https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/issue/feed Gep News 2022-12-20T15:17:23-03:00 Guilmer Brito Silva guilmer.silva@ebserh.gov.br Open Journal Systems <p>A <strong>GEP News é </strong>um periódico científico idealizado pela Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP) do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes da Universidade Federal de Alagoas (HUPAA/UFAL/EBSERH) e teve seu primeiro número lançado em janeiro de 2017. </p> <p>A missão da <strong>GEP News</strong> é compartilhar os conhecimentos produzidos pelas pesquisas em saúde realizadas no âmbito do HUPAA/UFAL/EBSERH e também de outras instituições.</p> https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14666 PACIENTE TERMINAL NA UTI 2022-12-05T07:45:06-03:00 Thaísa Mirella da Silva fernandesmifb@gmail.com Manuelle de Araújo Holanda fernandesmifb@gmail.com Suzana Maria de Oliveira Costa Meneses fernandesmifb@gmail.com Valmiro Santos Almeida da Hora fernandesmifb@gmail.com Sâmela Maria de Oliveira Silva Silva fernandesmifb@gmail.com <p>A consciência de que a morte é algo inevitável, faz com o homem a veja como algo ligado à vida, sendo difícil de lidar quando esta acontece. O objetivo do estudo foi apresentar os sentimentos dos pacientes, familiares e profissionais da enfermagem diante do processo de morte e morrer do paciente terminal na UTI. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, retrospectivo, quantitativo, onde foram selecionados 10 artigos. Sendo assim, foi possível constatar que os enfermeiros possuem dificuldade de lidar com a morte e o morrer do paciente, como também de lidar com os sentimentos apresentados por eles e pelos seus familiares.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14672 CÂNCER DE MAMA EM MULHERES JOVENS 2022-12-06T07:45:18-03:00 Suzana Maria de Oliveira Costa Meneses fernandesmifb@gmail.com Elainey de Albuquerque Tenório Pereira fernandesmifb@gmail.com Júlia Maria Pacheco Lins Magalhães fernandesmifb@gmail.com Manuelle de Araújo Holanda fernandesmifb@gmail.com Sâmela Maria de Oliveira Silva fernandesmifb@gmail.com Thaísa Mirella da Silva fernandesmifb@gmail.com <p>O câncer de mama em mulheres jovens costuma apresentar prognóstico desfavorável, em virtude de sua instabilidade genética, características patológicas incomuns, difícil diagnóstico precoce e altos índices de morbi-mortalidade. O objetivo desse estudo foi analisar a produção científica referente ao câncer de mama em mulheres jovens. Revisão integrativa com descritores “câncer de mama” e “mulheres jovens” que levantou 157 artigos, sendo selecionados 06 artigos após leitura de títulos e resumos. Considerando as informações apresentadas neste estudo ficou evidente a limitada exploração do tema, especialmente a lacuna na produção de conhecimento nas regiões Norte, Nordeste Centro-oeste.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14683 CONTRIBUIÇÃO ENERGÉTICA DOS GRUPOS ALIMENTARES DE ACORDO COM ACLASSIFICAÇÃO NOVA DE ALIMENTOS POR GESTANTES ATENDIDAS EM UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE MACEIÓ-ALAGOAS 2022-12-08T18:36:58-03:00 Kamyla Myrza Saleme Cardoso fernandesmifb@gmail.com Alexandra Rodrigues Bezerra fernandesmifb@gmail.com Micaely Cristina dos Santos Tenório fernandesmifb@gmail.com Bianca Gomes de Souza fernandesmifb@gmail.com Thiago Marques Wanderley fernandesmifb@gmail.com Alane Cabral Menezes de Oliveira fernandesmifb@gmail.com <p>Este estudo teve como objetivo analisar a contribuição energética dos grupos alimentares de acordo com a classificação NOVA de Alimentos por gestantes atendidas em unidades de saúde no Município de Maceió, Alagoas. Trata-se de um estudo transversal onde foi aplicado questionário de frequência alimentar. Foram avaliadas 100 gestantes que apresentavam média de idade cronológica de 24,74 ± 6,35 anos. O grupo alimentar que mais contribuíram para o consumo energético foram os alimentos in natura ou minimamente processados(53,52%),seguido pelos alimentos ultraprocessados(28,69%), alimento processados(11,53%) e ingredientes culinários (6,24%).</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14686 CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA FAMILIAR DE CRIANÇAS ASSISTIDAS PELO PROGRAMA CRIANÇA ALAGOANA (CRIA) DO MUNICÍPIO DE UNIÃO DOS PALMARES 2022-12-08T19:22:46-03:00 Tamires Estevam Lopes fernandesmifb@gmail.com Bianca Gomes de Souza fernandesmifb@gmail.com Micaely Cristina dos Santos Tenório fernandesmifb@gmail.com Alexandra Rodrigues Bezerra fernandesmifb@gmail.com Marilene Brandão Tenório Fragoso fernandesmifb@gmail.com Alane Cabral Menezes de Oliveira fernandesmifb@gmail.com <p>Objetivou-se caracterizar o perfil socioeconômico de crianças assistidas pelo referido programa em União dos Palmares, Alagoas. Estudo transversal, com aplicação de formulário padronizado eletrônico, em responsáveis de crianças de até 72 meses, beneficiárias do programa, residentes em União dos Palmares, em 2021. Foram avaliadas 200 crianças, com média de idade de 27,2 ± 13,32 meses, onde foram identificados renda familiar mensal de 345,93 ± 270,37 reais; 46% das famílias relataram localização da residência em rua de terra/cascalho; 7% utilizam lenha para cozimento dos alimentos; 6% e 9,5% das famílias não possuem banheiro e geladeira no domicílio, respectivamente.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14685 VIVÊNCIAS DA VISITA MULTIPROFISSIONAL EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO 2022-12-08T19:06:23-03:00 Erivanderson Ferreira Santos Silva fernandesmifb@gmail.com Ítalo Souza Ferreira fernandesmifb@gmail.com Tarciane da Silva Monteiro fernandesmifb@gmail.com Júnia Costa Vaz de Almeida fernandesmifb@gmail.com Vanessa Ferry de Oliveira Soares fernandesmifb@gmail.com <p>A visita multiprofissional trata-se de uma ferramenta multidisciplinar, onde os profissionais, cuidando dosusuários, realizam abordagem a beira-leito, ampliando os conceitos, partilhando informações e construindo o vínculo usuário-equipe. Objetiva-se refletir sobre vivências e desafios apresentadosdurante a realização de visitas multiprofissionais. Trata-se de um relato de experiência,de abordagem qualitativa, com experiências práticas vivenciadas em uma unidade hospitalar. A realização das visitas multiprofissionais beneficiam os usuários e equipe, otimizando a comunicação e consequentemente a qualidade dos cuidados em saúde. A implementação dessa atividade como rotina é desafiadora, requer integração entre profissionais e instituição, visando propor estratégias e promoção de saúde.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14687 OS PRINCIPAIS DESAFIOS NA OPERACIONALIZAÇÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 2022-12-08T19:59:09-03:00 Juliana Simplício Ferreira fernandesmifb@gmail.com Luciano Avelino dos Santos fernandesmifb@gmail.com Kaio Cezar Cavalcante de Lima Santos fernandesmifb@gmail.com <p>INTRODUÇÃO Sistema Único de Saúde (SUS), maior programa de saúde do mundo criado pela Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990, garante que todos os Brasileiros tenham o direito ao acesso a saúde, sendo um dever do estado garantir este serviço público a todos, um serviço amplo com todas as áreas da saúde inclusive a Fisioterapia, onde abordamos nesta pesquisa a inclusão destes profissionais. OBJETIVO: Averiguar por meio de aspectos teóricos e práticos as principais falhas no funcionamento do sistema único de saúde. Bem como a importância da inserção do Fisioterapeuta em todos os níveis de atenção à saúde. METODOLOGIA: Define-se por uma revisão bibliográfica integrativa, pautada na natureza exploratória e descritiva. RESULTADOS: Foram pesquisados artigos para compor o estudo, 70 foram encontrados, 52 descartados e 18 selecionados. CONCLUSÃO: Ainda há um longo caminho para o SUS garantir o acesso a todos sem dificuldades, há alguns fatores que impedem o avanço rápido do acesso a população e também para que a inserção do fisioterapeuta em suas equipes de saúde seja efetiva em todas as suas áreas de atenção à saúde.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14688 A IMPORTÂNCIA DA HUMANIZAÇÃO NA PRÁTICA DO PSICÓLOGO HOSPITALAR 2022-12-08T20:08:26-03:00 Juliana Soares Laudelino Santos fernandesmifb@gmail.com <p>Esta pesquisa teve como objetivo discutir sobre a importância da Humanização na prática do Psicólogo hospitalar. A discussão se deu através de leituras de referenciais teóricos que se destacam em suas pesquisas relacionadas ao tema. Desse modo, para chegar ao objetivo proposto, foram selecionadas algumas produções através de uma pesquisa virtual na base de dados Google Acadêmico, que serviram de fundamento para a análise desse estudo. Chegamos à conclusão de que o trabalho humanizado no hospital possui importância significativa e deve ser realizado em um trabalho multidisciplinar, que envolva todos os profissionais que compõem a equipe, pois essa busca não deve ser realizada apenas pelo psicólogo.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14689 A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO HOSPITALAR DIANTE DA TRÍADE PACIENTE – FAMÍLIA – EQUIPE DE SAÚDE 2022-12-08T20:19:37-03:00 Juliana Soares Laudelino Santos fernandesmifb@gmail.com <p>Esta pesquisa teve como objetivo compreender a importância da atuação profissional do psicólogo para o paciente, à família e os profissionais de saúde, bem como, conhecer as demandas e dificuldades encontradas por esse profissional na sua prática no contexto hospitalar. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e bibliográfica na qual realizamos um levantamento das produções existentes sobre o nosso tema de interesse. Diante disso compreendemos que o foco de trabalho deste profissional é a tríade, de modo que ele tentará abarcar em suas intervenções todas as nuances e aspectos psicológicos que perpassam essas inter-relações.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14690 ESOFAGECTOMIA 2022-12-08T20:34:47-03:00 Ana Debora Santos de Oliveira fernandesmifb@gmail.com Joice Alves Gaia fernandesmifb@gmail.com Thiago Marques Wanderley fernandesmifb@gmail.com Bianca Gomes de Souza fernandesmifb@gmail.com Amanda da Silva Gomes fernandesmifb@gmail.com Glaucevane da Silva Guedes fernandesmifb@gmail.com <p>A intervenção nutricional é fundamental na assistência multimodal para otimizar a recuperação de pacientes submetidos à esofagectomia. Diante disto, o objetivo do presente trabalho foi desenvolver um protocolo para atenção nutricional desses pacientes, através de uma revisão de literatura. Elaborou-se um fluxograma sequenciado nos momentos pré-operatório, pós-operatório e alta hospitalar, com enfoque no preparo imune e na abreviação do jejum pré-operatório, na realimentação precoce no pós-operatório (com adequada escolha da via) e na orientação em relação aos cuidados nutricionais em âmbito domiciliar.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14691 ADAPTAÇÃO DA LISTA DE VERIFICAÇÃO DE CIRURGIA SEGURA PARA O CONTEXTO DA COVID-19 2022-12-08T21:01:50-03:00 Thais da Costa Oliveira fernandesmifb@gmail.com Monik Kelly Santos Lima fernandesmifb@gmail.com Sarah Gonçalves Soares fernandesmifb@gmail.com Thatiane Albuquerque da Costa Lima fernandesmifb@gmail.com Paula Alencar Gonçalves fernandesmifb@gmail.com <p>Objetivo: Relatar a experiência da adaptação do checklist de cirurgia segura para procedimentos de pacientes em isolamento respiratório no contexto da Covid-19. Método: A experiência foi desenvolvida por enfermeiras de um hospital universitário, utilizando-se os pressupostos do checklist de cirurgia segura da Organização Mundial de Saúde e as recomendações das entidades científicas nacionais e internacionais para os procedimentos de pacientes em isolamento respiratório no contexto da Covid-19. Resultados: A lista de verificação adaptada contemplou elementos organizacionais pré e pós-procedimento para orientar a segurança cirúrgica, otimizando recursos físicos e materiais, e minimizando o risco de transmissão intra-hospitalar da Covid-19.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14692 A IMPORTÂNCIA DO CIRURGIÃO-DENTISTA NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA 2022-12-09T07:51:04-03:00 Leandro de Mello Azevedo fernandesmifb@gmail.com Jenifer Collombeli Mielke fernandesmifb@gmail.com Jose Claudio da Silva fernandesmifb@gmail.com Álvaro Bezerra Cardoso fernandesmifb@gmail.com Rosany Larissa Brito de Oliveira fernandesmifb@gmail.com Valtuir Barbosa Felix fernandesmifb@gmail.com <p>O objetivo desse estudo é realizar uma revisão de literatura sobre a atuação do cirurgião-dentista na equipe interdisciplinar da Unidade de Terapia Intensiva. Para isso, foi realizado um levantamento bibliográfico através de consulta às bases de dados: PubMed e Scielo, a partir da utilização dos descritores Dentistry, Intensive Care Units. Podemos observar ao fim desse estudo que, apesar de haver questionamentos recentes sobre a efetividade do uso da clorexidina na higiene oral em unidades de terapia intensiva, é consenso na literatura que os cuidados orais são imprescindíveis e estão associado à redução da pneumonia associada à ventilação mecânica.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14693 GERENCIAMENTO DE RISCO E SEGURANÇA DO PACIENTE NA ADMINISTRAÇÃO DE DROGAS ANTINEOPLÁSICAS 2022-12-09T08:05:23-03:00 Sâmela Maria de Oliveira Silva fernandesmifb@gmail.com Inêz Carneiro Barbosa fernandesmifb@gmail.com Manuelle de Araújo Holanda fernandesmifb@gmail.com Suzana Maria de Oliveira Costa Meneses fernandesmifb@gmail.com Thaísa Mirella da Silva fernandesmifb@gmail.com <p>Visando o gerenciamento de risco e segurança dos pacientes oncológicos assistidos no ambulatório de quimioterapia, constatamos a necessidade de implementar ações que reduzissem o risco, aumentando a segurança do serviço prestado. O objetivo deste trabalho foi relatar a experiência da implementação de ações na assistência aos pacientes oncológicos em infusão de drogas antineoplásicas. Trata-se de um relato deexperiência a partir da implementação de ações no ambulatório de quimioterapia. Planejamentos foram realizados e objetivos alcançados, como identificação adequada do paciente, identificação do leito, local adequado para guarda de prontuário e medicações.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14694 NOVAS PRÁTICAS PSICOLÓGICAS 2022-12-09T08:17:41-03:00 Leonardo Bismarck Lopes Caetano fernandesmifb@gmail.com <p>O artigo tem o objetivo de discorrer sobre a inovação das práticas psicológicas que vem contribuindo na área da saúde, destacando a psicoterapia clínica e a avaliação psicológica, buscando comentar sobre as conquistas e as dificuldades que os psicólogos vêm enfrentando nesse novo formato de atuação. A metodologia foi desenvolvida com base na pesquisa qualitativa fazendo uma revisão narrativa dos assuntos encontrados sobre a temática nas bases de dados on-line. Os resultados foram positivos, pois na delimitação da pesquisa foi possível comentar sobre as novas práticas e as principais conquistas e desafios encontrados.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14695 A JUDICIALIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS: 2022-12-09T08:28:33-03:00 Júcila de Oliveira Santos fernandesmifb@gmail.com Thais Carvalho Alves Cardoso fernandesmifb@gmail.com <p>A pesquisa objetiva a ampliação de conhecimento acerca do interesse da indústria farmacêutica e o licenciamento compulsório no âmbito da judicialização de medicamentos. Foi desenvolvida através de uma pesquisa bibliográfica e documental, e concluiu que a judicialização de medicamentos no SUS é um fenômeno contraditório, sendo um campo de atuação da indústria farmacêutica que visa a captura do fundo público da saúde para o atendimento de seus próprios interesses econômicos.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14696 MANIFESTAÇÕES ORAIS DA COVID-19 2022-12-09T09:02:37-03:00 Daisy Costa Miranda Quagliato fernandesmifb@gmail.com Leandro de Mello Azevedo fernandesmifb@gmail.com Álvaro Bezerra Cardoso fernandesmifb@gmail.com Rosany Larissa Brito de Oliveira fernandesmifb@gmail.com Valtuir Barbosa Felix fernandesmifb@gmail.com <p>O objetivo desse estudo é realizar uma revisão de literatura sobre as principais manifestações orais da COVID-19 na cavidade oral. Para isso, foi realizado um levantamento bibliográfico, a partir da utilização dos descritores (1) Pathology, Oral e (2) COVID-19. Foi observado ao fim desse estudo que a COVID-19 é uma doença ainda recente, dessa forma, não é possível afirmar se as manifestações orais estão associadas diretamente à infecção pelo SARS-CoV-2 ou são consequência do tratamento, mas fica claro que a ocorrência de alterações de paladar, úlceras, bolhas, erosões, máculas e petéquias são achados comuns nesse grupo de pacientes.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14697 PERFIL LABORATORIAL E SUA RELAÇÃO COM A INGESTÃO ALIMENTAR EM PACIENTES COM DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL 2022-12-09T09:20:33-03:00 Anne Karolyne dos Santos fernandesmifb@gmail.com Brida Maria Castro Santos fernandesmifb@gmail.com Gustavo Henrique de Vasconcelos Silva fernandesmifb@gmail.com Amylly Sanuelly da Paz Martins fernandesmifb@gmail.com Fabiana Andréa Moura fernandesmifb@gmail.com Marilia Fonseca Oliveira Goulart fernandesmifb@gmail.com <p>As Doenças Inflamatórias Intestinais (DII), como Doença de Crohn (DC) e Colite Ulcerativa (CU), são capazes de desenvolver uma reação inflamatória na mucosa digestiva de natureza imunológica que oscila entre fases aguda e de remissão dos sinais e sintomas. O objetivo deste trabalho foi identificar a correlação dos sintomas gastrintestinais com o perfil inflamatório de pacientes com DII atendidos no ambulatório de Nutriçãoe Coloproctologia do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes. Foram inseridos na pesquisa pacientes com diagnóstico de DC e CU, foi realizada a leitura e entrega do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Foram coletados dados nutricionais, avaliação sociodemográfica onde foi traçado um perfil social e demográfico do paciente, análises laboratoriais das citocinas IL-6 e IFN-y realizadas por ELISA. Realizou-se ainda a análise descritiva das frequências dos dados pessoais, socioeconômicos, clínicos e de estilo de vida, dicotomizados segundo a queixa gastrointestinal. De um total de 24 pacientes, 87,5% (n=21) apresentaram ao menos uma queixa gastrointestinal. Pacientes com alteração intestinal tiveram maiores níveis de IL-6 do que aqueles sem queixas (32579,99±11860,57 vs 18531,81±11307,90; p=0,039); e aqueles com dor abdominal apresentaram maiores níveis de IL-6 (28600,00±14171,22 vs 15621,42±6454,18; p=0,032) e de IFN-y (3785,00±842,18 vs 2600,00 ±1171,34; p=0,033), sugerindo uma relação entre maior atividade inflamatória e piora nos sintomas gastrintestinais característicos da DII. Com isso, essas citocinas podem ser alvo terapêutico para essas doenças.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14704 REESTRUTURAÇÃO DO SERVIÇO PRESTADO ÀS MÃES ACOMPANHANTES: 2022-12-11T19:06:03-03:00 Fayruz Helou Martins fernandesmifb@gmail.com Camila de Melo Moura fernandesmifb@gmail.com Dayane Rívea Cintra Xavier fernandesmifb@gmail.com Eduarda Wanderley Santos Valença fernandesmifb@gmail.com <p>observando as diretrizes da Política Nacional de Humanização, procedimentos são adotados para promover o atendimento humanizado dos usuários de serviços hospitalares. Neste trabalho será abordado o processo de reestruturação do alojamento das mães acompanhantes de bebês internados na Unidade Neonatal. Por muitos anos este espaço foi relegado, pois as mães alojadas não são mais pacientes do hospital, elas usam o espaço enquanto acompanham seus filhos internados. Nosso foco foi demonstrar a importância da melhora da ambiência e o acolhimento destas usuárias, pois com espaços mais adequados poderemos propiciar o bom desenvolvimento de práticas de saúde, onde a singularidade do sujeito poderá ser respeitada e levada em consideração no processo saúde-doença.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14705 IMPORTÂNCIA DO PLANO DE AÇÃO NAS NOTIFICAÇÕES DE EVENTOS ADVERSOS 2022-12-11T19:31:45-03:00 Ana Flávia Silva Lima fernandesmifb@gmail.com Lilian Ohana Araújo da Silva fernandesmifb@gmail.com Mário César Ferreira Lima Júnior fernandesmifb@gmail.com Laís de Miranda Crispim Costa fernandesmifb@gmail.com <p>objetiva-se relatar experiência em plano de ação sobre prevenção de lesão por pressão relacionada a dispositivos médicos. Trata-se de relato de experiência sobre treinamento realizado como plano de ação após notificação de lesão por pressão relacionada a dispositivos médicos em uma instituição filantrópica de Maceió. No treinamento abordou-se a importância da notificação dos eventos adversos como meio de desenvolver medidas preventivas e que garantam cuidado seguro ao paciente. Houve participação das equipes com relatos de outras situações vividas e medidas de enfrentamento adotadas. Observou-se a falta de clareza na classificação dos estágios da lesão por pressão, momento que oportunizou esclarecimento.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14706 RELAÇÃO ENTRE OS PARÂMETROS ANTROPOMÉTRICOS E O PERFIL INFLAMATÓRIO DE PACIENTES COM DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL 2022-12-11T19:51:31-03:00 Amanda da Silva Gomes fernandesmifb@gmail.com Fernanda Lívia Cavalcante Araújo fernandesmifb@gmail.com Glenn Côsallin Melquiades da Conceição fernandesmifb@gmail.com Amylly Sanuelly da Paz Martins fernandesmifb@gmail.com Fabiana Andréa Moura fernandesmifb@gmail.com Marilia Fonseca Oliveira Goulart fernandesmifb@gmail.com <p>A doença de Crohn (DC) e a colite ulcerativa (CU), são marcadas por alterações morfofuncionais no trato gastrointestinal, repercutindo negativamente no estado nutricional do indivíduo. Avaliou-se a relação entre os parâmetros antropométricos e o perfil inflamatório dos pacientes com DII atendidos no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA) de Alagoas. Estudo transversal com coleta de dados sociodemográficos, clínicos, antropométricos e laboratoriais. Os resultados demonstraram que os níveis inflamatórios não diferiram entre os diferentes estados nutricionais. Ademais, observou-se que os níveis de IFN-γ associaram-se positivamente com o % de massa muscular e negativamente com o % de tecido adiposo.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14707 RECÉM-NASCIDOS E INFECÇÃO POR COVID-19 2022-12-11T20:06:52-03:00 Karolayne dos Santos Lima fernandesmifb@gmail.com Rhayara Beatriz Wanderley Alves fernandesmifb@gmail.com Wanderliza Laranjeira Coutinho fernandesmifb@gmail.com <p>analisar dados da literatura e compreender, a partir de uma revisão narrativa, a infecção por COVID19 em recém-nascidos. Metodologia: trata-se de um estudo de natureza básica, de abordagem qualitativa e exploratória. Resultados: em contraponto aos adultos e idosos, os recém-nascidos apresentam sintomatologia diferente, com características clínicas mais leves e assintomáticas. Embora algumas literaturas tenham realizado o mapeamento dos sintomas apresentados, ainda não há uma padronização, dessa forma, o presente estudo encontrou limitações para evidenciar maiores conclusões, o que propõe a necessidade de mais estudos nessa área.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14708 DESAFIOS NA IMPLANTAÇÃO DA SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM SALA DE RECUPERAÇÃO PÓS-ANESTÉSICA: 2022-12-11T20:45:07-03:00 Elainey de Albuquerque Tenório Pereira fernandesmifb@gmail.com Daniele Coutinho de Souza Lins Machado fernandesmifb@gmail.com Maria Neylândia de Souza fernandesmifb@gmail.com Laís Catarina Rocha fernandesmifb@gmail.com <p>o objetivo deste trabalho é descrever os principais desafios enfrentados na implantação da Sistematização da Assistência de Enfermagem na Sala de Recuperação Pós-Anestésica em um Hospital Universitário de Maceió, Alagoas. Trata-se de um trabalho descritivo de natureza qualitativa realizado na metodologia de relato de experiência. Os desafios foram descritos em duas categorias: Desafios relacionados à infraestrutura e desafios relacionados ao dimensionamento da equipe assistencial e processos de enfermagem. Este relato buscou explorar a Sistematização da Assistência de Enfermagem na SRPA como ferramenta que pode contribuir para melhoria da qualidade da assistência em saúde e segurança do paciente no pós-operatório imediato.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14709 CUIDADOS IMEDIATOS AO RECÉM-NASCIDO NA SALA DE PARTO 2022-12-12T07:36:36-03:00 Thatiane Albuquerque da Costa Lima fernandesmifb@gmail.com Thais da Costa Oliveira fernandesmifb@gmail.com Paula Alencar Gonçalves fernandesmifb@gmail.com Monik Kelly Santos Lima fernandesmifb@gmail.com Sarah Gonçalves Soares fernandesmifb@gmail.com <p>O conhecimento sobre a COVID-19, vem aumentando rapidamente à medida que a pandemia se alastra. Atualmente, não há evidências claras de transmissão vertical do COVID-19. Objetivo: relatar a experiência de cuidados imediatos ao RN (contato pele a pele e amamentação na 1ª hora de vida) de gestantes com suspeitas ou confirmação de COVID-19. Método: trata-se de um relato de experiência de enfermeiras assistenciais de uma maternidade escola de alto risco, no período de abril de 2020 a setembro de 2021, na vivência de partos de pacientes suspeitas e confirmadas de COVID-19. Resultados: ao mesmo tempo em quenão se tem evidências de transmissão vertical através da amamentação, na assistência ao recém-nascido na sala de parto deve-se adotar precauções para reduzir o risco de transmissão do vírus, realizar o contato pele a pele após a adoção de medidas de higiene, manter e estimular a amamentação exclusiva mediante cuidados de higiene da parturiente.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14710 POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE PARA A POPULAÇÃO NEGRA DIANTE DA PANDEMIA DA COVID-19 2022-12-12T08:12:49-03:00 Harylia Millena Nascimento Ramos fernandesmifb@gmail.com Camila de Melo Moura fernandesmifb@gmail.com Rafaela Costa Russo do Vale fernandesmifb@gmail.com Wanderliza Laranjeira Coutinho fernandesmifb@gmail.com <p>A pandemia pelo novo coronavírus é uma situação de emergência que reflete socioeconomicamente, sobretudo para populações vulneráveis. A discriminação e o racismo em saúde exercem sua função na morbimortalidade da população negra. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão de literatura e identificar as políticas de saúde pública durante a pandemia voltadas para essa população. A coleta de dados incluiu artigos científicos das bases da BVS, Lilacs, SciELO e MedLine. Os resultados encontrados mostram que a situação afeta desigualmente à população negra e revela um cenário em que os grupos populacionais que historicamente foram menosprezados, são os mais atingidos.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14711 TRIAGEM DE SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS DO PRONTO ATENDIMENTO ONCOLÓGICO (PAO) 2022-12-12T09:32:50-03:00 Sâmela Maria de Oliveira Silva fernandesmifb@gmail.com Inêz Carneiro Barbosa fernandesmifb@gmail.com Manuelle de Araújo Holanda fernandesmifb@gmail.com Monik Kelly Santos de Lima fernandesmifb@gmail.com Suzana Maria de Oliveira Costa Meneses fernandesmifb@gmail.com Thaísa Mirella da Silva fernandesmifb@gmail.com <p>Diante do crescente número de casos Covid-19 no mundo, foi necessária a estruturação da triagem de sintomáticos respiratórios do Pronto Atendimento Oncológico. O objetivo deste trabalho foi descrever a implantação da triagem de sintomáticos respiratórios dos pacientes oncológicos. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, no qual foram levantados dados de pacientes atendidos, sendo listadas e armazenadas informações em tabela excel. A tosse foi o sintoma respiratório mais referido pelos usuários seguido dispneia e febre. Constatou-se o mês de julho como o de maior procura pelos pacientes.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14735 CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA E DO ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES INTERNADOS EM ENFERMARIA DE CIRURGIA GERAL 2022-12-14T08:19:30-03:00 Mariana Gomes de Lima fernandesmifb@gmail.com Julee Stephani Gomes Alves fernandesmifb@gmail.com Raíza Zacarias Costa fernandesmifb@gmail.com Elaine Cristina dos Santos fernandesmifb@gmail.com Maria Izabel Siqueira de Andrade fernandesmifb@gmail.com <p>Objetivou-se caracterizar os pacientes internados na enfermaria de cirurgia geral do Hospital Professor Alberto Antunes. Estudo do tipo transversal, com pacientes cirúrgicos não-oncológicos, atendidos na enfermaria de cirurgia geral do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, de outubro a dezembro de 2019. Apresentou-se as proporções seguidas dos intervalos de confiança a 95% (IC95%) e adotado nível de 5%. Resultados: Segundo os dados sociodemográficos, a maior proporção de pacientes corresponde ao sexo feminino (66,4%); adultos (76,1%) com média de 48,06±14,53 anos. Quanto ao estado nutricional, a maioria apresentou excesso de peso (60,2%), segundo o Índice de Massa Corporal.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14718 VIVÊNCIAS NA CLÍNICA ONCO-HEMATOLÓGICA 2022-12-12T20:11:00-03:00 Ítalo Souza Ferreira fernandesmifb@gmail.com Claudia Edlaine da Silva fernandesmifb@gmail.com Fayruz Helou Martins fernandesmifb@gmail.com Michele Morgana da Silva Souza fernandesmifb@gmail.com <p>Buscamos descrever a experiência enquanto residentes de psicologia quanto a importância do cuidado especializado aos pacientes oncológicos e seus familiares/cuidadores. A experiência de cuidado na área de oncologia envolve doses de sofrimento em função do desgaste físico e emocional dos cuidadores. Câncer é um termo amplo, para um grupo grande e variado de doenças que podem afetar qualquer parte do corpo humano, uma das características é o crescimento de células anormais, que extrapolam os seus limites usuais. Estudo é de natureza básica, abordagem qualitativa e descritivo, relato de experiência das vivências em uma clínica onco-hematológica de um hospital universitário.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14719 PARTO CIRÚRGICO SEGURO NO CONTEXTO DA COVID-19 2022-12-12T20:36:07-03:00 Thais da Costa Oliveira fernandesmifb@gmail.com Monik Kelly Santos Lima fernandesmifb@gmail.com Thatiane Albuquerque da Costa Lima fernandesmifb@gmail.com Paula Alencar Gonçalves fernandesmifb@gmail.com <p>O objetivo deste relato é discutir a experiência de um Centro Obstétrico de maternidade de alto risco no contexto da pandemia da COVID-19. Trata-se de um relato de experiência acerca das dificuldades, intervenções e propostas para promover o parto cirúrgico seguro na pandemia da COVID-19 em uma maternidade de alto risco referência de Alagoas. Na instituição cenário da experiência, ocorreram 29 partos cirúrgicos de pacientes COVID-19, no período de 2020 a 2021, o que representou um desafio para a qualidade em saúde e segurança do paciente.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14721 ATENÇÃO PRÉ-NATAL EM CASOS DE FENDAS ORAIS NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 2022-12-12T21:01:53-03:00 Chrystenise Valéria Ferreira Paes fernandesmifb@gmail.com Jessica Lima de Oliveira fernandesmifb@gmail.com Isabella Lopes Monlleó fernandesmifb@gmail.com <p>Com objetivo de avaliar o impacto do diagnóstico de fenda oral na atenção pré-natal, foram entrevistadas 86 díades mães-crianças atendidas em serviços vinculados ao Projeto Crânio-Face Brasil. Diagnóstico pré-natal ocorreu em 26 (30,2%). A maioria&nbsp; &nbsp;destas tinha maior escolaridade e realizou pré-natal em capitais, com três ou mais ultrassonografias. As demais características socioeconômicas e da atenção à saúde foram similares entre as mães com e sem diagnóstico pré-natal. Orientações sobre fenda oral foram fornecidas durante o pré-natal para 17 mães e apenas três foram referenciadas a serviços especializados. Concluiu-se que o reconhecimento pré-natal da fenda oral não modificou a atenção pré-natal oferecida.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14724 POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE PARA A POPULAÇÃO NEGRA DIANTE DA PANDEMIA DA COVID-19 2022-12-13T10:00:49-03:00 Harylia Millena Nascimento Ramos fernandesmifb@gmail.com Camila de Melo Moura fernandesmifb@gmail.com Rafaela Costa Russo do Vale fernandesmifb@gmail.com Wanderliza Laranjeira Coutinho fernandesmifb@gmail.com <p>A pandemia pelo novo coronavírus é uma emergência que reflete socioeconomicamente, sobretudo para populações vulneráveis. A discriminação e o racismo em saúde exercem sua função na morbimortalidade da população negra. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão de literatura e identificar as políticas de saúde pública durante a pandemia voltadas para essa população. A coleta de dados incluiu artigos científicos das bases da BVS, Lilacs, SciELO e MedLine. Os resultados encontrados mostram que a situação afeta desigualmente à população negra e revela um cenário em que os grupos populacionais que historicamente foram menosprezados, são os mais atingidos.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14727 PERFIL EPIDEMIOLÓGICO E ADESÃO AO TRATAMENTO DA DIABETES NA ESTRATÉGIA DA SAÚDE DA FAMÍLIA 2022-12-13T13:21:15-03:00 Júlia Pessôa Nobre fernandesmifb@gmail.com Ricardo Fontes Macedo fernandesmifb@gmail.com Nadilly Sobral Monteiro dos Santos fernandesmifb@gmail.com Raí Thales da Silva Gomes fernandesmifb@gmail.com <p>O objetivo do estudo é descrever trabalhos publicados sobre adesão e engajamento de pacientes diabéticos vinculados à Estratégia de Saúde da Família buscando identificar as dificuldades nesse processo. Os artigos foram coletados pela Biblioteca Virtual em Saúde utilizando descritores de adesão e engajamento de pacientes diabéticos. Os estudos encontrados apresentam tanto fatores socioeconômicos quanto falhas de fluxo de atendimento das unidades de saúde como barreiras à adesão dos pacientes aos tratamentos, medicamentosos ou não, propostos pelos profissionais, sendo o principal empecilho encontrado a baixa escolaridade.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14729 ADESÃO E ENGAJAMENTO DOS PACIENTES HIPERTENSOS NAS INTERVENÇÕES DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA 2022-12-13T20:34:32-03:00 Nadilly Sobral Monteiro dos Santos fernandesmifb@gmail.com Ricardo Fontes Macedo fernandesmifb@gmail.com Júlia Pessôa Nobre fernandesmifb@gmail.com Raí Thales da Silva Gomes fernandesmifb@gmail.com <p>O objetivo do trabalho é descrever os artigos publicados sobre a adesão e engajamento dos pacientes hipertensos aos programas da Estratégia de Saúde da Família. Para coleta de dados dos artigos foi realizada busca na Biblioteca Virtual em Saúde utilizando os descritores sobre adesão e engajamento de pacientes hipertensos. Os estudos analisados apresentaram o perfil dos pacientes hipertensos como um dos fatores de impacto na adesão ao tratamento. Os artigos coletados mostraram que a adesão ao tratamento dos pacientes depende de fatores sociais, econômicos e de escolaridade.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14731 DEMANDAS E AÇÕES SOCIOASSISTENCIAIS EM UMA MATERNIDADE DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19 2022-12-13T20:47:54-03:00 Rosilda Vasconcelos da Silva fernandesmifb@gmail.com Eunice Maria Alves fernandesmifb@gmail.com Michelline Costa de Oliveira Freire fernandesmifb@gmail.com Francinese Raquel Vieira fernandesmifb@gmail.com Maria Zenaide Siqueira fernandesmifb@gmail.com Lucimeire Maria da Silva fernandesmifb@gmail.com <p>O presente trabalho objetivou descrever as demandas e ações dirigidas à Unidade de Serviço Social da Maternidade de um Hospital Universitário durante a pandemia de Covid-19. Foram sistematizados os registros de atendimentos, apresentando as demandas e ações profissionais em valores absolutos e percentuais,&nbsp; com análise dialética, através de pesquisa bibliográfica. Avaliou-se 461 atendimentos, sendo 537 demandas dirigidas ao Serviço Social e 1680 ações profissionais, como acolhimento, orientações e/ou socialização de informações e encaminhamentos. Conclui-se que diversas ações foram realizadas pelo Serviço Social na referida Maternidade, revelando a necessidade de respostas inovadoras e assentadas no arcabouço éticopolítico da profissão.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14732 RELATO DE EXPERIÊNCIA DE MESTRANDOS EM AULAS REMOTAS EMERGENCIAIS 2022-12-13T20:59:00-03:00 Gracielle Torres Azevedo fernandesmifb@gmail.com Kadja Kariny dos Santos Peixoto fernandesmifb@gmail.com Mariana Leite de Almeida fernandesmifb@gmail.com Vana Janaína Gomes Ribeiro Coutinho Frazão fernandesmifb@gmail.com <p>Introdução: no período de isolamento social, devido a pandemia por Coronavírus, buscou-se alternativas emergenciais para prosseguimento de atividades acadêmicas e minimização de perdas no processo ensino-aprendizagem. Objetivo: Refletir sobre as aulas remotas do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde, de uma Universidade Pública e descrever os desafios e as estratégias de enfrentamento. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência sobre as aulas remotas no Mestrado. Resultados: As aulas on line, possibilitaram experiências pedagógicas, sendo um desafio para reorganização do curso e prosseguimento do mestrado que exige formação de vínculos, construções coletivas e aquisição de<br>conhecimentos.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14733 ESTIMULAÇÃO PRECOCE EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA 2022-12-13T21:18:08-03:00 Ana Mirelle dos Santos fernandesmifb@gmail.com Rillary Caroline de Melo Silva fernandesmifb@gmail.com Ana Carolina Santana Vieira fernandesmifb@gmail.com <p>Introdução: Há estudos que demonstram os benefícios da estimulação precoce no desenvolvimentode crianças com TEA.&nbsp; : Identificar através da literatura os benefícios da estimulação precoce no desenvolvimento de crianças com TEA. Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura desenvolvida no portal da Biblioteca Virtual em Saúde. Foram utilizados os Descritores em Ciências da Saúde: Transtorno do Espectro Autista; Estimulação Precoce; Desenvolvimento. Artigos completos, de 2016 a 2021 e nos idiomas inglês eportuguês. Resultados: Foram selecionados 3 artigos. Constatou-se a importância da intervenção precoce para crianças com TEA. Conclusões: Faz-se necessário construção de pesquisas consistentes relacionadas ao tema.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14740 ELABORAÇÃO DE MANUAL PARA COLETA DE DADOS EM PESQUISA CLÍNICA PPSUS COM INDIVÍDUOS HOSPITALIZADOS PÓS AVE E IAM: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO NUTRICARDIO/FANUT/UFAL 2022-12-14T16:07:10-03:00 Amanda da Silva Gomes Gomes fernandesmifb@gmail.com Daniel da Silva Vasconcelos fernandesmifb@gmail.com Sandra Mary Lima Vasconcelos fernandesmifb@gmail.com Victória Gabriella Fidelix de Mecenas fernandesmifb@gmail.com Natália França Marroquim fernandesmifb@gmail.com Witiane de Oliveira Araújo fernandesmifb@gmail.com <p><span style="left: 157.64px; top: 705.689px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.917902);">O</span><span style="left: 176.433px; top: 705.689px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.949063);">bjetivou</span><span style="left: 236.633px; top: 705.689px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;">-</span><span style="left: 242.633px; top: 705.689px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.868597);">se com esse estudo relatar as experiências de um grupo de estudantes de Enfermagem nas </span><span style="left: 94.4px; top: 726.689px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.885719);">atividades práticas da disciplina de Intervenção e gerenciamento de enfermagem no processo Saúde e doença </span><span style="left: 94.4px; top: 747.889px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.88763);">da pessoa adulta e idosa II. Trata</span><span style="left: 336.483px; top: 747.889px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;">-</span><span style="left: 342.483px; top: 747.889px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.880117);">se de um relato de </span><span style="left: 481.483px; top: 747.889px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.893796);">experiência vivenciado pelos autores na oportunidade da </span><span style="left: 94.4px; top: 768.922px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.906128);">realização de atividades práticas no período de pandemia. As vivências relatadas permitiram experiências e </span><span style="left: 94.4px; top: 790.122px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.889722);">aprendizados sobre a atuação da enfermagem no contexto hospitalar, sobretudo em cenário pandê</span><span style="left: 815.767px; top: 790.122px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.920163);">mico, além </span><span style="left: 94.4px; top: 811.122px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.863562);">de assegurar o sentimento de pertencimento à categoria trabalhadora,aprender, reaprender e elevar a esperança </span><span style="left: 94.4px; top: 832.122px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.884228);">durante o cenário de pandemia. </span></p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14741 O (RE)CONHECIMENTO DE SUBJETIVIDADES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA 2022-12-14T16:28:27-03:00 Danielle Cavalcanti da Silva fernandesmifb@gmail.com Dayane Rívea Cintra Xavier fernandesmifb@gmail.com Fayruz Helou Martins fernandesmifb@gmail.com <p>Este trabalho tem por objetivo a reflexão do humanizar em uma unidade de terapia intensiva de um hospital de alta complexidade através de estratégias implementadas pelo serviço de psicologia do setor, focando na elaboração do prontuário afetivo e nos benefícios que o mesmo traz no resgate e reconhecimento da subjetividade dos pacientes enfermos tanto como no vínculo e confiança da família com a equipe.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14744 DEPRESSÃO E RISCO DE SUICÍDIO NO AMBIENTE HOSPITALAR 2022-12-15T07:44:12-03:00 Rosane Pereira dos Reis fernandesmifb@gmail.com Igo Jekson Fernandes Jatobá fernandesmifb@gmail.com Edllane Rodrigues da Silva Santos fernandesmifb@gmail.com Mabelly Cavalcante Rego fernandesmifb@gmail.com Fernanda Ferreira Voss fernandesmifb@gmail.com Fabilly Galvão Silva fernandesmifb@gmail.com <p>Este estudo teve como objetivo descrever por meio dos artigos científicos a depressão e o risco de suicídio no ambiente hospitalar tendo como enfoque os profissionais de enfermagem. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, fazendo uso de publicações indexadas na base de dados eletrônicas: Literatura LatinoAmericana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Base de Dados em Enfermagem (BDENF) e National Library of Medicine, EUA (PubMed). No total foram encontrados 11 artigos de atenderam aos critérios de inclusão deste trabalho. Desta forma, entende-se que o risco de suicídio correlacionou-se efetivamente e expressivamente com a depressão. E que os enfermeiros <br>apresentam elevado risco para o suicídio.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14745 ACOLHIMENTO AOS PAIS DE BEBÊS EM UMA UTI NEONATAL EM UM HOSPITAL PÚBLICO DE ENSINO 2022-12-15T09:09:32-03:00 Mariana Leite de Almeida fernandesmifb@gmail.com Vana Janaína Gomes Ribeiro Coutinho Frazão fernandesmifb@gmail.com <p><strong>Introdução:</strong> a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal configura-se como um ambiente gerador de stress e medo, repleto de aparatos tecnológicos. O ritmo frenético gera pouco diálogo e vínculo entre família e equipe de saúde.&nbsp; Esta proposta de intervenção fomentará inovações em saúde dentro no nosso ambiente de trabalho, gerando avanços e revendo desafios, reavaliando posturas e práticas de acolhimento. <strong>Objetivo:</strong> estabelecer uma rotina de visita dos profissionais de saúde e pais dos bebês para que se possa partilhar informações e melhorar comunicação. <strong>Metodologia</strong>: esta pesquisa pode ser caracterizada como qualitativa-descritiva uma vez que toma a observação participante.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14746 A UTILIZAÇÃO DA SIMULAÇÃO CLÍNICA NA CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS NO ÂMBITO DA PEDIATRIA 2022-12-15T09:50:07-03:00 Wanderliza Laranjeira Coutinho fernandesmifb@gmail.com Rafaela Costa Russo do Vale fernandesmifb@gmail.com Harylia Millena Nascimento Ramos Ramos fernandesmifb@gmail.com Karolayne dos Santos Lima Lima fernandesmifb@gmail.com Rhayara Beatriz Wanderley Alves Alves fernandesmifb@gmail.com <p>A simulação realística consiste num método inovador que proporciona o desenvolvimento clínico reflexivo para tomada de decisão, trabalho em equipe e o aperfeiçoamento de habilidades práticas. Tal estratégia é utilizada na formação de multiplicadores em simulação clínica de docentes, preceptores e gestores, ampliando as discussões para a implantação da metodologia em hospitais universitários. Contribuindo para o crescimento de servidores atuantes em instituições federais de ensino superior e melhorando os indicadores assistenciais da rede de atenção à saúde do SUS. Este trabalho tem o objetivo de relatar experiência no curso “Capacitação de Multiplicadores em Simulação em Saúde” no âmbito da pediatria do HUPAA-AL.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14747 AÇÃO EDUCATIVA SOBRE INTRODUÇÃO ALIMENTAR 2022-12-15T10:10:02-03:00 Celson Vinícius Marques da Silva Lima fernandesmifb@gmail.com Elma Marques da Silva fernandesmifb@gmail.com Jasmine Paula Rodrigues de Lima fernandesmifb@gmail.com Kirlla Pereira Leão fernandesmifb@gmail.com Lucas Chaves Malheiros de Mello Mello fernandesmifb@gmail.com Priscila Nunes de Vasconcelos Vasconcelos fernandesmifb@gmail.com <p>Este trabalho tem como objetivo relatar uma ação educativa sobre introdução alimentar em uma Unidade Docente Assistencial da cidade de Maceió, Alagoas. A ação realizada por estudantes de Medicina baseou-se na mescla entre a exposição de informações sobre o tema e a participação ativa da população presente na sala de espera da Unidade. A experiência foi enriquecedora para os acadêmicos, visto que fomentou o desenvolvimento de estratégias que tornassem a apresentação interativa, bem como possibilitou a atuação em uma atividade de educação em saúde com o intuito de estimular a prevenção de doenças desde a infância.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14739 ENSINO REMOTO E ATIVIDADES PRÁTICAS EM TEMPOS DE COVID-19: EXPERIÊNCIA DE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM 2022-12-14T15:00:57-03:00 Bárbara dos Santos Lopes fernandesmifb@gmail.com Daíse Tavares da Silva fernandesmifb@gmail.com Geovânio Cadete da Silva fernandesmifb@gmail.com Raphael Florindo Amorim Amorim fernandesmifb@gmail.com Thamires Ester Alves de Arruda fernandesmifb@gmail.com <p><span id="page3R_mcid17" class="markedContent"><span dir="ltr" style="left: 167.233px; top: 679.725px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.885677);" role="presentation">O estudo objetivou identificar a experiência dos estudantes de enfermagem em relação às atividades </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 702.525px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.971974);" role="presentation">práticas em tempos da Covid</span><span dir="ltr" style="left: 326.233px; top: 702.525px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">-</span><span dir="ltr" style="left: 332.283px; top: 702.525px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.972115);" role="presentation">19. Trata</span><span dir="ltr" style="left: 403.283px; top: 702.525px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">-</span><span dir="ltr" style="left: 409.283px; top: 702.525px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.976061);" role="presentation">se de um relato de experiência com acadêmicos do Curso de</span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 725.325px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.890314);" role="presentation">Enfermagem, na</span> <span dir="ltr" style="left: 220.033px; top: 725.325px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.895013);" role="presentation">modalidade de ensino híbrido na disciplina de Intervenção e Gerenciamento de Enfermagem</span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 747.925px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.925104);" role="presentation">no P</span><span dir="ltr" style="left: 129.44px; top: 747.925px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.866112);" role="presentation">rocesso Saúde</span><span dir="ltr" style="left: 235.833px; top: 747.925px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">-</span><span dir="ltr" style="left: 241.833px; top: 747.925px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.874064);" role="presentation">Doença da Pessoa</span> <span dir="ltr" style="left: 384.283px; top: 747.925px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.940767);" role="presentation">Adulta e Idosa 2, no período de junho a outubro de 2021. O ensino</span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 770.758px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.88308);" role="presentation">remoto favoreceu a proteção à saúde em tempo de pandemia da Covid</span><span dir="ltr" style="left: 608.717px; top: 770.758px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">-</span><span dir="ltr" style="left: 614.717px; top: 770.758px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">1</span><span dir="ltr" style="left: 623.917px; top: 770.758px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.863695);" role="presentation">9, todavia, os cursos da área da saúde </span></span><span id="page3R_mcid17" class="markedContent"><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 793.558px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.895272);" role="presentation">foram impactados de forma negativa, visto que o desenvolvimento das atividades práticas é fundamental para </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 816.358px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.89165);" role="presentation">aquisição de competências profissionais.</span></span></p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14738 RELATO DE EXPERIÊNCIA DE UM GRUPO DE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM ACERCA DAS AULAS PRÁTICAS DE UMA DISCIPLINA NO CONTEXTO DA PANDEMIA POR COVID-19 2022-12-14T14:36:34-03:00 Bárbara dos Santos Lopes fernandesmifb@gmail.com Daíse Tavares da Silva fernandesmifb@gmail.com Geovânio Cadete da Silva fernandesmifb@gmail.com Thamires Ester Alves de Arruda fernandesmifb@gmail.com Fernanda Silva Monteiro fernandesmifb@gmail.com <p><span id="page3R_mcid19" class="markedContent"><span dir="ltr" style="left: 176.433px; top: 708.125px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.949063);" role="presentation">Objetivou</span><span dir="ltr" style="left: 236.633px; top: 708.125px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">-</span><span dir="ltr" style="left: 242.633px; top: 708.125px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.86861);" role="presentation">se com esse estudo relatar as experiências de um grupo de estudantes de Enfermagem nas </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 729.125px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.885644);" role="presentation">atividades práticas da disciplina de Intervenção e gerenciamento de enfermagem no processo Saúde e doença </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 750.325px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.88763);" role="presentation">da pessoa adulta e idosa II. Trata</span><span dir="ltr" style="left: 336.483px; top: 750.325px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif;" role="presentation">-</span><span dir="ltr" style="left: 342.483px; top: 750.325px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.879482);" role="presentation">se de um relato de</span> <span dir="ltr" style="left: 481.483px; top: 750.325px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.894095);" role="presentation">experiência vivenciado pelos autores na oportunidade da </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 771.358px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.911622);" role="presentation">realização de atividades práticas no período de pandemia. As vivências relatadas permitiram experiências e </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 792.558px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.889722);" role="presentation">aprendizados sobre a atuação da enfermagem no contexto hospitalar, sobretudo em cenário pandê</span><span dir="ltr" style="left: 815.767px; top: 792.558px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.922413);" role="presentation">mico, além </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 813.558px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.863367);" role="presentation">de assegurar o sentimento de pertencimento à categoria trabalhadora, aprender, reaprender e elevar a esperança </span><span dir="ltr" style="left: 94.4px; top: 834.558px; font-size: 18.4px; font-family: sans-serif; transform: scaleX(0.883936);" role="presentation">durante o cenário de pandemia.</span></span></p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14749 A INICIAÇÃO CIENTIFICA EM TEMPOS DE ISOLAMENTO SOCIAL 2022-12-15T15:41:22-03:00 Aparecida Campos Oliveira fernandesmifb@gmail.com Daíse Tavares da Silva fernandesmifb@gmail.com Verônica Medeiros Alves fernandesmifb@gmail.com <p>A iniciação científica permite ao aluno de graduação o fortalecimento de sua identidade profissional e consequente qualificação de seu processo de trabalho por meio do desenvolvimento crítico e compreensão da realidade através da investigação cientifica. Tem como objetivo descrever a experiência da vivência em iniciação científica em tempos de isolamento social. Trata-se de um relato de experiência vivenciada pelas autoras na oportunidade de sua participação na iniciação científica. As vivências relatadas permitiram o aprimoramento da leitura e escrita científica, desenvolvimento da oralidade e conhecimentos elementares sobre pesquisa online e metodologia da pesquisa científica, apesar das dificuldades em coletar dados enfrentadas pela pandemia de Covid-19.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14750 ESCUTA E ACOLHIMENTO ÀS MÃES DE BEBÊS DE UMA UNIDADE NEONATAL: RELATO DE EXPERIÊNCIA 2022-12-15T16:06:39-03:00 Camila de Melo Moura fernandesmifb@gmail.com Litiany de Souza Lima Tavares fernandesmifb@gmail.com Rafaela Costa Russo do Vale fernandesmifb@gmail.com Vana Janaina Gomes Ribeiro Coutinho Frazão fernandesmifb@gmail.com Juliana de Brito Cadena Dália Dália fernandesmifb@gmail.com Harylia Millena Nascimento Ramos fernandesmifb@gmail.com <p>O objetivo deste trabalho é relatar a experiência da criação e das ações de uma comissão de escuta e acolhimento às mães de bebês de uma unidade neonatal. Trata-se de um relato de experiência. A metodologia empregada é descritiva, reflexiva e analítica. As atividades da Comissão, entre rodas de conversa e oficinas, representaram uma estratégia para que essas mulheres/mães fossem ouvidas, tomando consciência da importância do vínculo entre elas e gerando um espaço democrático de partilha de experiências, onde seus choros pudessem sem acalentados, transformando essa vivência hospitalar numa experiência mais suave.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14751 ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO DIANTE DAS OCORRÊNCIAS DE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS 2022-12-15T16:26:15-03:00 Fabilly Galvão Silva fernandesmifb@gmail.com Fernanda Ferreira Voss fernandesmifb@gmail.com Rosane Pereira dos Reis Hospital fernandesmifb@gmail.com Mabelly Cavalcante Rego fernandesmifb@gmail.com Kadja Kariny dos Santos Peixoto fernandesmifb@gmail.com <p>Esse estudo teve como objetivo analisar por meio da literatura científica o papel do enfermeiro junto às crianças vítimas de violência sexual e descrever os cuidados de enfermagem prestados às essas crianças. Trata-se de uma revisão literatura realizada, foram incluído artigos publicados de 2009 a 2013, totalizando 8 artigos. Os resultados mostram que o papel do enfermeiro precisa incluir a identificação assim como a terapêutica, a avaliação e o encaminhamento para outros profissionais especializados. Concluímos que o problema da violência sexual infantil é comum, apesar de pouco diagnosticado e notificado</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14753 RISCO NUTRICIONAL EM PACIENTES ONCOLÓGICOS 2022-12-15T16:50:52-03:00 Maria Izabel Siqueira de Andrade fernandesmifb@gmail.com Nathálya da Silva Severino fernandesmifb@gmail.com Susana Glória dos Santos fernandesmifb@gmail.com Julee Stephani Gomes Alves fernandesmifb@gmail.com Raíza Zacarias Costa fernandesmifb@gmail.com Vanessa Amorim Peixoto fernandesmifb@gmail.com <p>Objetivou-se identificar a associação entre risco nutricional e tempo de hospitalização em pacientes oncológicos. Trata-se de estudo transversal, realizado com pacientes oncológicos cirúrgicos do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, de outubro a dezembro de 2019. Coletou-se variáveis de caracterização da amostra, Nutritional Risk Screening-2002, cirúrgicas, tempo de internamento total e pósoperatório. A diferença entre médias das variáveis foi realizada pelo teste T de Student e adotado um nível de 5% (p&lt;0,05). Totalizou-se 88 pacientes, com 58,04±14,96 anos, 64,8% sexo feminino e 28,4% em risconutricional. Houve diferença (p&lt;0,05) entre risco nutricional e tempo de internamento total e pós-operatório.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14755 PROJETO COVIDA: ÁRVORE DA VIDA 2022-12-15T17:19:35-03:00 Ana Maria Verçosa fernandesmifb@gmail.com Eunice Maria Alves fernandesmifb@gmail.com Maria Cleide Santos Pereira fernandesmifb@gmail.com Neide Rosangela Alves Barbosa fernandesmifb@gmail.com Rosilda Vasconcelos da Silva fernandesmifb@gmail.com Vania Cavalcante Braga Quirino fernandesmifb@gmail.com <p>O texto tem o objetivo de apresentar o relato de experiência vivenciada pela equipe assistencial de um hospital universitário no combate a pandemia de Covid-19, sistematizando o Projeto CovidA: Árvore da vida. Utiliza a metodologia de pesquisa bibliográfica e documental, com análise dialética. O relato destaca a construção de um painel lúdico em formato de árvore simbolizando o renascimento, e a vivência de congraçamento da equipe assistencial frente a usuários recuperados. O texto conclui que as diretrizes de acolhimento, ambiência e valorização profissional presentes na Política Nacional de Humanização promovem experiências positivas no Sistema Único de Saúde.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14756 ESTADO NUTRICIONAL MATERNO PRÉ-GESTACIONAL, GANHO DE PESO E ESTADO NUTRICIONAL DO RECÉM-NASCIDO 2022-12-15T18:12:33-03:00 Caroliny Fernandes de Melo Santos fernandesmifb@gmail.com Elen Batista Dantas Dantas fernandesmifb@gmail.com Monica Lopes de Assunção fernandesmifb@gmail.com Nidyanne Patrícia de Mesquita Chagas Lopes fernandesmifb@gmail.com Liliane Santos Silva fernandesmifb@gmail.com Tiago Emanuel Vieira da Silva fernandesmifb@gmail.com <p>Objetivou-se avaliar o estado nutricional materno pré-gestacional e o ganho de peso durante a gestação sobre o peso ao nascer do recém-nascido. Estudo transversal realizado na Maternidade Nossa Senhora da Guia em Maceió-AL, com puérperas na faixa etária de 20–40 anos, portadoras de feto único e com idade gestacional de 37 semanas. Participaram 80 puérperas com idade média 25,3 ± 3,8 anos, com escolaridade intermediária, pertencentes a classe econômica D, sendo a maioria secundigesta. As que apresentaram IMC de baixo peso e eutrofia possuíram ganho de peso gestacional abaixo do recomendado, aquelas com sobrepeso excederam o preconizado e as obesas ganharam o recomendado. Mais de 90% dos neonatos apresentaram peso <br>adequado ao nascer, não sendo evidenciado no presente estudo associação entre o IMC gestacional e ganho de peso materno com o peso ao nascimento.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14767 ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES NÃO ONCOLÓGICOS CANDIDATOS À CIRURGIAS 2022-12-19T13:21:10-03:00 Julee Stephani Gomes Alves fernandesmifb@gmail.com Jaíne Texeira Bezerra fernandesmifb@gmail.com Mariana Gomes de Lima fernandesmifb@gmail.com Nathálya da Silva Severino fernandesmifb@gmail.com Susana Glória dos Santos fernandesmifb@gmail.com Janatar Stella Vasconcelos de Melo Me Mpomo Janatar Stella Vasconcelos de Melo Me Mpomo fernandesmifb@gmail.com <p>Objetivou-se avaliar associação entre risco nutricional, estado nutricional e faixa etária em pacientes cirúrgicos não-oncológicos. Estudo transversal, com pacientes não-oncológicos cirúrgicos do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA/UFAL), outubro a dezembro de 2019. Coletou-se variáveis de caracterização da amostra, <em>Nutritional Risk Screening</em>-2002 e índice de massa corporal. Apresentou-se as proporções seguidas dos intervalos de confiança a 95% (IC95%) e adotado nível de 5%. Totalizou-se 113 pacientes, com 48,06±14,53 anos, 66,4% sexo feminino e 11,5% de risco nutricional. Indivíduos sem risco nutricional apresentaram maior frequência de excesso de peso e idosos apresentaram mais risco nutricional em relação aos adultos.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14768 VIVÊNCIAS NA CLÍNICA ONCO-HEMATOLÓGICA 2022-12-19T13:37:55-03:00 Ítalo Souza Ferreira fernandesmifb@gmail.com Claudia Edlaine da Silva fernandesmifb@gmail.com Fayruz Helou Martins fernandesmifb@gmail.com Michele Morgana da Silva Souza fernandesmifb@gmail.com <p>Buscamos descrever a experiência enquanto residentes de psicologia quanto a importância do cuidado especializado aos pacientes oncológicos e seus familiares/cuidadores. A experiência de cuidado na área de oncologia envolve doses de sofrimento em função do desgaste físico e emocional dos cuidadores. Câncer é um termo amplo, para um grupo grande e variado de doenças que podem afetar qualquer parte do corpo humano, uma das características é o crescimento de células anormais, que extrapolam os seus limites usuais. Estudo é de natureza básica, abordagem qualitativa e descritivo, relato de experiência das vivências em uma clínica onco-hematológica de um hospital universitário.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14770 POLÍTICAS PÚBLICAS 2022-12-19T14:45:55-03:00 Erivanderson Ferreira Santos Silva fernandesmifb@gmail.com Camila França de Lima fernandesmifb@gmail.com Cláudia Edlaine da Silva fernandesmifb@gmail.com Tarciane da Silva Monteiro fernandesmifb@gmail.com Adriana Rêgo Lima Costa fernandesmifb@gmail.com Renata De Carvalho Cavalcante fernandesmifb@gmail.com <p>O presente trabalho trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, com abordagem qualitativa. Apresenta a estruturação e relevância da implementação da política de educação em saúde através da semana de educação em saúde da clínica médica. Objetiva mostrar a experiência na aplicação da política de educação em saúde em um hospital universitário por uma equipe multiprofissional de residentes. Destaca a importância da atuação multiprofissional promovida pela residência, enfatizando as potencialidades de atividades de educação em saúde, aplicando metodologias ativas, que permitam a promoção da saúde, o diálogo e o fortalecimento de vínculos.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/14766 ANÁLISE DE VÍDEOS 2022-12-19T12:56:48-03:00 Gabriela Barbosa Azevedo fernandesmifb@gmail.com Andrea Marques Vanderlei Fregadolli fernandesmifb@gmail.com <p>O matriciamento é uma ferramenta usada na atenção primária, abrindo possibilidade para melhor prestação de cuidado, ampliando a resolutividade, quando aplicado diminui as barreiras dos pacientes ao acesso a diversos tipos de cuidado. O estudo avaliou os vídeos com a temática matriciamento na atenção primária à saúde. Foram achados 1.200 resultados, na primeira busca, ao restringir a duração menor que 4 minutos, resultando em 268 resultados. Em média tinham 237 visualizações, publicados de 2014 a 2021. O estudo deixa evidente a importância do tema como importante ferramenta.</p> 2022-12-20T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022