FATORES DE RISCO PARA INFARTO EM PACIENTES INFARTADOS ATENDIDOS EM SERVIÇO DE REFERÊNCIA DO ESTADO DE ALAGOAS

Autores

  • Victória Gabriella Fidelix de Mecenas
  • Matheus Monteiro de Luna Barros
  • Raphaela Costa Ferreira Lemos
  • Jéssika Oliveira de Araújo
  • Sandra Mary Lima Vasconcelos

Resumo

O objetivo deste estudo foi descrever a frequência de fatores de risco para infarto agudo do miocárdio em pacientes infartados atendidos em serviço de referência do sistema único de saúde do Estado de Alagoas e compará-los com os estudos INTERHEART (mundial), FRICAS e AFIRMAR (brasileiros). Trata-se de um estudo transversal, quantitativo e descritivo, com dados coletados da planilha do serviço, disponibilizada para pré-triagem de estudo multicêntrico, de um universo de 1.148 pacientes que deram entrada entre maio/2019 e setembro/2020.  Foram avaliados os fatores de risco para infarto agudo do miocárdio sendo eles: sexo, idade, hipertensão, diabetes mellitus e tabagismo. Verificou-se maior frequência de pacientes na faixa etária entre 50 e 78 anos (74,65%) e do gênero masculino (62,02%). A frequência de fatores de risco para foi: 71,69% (n=823) para hipertensão; 31,88% (n=366) para diabetes mellitus e 31,8% (n=366) para tabagismo, onde 40,7% (n=149) destes são ex-tabagistas. O estudo mostra que os indivíduos acometidos por infarto agudo do miocárdio em Alagoas têm elevada frequência dos fatores de risco cardiovascular verificados nos estudos de comparação, INTERHEART, FRICAS e AFIRMAR. 

Referências

MECHANIC; GROSSMAN. Acute Myocardial Infarction. NCBI, [s.l.], jan. 2020. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK459269/. Acesso em: 24 out. 2020.

PIEGAS, L. S. et al. Risk factors for myocardial infarction in Brazil. American heart journal, [s.l.], v.146, n.2, p. 331-338, 2003.

SANTOS, J. et al. Mortalidade por infarto agudo do miocárdio no Brasil e suas regiões geográficas: análise do efeito da idade-período-coorte. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.23, n.5, p.1621-1634, 2018.

SILVA, M. A. D.; SOUSA, A. G. M. R.; SCHARGODSKY, H. Risk factors for acute myocardial infarction in Brazil (FRICAS study). Arquivos brasileiros de cardiologia, São Paulo, v.71, n.5, p.667-675, 1998.

YUSUF, S. et al. Effect of potentially modifiable risk factors associated with myocardial infarction in 52 countries (the INTERHEART study): case-control study. The Lancet, [s.l.], v.364, n.9438, p. 937-952, 2004.

Downloads

Publicado

09/09/2021

Como Citar

Mecenas, V. G. F. de ., Barros, M. M. de L. ., Lemos, R. C. F. ., Araújo, J. O. de ., & Vasconcelos, S. M. L. . (2021). FATORES DE RISCO PARA INFARTO EM PACIENTES INFARTADOS ATENDIDOS EM SERVIÇO DE REFERÊNCIA DO ESTADO DE ALAGOAS. Gep News, 5(1), 345–347. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12930

Edição

Seção

Artigos