A utilização dos Equipamentos de Proteção Individual nos Acidentes com Materiais Biológicos

Autores

  • Juliana de Morais Calheiros Faculdade Estácio de Alagoas
  • Ana Simone Silva do Nascimento Faculdade Estácio de Alagoas
  • Arly Karolyne Albert Alves Santos Faculdade Estácio de Alagoas
  • Maely Nunes Araújo Faculdade Estácio de Alagoas
  • Margarete Batista da Silva Faculdade Estácio de Alagoas

Palavras-chave:

Notificação de Acidentes de Trabalho. Exposição a Agentes Biológicos. Equipe de Enfermagem.

Resumo

O estudo tem por objeto os Equipamentos de Proteção Individual utilizados pelos profissionais de enfermagem. Os profissionais de enfermagem, assim como todos os outros profissionais da saúde, estão expostos diariamente a uma série de riscos e com excesso de carga de trabalho, podem influir na ocorrência de acidentes. O estudo foi definido como descritivo, com abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada no Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (CEREST), localizado no Município de Maceió/AL. No ano de 2016, o CEREST notificou 462 casos de acidentes por materiais biológicos por enfermeiros, técnico e auxiliares de enfermagem no estado de Alagoas, sendo 77 acidentes em enfermeiros, 317 casos com técnicos em enfermagem e 68 acidentes com auxiliares de enfermagem, a maioria não fazia uso dos EPI necessários para a prática profissional. A criação de estratégias para a melhor adesão da utilização dos EPI são de suma importância, pois se estima que o profissional bem orientado e capacitado, reduz o grande índice de acidentes de trabalho.

Downloads

Publicado

01/08/2018

Como Citar

Calheiros, J. de M., Nascimento, A. S. S. do, Santos, A. K. A. A., Araújo, M. N., & Silva, M. B. da. (2018). A utilização dos Equipamentos de Proteção Individual nos Acidentes com Materiais Biológicos. Gep News, 2(2), 23–28. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/5234

Edição

Seção

Artigos