (PPGEP/IFRN), do Mestrado Profissional em Ensino de Física (MNPEF/IFRN) e dos Cursos Superiores de Graduação. Coordenadora Institucional do Programa Pibid/IFRN financiado pela agência de fomento CAPES, no período de 2013 até 2018. Coordenadora Institucional do Programa de Residência Pedagógica/IFRN financiado pela agência CAPES, de 2018 até o ano corrente. Na Extensão, Coordena o Projeto "Diálogos sobre Capital Cultural e Práxis do IFRN", desde 2017. Na pesquisa, é membro do Grupo de Pesquisa vinculado ao CNPQ "Escola Contemporânea e Olhar Sociológico (ECOS)" que realiza investigação no campo das ciências da educação junto à linha de pesquisa "Sociologia educacional e ação pedagógica", na UFRN. No Jornalismo, escreve, reporta e noticia nos veículos de comunicação “Potiguar Notícias” (jornal eletrônico) e “PNTV” (TV digital). As atividades profissionais realçam proximidade com os objetos de pesquisa: Formação de professores, Educação Profissional, Ensino Superior, Processos Cognitivos, Educação Escolar e Não-Escolar, Teorias da Aprendizagem e da Comunicação. 

 

Downloads

Publicado

2020-08-18

Como Citar

FERRO, Jenaice Israel; PINHEIRO, Rosa Aparecida; SILVA, Lucas Pereira da; TAVARES, Andrezza Maria Batista do Nascimento. A ação docente na EJA: um saber fazer orquestrado pelo habitus profissional. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 28, p. 383–403, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n28p383-403. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/8586. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

<< < 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.