PERFIL DA ATENÇÃO MULTIPROFISSIONAL À PESSOA COM OBESIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE EM ALAGOAS

Autores

  • Joice Alves Gaia
  • Thiago Marques Wanderley
  • Amanda da Silva Gomes
  • Jonas Augusto Cardoso da Silveira

Resumo

Introdução: Obesidade é uma doença multifatorial cujo tratamento deve ocorrer de forma integral, humanizada e multiprofissional, envolvendo todos os níveis de atenção à saúde, incluindo a atenção primária à saúde. Esse estudo avaliou as ações desenvolvidas às pessoas com obesidade pelas equipes da atenção primária à saúde no estado de Alagoas. Metodologia: Estudo transversal, realizado a partir da análise de dados secundários do 3º ciclo do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica no estado de Alagoas. Resultados e Discussão: Das 126 equipes do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica de Alagoas que participaram do 3º ciclo do programa, 118 (93,7%) desenvolveram ações para o manejo da obesidade com as equipes da atenção primária à saúde. Destaca-se a importância dessas ações na atenção primária à saúde, devido à proximidade com os usuários. Conclusões: Grande parte das equipes desenvolveram ações, se mostrando um importante mecanismo de apoio aos usuários na prevenção e tratamento da obesidade.

Biografia do Autor

Jonas Augusto Cardoso da Silveira

Introdução: Obesidade é uma doença multifatorial cujo tratamento deve ocorrer de forma integral, humanizada e multiprofissional, envolvendo todos os níveis de atenção à saúde, incluindo a atenção primária à saúde. Esse estudo avaliou as ações desenvolvidas às pessoas com obesidade pelas equipes da atenção primária à saúde no estado de Alagoas. Metodologia: Estudo transversal, realizado a partir da análise de dados secundários do 3º ciclo do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica no estado de Alagoas. Resultados e Discussão: Das 126 equipes do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica de Alagoas que participaram do 3º ciclo do programa, 118 (93,7%) desenvolveram ações para o manejo da obesidade com as equipes da atenção primária à saúde. Destaca-se a importância dessas ações na atenção primária à saúde, devido à proximidade com os usuários. Conclusões: Grande parte das equipes desenvolveram ações, se mostrando um importante mecanismo de apoio aos usuários na prevenção e tratamento da obesidade.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica, Secretaria de Atenção à Saúde. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: obesidade. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. (Cadernos de Atenção Básica, 38).

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Atenção Básica, Secretaria de Atenção à Saúde. Manual para o Trabalho de Campo PMAQ - 3º Ciclo (Avaliação Externa): Orientações Gerais. Brasília: Ministério da Saúde, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Relatório estadual de adesão. Painel de Adesões: 3º Ciclo do PMAQ. c2020. Disponível em: http://sisaps.saude.gov.br/pmaq_relatorio/relatorio/adesaopmaq. Acesso em: 11 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. VIGITEL 2019: Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas em Inquérito Telefônico. Brasília: Ministério da Saúde, 2020.

Downloads

Publicado

09/09/2021

Como Citar

Gaia, J. A. ., Wanderley, T. M., Gomes, A. da S. ., & Silveira, J. A. C. da . (2021). PERFIL DA ATENÇÃO MULTIPROFISSIONAL À PESSOA COM OBESIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE EM ALAGOAS. Gep News, 5(1), 51–54. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12859

Edição

Seção

Artigos