INSTRUMENTOS E REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA

AS CONTRIBUIÇÕES EM PACIENTES LARINGECTOMIZADOS

Autores

  • Marciana da Costa Carlos
  • Nicolly Menezes Silva dos Santos
  • Maria Júlia Cabral Fortaleza
  • Carliane Maria da Silva
  • Vanessa Fernandes de Almeida Porto

Resumo

O câncer de laringe é o mais comum entre os diversos tipos de câncer de cabeça e pescoço, podendo ocasionar grandes dificuldades relacionadas à fonação, à respiração e à alimentação. Este estudo tem como objetivo descrever as contribuições da intervenção fonoaudiológica e instrumentos utilizados em pacientes laringectomizados. Refere-se a uma revisão integrativa da literatura de cunho descritivo e exploratório, onde foi realizada uma busca nas bases de dados eletrônicas: Literatura Latino e do Caribe em Ciências da Saúde via Biblioteca Virtual em Saúde, Scientific Eletronic Library Online e Public Medicine Library. Foram investigadas variáveis: protocolos, instrumentos ou recursos utilizados na avaliação ou intervenção fonoaudiológica, Tipo de laringectomia, forma de comunicação utilizada pelo paciente, tipo do tumor, exames e/ou cirurgia realizados, tipo de intervenção fonoaudiológica, Caracterização e quantidade da amostra, objetivo, resultado e conclusão dos artigos selecionados. A aplicação de protocolos ou instrumentos são essenciais na avaliação fonoaudiológica de pacientes laringectomizados, pois contribuem para um maior sucesso da terapia, na qual pode ser realizada através do uso de diversos recursos.  Houve bastante divergência entre os estudos em relação aos instrumentos de avaliação utilizados, com a predominância de questionários e escalas de autoavaliação do paciente.

Referências

ALGAVE, D. P.; MOURÃO, L. F. Qualidade de vida em laringectomizados totais: uma análise sobre diferentes instrumentos de avaliação. Rev. CEFAC, São Paulo, v.17, n.1, p.58-70, fev. 2015.

ARAUJO, A. M. B. de; SANTOS, E. C. B. dos; PERNAMBUCO, L. Autoavaliação de aspectos respiratórios e vocais após uso do umidificador de traqueostomia em laringectomizados totais. Audiol., Commun. Res., São Paulo, v.22, 2017.

CORREIA, M. E.; VIANNA, K. M. de P.; GHIRARDI, A. C. de A. M. Voz e qualidade de vida de laringectomizados totais: um estudo comparativo. Rev. CEFAC, São Paulo, v.18, n.4, p.923-931, ago. 2016.

FOUQUET, M. L. et al. Efeito imediato da técnica de firmeza glótica nas laringectomias parciais horizontais supracricoides: estudo inicial. Rev. soc. bras. fonoaudiol., São Paulo, v.17, n.3, p.346-350, 2012.

SOMOZA, S. E.; WILLIAMS, M.; BROTZMAN, G.; SÁNCHEZ, V. M. Percusión, ritmo y movimiento: facilitadores del proceso de rehabilitación del paciente laringectomizado. Rev. Fed. Argent. Soc. Otorrinolaringol., [s.l.], v.24, n.3, p.6-11, 2017.

SUÁREZ, A. M. Tratamiento de la disfagia en paciente laringectomizado: estudio de caso / Treatment of dysphagia in a laryngectomy patient: a case study. Rev. colomb. Cancerol., [s.l.], v.22, n.4, p.169-175, out./dez. 2018.

ZICA, G. M. et al. Deglutição, voz e qualidade de vida de pacientes submetidos à laringectomia supratraqueal alargada. Einstein, São Paulo, v.18, 2020.

Downloads

Publicado

09/09/2021

Como Citar

Carlos, M. da C. ., Santos, N. M. S. dos ., Fortaleza, M. J. C. ., Silva, C. M. da ., & Porto, V. F. de A. . (2021). INSTRUMENTOS E REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA: AS CONTRIBUIÇÕES EM PACIENTES LARINGECTOMIZADOS. Gep News, 5(1), 205–217. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12899

Edição

Seção

Artigos