CARACTERIZAÇÃO DA RESISTÊNCIAAOS ANTIFÚNGICOS AZÓLICOS DURANTE A TERAPIA DA CANDIDÍASE VULVOVAGINAL

Autores

  • Isabela Macêdo de Araujo
  • Lays Lorene Matos Vieira
  • Cristiane Monteiro da Cruz
  • Lorenna Peixoto Lopes

Resumo

Introdução: O desenvolvimento de resistência medicamentosa aos antifúngicos azólicos durante o
tratamento para a candidíase vulvovaginal possui característica multifatorial. Dentre os fatores de risco para
tal resistência, destacam-se o estímulo ao autodiagnóstico e a livre disponibilidade de antifúngicos, sem a
necessidade de prescrição médica. Objetivo: Analisar as causas e os mecanismos envolvidos no
desenvolvimento de resistência aos antifúngicos azólicos durante o tratamento para candidíase vulvovaginal.
Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados Medline (via PubMed),
LILACS (via BVS) e ScienceDirect. Utilizou-se a estratégia de busca: “candidiases AND Vulvovaginal
AND Azole resistance”, seguida da aplicação do filtro de artigos publicados durante os anos de 2016 a 2020.
Resultados: A partir da aplicação dos filtros foram encontrados 669 artigos, dos quais 4 foram selecionados
para compor a revisão. Conclusão: Os antifúngicos disponíveis para o tratamento da candidíase vulvovaginal
são utilizados de maneira inadequada e indiscriminada, favorecendo o desenvolvimento de resistência
medicamentosa. Dessa forma, a realização de testes de suscetibilidade antifúngica é de extrema importância.

Referências

BUTTS, A. et al. A Systematic Screen Reveals a Diverse Collection of Medications That Induce

Antifungal Resistance in Candida Species. Antimicrobial agents and chemotherapy, [s.l.], v.63,

n.5, 2019. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6496105/.

FENG, W. et al., Mrr2 mutations and upregulation are associated with increased fluconazole

resistance in Candida albicans isolates from patients with vulvovaginal candidiasis. Lett. Appl.

Microbiol., [s.l.], v.70, n.2, p.95-101, 2020. Disponível em:

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31705810/.

SHARMA, J. et al. Linking Cellular Morphogenesis with Antifungal Treatment and Susceptibility

in Candida Pathogens. Journal of fungi, Basel, v.5, n.1 p.17, 2019. Disponivel em:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6463059/.

SOBEL, J. D.; SOBEL, R. Current treatment options for vulvovaginal candidiasis caused by

azole-resistant Candida species. Expert Opin. Pharmacother, [s.l.], v.19, n.9, p.971-977, 2018.

Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29932786/.

Downloads

Publicado

09/09/2021

Como Citar

Araujo, I. M. de ., Vieira, L. L. M. ., Cruz, C. M. da ., & Lopes, L. P. . (2021). CARACTERIZAÇÃO DA RESISTÊNCIAAOS ANTIFÚNGICOS AZÓLICOS DURANTE A TERAPIA DA CANDIDÍASE VULVOVAGINAL. Gep News, 5(1), 435–438. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12947

Edição

Seção

Artigos