ADOÇÃO POR CASAIS HOMOAFETIVOS: PERSPECTIVAS E DESAFIOS DOS PAIS ADOTIVOS EM ARACAJU-SE

Autores

  • Edson José de Oliveira
  • Carla Rezende Gomes

Palavras-chave:

Família homoafetiva. Adoção homoafetiva. Preconceito. Lei de adoção.

Resumo

Com essa pesquisa, analisou-se, utilizando a entrevista semiestruturada os relatos de experiências de três casais homoafetivos (dois que estão em processo de adoção e um que já adotou). Todos casados com união estável, renda acima de dez salários-mínimos e nível superior de escolarização. As entrevistas foram gravadas e posteriormente transcritas na íntegra e submetidas à análise de conteúdo. Teve como objetivo geral dar visibilidade às experiências de adoção por casais homoafetivos em Aracaju - SE. Os resultados mostraram que o que motiva a adoção é o desejo de querer ser pai; a família apoia a decisão da adoção; em sua maioria não houve preconceito em relação à equipe técnica envolvida com os trâmites legais do processo. Mostrou também que os casais não frequentam nenhum tipo de religião e que optaram em adotar crianças de até três anos. Ficou evidenciado o medo de a criança sofrer preconceito e de como ela irá conviver em coletivamente de uma forma natural. Apesar de ser carente de leis específicas, a adoção por casais homoafetivos é uma realidade no âmbito da Justiça Brasileira e da Sociedade como um todo.

Downloads

Publicado

30/08/2018

Edição

Seção

Resumos do I Congresso Internacional de Direito Público dos Direitos Humanos e Políticas de Igualdade