Brinquedoteca e Reconstrução Sócio-Histórica de Espaços Potencializadores nos Hospitais: Um Relato de Experiência

Autores

  • Luciano Domingues Bueno Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes
  • Maria Laura Barros da Rocha Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes
  • Profª Drª Adélia Augusta Souto de Olivei Universidade Federal de Alagoas

Palavras-chave:

Brinquedoteca. Hospital. Psicossocial.

Resumo

Para além da estrutura física hospitalar, seu corpo profissional, usuários e serviços oferecidos, há um hospital vivenciado, imaginado e compartilhado socialmente. Existe uma dimensão hospitalar psicossocial, a qual é produto de memórias vindas de experiências diretas e indiretas de usuários e equipe, que compõe um imaginário compartilhado do que seria um hospital e o que é vivido neste espaço. Esta construção sócio-histórica do espaço hospitalar é tema central deste relato de experiência. Como norte teórico é tomada a Psicologia Sócio-Histórica de Vigotski, mais especificamente suas proposições a respeito de como os conceitos são criados e compartilhados, visando compreender os processos de constituição de um imaginário compartilhado socialmente acerca do hospital. Busca-se refletir a respeito da possibilidade de reconstrução de um imaginário compartilhado a respeito do hospital a partir de atividades desenvolvidas no serviço de brinquedoteca, numa clínica pediátrica de um hospital universitário. A partir disso, discutimos como as vivencias lúdicas podem produzir memórias, que serão compartilhadas e passarão a construir um hospital que também é lugar de brincar, aprender e se desenvolver.

Downloads

Publicado

01/08/2018

Como Citar

Bueno, L. D., Rocha, M. L. B. da, & Olivei, P. D. A. A. S. de. (2018). Brinquedoteca e Reconstrução Sócio-Histórica de Espaços Potencializadores nos Hospitais: Um Relato de Experiência. Gep News, 2(2), 170–176. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/5258

Edição

Seção

Artigos