Atividades Lúdicas de Saúde Bucal com Crianças e Adolescentes Hospitalizados

Autores

  • Rosany Larissa Brito de Oliveira Hospital Universitário Professor Alberto Antunes
  • Sarah Lins de Barros Moreira Hospital Universitário Professor Alberto Antunes
  • Eline Deise Alves da Silva Hospital Universitário Professor Alberto Antunes
  • Leandro de Mello Azevedo Hospital Universitário Professor Alberto Antunes
  • Ingrid Martins Leite Lúcio Universidade Federal de Alagoas

Palavras-chave:

Odontologia. Ludoterapia. Unidade Hospitalar de Odontologia.

Resumo

Este trabalho consiste num relato de experiências sobre as atividades lúdicas de saúde bucal enquanto instrumento de estímulo ao autocuidado e resgate da sociabilidade com crianças e adolescentes internados na clínica pediátrica do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes - HUPAA. Crianças e adolescentes internados vivenciam momentos de estresse, medo e expectativas sobre o restabelecimento da saúde, muitas vezes tendo que ser submetidos a procedimentos dolorosos/invasivos no ambiente hospitalar. Além disso, O processo de adoecimento e de hospitalização para a criança e para o adolescente, em muitos casos, representa a perda de sua vida social, de seus brinquedos e de suas fantasias. OBJETIVO: o objetivo desse trabalho é descrever as principais ações de saúde bucal desenvolvidas na clínica pediátrica do HUPAA e explanar sobre como a proposta lúdica afeta o comportamento dos usuários. METODOLOGIA: na brinquedoteca do setor ocorrem as intervenções individuais e grupais com a atuação conjunta da Odontologia, da Enfermagem e da Terapia Ocupacional. A partir dessa experiência prática, os dados são coletados através do discurso dos profissionais da equipe, usuários e acompanhantes. RESULTADOS: as atividades lúdicas de saúde bucal tiveram boa aceitação por parte dos usuários da pediatria. Além disso, a participação nas atividades lúdicas, ou seja, o brincar foi um importante recurso mediador, promovendo maior interação das crianças e adolescentes como todos os profissionais das diversas áreas da saúde. CONSIDERAÇÕES FINAIS: as atividades lúdicas desenvolvidas contemplam os objetivos aos quais se propõem, promovendo as práticas de autocuidado, de socialização, tornando as crianças e adolescentes mais cooperadoras.

Downloads

Publicado

01/08/2018

Como Citar

Oliveira, R. L. B. de, Moreira, S. L. de B., Silva, E. D. A. da, Azevedo, L. de M., & Lúcio, I. L. (2018). Atividades Lúdicas de Saúde Bucal com Crianças e Adolescentes Hospitalizados. Gep News, 2(2), 36–42. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/5237

Edição

Seção

Artigos