Gep News https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews <p>A <strong>GEP News é </strong>um periódico científico idealizado pela Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP) do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes da Universidade Federal de Alagoas (HUPAA/UFAL/EBSERH) e teve seu primeiro número lançado em janeiro de 2017. </p> <p>A missão da <strong>GEP News</strong> é compartilhar os conhecimentos produzidos pelas pesquisas em saúde realizadas no âmbito do HUPAA/UFAL/EBSERH e também de outras instituições.</p> Universidade Federal de Alagoas pt-BR Gep News 2526-7523 TECNOLOGIAS LEVES NO CUIDADO DE ENFERMAGEM NA ASSISTÊNCIA AO PARTO HUMANIZADO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12833 <p>Introdução: Adesão de tecnologias leves são essenciais para o acolhimento em saúde, promovendo<br>a humanização no atendimento, bem como a criação do vínculo entre o paciente e o profissional. Objetivo:<br>Analisar a adesão das tecnologias leves na assistência em enfermagem obstétrica. Metodologia: Revisão<br>integrativa da literatura em base de dados LILACS, BDENF e MOSAICO. Foram incluídos artigos<br>publicados com textos completos, entre o período de 2015 a 2020 e nos idiomas inglês e português. Os<br>Descritores em Ciências da Saúde utilizados para a busca foram: “enfermagem obstétrica AND humanização<br>da assistência AND saúde da mulher AND tecnologias”. Resultados e discussão: Foram identificados 21<br>artigos, destes 7 atendiam ao critério de inclusão. Nisso, o enfermeiro obstetra como o responsável pelo<br>acolhimento das puérperas nas maternidades. Outrossim, conforme a literatura as tecnologias leves mais<br>utilizadas pelos enfermeiros obstetras são: banho por aspersão, bola suíça, musicoterapia, deambulação e/ou<br>livre movimentação e contato pele a pele após o nascimento da criança. Conclusão: As tecnologias leves são<br>fundamentais para promover a humanização do parto, bem como promover autonomia da mulher durante o<br>trabalho de parto.</p> Carla Souza dos Anjos Joyce Kelly da Silva Lucas Kayzan Barbosa da Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 02 05 INTERNAÇÕES HOSPITALARES PELO USO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS EM MULHERES NA REGIÃO NORDESTE NO PERÍODO DE 2008 A 2018 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12834 <p>Introdução: Substâncias psicoativas (SPA) é termo contemporâneo para definir compostos que<br>alteram a função do sistema nervoso mediante a liberação de dopamina, causando dependência química.<br>Objetivo: Identificar o perfil epidemiológico de mulheres usuárias de substâncias psicoativas na região<br>Nordeste entre 2008 a 2018. Metodologia: Estudo epidemiológico com dados do Sistema de Informações<br>Hospitalares do SUS (SIH/SUS). Foram incluídos dados referentes às internações, taxas de mortalidade e<br>número de óbitos em mulheres durante o período de ocorrência 2008-2018 seguindo Lista de Morbidade do<br>CID-10. A análise e o processamento de dados foram feitos a partir de planilhas eletrônicas. Resultados e<br>discussão: Foram registradas (n=11.244) internações em mulheres usuárias de SPA. Foram registrados 120<br>óbitos em mulheres usuárias de SPA. A taxa de mortalidade foi de 1,10. Conclusão: O perfil de mulheres<br>usuárias de SPA no Nordeste foi de mulheres negras e pardas em idade adulta.</p> Carla Souza dos Anjos Ana Caroline Melo dos Santos Bruna Brandão dos Santos Elaine Virgínia Martins de Souza Figueiredo Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 06 08 ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM NO CUIDADO A MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA SEXUAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12847 <p><span style="font-weight: 400;">Introdução: A violência contra a mulher é recorrente na sociedade por fatores hierárquicos e de gênero. Objetivo: Identificar na literatura o cuidado de enfermagem a mulher vítima de violência sexual. Metodologia: Revisão integrativa da literatura em base de dados da Coleciona SUS, BDENF e LILACS. Os Descritores em Ciências da Saúde foram: “enfermagem </span><em><span style="font-weight: 400;">AND</span></em><span style="font-weight: 400;"> violência contra a mulher </span><em><span style="font-weight: 400;">AND</span></em><span style="font-weight: 400;"> violência sexual”. Adotou-se como pergunta norteadora: “Como se dá o cuidado de enfermagem a mulher vítima de violência sexual? ”. Resultados e discussão: Foram identificados 84 artigos, destes 14 atendiam o critério de inclusão. O enfermeiro se insere no cuidado biológico e no acolhimento a mulher vítima de violência sexual. Conclusão: Dessa forma, as práticas mais recorrentes no atendimento de enfermagem a mulher vítima de violência sexual é o acolhimento durante a consulta e a realização de testes rápidos.</span></p> Carla Souza dos Anjos Lucas Kayzan Barbosa da Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 09 12 A IMPORTÂNCIA DA HIGIENE BUCAL NO CUIDADO DE PACIENTES ENTUBADOS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12848 <p>A condição de saúde bucal interfere diretamente no estado geral do paciente, visto que focos de infecção ativos, podem exacerbar patologias de base, comprometer a função do sistema estomatognático e corroborar para o desenvolvimento de bacteremias transitórias em pacientes entubados. Assim, os protocolos de higiene bucal são práticas de extrema importância para a redução de complicações no tratamento de pacientes submetidos a terapia intensiva. Este trabalho trata-se de uma revisão integrativa, que objetivou analisar estudos sobre a importância da higienização bucal de pacientes entubados, suas metodologias e resultados. Os artigos deste estudo foram selecionados por meio das bases de dados: PubMed, Lilacs e Scielo. O levantamento limitou-se aos artigos publicados nos idiomas inglês e português, entre os anos de 2010 a 2020. Observou-se que colonização da cavidade bucal por patógenos respiratórios predispõe a colonização pulmonar, e o uso de protocolos efetivos de higiene bucal com colutórios e métodos mecânicos de higiene, diminui a incidência de complicações respiratórias em unidades de tratamento intensivo. Por fim, ficou evidente que o desenvolvimento de um protocolo padronizado de higiene bucal em pacientes entubados, além de seguro, contribui para redução de custos hospitalares, tempo de internação e índices de mortalidade.</p> Diogo Gomes Brandão Christiano Batista dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 13 15 TERAPÊUTICAS NÃO CONVENCIONAIS PARA DIMINUIÇÃO DA ANSIEDADE EM PACIENTES NO PERÍODO PRÉ-OPERATÓRIO IMEDIATO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12850 <p><span style="font-weight: 400;">A ansiedade pré-operatória é um sintoma comum em indivíduos que serão submetidos a procedimentos cirúrgicos, interfere significativamente no período transoperatório, provoca sofrimento psíquico em 80% dos pacientes e produz alto custo hospitalar, já que na maioria das vezes, esta clientela precisará ficar mais tempo internada. Trata-se de um estudo de revisão integrativa, que objetivou evidenciar procedimentos para diminuição da ansiedade no pré-operatório. A busca foi feita em estudos científicos nacionais e internacionais indexados nas seguintes bases de dados: LILACS, MEDLINE, PUBMED E SCIELO, até o ano de 2020. Foram selecionados 19 estudos segundo os critérios de inclusão. Os procedimentos para diminuir a ansiedade no pré-operatório são: visita educativa pré-operatória um dia antes ou horas antes do paciente entrar na sala de cirurgia, utilização da massagem terapêutica na mão, uso do brinquedo terapêutico, intervir com música terapia e o uso da aromaterapia dentro da sala de cirurgia. Estas ações de enfermagem possibilitaram diminuição da ansiedade dos pacientes no pré-operatório, no transoperatório e contribuiu para reduzir complicações pós-operatórias.</span><strong>&nbsp;</strong></p> Christiano Batista dos Santos Diogo Gomes Brandão Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 16 19 O LIAME PERVERSO ENTRE ISOLAMENTO SOCIAL E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12852 <p>O presente artigo propõe tecer uma reflexão a partir de questionamentos advindos da prática, onde, durante a pandemia, passamos a acolher múltiplos casos de violência contra a mulher Serviço de Atendimento Especializado em HIV/AIDS. Trata-se de pesquisa de base exploratória qualitativa. Conclui-se, então, que a violência contra mulheres é uma violação dos direitos humanos, requerendo a implementação de ações de enfrentamento intersetoriais, voltadas à desigualdade de gênero e à cultura da paz.</p> Teliane Lima Baptista Ana Márcia Agra Lemos de Carvalho Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 20 22 O/A ASSISTENTE SOCIAL NA DEFESA DA EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS EM MEIO A PANDEMIA DA COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12853 <p>O presente trabalho visa analisar os fios e desafios do trabalho do/a assistente social na defesa dos direitos em meio à pandemia da COVID-19. Para tal, utilizamos a pesquisa qualitativa exploratória aliada a narrativa das percepções das principais demandas emergentes. Concluiu-se, então, o papel relevante do profissional de Serviço Social em meio ao contexto de pandemia, oportunizando o acesso a serviços e políticas públicas, em situação de calamidade pública.&nbsp;</p> Teliane Lima Baptista Ana Márcia Agra Lemos de Carvalho Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 23 25 HUMANIZAR PARA MELHOR CUIDAR - A IMPORTÂNCIA DA HUMANIZAÇÃO DO PRÉ-NATAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12854 <p>Estudo realizado através do método de revisão literária com o objetivo de analisar o processo de pré-natal prestado às gestantes através do Sistema Único de Saúde e como a humanização pode aumentar a eficiência e satisfação da gestante com este atendimento. Através da leitura e análise de diversos artigos científicos relacionados com o tema obteve-se um panorama de como a humanização do pré-natal é importante para todo o processo de gestação e parto, indo além de um atendimento formal que a gestante recebe todos os meses. Os resultados permitiram concluir que o processo de pré-natal, para obter maior sucesso necessita ver a mulher como ser integral, cuidando também da sua saúde mental, seus sentimentos, emoções e desejos, prestando um cuidado que atenda às necessidades da gestante e respeitando suas escolhas. Criando um vínculo de confiança desde a primeira consulta para a humanização acontecer desde este momento até o parto, incluindo também uma equipe multiprofissional em todos os momentos.</p> Danyelle Aquino da Silva Islana Ferro Pimentel Raíssa Albuquerque Cabral de Lima Andressa Mayara Nascimento Santos Silvana Medeiros Costa Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 26 30 A VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA ENQUANTO INOBSERV NCIA DOS DIREITOS DA PARTURIENTE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12855 <p>A violência obstétrica constitui-se na inobservância dos direitos da parturiente, convergindo entre práticas desumanizadas de assistência a violência de gênero, isto é, a negação de direitos fundamentais da mulher. A pesquisa aqui proposta, então, trata-se de um estudo descritivo que utiliza como recurso metodológico pesquisa bibliográfica articulada a documental. Por conseguinte, concluiu-se que a violência obstétrica pode refletir iniquidades na assistência ao parto e nascimento demonstrando a influência da cultura e a percepção sobre o parto pela sociedade.</p> Teliane Lima Baptista Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 31 33 ATUAÇÃO CONJUNTA ENTRE A ENFERMAGEM E A PSICOLOGIA NAS UNIDADES BÁSICA DE SAÚDE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12856 <p>As Unidades Básicas de Saúde, através da assistência primária, possuem como função principal reorganizar a assistência à saúde, no qual o foco é a família e seu contexto. Dessa maneira, atuam na Atenção Básica uma equipe multiprofissional e interdisciplinar, na qual se tem os enfermeiros, muitas vezes, como gestores da unidade. O objetivo do presente estudo é compreender a atuação conjunta entre a enfermagem e a psicologia para a identificação das Infecções Sexualmente Transmissíveis nas Unidades Básicas de Saúde. Para isso, foi realizada uma Revisão de Literatura, de natureza qualitativa e tipo bibliográfico. Os resultados desse estudo destacam questionamentos, acerca da eficiência das políticas de saúde, no que diz respeito à realidade das unidades de saúde, que, por inúmeras circunstâncias, mostram-se pouco eficientes ou inoperantes. Além disso, evidente a importância do psicólogo e do enfermeiro como intermediador entre usuários e o sistema de saúde, bem como entre a equipe multiprofissiona l, visando garantir o suporte necessário, principalmente para a equipe de enfermagem, tornando o atendimento, por meio de ações como as do teste rápido, mais satisfatórias.</p> Ellen Beatriz Vieira Nascimento da Silva Lindynês Amorim de Almeida Veronica de Medeiros Alves Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 34 40 OS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL NA GARANTIA DO DIREITO À SAÚDE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12857 <p>A humanização deve ser vista como referência no cuidado à saúde, principalmente quando se trata de saúde mental, sendo capaz de assegurar uma reabilitação que vai além da patologia. O presente trabalho pretende expor parte da pesquisa de conclusão de curso referente à faculdade de Serviço Social a qual abordamos a temática sobre a importância do Centro de Atenção Psíquico Social para a garantia de direitos de pessoas em sofrimento psíquico na sociedade contemporânea. Dessa forma, dissertamos sucintamente a historicidade da saúde mental, na qual, pretendemos esclarecer a relevância desses Centros de Atenção para uma reabilitação humanizada das pessoas que sofrem de transtornos mentais. &nbsp;Para subsidiar esse estudo, recorremos a uma análise qualitativa, unido de pesquisas bibliográficas que nos proporcionou embasamento teórico para compreender o processo histórico e de institucionalização dos Centros. Entendemos, a partir de então, a necessidade da construção de relações afetivas menos estigmatizadas e consequentemente, menos sofridas.&nbsp; Assim, é fundamental destacar que o vínculo entre instituição, família e usuário é imprescindível para desmistificação da loucura. Não esquecendo a importância da multiprofissionalidade nesse cuidado, onde o serviço social aparece como meio de auxiliar na garantia dos direitos negligenciados e no processo de inclusão social, visto que a estigmatização é algo que está posta na sociedade.</p> Brena Aléxia Almeida de Lima Barbosa Mariana Alves da Silva Rosa Lúcia Prédes Trindade Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 41 47 ENFERMEIRAS EM TELETRABALHO DURANTE O MOMENTO DE PANDEMIA PELA COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12858 <p>O novo coronavírus é o agente etiológico da COVID-19 (doença do novo coronavírus 2019), cujo surto foi declarado pandemia pela Organização Mundial da Saúde em 11 de março de 2020. Sua propagação no mundo inteiro ocorreu de maneira rápida. Uma alternativa para a continuidade do trabalho nesse momento de pandemia foi o trabalho remoto. Objetivo: relatar a vivência de enfermeiras do CACON do HUPAA em teletrabalho neste momento de pandemia. Procedimentos metodológicos: Estudo descritivo, exploratório, do tipo relato de experiência. Realizado levantamento bibliográfico da temática. Resultados:&nbsp; Dentre as atribuições das enfermeiras durante o trabalho remoto pode-se citar: Realizar e acompanhar processos no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) da Ebserh; Realizar Protocolo Operacional Padrão; Promover aperfeiçoamento e atualização da equipe de enfermagem; Realizar escalas. Considerações finais: Torna-se fundamental organizar o horário de trabalho remoto, a família deve entender o motivo da pessoa estar em casa, que ela está a trabalho, não deve ser interrompida para conversas aleatórias ou para realizar atividades domésticas, pois durante sua jornada ela está à disposição da empresa.</p> Julia Maria Pacheco Lins Magalhães Suzana Maria de Oliveira Costa Meneses Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 48 50 PERFIL DA ATENÇÃO MULTIPROFISSIONAL À PESSOA COM OBESIDADE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE EM ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12859 <p>Introdução: Obesidade é uma doença multifatorial cujo tratamento deve ocorrer de forma integral, humanizada e multiprofissional, envolvendo todos os níveis de atenção à saúde, incluindo a atenção primária à saúde. Esse estudo avaliou as ações desenvolvidas às pessoas com obesidade pelas equipes da atenção primária à saúde no estado de Alagoas. Metodologia: Estudo transversal, realizado a partir da análise de dados secundários do 3º ciclo do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica no estado de Alagoas. Resultados e Discussão: Das 126 equipes do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica de Alagoas que participaram do 3º ciclo do programa, 118 (93,7%) desenvolveram ações para o manejo da obesidade com as equipes da atenção primária à saúde. Destaca-se a importância dessas ações na atenção primária à saúde, devido à proximidade com os usuários. Conclusões: Grande parte das equipes desenvolveram ações, se mostrando um importante mecanismo de apoio aos usuários na prevenção e tratamento da obesidade.</p> Joice Alves Gaia Thiago Marques Wanderley Amanda da Silva Gomes Jonas Augusto Cardoso da Silveira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 51 54 PREVALÊNCIA DOS NASCIDOS VIVOS COM ANOMALIAS CONGÊNITAS E SUA RELAÇÃO COM A MORTALIDADE FETAL E INFANTIL EM ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12860 <p>O impacto das malformações congênitas no Brasil tem aumentado, indicando a necessidade de estratégias de políticas de saúde. Este trabalho teve como objetivo identificar a prevalência de anomalias congênitas em nascidos vivos e como causa de mortalidade fetal e infantil no Estado de Alagoas no período de 2008 a 2018. Trata-se de um estudo descritivo-quantitativo, com base nos dados secundários disponíveis no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) e no Sistema de Informação de Mortalidade (SIM). Foi observado que a prevalência de anomalias congênitas no período foi de 0.64%, com uma alta taxa de dados assinalados como ignorados. As principais causas de óbito fetal e infantil foram Outras Malformações Congênitas Não Classificadas em Outra Parte, Anencefalia e Malformações Similares e Outras Malformações Congênitas do Coração. Os dados encontrados indicam subnotificação e preenchimento inadequado das informações. O SINASC é o principal sistema para monitoramento das anomalias congênitas no Brasil e a partir dos seus dados, é possível conhecer a prevalência dos principais tipos de anomalias congênitas, e assim, ser um instrumento para planejamento em saúde, garantindo o acesso e a qualidade do atendimento multiprofissional aos pacientes.</p> Maria Carolina Malta Thalita Figueiredo Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 55 57 DIABETES MELLITUS TIPO 2 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12861 <p>A diabetes mellitus é um importante problema de saúde pública que apresenta alta taxa de morbimortalidade, consequentemente causando perda da qualidade de vida, produtividade e sobrevida dos indivíduos. A obesidade mórbida é um estado de resistência à insulina associado ao excesso de gordura visceral. Na obesidade mórbida, os tratamentos conservadores contribuem para melhora da síndrome metabólica, porém tendo recuperação de peso continuadamente, enquanto a cirurgia bariátrica proporciona perda mais significativa, estabilidade de peso e melhora da sensibilidade à insulina. Prevenção, melhora e reversão da diabetes mellitus tipo 2 são observados nas diversas modalidades cirúrgicas bariátricas.</p> Franciele Silva Rocha de Sousa Andreza Gomes de Andrade Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 58 61 CONSUMO DE MINERAIS ANTIOXIDANTES POR GESTANTES COM PRÉ-ECLAMPSIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12862 <p>A gestação requer diversas alterações metabólicas ao longo do curso, tornando-se um período pró-oxidante e a produção excessiva de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio está relacionada com a pré-eclâmpsia (PE). O presente estudo tem como objetivo avaliar o consumo de minerais antioxidantes, na alimentação de gestantes com PE de um Hospital Universitário. Estudo transversal, realizado em 2017, com mulheres diagnosticadas com PE e controle (gestantes sem a doença). Foram incluídas 100 gestantes com PE e 50 controle. Em relação ao consumo alimentar de minerais antioxidantes, não foi encontrada diferença significativa entre os grupos. No presente estudo as mulheres com PE apresentaramconsumo adequadode cobre e selênio e baixo consumo de zinco.</p> Samara Clessya Lucena De Azevedo Marilene Brandão Tenório Fragoso Raphaela Costa Ferreira Micaely Cristina dos Santos Tenório Alane Cabral Menezes de Oliveira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 62 65 IMPORTÂNCIA DO CUIDADO MULTIPROFISSIONAL E HUMANIZADO NO TRATAMENTO DA OBESIDADE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12863 <p>Introdução: A obesidade é uma doença complexa e multifatorial, sendo necessária uma abordagem multidisciplinar e humanizada para o seu manejo. O objetivo deste trabalho é descrever a experiência de acadêmicas de nutrição em um ambulatório de nutrição em obesidade, destacando a importância do cuidado multiprofissional e humanizado para o paciente com obesidade. Metodologia: Trata-se de um estudo qualitativo descritivo do tipo relato de experiência de acadêmicas do curso de nutrição que integraram o ambulatório de nutrição em obesidade do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, de setembro a dezembro de 2019. Resultados e Discussão: Ao longo da prática clínica foram desenvolvidas competências técnicas e relacionais de forma humanizada, havendo ainda diálogo com outros profissionais, bem como necessidade de encaminhamento de casos a outros especialistas, mostrando a importância da multidisciplinaridade no atendimento aos usuários com obesidade, o que é preconizado por entidades especializadas em obesidade. Conclusões: A experiência ambulatorial demonstrou a necessidade da atenção multidisciplinar e humanizada no cuidado do paciente com obesidade e de espaços de troca de saberes entre diferentes profissionais e acadêmicos de nutrição.</p> Joice Alves Gaia Raquel Gonçalves de Araújo Luiz Gonzaga Ribeiro Silva Neto Telma Maria de Menezes Toledo Florêncio Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 66 68 MARCADOR DE PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA EM PLACENTAS DE GESTAÇÕES COM PRÉ-ECLÂMPSIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12864 <p>A pré-eclâmpsia é uma síndrome multissistêmica com etiologia pouco conhecida. Porém, sabe-se que há envolvimento do estresse oxidativo na sua fisiopatologia, o qual pode acarretar em peroxidação lipídica e formação de seus produtos, como o malondialdeído (MDA). O objetivo deste trabalho foi comparar os níveis de MDA em placentas de gestações com PE e controle. Foram incluídas 100 mulheres com PE e 50 sem a doença. Após o parto, foram coletadas amostras das placentas e os níveis de MDA foram mensurados por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Não foram observadas diferenças estatísticas significativas entre as médias de MDA nos grupos estudados, apesar da literatura descrever maior peroxidação lipídica e maiores níveis deste biomarcador como sendo característicos da PE.</p> Raphaela Costa Ferreira Marilene Brandão Tenório Fragoso Fabiana Andréa Moura Alane Cabral Menezes De Oliveira Marília Oliveira Fonseca Goular Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 69 72 EFEITOS DA CURCUMA LONGA ASSOCIADA A PIPERINA EM PACIENTES COM DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12865 <p>As doenças inflamatórias intestinais, têm sido alvo de investigações de alternativas terapêuticas nos últimos tempos, sendo uma delas a <em>Curcuma longa</em>, que apresenta propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, associada à piperina que eleva em 8.000x sua biodisponibilidade. O objetivo deste trabalho foi traçar o perfil clínico nutricional de pacientes com doenças inflamatórias intestinais elegíveis para participação do estudo randomizado sobre a suplementação de curcuma + piperina. Para isso foram avaliados pacientes atendidos no ambulatório de coloproctologia do Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes com diagnóstico de colite ulcerativa ou doença de Crohn, onde foram coletados dados socioeconômicos, antropométricos e clínicos. Dentro dos dados obtidos pode-se observar que houve uma maior prevalência do sexo feminino, representando 57,8% (n=11), se encontra em sobrepeso. Os sintomas que mais se evidenciaram foram gases, sendo um percentual de 63,1% (n=12), 57,8% (n=11) pacientes apresentaram dor abdominal e 52,6% (n=10) relataram sentir distensões abdominais.</p> Gustavo Henrique de Vasconcelos Silva Glenn Côsallin Melquiades da Conceição Amylly Sanuelly da Paz Martins Fabiana Andrea Moura Marília Oliveira Fonseca Goular Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 73 75 QUALIDADE DE VIDA DE ADULTOS SUBMETIDOS A HEMODIÁLISE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12866 <p>A doença renal crônica (DRC) é uma patologia de grande impacto econômico e social, pois representa um grande risco de complicações e mortalidade, além de mudanças que impactam de forma negativa na qualidade de vida dos seus portadores e familiares. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a qualidade de vida (QV) de adultos com DRC submetidos a hemodiálise. Trata-se de um estudo transversal descritivo, observacional e quantitativo, realizado de fevereiro a março de 2020 em um centro de referência em hemodiálise do estado de Alagoas. A amostra foi composta por 50 pacientes, predominantemente formada por homens. Ao avaliar aqueles que tiveram QV ruim observou-se maiores frequências para os que possuíam renda menor ou igual a 1 salário mínimo e para os que iniciaram o tratamento a menos de 2 anos. Os domínios com menor média de pontuação foram: trabalho, função física e função emocional. Os pacientes com DRC tendem a apresentar baixas condições sociais e econômicas, risco aumentado de morbidades e menor qualidade de vida relacionada à saúde. Para tanto, se faz necessário a identificação de variáveis modificáveis que possam estar relacionadas com a QV e de uma maior assistência oferecida desde a atenção básica de saúde.</p> Luana Carolyne Barbosa Batista Briza Estumano Ferreira Danielle Alice Vieira da Silva Alyne da Costa Araújo Ramalho Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 76 80 ESTADO NUTRICIONAL DE GESTANTES USUÁRIAS DA REDE PÚBLICA DE SAÚDE DE MACEIÓ-ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12867 <p>O acompanhamento nutricional durante a gestação é essencial para avaliação do ganho de peso e prevenção de comorbidades para o binômio materno-fetal, logo, o objetivo deste estudo foi avaliar o estado nutricional de gestantes usuárias da rede pública de saúde no Município de Maceió-AL. Estudo transversal realizado nas Unidades Básicas de Saúde de Maceió no ano de 2020. Foi aplicado questionário padronizado onde foram colhidos dados antropométricos. Os resultados foram expressos por meio de médias e respectivos desvios-padrões e frequência. Ao todo foram avaliadas 100 gestantes com média de idade de 24,74 ± 6,35 anos, sendo 25,0% adolescentes e 8,0% com idade ≥ 35 anos, com média gestacional no momento da entrevista de 29,02 ± 3,66 semanas. Destas, 30,3% tinham excesso de peso no período pré-gestacional, com média de peso pré-gestacional de 59,44 ± 11,83 Kg e índice de massa corporal pré-gestacional de 23,11 ± 4,30Kg/m<sup>2</sup>. Durante a gestação, 36,3% tinham excesso, com média de peso de 68,78 ± 12,43 kg e 71,7% com ganho ponderal gestacional inadequado, sendo destes 53,5% insuficiente e 18,2% excessivo. Foram encontradas elevadas frequências de gestantes com excesso de peso pré-gestacional e gestacional, além do ganho ponderal gestacional inadequado.</p> Alanna Lira Ataide Vanderlei Bianca Gomes de Souza Micaely Cristina dos Santos Tenório Isadora Albuquerque Macedo Alane Cabral Menezes de Oliveira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 81 83 PERFIL SOCIOECONÔMICO DE GESTANTES ATENDIDAS EM REDE BÁSICA DE SÁUDE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12869 <p>Considerando o perfil socioeconômico um fator influente na gestação, o presente estudo objetivou caracterizar o perfil socioeconômico de gestantes atendidas em rede básica de saúde. Trata-se de um estudo transversal realizado na rede pública de saúde de Maceió-AL no ano de 2019. Foi aplicado questionário padronizado contendo informações socioeconômicas (renda, escolaridade, situação conjugal). Os resultados foram expressos por meio de médias e respectivos desvios-padrões e frequência. Foram avaliadas 100 gestantes com idade média de 24,74 ± 6,35 anos, sendo 25,0% adolescentes e 8,0% com idade ≥ 35 anos, onde 25,3% tinham baixa renda familiar e 29% das gestantes eram solteiras e 34,0% referiram trabalhar fora do lar. Notou-se que boa parte das gestantes era solteira, adolescente e com baixa renda familiar.</p> Isadora Macedo Thiago Marques Wanderley Micaely Cristina dos Santos Tenório Alane Cabral Menezes de Oliveira Alanna Lira Ataíde Vanderlei Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 84 86 ASSISTÊNCIA HUMANIZADA NO PARTO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12871 <p>O cuidado prestado à mulher durante o parto sofreu inúmeras modificações através dos tempos, decorrentes da institucionalização do parto e dos avanços tecnológicos no campo da medicina. O parto humanizado preconizado pelo Ministério da Saúde visa reduzir intervenções desnecessárias. Além de garantir um ambiente mais tranquilo e harmonioso para o nascimento do filho. O objetivo desse trabalho é apresentar o que a literatura tem publicado sobre a assistência humanizada no parto. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada em outubro de 2020, na base de dados <em>Scientific Electronic Library Online</em>. A atenção humanizada ao parto refere-se à necessidade de um novo olhar, compreendendo-o como uma experiência verdadeiramente humana. Acolher, ouvir, orientar e criar vínculo são aspectos fundamentais no cuidado às mulheres, nesse contexto. A humanização do parto, reconhecida como uma política pública de saúde, é um conjunto de condutas, atitudes e posturas, ausentes de julgamentos e baseadas no diálogo, na empatia e no acolhimento da usuária e de seus familiares.</p> Anderson da Silva Moreira Danielle Maria da Silva Maria Clarisse Soares Carnaúba Ítala Thassyelle Vasconcelos dos Santos Isaías Vicente Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 87 90 CURSO VIRTUAL COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM DURANTE A PANDEMIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12872 <p>A chegada da pandemia da Covid-19 no Brasil, medidas preventivas como o fechamento de instituições de ensino e distanciamento social foram tomadas, e com isso, houve a necessidade de uma readequação das formas de ensino para um modelo remoto. O Curso Básico de Pré-Natal de Risco Habitual em meio à Pandemia da Covid-19 foi um curso planejado inteiramente para esse novo formato, remoto, e ocorreu entre agosto e setembro de 2020. O objetivo deste trabalho é construir um relato de experiência sob o ponto de vista de discentes que participaram do referido curso. Pôde-se perceber que o curso facilitou a troca de experiências entre profissionais e estudantes bem como uma discussão sobre a diferença entre a teoria apresentada nos manuais e protocolos governamentais e a realidade vivenciada no serviço, além de oferecer uma atualização sobre a conduta do pré-natal nessa nova realidade de pandemia. Apesar disso, foi constatado que o espaço da sala de aula é insubstituível, pois o contato humano é diferente do que o mundo virtual é capaz de oferecer.</p> Joicielly França Bispo Ivens Bruno Vieira Cabral Maria Natana Silva Cardoso Dayane de Araújo Leite Oliveira Julio Cesar Silva Oliveira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 91 94 IMPACTOS DO ISOLAMENTO SOCIAL NA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS DURANTE A PANDEMIA POR CORONAVÍRUS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12873 <p>O isolamento social, implementado devido à pandemia causada pelo coronavírus, alterou de maneira significativa o cotidiano mundial, causando mudanças na rotina dos indivíduos com consequente redução da prática de atividades físicas. Para este estudo, realizou-se uma revisão da literatura baseada na realização de exercícios físicos durante o período da pandemia. A partir dos artigos analisados, observou-se que a restrição ao acesso aos ambientes coletivos para prática de atividades físicas impactou diretamente no aumento do comportamento sedentário, além disso, piorou os hábitos alimentares e estilo de vida, inclusive com aumento do uso de substâncias psicoativas. As consequências sistêmicas proporcionadas pelo contexto em questão, considerando-se a factual redução da mobilidade das pessoas de uma maneira geral, precisam ser consideradas; uma vez que essa conjuntura permite o crescimento de riscos relacionados a doenças metabólicas, como as cardiovasculares, além de ter efeito prejudicial à saúde mental e a quem já sofre de comorbidades prévias.</p> Vinícius Vital de Oliveira Michele Ribeiro Rocha Rhosana Soriano Lisboa Sara Kely Learsi da Silva Santos Alves Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 95 98 HIGIENE CORPORAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12874 <p>A higiene corporal compreende ações que visam a promoção da saúde entre outros diversos benefícios.&nbsp; Pessoas hospitalizadas e que estão sob cuidados críticos têm o seu autocuidado prejudicado, e por isso requerem cuidados de forma a suprir esta necessidade sob a forma de banho no leito. Entretanto, essa atividade oferece riscos tanto aos profissionais, quanto aos pacientes. O objetivo deste estudo é relatar as dificuldades observadas em prática, no decorrer de um banho no leito, realizado em um paciente, por acadêmicos de enfermagem. Trata-se de um relato de experiência, com caráter descritivo, vivenciado por acadêmicos do 4º período de enfermagem da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, durante aulas práticas do módulo de Ambiente Terapêutico, em um hospital público, situado na cidade de Maceió-AL. Durante o banho foram identificadas circunstâncias desfavoráveis desde a falta de material à risco ergonômico aos profissionais, apesar disso, ele&nbsp;pode ser um fator fundamental para a construção de confiança entre profissional e paciente. O banho no leito, de fato, é essencial para a manutenção da higiene corporal, entretanto para sua execução, dificuldades podem surgir, fazendo necessária uma maior dedicação e cuidado daqueles que o realizam.</p> Maria Clarisse Soares Carnaúba Anderson da Silva Moreira Danielle Maria da Silva Ítala Thassyelle Vasconcelos dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 99 101 IMPLICAÇÕES DAS FAKE NEWS PARA A SAÚDE NO CONTEXTO DA PANDEMIA DE COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12875 <p>Introdução: A partir do surgimento de uma pneumonia de etiologia desconhecida na cidade de Wuhan, foi identificado um vírus emergente chamado de “SARS-CoV-2”, causador da doença “COVID-19”. Nesse contexto, as mídias sociais tornaram-se meios de comunicação em massa imprescindíveis. No entanto, diversas informações compartilhadas nas mídias sociais são produzidas de forma inverossímil, gerando, assim, pseudoinformações conhecidas como <em>Fake News</em>. Dessa forma, este trabalho tem por objetivo discorrer acerca das principais implicações causadas pelas <em>fakes news</em> para a saúde da população no contexto da pandemia de COVID-19. Método: Revisão narrativa de literatura, realizada em outubro de 2020, a partir das buscas nas bases de dados LILACS, <em>Scopus</em> e <em>Web of Science</em>, por meio do cruzamento dos descritores “<em>Coronavirus Infections</em>”, “<em>Pandemics</em>”, “<em>News</em>”, “<em>Social Media</em>”, articulados com o operador booleano AND. Foram incluídos artigos disponíveis na íntegra, publicados em 2020 em português, inglês e espanhol, que abordassem a temática. Resultados: Observou-se que o compartilhamento numeroso de <em>fake news</em> durante a pandemia de COVID-19 trouxe implicações diretas para a saúde da população. Discussão: A disseminação das <em>fake news</em> promove a adoção de comportamentos divergentes daqueles orientados pelas autoridades de saúde. As pseudoinformações veiculadas norteiam tratamentos inadequados sem embasamento científico. Além disso, houve um impacto significativo na propagação do medo e pânico relacionado a pandemia. Como também, a existência de conteúdos falsos que colocam em risco a credibilidade da assistência no SUS. Conclusão: Na era dos avanços tecnológicos, as mídias sociais desempenham um papel importante na comunicação. Porém, o compartilhamento numeroso de <em>Fake News </em>traz interferências diretas na saúde da população. Dessa forma, revelando a necessidade de educação em saúde para o fornecimento de conhecimento verídico.</p> Caroline Magna de Oliveira Costa Mirana Moura Licetti Jayane Omena Oliveira Diane Fernandes dos Santos Thais da Costa Oliveira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 102 106 ÁCIDO FÓLICO GESTACIONAL COMO PREVENÇÃO DO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12876 <p>Introdução: O Transtorno do Espectro Autista é um transtorno complexo do desenvolvimento e pode se apresentar em graus variados. Assim, há estudos que demonstraram o suplemento de ácido fólico como prevenção dos defeitos do tubo neural, incluindo esse transtorno. Objetivo: Identificar através da literatura se a suplementação de ácido fólico gestacional atua como prevenção do Transtorno do Espectro Autista na criança após nascimento. Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura do tipo bibliográfica desenvolvida a partir de artigos selecionados no portal da Biblioteca Virtual em Saúde, nas bases <em>Medical Literature Analysis and Retrieval System Online e Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde</em>, além da biblioteca eletrônica S<em>cientific Electronic Library Online. </em>Foram utilizados os Descritores em Ciências da Saúde: Transtorno do Espectro Autista; Ácido fólico; Desenvolvimento fetal; Prevenção. Artigos disponíveis na íntegra, de 2015 a 2020 e nos idiomas inglês e português. Resultados: Foram selecionados 5 artigos. O ácido fólico gestacional previne defeitos do tubo neural e outras malformações, porém na dose recomendada de 400 µg/dia, pois níveis muito altos foram associados a risco 2,5 vezes maior de desenvolver o transtorno. Conclusões: Faz-se necessário construção de pesquisas consistentes relacionadas ao tema.</p> Rillary Caroline de Melo Silva Barbara Vitória dos Santos Torres Jislene dos Santos Silva Lindynês Amorim de Almeida Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 107 112 ASSISTÊNCIA DE PACIENTES NEFROPATAS E A PANDEMIA PELA COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12877 <p>Em fevereiro de 2020 foi confirmado o primeiro caso de COVID-19, no Brasil. Do ponto de vista nefrológico, o Covid tem diversas e importantes implicações. Inclusive, o acometimento dos renal pela doença podendo ocorrer Insuficiência Renal Aguda (IRA). Os pacientes com IRA não podem respeitar o isolamento, tendo em vista sua condição pré-existente. Objetivo: Identificar padrões de riscos e estabelecer medidas sanitárias. Por isso, a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) criou o “Recomendações de boas práticas da SBN às unidades de diálise em relação à epidemia do novo coronavírus (Covid-19)” com o intuito de minimizar à prorrogação do vírus , e outra com especificações pros centros de hemodiálises o “Manutenção de acessos vasculares na pandemia da Covid-19” além de um conjunto de outras medidas. Metodologia: Levantamento bibliográfico em bancos de dados SciElo, Ministério da saúde, OMS. Resultados: Em uma clínica com 540 pacientes 8% foram diagnosticados com Covid e 25% desses infectados foram a óbito. Em julho de 2018, o número total estimado de pacientes em diálise foi de 133.464 com taxa de mortalidade de 19,5%. Considerações finais: à assistência de pacientes nefropatas enfrenta inúmeras problemáticas.</p> Alfredo Augusto Fernandes dos Santos Dandara Dinna Cavalcante da Silva Janieide Ferreira da Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 113 117 ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM E O CUIDADO HUMANIZADO EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12878 <p>A Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mostra-se como um ambiente hospitalar para pacientes graves que manifestem um quadro clínico recuperável. Os cuidados de enfermagem em UTI se dão de forma integral aos pacientes. Elementos e desafios da prática dos enfermeiros de terapia intensiva dificultam a implementação da humanização e impactam na qualidade da assistência<strong>. </strong>O objetivo desse trabalho é apresentar através da análise da literatura a assistência de enfermagem em UTI e os desafios para prestar o cuidado humanizado. Trata-se de uma revisão de literatura, de modo qualitativa, realizada em outubro de 2020, na base de dados <em>Scientific Eletronic Librany Online</em>. Foram utilizados descritores padronizados pelo Descritores em Ciências da Saúde e cruzados num formulário, para realizar a seleção dos artigos. Os profissionais de enfermagem realizam inúmeras atividades, desde as mais simples às mais complexas em UTI. Desafios são enfrentados diariamente para alcançar a humanização do cuidado de forma efetiva, recuperação e bem-estar do paciente.</p> Danielle Maria da Silva Anderson da Silva Moreira Maria Clarisse Soares Carnaúba Ítala Thassyelle Vasconcelos dos Santos Amanda Kíssia Santos Lins de Carvalho Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 118 121 DESNUTRIÇÃO E SUA CORRELAÇÃO COM PEROXIDAÇÃO LIPÍDICA E INFLAMAÇÃO EM PACIENTES COM CÂNCER COLORRETAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12879 <p>Introdução: O câncer colorretal é uma das neoplasias mais prevalentes, com influência de fatores clínicos, estilo de vida, dieta e estado nutricional. Objetivo: O presente trabalho objetivou determinar a relação entre o estado nutricional e o perfil inflamatório/oxidativo de pacientes com câncer colorretal atendidos no Hospital Universitário Alberto Antunes, Maceió-Alagoas. Metodologia: Para isso foi realizada entrevista estruturada, avaliação nutricional por meio da Avaliação Subjetiva Global Produzida pelo Próprio Paciente – sendo os pacientes classificados em desnutridos e bem nutridos - além de coleta de sangue para a avaliação de Interleucinas –6 e de malonaldeído. A estatística foi avaliada segundo métodos paramétricos/não paramétricos, sendo a significância identificada quando p. valor &lt;0.05. Resultados: Foram analisados 31 pacientes, destes 51,6% (16) eram do sexo feminino, 58,1% (18) eram etilistas, 48,3% (15) eram tabagista e apenas 12,9% (4) praticavam atividade física (4). Quanto ao estado nutricional, 80% (24) dos indivíduos apresentaram desnutrição de acordo com a Avaliação Subjetiva Global Produzida pelo Próprio Paciente A. Não houve diferença estatisticamente significativa entre as médias das variáveis do perfil inflamatório e o dano oxidativo. Conclusão: O conjunto desses dados indica que a atividade inflamatória e o estresse oxidativo independe do estado nutricional de pacientes com câncer colorretal.</p> Anne Karolyne dos Santos Amanda da Silva Gomes Brida Maria Castro Santos Samara Bonfim Gomes Campos Fabiana Andrea Moura Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 122 124 SITUAÇÃO VACINAL DAS CRIANÇAS DIANTE A PANDEMIA DE COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12880 <p>Introdução: A vacinação visa à prevenção, controle e erradicação de doenças imunopreveníveis. Nesse sentido, os calendários de vacinação também estão presentes na rotina de imunização de crianças. Com a declaração do estado de pandemia, devido ao vírus SARS-CoV2, algumas medidas sociais foram impostas, afetando o quesito da vacinação. Nessa perspectiva, esse trabalho tem como objetivo discorrer acerca da situação vacinal das crianças diante da pandemia de COVID-19. Método: Revisão narrativa de literatura, realizada em outubro de 2020, através de buscas nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, na <em>Literature and Retrivial System on Online</em> e na Base de Dados em Enfermagem, por meio da Biblioteca Virtual em Saúde, a partir do cruzamento dos descritores “criança <em>AND</em> vacinas <em>AND</em> pandemia”. Foram incluídos artigos disponíveis na íntegra, dos últimos 5 anos em português, inglês e espanhol, que abordavam a temática. Resultados: Diante da quarentena, ocorreu uma redução na procura da vacinação e na distribuição de algumas vacinas infantis, como também houve um declínio da cobertura vacinal das crianças. Discussão: Dentre as causas para a redução da vacinação está o medo, por parte da população, de se expor e contrair a COVID-19. Ademais, em alguns lugares a quarentena resultou também no bloqueio de veículos, o que afetou diretamente os serviços de imunização. Além disso, algumas pessoas estão encontrando dificuldades para ter acesso ao atendimento de imunização em algumas áreas, pois esse serviço de rotina está trabalhando com o horário reduzido, além de estar priorizando a vacinação em crianças menores de 2 anos de idade. Conclusão: Portanto, pode-se notar que vários fatores contribuíram para a redução da vacinação infantil durante a pandemia de COVID-19. No entanto, esse fato representa um verdadeiro risco para a saúde dessa população, podendo ocasionar surtos de doenças que poderiam ser previamente evitadas.</p> Jayane Omena de Oliveira Diane Fernandes dos Santos Caroline Magna de Oliveira Costa Thaynara Maria Pontes Bulhões Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 125 128 EDUCAÇÃO INTERPROFISSIONAL E FORMAÇÃO EM SAÚDE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12881 <p>O Programa de Educação pelo Trabalho PET-Saúde/Interprofissionalidade fomenta a formação permanente dos profissionais de saúde bem como de iniciação ao trabalho, estágios e vivências, dirigidos aos estudantes da área, de acordo com as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). Diante disto, o objetivo do trabalho é relatar as experiências vivenciadas por monitores do PET-Saúde/Interprofissionalidade no trabalho interprofissional e na formação em saúde. Seu desenvolvimento ocorreu no segundo distrito sanitário de saúde de Maceió. O PET-Saúde/Interprofissionalidade possibilitou aos seus integrantes o fortalecimento da integração ensino-serviço-comunidade. Os acadêmicos tiveram a oportunidade de vivenciar uma prática interprofissional, o melhor reconhecimento do seu núcleo de conhecimento profissional e principalmente o conhecimento dos saberes e fazeres das demais profissões envolvidas, além de aprender a executar o diagnóstico e planejamento em saúde, bem como experiências no ambiente da atenção primária à saúde na gestão e assistência. Nessa perspectiva, a educação interprofissional mostra-se como uma importante ferramenta para a transformação do processo formativo, que visa à melhoria da colaboração e da qualidade da atenção à saúde.</p> Anderson da Silva Moreira Lucas Daniel Souza de Vasconcelos Juliana Maria Bulhões Ferreira Yasmin Mainique Leite Gomes Silvana Pereira Gomes Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 129 131 PERFIL NUTRICIONAL DE PACIENTES COM CÂNCER COLORRETAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12882 <p>O objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil nutricional de pacientes com câncer colorretal (CCR) e identificar qual melhor método diagnóstico de avaliação nutricional nesses pacientes. Para isso, foram avaliados pacientes atendidos no ambulatório de coloproctologia do HUPAA com diagnóstico de CCR no período de outubro de 2016 a maio de 2018. Foram analisados 31 pacientes. A prevalência de desnutrição variou conforme o método de diagnóstico: 41,9% para o índice de massa corporal (IMC), 80% para a avaliação subjetiva global (ASGPPP) e 29,2% para força da preensão palmar (FPP). Em relação a ingestão de macronutrientes este se mostrou inadequado, abaixo da recomendação. Por sua vez, a ingestão de micronutrientes também apresentou variações, a exemplo das vitaminas A, E e C, e dos minerais selênio e zinco. Adicionalmente, o consumo de fibras na maioria dos pacientes está abaixo da recomendação da RDA. Então, cabe ressaltar a importância da atenção nutricional, pois a dieta tem relação direta com o prognóstico dos pacientes.</p> Thaynara Roberto da Silva Gomes Samara Cléssya Lucena de Azevedo Samara Bomfim Gomes Campos Marilia Oliveira Fonseca Goulart Fabiana Andréa Moura Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 132 134 COMORBIDADES ASSOCIADAS À DOENÇA RENAL CRÔNICA EM ADULTOS SUBMETIDOS A HEMODIÁLISE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12883 <p>A doença renal crônica (DRC) é caracterizada pela perda funcional e irreversível da função renal e se configura como um problema de saúde pública resultante da elevação de sua prevalência entre a população mundial e ao seu impacto na morbimortalidade dos indivíduos acometidos. Dentre as morbidades associadas ao desenvolvimento da disfunção dos rins, o diabetes <em>mellitus</em> tem se apresentado como a causa primária da DRC, em todo o mundo, seguido da hipertensão arterial. Essa pesquisa teve como objetivo avaliar a prevalência de comorbidades em pacientes adultos submetidos a hemodiálise. Trata-se de um estudo transversal descritivo, realizado com adultos de ambos os sexos diagnosticados com DRC e assistidos por um centro de referência em hemodiálise do estado de Alagoas. Dos 50 pacientes analisados, 92% apresentavam hipertensão e 40% diabetes mellitus. Mais da metade apresentava anemia e pouco menos de 10% dislipidemia. Esses achados demonstram que esses agravos comprometem expressivamente o público analisado e reforçam a associação bem estabelecida dessas comorbidades com a DRC<strong>.&nbsp; </strong>Deste modo, as comorbidades apresentadas na amostra podem ser causa ou consequência da DRC.</p> Briza Estumano Ferreira Luana Carolyne Barbosa Batista Danielle Alice Vieira da Silva Alyne da Costa Araújo Ramalho Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 135 138 ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO AO PACIENTE COM DEFICIÊNCIA EM ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12884 <p>Pacientes com deficiência são indivíduos que apresentam uma alteração ou condição, simples ou complexa, momentânea ou permanente, de diferentes etiologias, que requer abordagem especial, multiprofissional e um protocolo específico. A Organização Mundial de Saúde estima que mais de um bilhão de pessoas no mundo apresentam alguma deficiência e que mais de 50% não recebem assistência odontológica. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de um projeto de extensão. O projeto "Atendimento Odontológico ao Paciente com Deficiência do Estado de Alagoas" visa oferecer um serviço odontológico qualificado, gratuito, em ambiente ambulatorial, para os pacientes com deficiência do Estado de Alagoas. Teve início em fevereiro e proporcionou atendimento odontológico para cerca de 30 pacientes com diferentes condições, a citar: Autismo, Paralisia Cerebral e outras deficiências motoras e cognitivas, além de pacientes sindrômicos. Os envolvidos proporcionam atendimento humanizado e buscam relacionar a condição oral dos pacientes assistidos com seu diagnóstico médico e medicamentos utilizados. Dessa forma, o projeto promove conhecimento sobre a importância da equipe multidisciplinar na saúde desses indivíduos, contribui para a formação de profissionais que tenham o manejo adequado para atendimento de pacientes com deficiência, além de melhorar a qualidade de vida dos pacientes e dos seus familiares.</p> Lyles Regina Machado Falcão Rikelly dos Santos Nunes Valdeci Elias dos Santos Daniela Maria Carvalho Pugliesi Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 139 142 SEXUALIDADE FEMININA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12885 <p>Este trabalho traz uma revisão bibliográfica sobre a sexualidade, em específico sobre a anorgasmia feminina, caracterizada pela ausência do orgasmo nas mulheres. Ao longo do trabalho foram apontadas reflexões sobre a temática. Foram pesquisadas evidências e características sobre o que temos de material bibliográfico sobre o tema anorgasmia feminina. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de revisão bibliográfica. A base de dados utilizada foi a plataforma virtual <em>Google Scholar</em>, utilizando os descritores: “anorgasmia feminina” AND “sexualidade” AND “orgasmo”. Os critérios de inclusão foram: artigos disponíveis online e na íntegra e estudos publicados em português. Os critérios de exclusão foram: capítulos de livros e manuais. Foram encontrados um total de 16 (dezesseis) estudos e 3 (três) foram selecionados por se enquadrarem nos critérios da pesquisa. A literatura traz uma quantidade significativa de mulheres que não conseguem atingir o clímax em suas relações sexuais, algo que acontece ao longo dos séculos, e por questões sociais e culturais, não era pauta de discussões. Trazendo esse recorte, percebe-se que disfunções sexuais femininas ainda existem, mas a concepção de muitos indivíduos acerca do tema evoluiu. Viver a sexualidade de maneira satisfatória em suas relações sexuais, também é direito da mulher.</p> Ágata Silva dos Santos Kariny Rafaela de Moraes e Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 143 145 IMPLEMENTAÇÃO DE INSTRUMENTO PARA CONSULTA DE ENFERMAGEM A INDIVÍDUOS NO PROGRAMA DE ESTOMIZADOS DE UM HOSPITAL PÚBLICO DE MACEIÓ https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12886 <p>Introdução: Estomia é uma abertura originada de um procedimento cirúrgico que consiste na exteriorização dos sistemas digestório, respiratório e urinário, criando um orifício externo. É indicada quando há necessidade de desviar, temporária ou permanentemente, o trânsito normal da alimentação, ventilação ou eliminação. O processo de aprendizado com vista à reabilitação deve ter suas bases lançadas na fase hospitalar e a consulta de enfermagem deve ser valorizada como estratégia para concretizar a assistência. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo e exploratório com abordagem qualitativa através da implementação de instrumento para consulta de enfermagem durante o cadastrado no Programa de Estomizados do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, na cidade de Maceió/AL. Resultados e Discussão: Os enfermeiros do referido Programa elaboraram um instrumento de consulta de enfermagem para os usuários atendidos neste serviço, constando: dados de identificação do paciente, história clínica, aspectos do estoma e pele periestomal, agendamento de retorno para reavaliação, encaminhamentos, processo de enfermagem, registros para reversão de estomas, óbitos e transferência de cadastro. Conclusões: É perceptível que a implementação de um instrumento para consulta de enfermagem contribua para que o enfermeiro desempenhe o processo de enfermagem, promovendo a uniformidade na avaliação e atenda às necessidades do paciente.</p> Lucy Kelly Brito Bomfim Eustaquio Paulo Sérgio Gomes da Silva Fabianny Torres de Oliveira Hilma Keylla de Amorim Lazaro Betel Eustaquio da Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 146 148 A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL PARA PACIENTES HOSPITALIZADOS COM COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12887 <p>A infecção por coronavírus (COVID-19), ocorreu de forma pandêmica, sendo relatada pela primeira vez em dezembro de 2019. Devido a sua recente descoberta, os estudos a seu respeito estão insuficientes. Entretanto, sabe-se que uma de suas complicações é a síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2), que atingiu inúmeros infectados, com a necessidade de tratamento em unidades de tratamento intensivo. Este trabalho tem como objetivo relatar, através de uma revisão bibliográfica, a importância dos cuidados com a saúde bucal para pacientes internos e isolados em UTIs, com atendimento de forma humanizada. Os pacientes hospitalizados apresentam uma higienização bucal precária, o que facilita o desenvolvimento de patogenias bucais. Além disso, facilita a proliferação de patógenos respiratórios oriundos do biofilme dental. Essa é uma consideração importante, tendo em vista que os indivíduos acometidos por COVID-19 têm uma maior probabilidade de desenvolver problemas respiratórios e acarretar sequelas e até levar ao óbito. Esses estudos corroboram a necessidade de maiores cuidados por parte da equipe que assiste o doente, com medidas de intervenções clínicas e ambientais que beneficiam os pacientes no período da hospitalização. Isso evidencia a importância da presença do cirurgião-dentista e de sua equipe auxiliar no ambiente hospitalar, o que poderia minimizar os problemas bucais ocasionados pela falta de higiene bucal.</p> Wynie Monique Pontes Nicácio Mariana Sinara De Oliveira Gomes Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 149 152 A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL COLETIVO NOS ÚLTIMOS MOMENTOS DA GESTAÇÃO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12888 <p>O período gestacional implica em uma fase que compreende várias modificações na vida da mulher onde o corpo feminino vivencia novas experiências podendo gerar diversos sentimentos. No entanto, estas mulheres passam por um processo de medos e incertezas durante este período gestacional, trazendo consigo expectativas e que são caracterizadas como únicas na sua vida. O objetivo deste estudo é enfatizar a importância do pré-natal no período final da gestação e o compartilhamento de experiências. Trata-se de um relato de experiência sobre a realização de um pré-natal coletivo, realizada por acadêmicos do 6º período de enfermagem da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas no Centro de Atendimento à Comunidade, durante práticas do módulo de saúde da mulher, sob supervisão da professora responsável, no município de Maceió-Alagoas. No momento do pré-natal coletivo, as gestantes foram orientadas quanto a melhor opção de parto, os métodos realizados, o planejamento de parto, quais os riscos e benefícios nesse momento especial mãe-bebê e a importância da mãe estar ciente do que deseja para seu parto e o respeito por esse momento importante. A importância da assistência pré-natal de qualidade e eficiente, pois, as mulheres sentem-se mais encorajadas a passar por essa fase de maneira mais fácil. A vivência do pré-natal coletivo, expõe várias potencialidades, como também, possibilita outras práticas e linhas de cuidado para as gestantes de maneira mais humanizada.</p> Ítala Thassyelle Vasconcelos dos Santos Maria Clarisse Soares Carnaúba Anderson da Silva Moreira Danielle Maria da Silva Alick Cristina s Vasconcelo Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 153 155 MÉTODOS DE PREVENÇÃO DA COVID-19 NA COMUNIDADE E SUA EFICÁCIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12889 <p>O novo coronavírus repercutiu rapidamente em todo o mundo, configurando-se como uma emergência global. Sua forma de contaminação contato humano-humano foi fundamental para a rápida propagação do vírus, o que gerou superlotação nos hospitais e milhares de mortes em todo o mundo. Com a pandemia, situações cotidianas que passavam despercebidas como a lavagem básica das mãos e evitar tocar boca e olhos com as mãos não higienizadas estão sendo essenciais para a diminuição do contágio. Esta pesquisa baseou-se a partir da seguinte questão norteadora: Quais são as medidas de prevenção que a comunidade está tomando no combate a COVID-19? E de que maneira estão sendo executadas para evitar que o vírus ainda continue fazendo novas vítimas? Diante disso, este artigo tem a finalidade de descrever os principais métodos adotados pela comunidade na prevenção da doença, a fim de promover a conscientização acerca dos benefícios de sua implementação, assim como sua eficácia no controle do vírus e também de outras patologias.</p> Crislane de Oliveira Pontes Jéssica Diodino da Silva Santos Jéssica de Souza Rodrigues dos Santos Dayse Carla Alves Sales Pereira Kleytonn Giann Silva de Santana Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 156 164 DIABETES MELLITUS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12890 <p>O Diabetes <em>Mellitus</em> é uma doença crônica que está afetando a população de forma crescente, tornando-se um problema de saúde pública.&nbsp; Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo discutir sobre os fatores para minimizar maior incidência e letalidade devido a complicações de ordem micro e macrovasculares; através de um tratamento e acompanhamento eficaz, trazendo enfoque também para outros profissionais da área de saúde, como enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, educador físico e não somente centralizar no médico especialista, buscando assim orientar e estimular mudanças no estilo de vida por meio da educação em saúde.&nbsp;</p> Franciele Silva Rocha de Sousa Andreza Gomes de Andrade Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 165 168 DIMENSIONAMENTO DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM EM CRIANÇAS COM SÍNDROME NEFRÓTICA HOSPITALIZADAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12891 <p>A Síndrome Nefrótica é caracterizada por proteinúria maciça, hipoalbuminemia, hiperlipidemia e edema, além de sintomas como dor abdominal, podendo evoluir, em casos mais severos, para uma insuficiência renal aguda. Nesse sentido, a criança com síndrome nefrótica deve ser acompanhada frequentemente pela equipe multidisciplinar de saúde e ter uma atenção especial de seus pais e familiares. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo revisão de literatura, realizado em outubro de 2020, em busca de bases de dados online, a partir do cruzamento dos descritores com o uso operadores booleanos: síndrome nefrótica AND enfermagem AND saúde da criança. As hospitalizações frequentes na vida de uma criança com Síndrome Nefrótica podem repercutir negativamente no crescimento e desenvolvimento saudável. Outrossim, é sabido que as infecções são a principal causa de intercorrências e um fator chave para alteração do tratamento e prognóstico de crianças nefropatas, nesse sentido os cuidados da equipe de enfermagem contribuem para a minimização dos agravos e melhora no quadro clínico da criança. Conclui-se que há a necessidade de mais estudos voltados a atuação de enfermagem no cuidado à criança com síndrome nefrótica.&nbsp;</p> Alyssia Daynara Silva Lopes Thamires Vitória Arcanjo da Paixão Ingrid Martins Leite Lúcio Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 169 172 PREVENÇÃO DE INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DE MULHERES QUE FAZEM SEXO COM MULHERES https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12892 <p>Durante muito tempo a sexualidade feminina foi ignorada, sobretudo a da mulher que faz sexo com outra mulher. Mesmo após a inclusão desse tema em políticas de saúde, esse grupo ainda encontra dificuldades de acesso aos serviços de saúde para prevenção de infecções sexualmente transmissíveis. O objetivo deste trabalho é identificar na literatura quais os entraves encontrados pelas mulheres no sistema de saúde para prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis. Trata-se de uma revisão de literatura utilizando as bases de dados SciELO, LILACS e MEDLINE. Foram incluídos artigos publicados nos últimos 5 anos com texto completo. Selecionaram-se 3 artigos dos quais destacam que dentre os principais entraves para mulheres que fazem sexo com mulheres estão as experiências negativas, que as tornam resistentes à procura pelos serviços de saúde, e a crença de que as infecções sexualmente transmissíveis não se transmitem entre mulheres. Portanto, é de suma importância que os entraves encontrados pelas mulheres que fazem sexo com mulheres sejam vencidos, e para isso, os profissionais de saúde necessitam de um olhar sensível, capaz de identificar as vulnerabilidades em que os usuários estão inseridos, além de estabelecer uma relação de confiança em prol de uma assistência holística e integral, livre de preconceitos.&nbsp;</p> Larysse Martins dos Anjos Iasmin Maria Ferreira da Silva Ivens Bruno Vieira Cabral Amuzza Aylla Pereira dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 173 175 SAÚDE MENTAL DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DIANTE DA PANDEMIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12893 <p>Nessa época de pandemia, que trouxe sentimentos de profundas incertezas em todos os aspectos da humanidade, os profissionais da saúde lutam contra os agentes invisíveis que ameaçam a saúde e bem-estar. Grandes mudanças ocorreram na sociedade e enfermeiros de todo o mundo ainda vivem lutas diárias. Para os profissionais de saúde, lidar com a pressão do trabalho, juntamente com o risco de doença, pode vir a causar sérios problemas na sua saúde mental e relações pessoais. Perante a pandemia do coronavírus, a saúde mental dos profissionais de enfermagem sofre um impacto muito grande, pois leva ao desafio de enfrentar o desconhecido, o objetivo dessa pesquisa é descrever o bem-estar dos profissionais de enfermagem diante da sua atuação da pandemia do coronavírus. Essas comorbidades podem gerar impactos negativos no trabalho e assim, tendo um resultado prejudicial na sua assistência, cuidado e até mesmo segurança do paciente ou no seu local de trabalho. É por isso que gerenciar a saúde mental é a razão fundamental. Em tempos de crise, sua saúde mental social torna-se vital.<strong>&nbsp;</strong></p> Ana Letícia da Conceição Rocha Monnique Batista dos Santos Lívia Katarina Alves do Amaral Sthefhanie Kissia dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 176 178 ASSISTÊNCIA MULTIDISCIPLINAR NO PARTO HUMANIZADO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12894 <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt; text-align: justify;"><span style="font-size: 11.0pt; color: black; background: white;">Introdução: A equipe multidisciplinar tem fundamental importância no parto humanizado oferecendo uma melhor qualidade de vida no pós-parto tanto para ela, quanto para o bebê. Objetivo: Identificar a importância da equipe multidisciplinar e as estratégias de humanização frente ao processo de parturição. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, após a utilização dos critérios de inclusão. Discussão e Resultados: É fundamental que os enfermeiros atuem por meio de consultas de enfermagem, promovendo atividades educativas. O fisioterapeuta vai realizar um parto seguro, através da cinesioterapia, que auxiliam na contração e no relaxamento. A intervenção psicológica tem o objetivo de oferecer uma escuta qualificada e especializada sobre o processo gravídico-puerperal. Conclusão: A abordagem utilizada neste estudo, focalizou os principais conceitos sobre a relevância da equipe multidisciplinar no atendimento e preparamento para um parto humanizado.</span></p> Ana Carolina Honório da Silva Rikielly Karolaine dos Santos Costa Rodrigo Scheidt Ferreira Rodrigues Viviane Tenório dos Santos Thays Fernanda Costa Silver Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 179 181 ASSISTÊNCIA HUMANIZADA DURANTE A PANDEMIA EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12895 <p>Relatar a experiência de profissionais de enfermagem na assistência humanizada ao usuário durante a realização de exames na Unidade de Diagnóstico por Imagem no período da pandemia por COVID-19. Trata-se de relato de experiência sobre o atendimento prestado a esses pacientes durante a execução de exames na Unidade de Diagnóstico por Imagem do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, situado no Estado de Alagoas. Descreveu-se a experiência baseada na assistência de enfermagem, salientando os fluxos das rotinas de serviço, como o uso de equipamentos de proteção individual durante a pandemia, com o estímulo e o potencial associado à humanização. O apoio ao usuário é um dos recursos que proporcionam um cuidado humanizado e conforto durante a assistência, evidenciando a importância da enfermagem em termos de prática operacional e tecnologia. Diante disso, além do planejamento e execução dos cuidados aos exames, se faz necessário manter a atualização científica e tecnológica relacionada à assistência de enfermagem.&nbsp;</p> Jaqueline Maria Silva dos Santos Alda Galdino dos Santos Raiane Jordan da Silva Araújo Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 182 189 O ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO CONTEXTO HOSPITALAR https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12896 <p>A Terapia Ocupacional é uma ciência da saúde que busca promover e maximizar a autonomia e a independência do indivíduo por meio de sua intervenção, comportando diferentes áreas em diversos contextos. No campo hospitalar, busca enfatizar as necessidades dos indivíduos que vão além do processo de adoecimento e recuperação. O internamento hospitalar exige considerar o ambiente como um sistema de cuidados que vão desde a auto-organização até a relação-interação com o paciente, sendo necessária a formação de profissionais da área da saúde que busquem nortear uma abordagem clínica e que considerem a singularidade do sujeito para além do processo saúde- doença, permitindo a aquisição de conhecimentos que envolvam ampliar o cuidar em saúde, através de um olhar humanizado. Trata-se de um estudo descritivo, caracterizado como um relato de experiência, que visa apresentar o conjunto de práticas desenvolvidas no Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO), de Terapia Ocupacional em Contextos Hospitalares e sua importância para a formação profissional. As atividades realizadas ocorreram durante o mês de fevereiro a março de 2020, com doze horas semanais, em um hospital universitário, com acadêmicas do sétimo período de Terapia Ocupacional de uma Universidade Pública na cidade de Maceió. O estudo buscou constatar a importância do processo de aprendizagem desta prática de estágio de forma qualificada. Assim, o processo de intervenção buscou aplicar técnicas e métodos que recuperem ou conduzam a melhoria das habilidades do desempenho ocupacional, favorecendo a interação, autonomia e o resgate do cotidiano do paciente.</p> Laura Fernandes Costa Hellem da Silva Tenório José Gutemberg Vasconcelos Bezerra Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 190 195 VANTAGENS E DESVANTAGENS DOS TESTES DIAGNÓSTICOS DA COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12897 <p>Em razão da pandemia de Sars-CoV-2, foi incentivado o desenvolvimento de testes confiáveis, com níveis seguros de precisão, especificidade e sensibilidade, acompanhamento da cadeia de transmissão viral, do diagnóstico e de condutas terapêuticas ágeis, inclusive utilizando plasma convalescente. Desde então, disponibilizou-se uma variedade de testes, a serem realizados em diferentes fases da COVID-19. Diante disso, objetivamos identificar as vantagens e as desvantagens desses testes diagnósticos a partir de uma revisão literária. Os resultados do presente trabalho ratificam que os testes de detecção sorológica para identificação de anticorpos contra os antígenos virais, apresentam maiores níveis de sensibilidade e especificidade se forem realizados na segunda semana após o aparecimento dos sintomas, tendo em vista a necessidade de elaboração da resposta de células imunes. Por outro lado, os testes rápidos, cuja finalidade é a detecção do RNA viral, devem ser feitos nos primeiros dias após a infecção. Além disso, ressalta-se a importância do teste ELISA, mesmo com riscos de alteração de resultados. Por fim, evidencia-se a ampliação da detecção do vírus com o uso combinado dos testes molecular e sorológico, nos períodos mais adequados de realização de cada um, sobretudo em caso de negatividade do primeiro teste.&nbsp;</p> Izabela Lúcio Cardoso Freire Aline Maria Matias dos Santos Nyaria Flêmera de Souza Therezita Peixoto Patury Galvão Castro Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 196 199 O PROTAGONISMO DA ENFERMAGEM NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE SAÚDE DURANTE A PANDEMIA COVID 19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12898 <p>Introdução: a pandemia desencadeada pelo COVID-19, afetou o trabalho de diversos profissionais da saúde, os quais têm lutado incansavelmente nos cuidados aos infectados e na contenção da disseminação do vírus. Entre os trabalhadores da saúde, Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem e Auxiliares de Enfermagem representam maioria nos serviços públicos e privados, sendo essenciais e considerados nucleares na estrutura das profissões da saúde. Objetivo: relatar o protagonismo dos profissionais de enfermagem no gerenciamento de saúde durante a pandemia do COVID 19. Métodos: Trata-se de um estudo de revisão integrativa, através das bases de dados, LILACS, SciELO e a BDENF, Resultados e Discussão: destacando-se medidas de higiene e desinfecção do ambiente; detecção e notificação precoce dos casos suspeitos; medidas de isolamento nos serviços de saúde e a utilização de equipamentos de proteção individual, o trabalho da equipe de enfermagem requer competência técnica e científica, conhecimento, habilidade e controle emocional sobre a prática, tendo em vista que a assistência apresenta situações de risco, desgaste físico e emocional, responsabilidades com a vida das pessoas, enfrentamento de medos e sofrimentos. Considerações Finais: nessas circunstâncias o papel da equipe de enfermagem não se limita apenas com EPI, vai muito além é necessário protocolos institucionais, deve envolver treinamentos sobre as precauções-padrão, visando a uma assistência segura, bem como abarcar elementos comportamentais relacionados ao fortalecimento do trabalho em equipe e à interação para a educação de familiares.</p> Anne Karolyne da Silva Alves Jaqueline Maria Silva dos Santos Raquel Ferreira Lopes Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 200 204 INSTRUMENTOS E REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12899 <p>O câncer de laringe é o mais comum entre os diversos tipos de câncer de cabeça e pescoço, podendo ocasionar grandes dificuldades relacionadas à fonação, à respiração e à alimentação. Este estudo tem como objetivo descrever as contribuições da intervenção fonoaudiológica e instrumentos utilizados em pacientes laringectomizados. Refere-se a uma revisão integrativa da literatura de cunho descritivo e exploratório, onde foi realizada uma busca nas bases de dados eletrônicas: Literatura Latino e do Caribe em Ciências da Saúde via Biblioteca Virtual em Saúde, <em>Scientific Eletronic Library Online</em> e <em>Public Medicine Library</em>.&nbsp;Foram investigadas variáveis: protocolos, instrumentos ou recursos utilizados na avaliação ou intervenção fonoaudiológica, Tipo de laringectomia, forma de comunicação utilizada pelo paciente, tipo do tumor, exames&nbsp;e/ou cirurgia realizados, tipo de intervenção fonoaudiológica, Caracterização e quantidade da amostra, objetivo, resultado e conclusão dos artigos selecionados.&nbsp;A aplicação de protocolos ou instrumentos são essenciais na avaliação fonoaudiológica de pacientes laringectomizados, pois contribuem para um maior sucesso da terapia, na qual pode ser realizada através do uso de diversos recursos.&nbsp; Houve bastante divergência entre os estudos em relação aos instrumentos de avaliação utilizados, com a predominância de questionários e escalas de autoavaliação do paciente.</p> Marciana da Costa Carlos Nicolly Menezes Silva dos Santos Maria Júlia Cabral Fortaleza Carliane Maria da Silva Vanessa Fernandes de Almeida Porto Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 205 217 OFERTA DE TESTE RÁPIDO PARA HIV COMO INSTRUMENTO DE APROXIMAÇÃO COM A COMUNIDADE ACADÊMICA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12900 <p>Estratégias para testagem do Vírus da Imunodeficiência Humana têm o intuito de potencializar a qualidade do diagnóstico da infecção e, concomitantemente, fornecem uma base racional para assegurar que esse diagnóstico seja realizado de forma precoce, segura e com rápida conclusão. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de ação em saúde realizada em uma instituição de ensino superior com oferta de testagem rápida utilizando fluido oral para o diagnóstico do Vírus da Imunodeficiência Humana. Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência realizada pelos estudantes da Liga Acadêmica de Infecções Sexualmente Transmissíveis da Universidade Federal de Alagoas. A ação foi realizada através de parceria entre a liga e uma instituição de referência no atendimento às pessoas que vivem com o vírus, que disponibilizou 50 testes de fluido oral. Concluiu-se que os desafios para a detecção precoce e o controle do vírus HIV não se limitam apenas a espaços formais que oferecem testagem rápida, sendo necessário repensar a universidade como um espaço de fortalecimento à prevenção de agravos que possam comprometer a saúde do público que compõem a comunidade acadêmica.&nbsp;</p> Iasmin Maria Ferreira da Silva Larysse Martins dos Anjos Maria Eduarda Alves Porto Pablo Mateus Medeiros Ferro Amuzza Aylla Pereira dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 218 220 PROJETO IT-COVID https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12901 <p>Dentre os principais desafios enfrentados pelas instituições de saúde durante a corrente pandemia por COVID-19 no Brasil, enquadra-se a transmissão de informações seguras e acuratas cientificamente para a população geral e para toda a comunidade acadêmica acerca desta doença. Diante deste cenário, é mister que todas as ferramentas disponíveis para dar suporte a esta finalidade sejam utilizadas. O presente trabalho visa relatar a experiência dos bolsistas autores durante o período de junho de 2020 a outubro de 2020, que envolveu a utilização de tecnologias digitais aplicadas a transmissão online de vídeos educativos, <em>lives</em> e aulas sobre diversos temas, todos envoltos no contexto do atual momento. As atividades dos participantes do projeto iniciaram-se com reuniões de planejamento, em período de aprendizado do uso dos <em>softwares</em> Filmora, Animaker, OBS <em>Studio</em> e Audacity e das plataformas <em>Google Meet</em> e <em>YouTube</em>, e em posterior execução às transmissões online supracitadas. Serão feitos, no escopo deste relato, descrições destes passos e de seus resultados.</p> Arthur Victor Cavalcante Tenório Mário Jorge Jucá Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 221 223 CUIDADOS PALIATIVOS NEONATAIS E A ATUAÇÃO MULTIPROFISSIONAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12902 <p>Os cuidados paliativos em neonatologia são uma possibilidade de oferecer assistência e qualidade de vida para recém-nascidos em fim de vida ou diante de um processo de adoecimento sem possibilidade de cura. O objetivo da pesquisa é investigar a atuação multiprofissional em cuidados paliativos neonatais. Para tanto, utiliza-se da metodologia de revisão integrativa para levantar questões pertinentes aos principais desafios e possibilidades. A literatura aponta para as dificuldades de comunicação entre a equipe; a predominância da lógica curativa; e o despreparo das equipes de assistência em saúde de lidar com a possibilidade de morte. Apesar dos desafios apresentados, é possível visualizar a potencialidade dos cuidados paliativos em neonatologia de fornecerem possibilidades terapêuticas de atenção integral e humanizada.</p> Vivian Karina Alves Leite Nathalia Bezerra de Siqueira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 224 227 A RELEVÂNCIA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE FRENTE À PANDEMIA NO COMBATE AO COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12903 <p>O Sistema Único de Saúde é uma política pública&nbsp;implementada&nbsp;através&nbsp;do Movimento da Reforma Sanitária no Brasil. Com o surgimento da pandemia a saúde pública sofreu&nbsp;impactos, pois houve aumento do número de casos e infectados em um curto período de tempo. Neste contexto, O Sistema Único de Saúde torna-se importante, pois atua no Plano de Contingência do Covid-19, desenvolvendo ações&nbsp;desde assistência primária&nbsp;até a reabilitação. Este estudo se trata de uma revisão de literatura desenvolvida em outubro de 2020, objetivando descrever a relevância da atuação do Sistema Único de Saúde frente à pandemia no combate ao Covid-19.&nbsp;A busca foi realizada na base de dados BIREME, com as palavras-chave: PANDEMIA; SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE e INFECÇÕES POR CORONAVÍRUS, intercalados com o operador Booleano "<em>AND</em>". Os critérios de inclusão foram: artigos na íntegra e todos os encontrados que respondessem ao objetivo do estudo, seguido dos critérios de exclusão: teses, trabalhos de conclusão de curso. Também foi utilizado o portal do Ministério da Saúde. Conclui-se que, o Sistema Único de Saúde é a principal estratégia para combater&nbsp;a pandemia do Covid-19, pois abrange o indivíduo desde&nbsp;ações de prevenção à saúde&nbsp;até o gerenciamento de leitos para internação.</p> Janaína Barbosa Calixto dos Santos Luciene Karine Araújo dos Santos Paula Dayane Silva Santos Tatiane Procópio dos Santos Tomé Giselle Mamede Tenório Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 228 231 A IMPORTÂNCIA DO CUIDADO MULTIPROFISSIONAL HUMANIZADO ÀS GESTANTES VIVENDO COM HIV AIDS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12904 <p>Durante a gestação, as emoções experienciadas são impactadas pelas relações interpessoais e, devido ao contexto social, gestantes soropositivas ao Vírus da Imunodeficiência Humana são mais propensas ao sofrimento mental. Além disso as especificidades biopsicossociais das gestantes, demandam um cuidado integral e multidisciplinar. O objetivo do trabalho é analisar na literatura as produções sobre vivências de profissionais da saúde e gestantes vivendo com o Vírus da Imunodeficiência Humana/Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Trata-se de uma revisão de artigos obtidos nas bases de dados LILACS e BDENF, com descritores: Gestantes e HIV ou AIDS e Assistência à Saúde associados aos operadores booleanos AND e OR. Utilizou-se os artigos publicados em português entre 2015-2020. Embora haja busca por estratégias que reduzam os riscos de transmissão vertical do Vírus da Imunodeficiência Humana, pode-se observar lacunas nas consultas às futuras mães. Especificamente no cuidado à mulher soropositiva, não há aconselhamento pré-natal adequado em virtude da discriminação nos serviços de saúde. Evidenciou-se que os profissionais de saúde precisam atentar-se às necessidades biopsicossociais das mulheres soropositivas, para conferir qualidade à assistência integral e humanizada, garantindo o vínculo com a paciente durante o acompanhamento nos serviços de saúde.</p> Natalha Cabral do Nascimento Larysse Martins dos Anjos Rayssa Francielly dos Santos Alves Amuzza Aylla Pereira dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 232 234 RODA DE CONVERSA COM MULHERES NO CONTEXTO HOSPITALAR https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12905 <p>A Roda de Conversa é uma metodologia de trabalho participativa, entendida como uma forma de diálogo singular entre as participantes, baseando-se em uma relação de colaboração mútua de forma horizontal, em que todas partilham seus saberes e percepções. O objetivo da atividade foi possibilitar um espaço de promoção de saúde através de autorreflexão e reflexão coletiva com vista a fomentar vínculo entre as participantes. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, realizado com mulheres da Unidade de Internação da Clínica Médica,&nbsp;totalizando 09 participantes&nbsp;entre pacientes e acompanhantes. Ao final das atividades pôde-se observar que houve participação efetiva das participantes, contribuindo para maior interação entre elas, promovendo o fortalecimento de vínculos. A realização da roda de conversa promoveu espaço de diálogo e alternativa para identificar as fragilidades e potencialidades das participantes, além de solidificar laços afetivos. Logo, este momento foi profícuo para trabalhar os anseios frente ao adoecimento e período de internação.</p> Tatiele Santos dos Reis Clarissa Ferreira Bezerra Guimaraes Edijane Alves da Silva Jaíne Teixeira Bezerra Larissa Oliveira Lessa Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 235 241 HOMENS E ADOECIMENTOS CRÔNICOS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12906 <p>A população masculina é considerada a mais vulneráveis às doenças, sobretudo às enfermidades graves e crônicas, morrem mais precocemente em comparação com as mulheres, e acessam os serviços de saúde tardiamente, a construção social da masculinidade exerce forte influência na busca por assistência à saúde. Para analisar tal contexto utilizamos o conceito de “vulnerabilidade em saúde”, dessa forma é possível identificar desde suscetibilidades orgânicas à forma de estruturação de programas de saúde, englobando aspectos comportamentais, culturais, econômicos e políticos, mostrando-se como potente ferramenta para auxiliar a repensar práticas de prevenção e promoção de saúde para essa população específica. A presente pesquisa trata-se de um relato de experiência, ocorrida na Unidade de Clínica Médica de um hospital universitário do Nordeste no período de agosto de 2019 a fevereiro de 2020. A partir de tal experiência foi possível identificar que se faz necessário refletir a saúde da população masculina de forma ampla, visto que, tão fundamental quanto conhecer as causas e determinantes sociais da saúde, é identificar e analisar os sentimentos e reações manifestadas pelos usuários ao se defrontar e vivenciar o adoecimento, assim como apreender quais estratégias de enfrentamento estes desenvolvem para responder às demandas impostas pelo adoecimento.</p> Tatiele Santos dos Reis Adriana Rego Lima Costa Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 242 250 MANEJO DA SÍNDROME NEFRÓTICA INFANTIL E CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEM https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12907 <p>A Síndrome Nefrótica é um conjunto de sinais e sintomas que podem ser decorrentes de diversas doenças que acometem os rins, além de uma das formas de apresentação clínica das glomerulopatias. É importante a identificação e o manejo adequado dos pacientes, visto que, pode-se desenvolver agravos clínicos e haver necessitar de transplante renal precoce. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo revisão de literatura, realizado em outubro de 2020, em busca de bases de dados online, a partir do cruzamento dos descritores com o uso operadores booleanos: síndrome nefrótica AND enfermagem AND saúde da criança. O diagnóstico da Síndrome Nefrótica é feito por um conjunto de sinais, sintomas e achados laboratoriais. A equipe de enfermagem contribui positiva e ativamente no tratamento de crianças com Síndrome Nefrótica, pois atuam na monitorização do balanço hídrico, consumo de alimentos e bebidas, observação para o desenvolvimento de infecções, apoio emocional, educação em saúde e na aplicação de todos os cuidados necessários para o tratamento da Síndrome Nefrótica. Portanto, os cuidados adequados melhoram o prognóstico da patologia e proporcionam melhor qualidade de vida a criança, diminuindo dores e desconfortos. As boas práticas de enfermagem minimizam os danos ao desenvolvimento infantil e proporcionam um atendimento humanizado.</p> Thamires Vitória Arcanjo da Paixão Alyssia Daynara Silva Lopes Ingrid Martins Leite Lúcio Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 251 253 A HUMANIZAÇÃO NA ATENÇÃO À SAÚDE DO IDOSO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12908 <p>Este trabalho discute as práticas de assistência, políticas, estratégias e ações governamentais formalizadas para a saúde do idoso, visto que, embora o tema "humanização" se faça presente em várias discussões e que, inclusive, tornou-se diretriz da Política Nacional de Humanização, esses pacientes enfrentam, ainda, vários obstáculos para assegurar alguma assistência à saúde. À desinformação e ao desrespeito aos cidadãos da terceira idade somam-se a precariedade de investimentos públicos para atendimento às necessidades específicas dessa população, a falta de instalações adequadas, a carência de programas específicos e de recursos humanos. Dessa forma, faremos uma reflexão sobre a humanização na assistência à saúde focada nessa população, primeiramente fazendo um resgate da humanização nos diversos cenários do setor saúde, considerando a valorização dos diferentes sujeitos implicados nesse processo, para que o cuidado dessa especial e crescente fatia da população seja realizado de forma humanizada, visto ser este um paciente especial que requer um atendimento diferenciado.</p> Ainas Emanuele da Costa Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 254 258 PROJETO RESGATAR SORRISOS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12909 <p>A terapia do riso é um método complementar a outros cuidados de saúde, de baixo custo e benéfico para os pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde. Assim, é notória a necessidade de ações para humanização e melhoria da qualidade emocional dos pacientes internados. A prática da ludoterapia em enfermarias pediátricas gera um acolhimento humanizado à criança, além de favorecer o processo de ensino-aprendizagem usando a alegria como ferramenta, quebrando a hostilidade do ambiente hospitalar. Este artigo visa ratificar a importância da risoterapia na humanização do cuidado e constitui uma pesquisa qualitativa, na qual realizou-se uma revisão da literatura em português, inglês e espanhol, no período de 2015 a 2020, utilizando a base de dados SciELO, associando os descritores com a seguinte estratégia de busca: “terapia do riso <em>AND</em> pediatria <em>AND</em> humanização”. Foram encontrados 28 artigos na íntegra e selecionados 3 por estarem de acordo com o tema segundo título e resumo. O projeto, de caráter interdisciplinar, lúdico e educativo, promove cuidado hospitalar humanizado, empregando recursos lúdicos que contribuem na redução do estresse e na melhora do sistema imune. Considerando as evidências científicas, a risoterapia pode ser uma ferramenta importante para melhorar a qualidade de vida dos pacientes pediátricos hospitalizados.&nbsp;</p> Rosiane Kellen de Oliveira Silva Ranulfo Paranhos dos Santos Neto Kariny Rafaela de Moraes e Silva Maria Edna Bezerra da Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 259 262 EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NA FORMAÇÃO DO DISCENTE DE ENFERMAGEM https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12910 <p>A extensão universitária é um meio pelo qual a universidade estabelece um intercâmbio de conhecimento entre a comunidade acadêmica e a sociedade, oferecendo ao estudante contato e vivência na prática profissional junto à população. Com a pandemia e, consequentemente, a mudança na dinâmica social, diversas demandas (re)emergiram, dentre elas destaca-se, o cuidado na saúde da mulher. Ademais, os programas de extensão quando direcionados a mulher, possibilitam o desenvolvimento de um olhar e atitudes voltados ao autocuidado. Logo, o presente estudo tem o objetivo de relatar as contribuições de um curso de extensão universitária sobre cuidados para saúde da mulher/trabalho e pandemia. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, tipo relato de experiência, construído a partir da vivência de uma estudante de enfermagem em curso de extensão universitária, ocorrido na modalidade de ensino à distância. Desta maneira, o curso possibilitou um vasto aprendizado acerca das questões relacionadas à divisão sexual do trabalho, a não valorização do trabalho feminino e dos fatores implicantes no fenômeno de violência contra a mulher, sustentados pela desigualdade de gênero, potencializados pela pandemia da Covid-19. Com isso, oferecendo ao estudante de enfermagem meios para o desenvolvimento de habilidade e atitudes, voltadas ao cuidado de enfermagem à saúde da mulher humanizado e holístico.</p> Jislene dos Santos Silva Amuzza Aylla Pereira dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 263 268 PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS COM DIAGNÓSTICO ANTENATAL ATENDIDOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12911 <p>As malformações congênitas são alterações fetais que ocorrem durante o desenvolvimento embrionário resultando em defeitos estruturais ou morfológicos presentes ao nascimento. Podem ter causas genéticas e/ou ambientais, além de apresentação isolada ou combinada. Atualmente, pouco se sabe sobre o tema em Alagoas, o que dificulta o diagnóstico precoce e a tomada de conduta adequada. Dessa forma, através de estudo exploratório, retrospectivo e abordagem quantitativa, este trabalho teve por objetivo avaliar a prevalência e casuísticas de malformações congênitas no Hospital Universitário em Alagoas. A coleta de dados foi realizada mediante a análise de prontuários eletrônicos e registros de nascimentos, constituindo amostra de 23 casos de malformações no período de janeiro a dezembro de 2019. A idade média das parturientes foi de 24,04 anos e 17,4% (n=4) realizaram pelo menos 6 consultas durante o pré-natal. O maior acometimento foi no sistema nervoso central, associado a fatores maternos e obstétricos, bem como a mães jovens e via de parto cesáreo. A idade gestacional média de nascimento foi 35 semanas e 6 dias e em 11 casos (47,82%) o parto ocorreu prematuramente. Ressalta-se a importância deste estudo como elemento norteador da avaliação epidemiológica atualizada do serviço, capaz de gerar elementos para melhor assistência obstétrica/neonatal.</p> Lisiane Vital de Oliveira Camila Radelley Azevedo Costa da Silva Criselle Tenório Santos Lorenna Peixoto Lopes Isabela Karine Rodrigues Agra Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 269 272 ANÁLISE NEONATAL DOS CASOS DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS COM DIAGNÓSTICO ANTENATAL ATENDIDOS EM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12912 <p>As malformações congênitas são distúrbios na forma, estrutura e/ou função de órgãos, células ou componentes celulares de origem embrionária, presentes no nascimento e podendo surgir em qualquer fase do desenvolvimento embrionário, sendo consideradas a segunda maior causa de mortalidade neonatal. Realizou-se um estudo exploratório, retrospectivo, com abordagem quantitativa realizado no Hospital Universitário em Alagoas, cujo objetivo foi determinar o perfil dos casos de malformações congênitas com diagnóstico antenatal, caracterizando os dados neonatais, classificando as malformações em categorias e correlacionando-as com os desfechos de pior gravidade associados ao óbito perinatal. A coleta de dados foi realizada mediante a análise de prontuários eletrônicos e registros de nascimentos, sendo incluídos recém-nascidos de mães maiores de 18 anos, no período de janeiro a dezembro de 2019, obtendo uma amostra de 23 recém-nascidos, dentre os quais nove tiveram o óbito como desfecho. As anomalias detectadas foram do sistema nervoso, trato geniturinário, faciais e do trato gastrointestinal; sendo essas: gastrosquise, fenda labiopalatina, criptorquidia, ventriculomegalia, meningocele, pé torto congênito e higroma cístico. A compreensão epidemiológica desses dados pode ajudar a melhorar a assistência obstétrica e neonatal dos casos de malformações congênitas no serviço e no estado.</p> Camila Radelley Azevedo Costa da Silva Criselle Tenório Santos Lisiane Vital de Oliveira Lorenna Peixoto Lopes Isabela Karine Rodrigues Agra Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 273 276 A SAÚDE MENTAL DAS CRIANÇAS DURANTE O ISOLAMENTO SOCIAL NA PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12913 <p>O atual contexto de pandemia ocasionou mudanças súbitas no modo de vida de toda a população, independentemente de suas faixas etárias. Crianças sofrem com o impacto da pandemia na saúde física e mental através das mudanças comportamentais de seus familiares, bem como de suas rotinas. A seguinte obra é uma revisão de literatura que objetiva reunir aspectos abordados acerca da influência da pandemia pelo novo coronavírus na saúde mental infantil utilizando os descritores Saúde Mental e COVID-19 ou Infecções por Coronavírus e Criança, associados aos operadores booleanos AND e OR. Dos 59 artigos encontrados, 05 foram utilizados para a síntese. O estresse psicossocial decorrente dos sentimentos vivenciados nesse período interfere negativamente no bem-estar das crianças. Ademais, a comunicação deve ser estabelecida com as crianças e precisa ser adequada à capacidade cognitiva e idade, pois essa se mostra como um protetor à saúde mental desses infantes, oferecendo informações honestas que os orientem sobre a mudança de rotina e perda de alguns vínculos sociais. Dessa forma os profissionais precisam compreender e estar preparados para enfrentar os obstáculos decorrentes da pandemia, que reverberam no desenvolvimento infantil.</p> Ríllary Islane Alves Pereira Natalha Cabral do Nascimento Eliza Vitória Nascimento Figueredo Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 277 279 ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA COLONIZAÇÃO DE PREMATUROS POR CANDIDA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12914 <p>Introdução: Recém-nascidos hospitalizados em UTINs estão sendo mais acometidos por infecções fúngicas, sendo a <em>Candida albicans</em> a espécie que mais se destaca. Diante disso, este trabalho tem como objetivo descrever os aspectos epidemiológicos de prematuros hospitalizados em UTIN colonizados por espécies de <em>Candida.</em>&nbsp;Método: Trata-se de um estudo prospectivo, realizado a partir do monitoramento da microbiota oral e retal de prematuros com peso menor a 1500 gramas, admitidos na UTIN entre dezembro de 2019 a fevereiro de 2020. As coletas foram realizadas nas primeiras 12, 48 e 96 horas de vida. A partir de então, uma vez por semana, até que o neonato recebesse alta ou evoluísse para óbito.&nbsp; Resultados e Discussão: A amostra foi composta por 19 prematuros com peso médio de 1.112 gramas, idade gestacional média de 30,2 semanas, sendo 7 (36,8%) nascidos por parto vaginal e 12 (63,2%) por parto cesáreo.&nbsp; Destes, 6 (31,6%) apresentara-se colonizados. Foi observado que 1 prematuro (16,6%) que tinha sua microbiota colonizada, passou por um intervalo de tempo descolonizado, coincidindo com o período submetido à fototerapia e antifúngico; cinco bebês (83,3%) passaram por pelo menos dois esquemas de rodízio; 2 (33,3%) utilizaram fluconazol profilático em associação com os antibióticos e 1 recebeu micafungina associado ao quarto esquema de rodízio; 3 (50%) neonatos receberam fototerapia; 3 (50%) estavam sob VMI, 2 (33,3%) em cateterismo umbilical e 3 (50%) utilizando PICC. Dentre os principais fatores de risco para a candidíase têm-se o uso de antibióticos de amplo espectro e submissão a procedimentos invasivos por longos períodos.&nbsp; Conclusão: Os principais fatores de risco relacionados à colonização foram o uso prolongado de antimicrobianos, tempo prolongado de internação e submissão a procedimentos invasivos. Por outro lado, o uso de antifúngicos e realização de fototerapia parece ter interferido na colonização de um neonato.</p> Jayane Omena de Oliveira Laís Nicolly Ribeiro da Silva Mirelle Alessandra Silva de Medeiros Rodrigo José Nunes Calumby Rossana Teotônio de Farias Moreira Fernanda Cristina de Albuquerque Maranhão Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 280 284 ESTRATÉGIAS UTILIZADAS PELA GESTÃO DE EPI'S DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DURANTE A PANDEMIA PELO COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12915 <p>Diante da demanda mundial crescente por Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), coube às instituições de referência para assistência a pacientes suspeitos ou confirmados pelo COVID-19 a definição de estratégias para atendimento a esta demanda. Estudo descritivo, do tipo relato de experiência, objetivou analisar as medidas adotadas pelo Setor de Suprimentos do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, em vistas da manutenção dos estoques de EPI’s, durante o enfrentamento do COVID-19. O cenário deste estudo instituiu grupos de trabalho e comissões para avaliação e revisão de processos de aquisição, armazenamento, distribuição e dispensação de EPI’s. Através de gestão de pessoas, infraestrutura e gestão de suprimentos, a interdisciplinaridade permitiu que os diversos setores revisassem os processos de gestão destes produtos. Tornou-se possível, através de trabalho interdisciplinar, responsabilidade dos gestores e comprometimento dos colaboradores, impedir uma ruptura dos estoques de materiais, bem como a suspensão de procedimentos, cumprindo do seu papel social diante da estratégia nacional desenvolvida contra o COVID-19.</p> Pablo Andrade Valladas Erika Maria Araujo Barbosa de Sena Célio Fernando de Sousa Rodrigues Andrew Beheregarai Finger Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 285 287 PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12916 <p>A relevância epidemiológica provocada pelo novo coronavírus (COVID-19) implica na adoção de mecanismos para controle da infecção. Devem ser implementados cuidados relacionados à limpeza e desinfecção de superfícies e equipamentos, prevenindo-se a transmissão do COVID-19 nos serviços de saúde. Estudo descritivo, do tipo relato de experiência, objeticou descrever a composição de Procedimento Operacional Padrão (POP) referente à limpeza e à desinfecção de superfícies e equipamentos para prevenção da transmissão do COVID-19, no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes. O POP em evidência consiste em um planejamento do trabalho, descrevendo o procedimento, com esclarecimentos acerca da inexistência de recomendação diferenciada para este contexto de pandemia. O conteúdo apresentado com clareza e de fácil entendimento é direcionado a profissionais de enfermagem e da higienização, enfatizando a necessidade de cumprimento das etapas apresentadas. Assim, atividades de capacitação e publicização destas recomendações fazem sobressaltar a necessidade de cumprimento das mesmas, especialmente, durante o enfrentamento da pandemia.</p> Joyce Letice Barros Gomes Tereza Carolina Santos Cavalcante Maria Raquel dos Anjos Silva Guimarães Erika Maria Araujo Barbosa de Sena Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 288 290 ACOLHIMENTO AO PACIENTE COM HIV/AIDS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12917 <p>O grande desafio atual para o ensino na saúde está em diminuir o abismo entre teoria e prática e o desenvolvimento de uma avaliação sistematizada para maximizar a percepção da tríade da aprendizagem ativa: aprender a aprender, aprender a fazer e aprender a ser. A escassez de comunicação entre profissionais e entre profissionais e pacientes dificulta uma consciência situacional no ambiente de trabalho sem fomento à interdisciplinaridade e a resolutividade do serviço prestado. Logo, surge os questionamentos de como estabelecer relação de confiança no acolhimento, entre equipe multiprofissional e pacientes, tornando-se uma ferramenta de ação 100% exequível? Objetiva-se construção protocolo de habilidades em acolhimento ao paciente recém diagnosticado com HIV/aids numa perspectiva multiprofissional com projeto de intervenção, do tipo plano de preceptoria a ser desenvolvido no Hospital Dia, referência estadual em atendimento aos pacientes infectados com HIV/Aids, com a finalidade para formação sistemática e transparente entre tríade tutoria, preceptoria e residentes.&nbsp;</p> Jeremy Araujo Lira de Oliveira Maria Goretti Barbosa de Sampaio Kassia Alice Anjos de Lima Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 291 294 EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM UMA UNIDADE NEONATAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12918 <p>A promoção de ações de responsabilidade social é compreendida como uma das funções da universidade. Neste contexto, a extensão universitária atua como um meio de viabilizar essa função, promovendo a interação entre a universidade e a comunidade, de modo a favorecer a análise dos problemas que afetam a população e a estimular a interprofissionalidade, habilidade fundamental para o trabalho em saúde. Assim, o objetivo deste estudo é relatar a experiência interprofissional de um projeto de extensão, desenvolvido na unidade neonatal de um hospital do estado de Alagoas. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, do tipo relato de experiência, realizado por discentes do curso de Medicina, a partir de atividades de extensão, durante o período de maio a novembro de 2019. Constatou-se que a abordagem interprofissional do projeto possibilitou a criação de um espaço de construção coletiva entre os acadêmicos e os preceptores, o qual contribuiu para ampliar e consolidar a importância da visão integral do cuidado em saúde, estimulando a adesão de atuações intersetoriais e transversais, de forma a propiciar a formação de profissionais da saúde humanizados.</p> Flavia Danielle Souza de Vasconcelos Erinaldo da Costa Lima Maria de Conceição Carneiro Pessoa de Santana Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 295 298 PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO DO ATENDIMENTO DO PACIENTE CIRÚRGICO COM SUSPEITA OU INFECÇÃO CONFIRMADA PELO COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12919 <p>Devido à rápida disseminação global do novo coronavírus (COVID-19), os sistemas de saúde enfrentaram enormes desafios. Assim, o planejamento cirúrgico deve ser baseado em novas práticas de prevenção do COVID-19. Estudo descritivo, tipo relato de experiência, objetivou descrever a composição de Procedimento Operacional Padrão (POP) referente à assistência perioperatória de pacientes com suspeita ou infecção confirmada pelo COVID-19, no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes. Descrevem-se os cuidados quanto aos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), preparo da sala operatória (S.O.), dimensionamento de pessoal, transporte do paciente e cuidado com instrumentais e/ou materiais após o uso; sob responsabilidade de cirurgiões, anestesiologistas, enfermeiros, instrumentadores cirúrgicos e técnicos de enfermagem. Através do POP em evidência, tornou-se possível organizar os processos de trabalho, direcionando a equipe cirúrgica na assistência do paciente suspeito ou co confirmação de COVID-19, e garantindo a segurança dos profissionais e dos pacientes assistidos no Centro Cirúrgico e Sala de Recuperação Pós-Anestésica (CC/SRPA).</p> Erika Cavalcante Gomes de Oliveira Danielly Acioli Galvão de Souza Danielle Coutinho de Souza Lins Machado Kiwisunny Galvão Franzoi Erika Maria Araujo Barbosa de Sena Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 299 301 INDICADORES DE QUALIDADE EM TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12920 <p>O déficit nutricional está frequentemente presente no ambiente hospitalar, com predomínio de 30 a 65%. A TNE é um mecanismo utilizado para reparar e/ou manter o estado nutricional do indivíduo, tendo como consequência a intervenção direta na evolução clínica do paciente. O indivíduo que necessita da utilização desse serviço está sujeito a algumas complicações durante o período de sua utilização, com isso, monitorar a dieta que está sendo ofertada é uma prática habitual indispensável para gerar aperfeiçoamento da terapêutica e proporcionar melhor qualidade do serviço ofertado. Este trabalho tem como objetivo avaliar a prevalência de não conformidades de indicadores de qualidade em terapia nutricional enteral (IQTN) em pacientes adultos e idosos internados em um hospital universitário. Trata-se de um estudo de caráter longitudinal prospectivo, através da análise de 68 prontuários de pacientes em TNE em um hospital universitário de nível terciário, e aplicação de indicadores de qualidade da terapia. Os dados foram analisados pela tabela Excel 2013 e a análise estatística foi realizada através do programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 20. 0. Dos 68 indivíduos avaliados 51,5% eram do sexo feminino e tinham mediana de idade de 61 anos, predominando a fase da vida idosa (51,5%). A maioria dos indicadores avaliados apresentaram conformidade, com exceção da realização de IMC de admissão que alcançou 60% e episódios de obstipação intestinal que obteve até 50%. A utilização de IQTN é praticável e os resultados encontrados apontam que seja um instrumento necessário para o acompanhamento adequado dos indivíduos que utilizem esse serviço.</p> Witiane de Oliveira Araujo Janatar Stella Vasconcelos de Melo Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 302 307 USO DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO CUIDADO AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO EM TEMPO DE PANDEMIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12921 <p>Os profissionais que trabalham em hospitais desempenham papéis indispensáveis na assistência à população acometida pela COVID 19, sendo os mais vulneráveis em virtude da intensificação do trabalho perante os níveis de infecção. Objetivo: relatar a experiência do Projeto Cuidando de Nós através da implantação das Práticas Integrativas e Complementares - PICs em profissionais de saúde em um hospital universitário durante a pandemia. Metodologia: O projeto iniciou em abril de 2020 e realiza atendimento em saúde mental a todos os profissionais do hospital. Dentre as PICs: a auriculoterapia, meditação, acupuntura, práticas corporais alternativas, ventosa terapia e terapia floral. As ações do projeto consistem em orientações, acolhimento e cuidados aos trabalhadores, onde foi formada uma comissão multidisciplinar que elaborou o projeto com apoio para implantação e implementação das ações, construção e divulgação dos fluxos, campanhas e monitoramento dessas ações. Resultados: Profissionais atendidos: 66 profissionais na auriculoterapia e meditação; 132 na acupuntura; 136 sessões de práticas corporais; ventosa e terapia floral. Os profissionais relataram que as PICs foram eficazes para a melhoria da qualidade do sono, da tensão muscular, alívio da ansiedade e estresse, além disso serviu como medidas de auxílio no alívio das queixas relacionas a saúde mental dos profissionais de saúde.</p> Sarah Lins de Barros Moreira Rosa Elisa Pasciucco da Costa Aissa Medeiros Freire Rhaissa Rafaelle Leon de Souza Litiany de Souza Lima Tavares Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 308 311 O DESAFIO DO SERVIÇO SOCIAL NO CUIDADO HUMANIZADO AOS FAMILIARES DE PACIENTES INTERNADOS COM COVID-19 NO AMBIENTE HOSPITALAR https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12922 <p>Introdução: Mediante o contexto da pandemia de COVID-19, houve a necessidade da elaboração de novos processos de trabalho pelas equipes assistenciais na busca pela manutenção da segurança dos trabalhadores e promoção de humanização do atendimento aos usuários e seus familiares. Neste sentido, este estudo objetivou evidenciar os desafios para a atuação do Serviço Social do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, pertencente à Universidade Federal de Alagoas, no contexto de pandemia de Covid-19. Metodologia: Pesquisa qualitativa e descritiva-exploratória, descrevendo as ações realizadas pela equipe e análise das mesmas através do método dialético. Resultados e Discussão: O estudo aponta como produto a construção da ferramenta de Ecomapa como elo de comunicação entre a equipe assistencial e usuários, bem como a composição de equipe multiprofissional para a comunicação, orientações e apoio no contexto de óbitos. Conclusões: o estudo ressalta a importância da interprofissionalidade no processo de trabalho como forma de promover a humanização da assistência em tempos de adversidade.</p> Michelline Costa de Oliveira Freire Eunice Maria Alves Maria Zenaide Siqueira Rosilda Vasconcellos da Silva Maria Angélica Crispim Teixeira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 312 314 AÇÕES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO ENFRENTAMENTO DA COVID-19 EM ÂMBITO HOSPITALAR https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12923 <p>A pandemia causada pelo novo coronavírus configura um problema em saúde pública, demandando ações efetivas para seu enfrentamento e combate. Assim, esse estudo pauta-se sobre o relato das ações de um projeto de extensão que realiza ações educativas e preventivas no enfrentamento da COVID-19 em um hospital de ensino e assistência. O projeto visa contribuir com a vigilância em saúde e humanização hospitalar, através de educação em saúde; produção de máscaras descartáveis para usuários e acompanhantes no âmbito de um hospital universitário; elaboração e divulgação em redes sociais de materiais informativos esclarecendo sobre prevenção e cuidados que se deve ter frente ao contágio do vírus. Nesse contexto, utiliza tecnologias leves ao realizar a abordagem do público alvo, como rodas de conversas e oficinas de confecção de máscaras de tecidos e protetores faciais para bebês hospitalizados. Considera-se que em período de atravessamento de pandemia, o desenvolvimento de ações voltadas para o cuidado, prevenção e comunicação eficaz entre usuários e profissionais mostra-se como estratégia exitosa no fortalecimento do Sistema Único de Saúde.&nbsp;</p> Maria Isabel Fernandes Calheiros Vanessa Ferry de Oliveira Soares Sarah Lins de Barros Moreira Livia Aparecida Lenzi Flávia Virgínia Vasconcelos Peixoto Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 315 320 ATUAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM DIANTE DO DESMAME PRECOCE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12924 <p>O aleitamento materno tem sua importância comprovada por especialistas, sendo inegável os benefícios à saúde da criança e da nutriz, contudo o desmame precoce preocupa por sua alta prevalência. O objetivo deste trabalho é analisar a atuação do enfermeiro diante do desmame precoce, bem como os fatores associados à essa prática. Trata-se de um estudo de revisão de literatura cujo recorte abrange publicações sobre a importância do aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade da criança, como também a necessidade da presença das ações de Enfermagem na promoção e proteção da amamentação. Os resultados revelaram que, apesar de gestantes e nutrizes idealizarem o aleitamento, a desistência da prática leva à alta prevalência do desmame precoce, que ocorre por razões diversas. Cabe, portanto, aos enfermeiros a responsabilidade de sensibilizar as gestantes acerca das vantagens da prática do aleitamento materno exclusivo, visto que é oportunizado um maior contato com as mulheres no período do pré-natal.</p> Ana Mirelle dos Santos Fernanda Caroline de Oliveira Santos Maria Eduarda Alves Porto Ingrid Martins Leite Lúcio Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 321 324 VISITAS MULTIPROFISSIONAIS ENQUANTO TECNOLOGIA DE CUIDADO HUMANIZADO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12925 <p>Este trabalho tem o objetivo de relatar vivências referentes a visitas multiprofissionais enquanto tecnologia de cuidado humanizado. Trata-se de um relato de experiência, de caráter descritivo-analítico, de vivências, num hospital escola, em visitas denominadas multiprofissionais, durante processos de elaboração e implantação e implementação do Modelo Assistencial, no ano de 2019 e primeiro semestre de 2020. A participação nas visitas ocorreu com a finalidade de integrar equipes, trabalhar a comunicação, centrar a assistência no paciente e familiares, trabalhar a desospitalização, entregar um cuidado individualizado e integral, compreender o processo saúde-doença dos usuários visitados, utilizando-se instrumentos estruturados e discussões dos casos, com uma atenção biopsicossocial, sendo identificados demandas e encaminhamentos, priorizando-se a comunicação entre os usuários e os profissionais envolvidos. As visitas revelaram a necessidade constante do exercício do trabalho em equipe, exercido de forma mais humanizada, com olhar diferenciado também para familiares e cuidadores, o que favoreceu uma atenção mais qualificada no cuidado. Foram vivenciadas habilidades comuns, durante as visitas multiprofissionais. A participação nas visitas multiprofissionais favoreceu a percepção das mesmas como uma tecnologia de cuidado humanizado que potencializa o trabalho interdisciplinar.</p> Maria da Conceição Carneiro Pessoa de Santana Flávia Virgínia Vasconcelos Peixoto Vilma Queiroz Siqueira José César de Oliveira Cerqueira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 325 327 ANÁLISE DA CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM COM OS PACIENTES DE RISCO SUICIDA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12926 <p>A ideação suicida é constituída em momentos ou comportamentos, geralmente iniciando com ameaça de suicídio, seguida por tentativa e, por fim, pela consumação do ato de autoextermínio. Com a alta incidência e reincidência de tentativas de suicídio no Brasil, as equipes de saúde desempenham importante papel desde o acolhimento, intervenção e prevenção do suicídio. O objetivo deste trabalho é refletir sobre a conduta de profissionais de enfermagem com pacientes de risco suicida a partir de publicações científicas. Trata-se de uma revisão de literatura cujo os artigos selecionados foram analisados de modo independente e de maneira criteriosa. Os resultados revelaram que a partir de uma determinada noção sobre a morte, arraigada na cultura, especialmente devido aos dogmas de cunho religioso, as condutas e tratamentos dispensados aos pacientes suicidas, acabam sofrendo uma sensível redução de qualidade. Evidenciou-se, portanto, que é imperiosa, para o pleno desenvolvimento das tarefas e funções do corpo técnico, a necessidade de os profissionais de enfermagem estarem aptos não só técnica, bem como emocional e psicologicamente, para lidarem com situações que envolvam pacientes com quadros clínicos desencadeados pela tentativa de autocídio, reabilitando-os para inserção na sociedade, sem sequelas psíquicas e físicas.</p> Fernanda Caroline de Oliveira Santos Laura do Nascimento Duque Peixoto Letícia de Macedo Adriana Reis Todaro Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 328 331 ESTIMULAÇÃO PRECOCE PARA O CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE RECÉM-NASCIDOS PREMATUROS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12927 <p>Introdução: A estimulação precoce na primeira infância (0 a 6 anos de idade) é essencial para o adequado crescimento e desenvolvimento infantil, portanto bebês prematuros apresentam um risco maior de atraso no desenvolvimento e, portanto, necessitam ser estimulados, de acordo com o grau de atraso. Objetivo: Identificar artigos científicos que tratam sobre estimulação precoce para o adequado crescimento e desenvolvimento de recém-nascidos prematuros. Métodos: Revisão narrativa da literatura desenvolvida a partir de artigos selecionados no portal da Biblioteca Virtual em Saúde, nas bases <em>Medical Literature Analysis and Retrieval System Online</em> e Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde, além da biblioteca eletrônica <em>Scientific Electronic Library Online.</em> Foram utilizados os seguintes Descritores em Ciências da Saúde: Estimulação precoce; Recém-nascido prematuro; Crescimento e Desenvolvimento. Artigos disponíveis na íntegra, nos anos de 2010 a 2020 e nos idiomas inglês e português. Resultados: Foram selecionados 7 artigos. Constata-se que bebês prematuros apresentam maior risco de atraso no desenvolvimento, seja perceptivo, cognitivo ou motor. Assim, algumas escalas de avaliação são utilizadas para rastreamento e intervenção precoce. Conclusões: Portanto, intervenções precoces eficazes podem contribuir para um ambiente de cuidado mais ideal para bebês prematuros frágeis.&nbsp;</p> Ana Mirelle dos Santos Rillary Caroline de Melo Silva Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 332 337 INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM EM PACIENTES SOBREVIVENTES DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12928 <p>O acidente vascular cerebral tornou-se a principal causa de morte e incapacidade de adultos no Brasil, a maioria dos sobreviventes e familiares enfrentam na rotina demandas de cuidado frente ao comprometimento do nível de dependência decorrente da variedade de déficits neurológicos e cabe a equipe de enfermagem ações direcionadas para o favorecimento da recuperação as limitações impostas. O objetivo deste trabalho é analisar a atuação do enfermeiro mediante as intervenções de enfermagem direcionadas aos pacientes com acidente vascular cerebral no período de reabilitação. Trata-se de um estudo de revisão de literatura cujo recorte abrange publicações sobre qualitativo do tipo descritivo-exploratório acerca da importância do enfermeiro na reabilitação de pacientes sobreviventes do acidente vascular cerebral. Os resultados revelaram que pacientes sobreviventes de acidente vascular cerebral em reabilitação exigem do profissional de enfermagem habilidade na educação do paciente sobre as implicações da patologia e planos de cuidado no rearranjo familiar. Os distúrbios decorrentes da doença incapacitam de modo permanente o indivíduo e, nesse processo, o enfermeiro tem um importante destaque em todas as fases de tratamento, realizando intervenções para evitar complicações e orientações no lidar com as incapacidades na reabilitação.</p> Fernanda Caroline de Oliveira Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 338 341 ACOLHIMENTO E HUMANIZAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL ÀS FAMÍLIAS E USUÁRIOS DA UNIDADE COVID-19 DO HUPAA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12929 <p>O presente trabalho busca apresentar a experiência do Serviço Social em resposta às necessidades dos usuários e famílias da Unidade COVID-19 durante sua internação no HUPAA. Trata-se do relato de experiência da organização e elaboração de estratégias e intervenções profissionais na perspectiva da humanização, para a assistência mediante a realidade apresentada dessa população. Os instrumentos técnico-operativos favoreceram aproximação inicial com familiares viabilizou o conhecimento, para encaminhamentos e articulações internas e externas, a fim de responder às necessidades e garantir o acesso às mais diversas demandas sociais e de saúde. A atuação do Assistente Social nesse contexto de enfrentamento da pandemia ratificou a necessidade como um dos profissionais relevantes, na contribuição para efetivação de direitos sociais e acesso aos princípios básicos garantidos nas Políticas Públicas.</p> Ana Márcia Agra Lemos de Carvalho Gerusa Gonçalves de Lemos Eunice Maria Alves Maria Angélica Crispim Teixeira Maria Zenaide Siqueira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 342 344 FATORES DE RISCO PARA INFARTO EM PACIENTES INFARTADOS ATENDIDOS EM SERVIÇO DE REFERÊNCIA DO ESTADO DE ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12930 <p>O objetivo deste estudo foi descrever a frequência de fatores de risco para infarto agudo do miocárdio em pacientes infartados atendidos em serviço de referência do sistema único de saúde do Estado de Alagoas e compará-los com os estudos INTERHEART (mundial), FRICAS e AFIRMAR (brasileiros). Trata-se de um estudo transversal, quantitativo e descritivo, com dados coletados da planilha do serviço, disponibilizada para pré-triagem de estudo multicêntrico, de um universo de 1.148 pacientes que deram entrada entre maio/2019 e setembro/2020.&nbsp; Foram avaliados os fatores de risco para infarto agudo do miocárdio sendo eles: sexo, idade, hipertensão, diabetes mellitus e tabagismo. Verificou-se maior frequência de pacientes na faixa etária entre 50 e 78 anos (74,65%) e do gênero masculino (62,02%). A frequência de fatores de risco para foi: 71,69% (n=823) para hipertensão; 31,88% (n=366) para diabetes mellitus e 31,8% (n=366) para tabagismo, onde 40,7% (n=149) destes são ex-tabagistas. O estudo mostra que os indivíduos acometidos por infarto agudo do miocárdio em Alagoas têm elevada frequência dos fatores de risco cardiovascular verificados nos estudos de comparação, INTERHEART, FRICAS e AFIRMAR.&nbsp;</p> Victória Gabriella Fidelix de Mecenas Matheus Monteiro de Luna Barros Raphaela Costa Ferreira Lemos Jéssika Oliveira de Araújo Sandra Mary Lima Vasconcelos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 345 347 A VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA COMO FATOR DE RISCO AO DESENVOLVIMENTO INFANTIL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12931 <p>O presente trabalho tem como objetivo pesquisar sobre o impacto da violência psicológica no desenvolvimento cognitivo infantil relacionado às condições sociais, históricas e culturais. O percurso metodológico da referida pesquisa é de cunho bibliográfico, desenvolvido por meio de uma abordagem de pesquisa teórica explicativa de natureza qualitativa pautada na ideia de desenvolvimento infantil destacado nos estágios sensório motor e pré operacional difundidos pelo suíço Jean Piaget apresentados nos estudos de Coll; Palacios; Marchesi (1995), com Phillippe Ariès (2012) apresentando a infância ao longo da história mostrando a figura da criança com um adulto em miniatura, o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (1998) discutindo a importância da infância, contribuições de Bueno e Maio (2015) sobre violência psicológica bem como Abranches e Assis (2011) discutindo sobre a invisibilidade desse tipo de violência apontando alguns resultados de estudos acerca dessa temática, e nas disposições da Lei 8.069 de 13/07/1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); em Gardner (1995) que trata acerca da múltiplas inteligências; nas contribuições de Goleman (1996) no qual aborda a inteligência emocional; com base no Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no que diz respeito a vulnerabilidade das crianças à violência nesse tempo da pandemia do coronavírus; na reportagem “Quais os efeitos da pandemia no desenvolvimento infantil” do jornal Nexo redigida por&nbsp; Cesar Gaglioni (2020). Por fim, apresenta as considerações finais acerca da dificuldade na aprendizagem, no desenvolvimento de baixa autoestima e autonomia da criança na vivência da primeira infância.</p> Débora Letícia da Silva Santos Any Cristina Felix Rita de Cássia Ramires da Silva Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 348 355 PERSPECTIVAS MULTIDISCIPLINARES DE HUMANIZAÇÃO EM SAÚDE https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12932 <p>A Terapia Assistida por Animais passou a ser adotada na área da saúde devido aos resultados positivos que apresenta no cuidado e assistência aos pacientes hospitalizados e também em processo de reabilitação. Deste modo o objetivo desta pesquisa foi: estudar o uso da Terapia Assistida por Animais como uma ferramenta para humanização em saúde no âmbito hospitalar. A metodologia utilizada adotou pesquisa exploratória e qualitativa. A coleta de dados foi realizada na Base de Dados Vetindex da Biblioteca Virtual em Saúde – Medicina Veterinária e Zootecnia. Os resultados mostram a importância da Terapia Assistida por Animais e do trabalho das equipes multidisciplinares em saúde com o apoio do médico veterinário. Conclui que a temática se mostra como uma nova perspectiva multidisciplinar que pode auxiliar no processo de humanização da internação hospitalar.</p> Monalisa de Oliveira Pereira Francisca Rosaline Leite Mota Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 356 358 IDENTIFICAÇÃO DE CEPAS DE CANDICA SPP. PRESENTES NA MICROBIOTA DE PREMATUROS POR ESPECTROMETRIA DE MASSA MALDI-TOF MS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12933 <p>A colonização prévia da microbiota de prematuros é um fator predisponente para a ocorrência de infecção fúngica, condição recorrente no período neonatal. Nesse contexto, esse estudo objetivou identificar espécies de <em>Candida spp</em> de prematuros, não identificadas em meio cromogênico, pela técnica de espectrometria de massa MALDI-TOF MS. Trata-se de estudo experimental realizado em hospital escola da cidade de Maceió - Alagoas. As amostras foram coletadas por meio de <em>swab</em> nas primeiras 12, 48 e 96 horas pós-nascimento e, a partir de então, uma vez por semana até o momento da alta do setor ou óbito do prematuro. As amostras foram semeadas e cultivadas em meio Ágar Saboraud Dextrose com Cloranfenicol e incubadas em estufa a 35<sup>º</sup>C por 48 horas. As colônias foram identificadas macro e microscopicamente e, após purificação, foram semeadas em meio cromogênico e, aquelas identificadas como <em>Candida spp</em>., identificadas por espectrometria de massas através da técnica de MALDI-TOF MS. Entre dezembro de 2019 a março de 2020, 19 prematuros compuseram a amostra, desses seis apresentaram-se colonizados (31%), originando 16 isolados do gênero <em>Candida</em>. Desses, 7 (36,8%) originaram-se da microbiota oral e 9 (56,2%) da retal. O primeiro sítio colonizado foi a cavidade bucal (6,2%), ainda nas primeiras 48 horas de vida. A identificação da espécie pelo meio cromogêncio, evidenciou sete espécies (43,7%) de C. <em>albicans</em> e nove de <em>Candida spp</em> (56,25%), as quais foram identificadas pela técnica de MALDI TOF em: C. <em>parapsilosis</em> (5/55,5%), C. <em>albicans</em> (3/33,3%) e C. <em>lusitaniae</em> (1/11,1%). A identificação fenotípica, baseada apenas em meio cromogênico, não é suficiente, para a identificação de espécies, cada vez mais necessária para a orientação de medidas profiláticas e terapêuticas para o controle de infecções relacionadas à assistência à saúde.</p> Viviane dos Santos Melo Davi Porfirio da Silva Rodrigo José Nunes Calumby Rossana Teotonio de Farias Moreira Márcia de Souza Carvalho Melhem Fernanda Cristina de Albuquerque Maranhão Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 359 366 VISITA VIRTUAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12934 <p>Este relato de experiência aborda uma ação de humanização que utiliza a visita virtual para produzir cuidado e facilitar as relações interpessoais de pacientes com COVID-19 em internação hospitalar. O objetivo é descrever as ações do projeto de humanização na Unidade COVID-19 em um hospital de ensino e assistência, que utiliza tecnologia para prover visita familiar no contexto do isolamento decorrente da pandemia. As ações de humanização são conduzidas por grupo interprofissional, que visita a área duas vezes por semana, ofertando escuta psicológica e visita virtual familiar, além de realizar o monitoramento diário por telefone das famílias envolvidas. Os principais obstáculos à atividade se deram na fase de implantação, em relação à dificuldade de acesso à internet e disponibilidade dos aparelhos tecnológicos. A equipe, então, articulou alternativas e conseguiu a doação de um aparelho celular, que viabilizou a realização das atividades. Os resultados da ação incluem, de maio a setembro de 2020, a realização de 412 atendimentos de visita virtual, cinco atendimentos psicológicos on-line e 27 atendimentos psicológicos presenciais. Portanto, uma prática humanizada junto às pessoas usuárias hospitalizadas pela COVID-19 e seus familiares, mostrou a necessidade da construção de cuidado interprofissional, dentro do princípio de assistência integral à saúde.</p> Vanessa Ferry de Oliveira Soares Sarah Lins de Barros Moreira Fayruz Helou Martins Adriana Rego Lima Costa Vilna Damasceno Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 367 372 O LÚDICO NA EDUCAÇÃO EM SAÚDE E HUMANIZAÇÃO EM ALA PEDIÁTRICA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12935 <p>As interferências que o ambiente hospitalar exerce na hospitalização de crianças provocam mudanças comportamentais e de humor. O lúdico apresenta-se como estratégia, ajudando o pequeno paciente a lidar com expectativas e medo. O Resgatar Sorrisos é um projeto de extensão promovido pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Alagoas, que reúne estudantes alagoanos, trabalhando de forma lúdica a Humanização e Educação em Saúde com pacientes e acompanhantes da pediatria de hospitais públicos. Os encontros acontecem semanalmente, sendo um sábado para os planejamentos elaborando atividades lúdicas, e no sábado seguinte o desenvolvendo as ações. As ferramentas utilizadas no segundo semestre de 2019, envolveram atividades lúdicas com temas como saúde bucal, alimentação saudável, <em>bullying</em> e meio ambiente. Os integrantes foram divididos em duplas entre as enfermarias e observação pediátrica. No semestre relatado foram atendidos em média 420 usuários, entre crianças e acompanhantes. Tendo em vista que o brincar faz parte do universo da criança e é ferramenta indispensável para o seu desenvolvimento, promover atividades como as propostas pelo projeto trouxe aos atendidos uma ressignificação de suas realidades. Além de proporcionar um ambiente mais atrativo para as crianças e acompanhantes, os recursos lúdicos abordaram temas que facilitaram o processo de educação em saúde, na conscientização do cuidado.&nbsp; Aos extensionistas o projeto contribuiu para uma formação mais humanizada, tornando-os futuros profissionais sujeitos mais críticos. Conclui-se que a humanização é agente de mudanças indispensável no ambiente hospitalar, estendendo-se por toda vida dos pacientes, acompanhantes e aos membros do projeto.</p> Hellen Princess dos Santos Paiva Clara Mariane Araújo Ferreira Maria Edna Bezerra da Silva Karla Juliana dos Santos Cavalcanti Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 373 375 INTERNET E SAÚDE MENTAL EM TEMPOS DE PANDEMIA NA POPULAÇÃO INFANTO-JUVENIL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12936 <p>Desde o início da pandemia, a medida mais explorada e recomendada pela OMS foi o de isolamento social, sendo esta a melhor maneira de diminuir a propagação do novo coronavírus. Esta medida, que fez com que a população mudasse suas rotinas, fez, principalmente, com que crianças e adolescentes recorrem ainda mais para o uso da internet a fim de diminuir tal isolamento. Nosso objetivo é refletir sobre como o uso de internet por crianças e adolescentes está sendo retratado durante a pandemia. Para tanto utilizamos de uma metodologia qualitativa, buscando matérias jornalísticas na plataforma digital Google com os descritores: criança, adolescente, internet e pandemia. Por conseguinte, foi feito uma leitura na busca que contemplasse o nosso objetivo. Em nossas buscas foram encontradas 97 matérias e após o refinamento restaram apenas 24 matérias. As matérias foram divididas em 4 blocos, a saber: mau uso da internet; abuso infanto-juvenil; monitoramento de responsáveis e saúde mental. As matérias de forma geral vêm mostrar os impactos que a exposição que a internet trás para este público, mesmo não sendo um benefício ou malefício atual, é algo que devido ao contexto se atenuou.</p> Igor Daniel da Silva Lima Thais Mendes de Lima Gomes Jéssica Kelly Alves Machado da Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 376 385 CONSTRUÇÃO DE UM RECURSO EDUCACIONAL SOBRE CONFORTO AMBIENTAL EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA ADULTO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12937 <p>A Unidade de Terapia Intensiva é uma área de internação hospitalar individualizada, pois tem como objetivo a preservação da vida e a restauração da saúde de pacientes que têm a necessidade de uma assistência intensiva. Constantemente é classificado como um setor desagradável, com exposição excessiva a estímulos dolorosos, luminosidade constante, variações de temperaturas, assim como condutas clínicas invasivas que são frequentes em sua prática de cuidados. Refletir sobre um desempenho assistencial que avalie os usuários de saúde e seus familiares como seres humanos, que têm sentimentos e convicções e não somente como uma peça de trabalho dos profissionais de saúde, é uma tarefa necessária e árdua. O presente estudo teve como objetivo o planejamento e a confecção de um recurso educacional, subsidiado pelo método CTM3 que, por meio da análise transacional, multi sensorialidade e neurolinguística, explora as estruturas de personalidade, sentidos humanos e o uso de âncoras. O tema abordado no recurso educacional em questão se refere ao conforto ambiental em Unidades de Terapia Intensiva adulto. O público alvo são os profissionais de saúde de todos os níveis de formação, pacientes, acompanhantes e profissionais técnico-administrativos de Unidades de Terapia Intensiva adulto, e o tipo de recurso elaborado foi um vídeo. Método: Esta pesquisa é de natureza qualitativa do tipo transversal de finalidade tecnológica. Conclusão: Conclui-se, em acordo com os dados demonstrados na literatura, que os recursos educacionais, especialmente os confeccionados em vídeo, por sua facilidade de propagação, surgem como ferramenta relevante no processo de ensino-aprendizagem no contexto da educação em saúde, sobretudo porque instiga, no público alvo, o processo crítico, de cognição e a capacidade de participar ativamente da edificação do saber e do fazer no intuito de melhorar o cenário individual e coletivo.</p> Aderval Elias Da Silva Neto Almira Alves Dos Santos Lucyo Wagner Torres De Carvalho Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 386 393 AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE PROMOVIDAS POR RESIDENTES MULTIPROFISSIONAIS DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19 EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12938 <p>Este trabalho trata-se de um relato de experiência desenvolvido a partir da vivência de profissionais de três categorias distintas, a saber: farmácia, psicologia e serviço social, que integram uma equipe multiprofissional dentro do programa de Residência Multiprofissional em Saúde do Adulto e do Idoso da Universidade Federal de Alagoas. Esta permaneceu atuante na clínica oncológica do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes dentre os meses de maio a agosto de 2020, em meio ao período de pandemia da COVID-19. Nesse tempo foi possível desenvolver duas ações de educação em saúde voltadas para essa temática, além de recorrentes abordagens durante as visitas multiprofissionais, sobre o reforço aos cuidados no campo biopsicossocial dos sujeitos, envolvendo as prováveis repercussões desse momento pandêmico na vida dessas pessoas. A pretensão dessas sensibilizações foi promover um espaço para diálogo, elucidação de dúvidas e compartilhamento de saberes. Para a atividade de educação em saúde sobre o lugar do acompanhante hospitalar no momento de pandemia reuniram-se 08 pessoas (acompanhantes) dos/as pacientes hospitalizados/as; e, para a atividade intitulada doar sangue em tempos de pandemia houve a participação de 18 pessoas, entre pacientes e acompanhantes. Os dois momentos tiveram a duração média de uma hora, e envolveu apresentação de cartazes e roda de conversa. Durante as oportunidades da visita multidisciplinar, estima-se a abordagem de no mínimo 35 pessoas, entre acompanhantes e pacientes, distribuídos em 04 enfermarias, totalizando 18 leitos. Essas vivências proporcionaram um aprofundamento dos conhecimentos para as pessoas envolvidas a respeito do momento histórico que o mundo vivencia (pandemia), bem como reforçaram a importância da construção de espaços de educação em saúde no contexto hospitalar.</p> Andressa Leite Leão Claudiana Farias Santos Millena Karla Campelo Santos Sineide Maria Santos Farias Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 394 398 IMPLANTAÇÃO DO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO DE ABORDAGEM EM CRIANÇAS E ADOLESCENTESINTERNADOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12939 <p>A covid-19&nbsp;é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, cuja clínica varia&nbsp;de infecções assintomáticas a quadros graves&nbsp;sendo considerada&nbsp;em 11 de março de 2020 pela Organização Mundial de Saúde&nbsp;uma pandemia.&nbsp;Mediante este contexto a equipe de enfermagem da Clínica Pediátrica visualizou a necessidade em elaborar um instrumento para nortear e padronizar as ações de saúde,&nbsp;tendo este estudo o objetivo de descrever a experiência na implantação de um Procedimento Operacional Padrão dentro da temática Abordagem de Crianças e Adolescentes internados suspeitos ou confirmados&nbsp;de COVID-19. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência vivenciado pela equipe de enfermagem de um Hospital Universitário. Neste POP constam medidas de como proceder diante dos casos,&nbsp;instituição das medidas de precauções padrão, uso correto dos Equipamentos de Proteção Individuais&nbsp;e paramentação/desparamentação, acolhimento a criança ou adolescente e seu acompanhante e estabelecimento de medidas de fluxo de transferência interna/externa para unidade de referência.&nbsp;Após sua&nbsp;aprovação realizaram-se rodas de conversas com os profissionais, discussão de casos e aplicabilidade deste instrumento no período de internação, padronizando as ações e&nbsp;vislumbrando estratégias e abordagens, da segurança do paciente e dos profissionais, neste momento desafiador&nbsp;para todos com resultados concretos e positivos.</p> <p>&nbsp;</p> Ana Patricia Da Rocha Lima De Paula Kadja Kariny Dos Santos Peixoto Fabilly Galvão Silva Lidianne Barbosa Lima Vomuel Mabelly Cavalcante Rego Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 399 402 MEDIDAS DE PREVENÇÃO ADOTADAS NO SISTEMA PRISIONAL EM MEIO A PANDEMIA DE COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12964 <p><span style="font-weight: 400;">Com o novo coronavírus há uma necessidade de distanciamento social no mundo, a população privada de liberdade, já vive em uma condição de confinamento, em ambiente de aglomeração e superlotado, com dificuldades para manter a assistência à saúde e as medidas de prevenção contra a doença são maiores, pelo o contexto precário das penitenciárias. O presente estudo, tem por objetivo relatar as experiências de estudantes de enfermagem relacionadas ao enfrentamento da covid-19, dentro de um estabelecimento prisional feminino. Trata-se de um relato de experiência, que foi realizado a partir do projeto de extensão ações de saúde realizado em um presidio femino. As medidas adotadas foram o fornecimento de informações sobre o novo vírus, transmissão, sintomas e prevenção, equipamentos de proteção individual para funcionários, adequação do ambiente prisional, dispondo de sabão e pias em locais estratégicos para higienização, e suspensão de visitas familiares, suspensão da entrada de pessoas além dos próprios funcionários, e a aplicação da quarentena para as reeducandas que deram entrada durante a pandemia, ficando em local separado durante o período de 15 dias para monitoramento da saúde caso apresentem sintomas. Dessa maneira, as ações de saúde colaboram para prevenir a disseminação do novo coronavírus dentro do sistema prisional.</span></p> Nathalya Anastacio dos Santos Silva Jéssica Kelly Alves Machado da Silva Dayse Carla Alves Sales Pereira Ana Carolyna da Silva Rocha Amuzza Aylla Pereira dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 403 406 ATENÇÃO MULTIPROFISSIONAL DIANTE DE CASO SUSPEITO DE COVID-19 EM CRIANÇA E ACOMPANHANTE EM UMA CLÍNICA PEDIÁTRICA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12941 <p>Estudo de caso sobre o tratamento ocorrido em uma Clínica Pediátrica frente a um caso suspeito de COVID-19 em criança interna e sua acompanhante, buscando a melhoria da preparação da equipe multiprofissional, mediante os pontos negativos e positivos vivenciados nesta experiência. Este artigo teve como objetivo descrever a experiência durante a abordagem oferecida à criança e a mãe desde o início da suspeita e o decorrer do caso. Trata-se de um estudo descritivo, qualitativo, do tipo relato de experiência decorrente de uma situação da prática profissional ocorrida na Clínica Pediátrica de um Hospital Universitário em março de 2020. Este relato torna-se fundamental, pois oferece aos profissionais envolvidos nos cuidados nesta clínica uma visão da prática, uma vez que, por se tratar de uma infecção atual, as práticas são atualizadas frequentemente, favorecendo o treinamento contínuo destes profissionais ao abordar novas suspeitas de infecção por coronavírus. Diante de tudo que foi exposto concluiu-se que é necessário um melhor desenvolvimento de cada etapa do processo ao se deparar com um paciente suspeito ou confirmado de COVID-19 para que a abordagem seja mais completa e eficaz minimizando os erros e danos ao paciente e acompanhante e proporcionando uma assistência eficaz e segura para todos.&nbsp;</p> Fabilly Galvão Silva Ana Patricia Da Rocha Lima De Paula Kadja Kariny Dos Santos Peixoto Lidianne Barbosa Lima Vomuel Mabelly Cavalcante Rego Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 407 411 VISÃO AMPLIADA NA PRIMEIRA CONSULTA DO PACIENTE QUIMIOTERÁPICO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12942 <p>Câncer é o nome dado a um conjunto de doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células, que invadem tecidos e órgãos, sendo a quimioterapia uma das formas de tratamento indicadas. Este trabalho trata-se de um relato de experiência sobre a atuação integrada de duas residentes de Psicologia e Enfermagem com os pacientes que estavam realizando sua primeira sessão de quimioterapia, momento que costuma ser permeado de medos, tabus, receios e expectativas. A atuação se deu no salão de quimioterapia e teve o intuito de proporcionar um suporte ampliado às necessidades do paciente, contemplando assim tanto as demandas referentes ao físico/biológico, quanto as demandas referentes ao emocional e psicológico. A abordagem era feita de forma acolhedora, de maneira que o paciente ficasse livre para falar sobre seu próprio adoecimento e sobre suas dúvidas referentes ao adoecimento e ao tratamento. As residentes traziam estímulos positivos para o enfrentamento da condição de saúde atual do paciente e, caso necessário, ao final da abordagem conjunta, a residente de Psicologia realizava atendimento psicológico individual com o paciente. A abordagem acolhedora e integrada resultou em um bom relacionamento do paciente com a equipe, assim como favoreceu uma boa receptividade a intervenções ou sugestões posteriores.</p> Amanda Cezar Vrijdags Kassia Alice Anjos de Lima Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 412 415 ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A PESSOA COM SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA E OBSTRUÇÃO INTESTINAL POR TUBERCULOSE INTESTINAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12943 <p>A tuberculose intestinal pode ocorrer devido à deglutição da expectoração em doentes com tuberculose pulmonar ativa, favorecendo a disseminação do bacilo para as camadas mais profundas da parede intestinal. A obstrução intestinal é uma complicação rara, mas comum no curso da tuberculose intestinal, sendo a terapia cirúrgica indicada neste caso. O resumo objetiva relatar a experiência da assistência de enfermagem à pessoa com HIV/aids e obstrução intestinal por tuberculose intestinal. Trata-se de um relato de experiência da assistência de enfermagem vivenciado no programa de residência multiprofissional à saúde do adulto e do idoso. Através de exames de imagens foi evidenciado obstrução intestinal completa à nível de jejuno e íleo, em decorrência da tuberculose intestinal. Devido a gravidade do caso, paciente não tem indicação cirúrgica no momento para a reversão da obstrução intestinal, tendo em vista seu status atual de gravidade, com contagem de linfocítos CD4 baixa, desnutrição e pouco tempo de nutrição parenteral, aguardando estabilização clínica, segue em avaliação e monitoramento contínuo, considerando os diagnósticos de enfermagem, que são: risco de broncoaspiração, de glicemia instável, de infecção em acesso venoso central, bem como suas essenciais intervenções, posicionar paciente em fowler ou semi-fowler, monitorar sonda nasogástrica, monitoramento de nutrição parenteral, gerenciamento do dispositivo de acesso venoso central. O relato permitiu aprofundar os conhecimentos sobre a aids, tuberculose pulmonar e tuberculose intestinal, a importância do diagnóstico e tratamento precoce do Vírus da Imunodeficiência Humana, evitando o avanço da doença, bem como elaborar diagnósticos de enfermagem e planos de cuidados de enfermagem, reafirmando a importância do Processo de Enfermagem.</p> Kassiara Ferreira Felix de Lima Farias Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 416 419 CONTRIBUIÇÃO DO HUPAA/UFAL/EBSERH PARA A PRODUÇÃO CIENTÍFICA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12944 <p>A definição de hospital universitário (HU) pressupõe a integração de ensino, pesquisa e assistência que inclui as ações de extensão. O objetivo deste trabalho foi relatar a experiência de um laboratório de pesquisa da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) com a produção científica de estudantes de pós-graduação e graduação em nutrição no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA/UFAL).</p> Laysa Caetano de Azevedo Silva Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 420 422 ABORDAGEM MULTIPROFISSIONAL COMO ESTRATÉGIA DE ADESÃO DO PACIENTE HIV https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12945 <p>O vírus da imunodeficiência humana (HIV), causador da Síndrome da Imunodeficiência Humana (AIDS), ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças, sendo considerado um dos&nbsp;grandes problemas de saúde pública em esfera mundial. Devido a evolução da terapia antirretroviral combinada, a morbidade relacionada a este vírus reduziu bastante. O serviço do Hospital Dia abrange atendimento de pacientes de livre demanda e regulados em todo estado, dispõe de uma equipe multiprofissional e é cenário de prática para Residência Multiprofissional em Saúde do Adulto e do Idoso. O presente trabalho apresenta&nbsp;a importância da abordagem inicial multiprofissional a uma pessoa com diagnóstico de infecção pelo HIV como instrumento de estabelecer uma relação de confiança e respeito entre esta e a equipe multiprofissional do serviço de saúde, a fim de permitir a compreensão e o esclarecimento de eventuais dúvidas e abrir caminho para a superação das dificuldades, buscando a adesão do usuário ao tratamento.</p> Kassia Alice Anjos de Lima Amanda Cézar Vrijdags Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 423 426 O USO DO ECOMAPA NAS INTERVENÇÕES HUMANIZADAS DA PSICOLOGIA E DO SERVIÇO SOCIAL DURANTE O PERÍODO DE PANDEMIA DA COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12946 <p>Este artigo trata de um relato de experiência sobre um trabalho realizado com os familiares dos pacientes internados na Unidade Covid, de um hospital da rede SUS, na cidade de Maceió, durante a pandemia do Coronavírus. O objetivo do trabalho é descrever a experiência na utilização do instrumento Ecomapa. No momento em que os familiares estavam distantes do usuário devido a necessidade de isolamento, a comunicação com a família tornou-se mais limitada, dessa forma, a utilização de alguns recursos foi importante para diminuir as distâncias e acolher famílias que estavam fragilizadas e com sentimentos de medo. Através de contatos por telefone buscaram-se formas de interação.&nbsp; Inicialmente um membro da família era entrevistado trazendo informações sobre a rede social do usuário, com essas informações era possível construir o Ecomapa do paciente, que em seguida era adicionado ao prontuário eletrônico, ficando disponível para a equipe multidisciplinar. Com os dados coletados através do Ecomapa, os profissionais tinham a oportunidade de visualizar as informações, uma vez registradas no prontuário eletrônico, fazendo com que as intervenções da equipe fossem mais eficazes e pontuais<strong>.</strong> Com o instrumento do Ecomapa, é possível identificar como é formada a rede de apoio familiar, socioassistencial e socioeconômica e se ela tem funcionamento, principalmente em momentos de crise, como na pandemia. Através deste instrumento, foi possível detectar fragilidades e potencialidades na família e na rede de apoio dos pacientes suspeitos ou acometidos pelo vírus da Covid 19.</p> Fayruz Helou Martins Maria Zenaide Siqueira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 427 434 CARACTERIZAÇÃO DA RESISTÊNCIAAOS ANTIFÚNGICOS AZÓLICOS DURANTE A TERAPIA DA CANDIDÍASE VULVOVAGINAL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12947 <p>Introdução: O desenvolvimento de resistência medicamentosa aos antifúngicos azólicos durante o<br>tratamento para a candidíase vulvovaginal possui característica multifatorial. Dentre os fatores de risco para<br>tal resistência, destacam-se o estímulo ao autodiagnóstico e a livre disponibilidade de antifúngicos, sem a<br>necessidade de prescrição médica. Objetivo: Analisar as causas e os mecanismos envolvidos no<br>desenvolvimento de resistência aos antifúngicos azólicos durante o tratamento para candidíase vulvovaginal.<br>Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados Medline (via PubMed),<br>LILACS (via BVS) e ScienceDirect. Utilizou-se a estratégia de busca: “candidiases AND Vulvovaginal<br>AND Azole resistance”, seguida da aplicação do filtro de artigos publicados durante os anos de 2016 a 2020.<br>Resultados: A partir da aplicação dos filtros foram encontrados 669 artigos, dos quais 4 foram selecionados<br>para compor a revisão. Conclusão: Os antifúngicos disponíveis para o tratamento da candidíase vulvovaginal<br>são utilizados de maneira inadequada e indiscriminada, favorecendo o desenvolvimento de resistência<br>medicamentosa. Dessa forma, a realização de testes de suscetibilidade antifúngica é de extrema importância.</p> Isabela Macêdo de Araujo Lays Lorene Matos Vieira Cristiane Monteiro da Cruz Lorenna Peixoto Lopes Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 435 438 CUIDADOS NEONATAIS E HUMANIZAÇÃO https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12948 <p><span style="font-weight: 400;">Este trabalho tem o objetivo de relatar estratégias realizadas para garantir a atenção humanizada em uma Unidade de Cuidados Intermediários Canguru, diante das ameaças da Covid-19. O cenário das estratégias relatadas é a segunda etapa do Método Canguru de um hospital da rede pública da esfera federal, sendo um estudo qualitativo, do tipo relato de experiência, de caráter descritivo. Durante a pandemia, a equipe ficou ainda mais atenta às demandas maternas, já que ocorreu o distanciamento das pessoas consideradas significativas pelas puérperas, devido à restrição de visitas. À vista disso, o acolhimento da puérpera, no momento da admissão, foi realizado com maior atenção à percepção relacionada ao contexto pandêmico. Incentivou-se a participação na rotina de cuidados do RN e um maior tempo possível de contato pele a pele. Através de ações, no âmbito da Educação em Saúde, foram trabalhados conteúdos, como aleitamento materno e prevenção de doenças. Essas ações favoreceram tanto as trocas de experiências quanto o fortalecimento materno. Dessa forma, houve a garantia da atenção humanizada na unidade, no contexto do Método Canguru, o que proporcionou a moderação dos efeitos adversos da pandemia.</span></p> Maria da Conceição Carneiro Pessoa de Santana Flavia Danielle Souza de Vasconcelos Geisa Gabriella Rodrigues de Oliveira Taciana Maria Vilela dos Santos Sarah Lins de Barros Moreira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 439 442 REFLEXÃO SOBRE OS DADOS DE MORBIMORTALIDADE DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM ALAGOAS POR COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12949 <p><span style="font-weight: 400;">Na linha de frente de combate à disseminação do novo coronavírus estão os profissionais de saúde, submetidos a maior exposição e chance de contágio, jornadas de trabalho desgastantes, sobrecarga de afazeres e situações de estresse e medo. Diante dessa situação, esse trabalho se propôs a estudar os dados de morbimortalidade por covid-19 destes profissionais em Alagoas, disponibilizados abertamente pelos órgãos oficiais de saúde. Metodologia: Estudo transversal, quantitativo e descritivo, a partir de dados de domínio público, de março a outubro de 2020. Resultados e discussão: Os dados disponibilizados pelos órgãos de saúde apresentam divergências nos valores totais de casos confirmados, limitações quanto à categorização e caracterização dos profissionais. Soma-se a essa dificuldade a subnotificação dos casos. Tais inconsistências prejudicam o planejamento de medidas de prevenção, proteção e recuperação da saúde desses trabalhadores.&nbsp;</span><span style="font-weight: 400;">Conclusões: A análise da situação de tais profissionais se apresenta como um desafio em face das divergências de dados nas diferentes bases de dados oficiais. Assim, mais estudos com recortes específicos dessa temática se mostram necessários.</span></p> Bruna Kívia da Silva Cândido Ailla Gabrielli Costa Silva Lenira Maria Wanderley Santos de Almeida Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 443 445 CANDIDEMIA EM RECÉM-NASCIDO COM ANOMALIA CONGÊNITA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12950 <p><span style="font-weight: 400;">O presente estudo tem por objetivo relatar um caso de candidemia em neonato a termo com gastrosquise. Essa alteração favorece ao desenvolvimento de candidemia, uma vez que, o trato gastrointestinal já é previamente colonizado por </span><em><span style="font-weight: 400;">Candida spp</span></em><span style="font-weight: 400;">. O diagnóstico foi realizado através de amostra sanguínea, com hemocultura positiva para </span><em><span style="font-weight: 400;">Candida spp </span></em><span style="font-weight: 400;">e </span><em><span style="font-weight: 400;">Staphylococcos </span></em><span style="font-weight: 400;">produtor de Beta lactamase. A detecção da levedura como agente causador de infecção sistêmica é de suma importância, considerando-se que o quadro clínico de candidemia é variável e inespecífico, e que a sensibilidade da hemocultura é bastante baixa em pediatria, em virtude do pouco volume de sangue coletado. A ausência de especificidade nos sinais clínicos, torna imprescindível a identificação micológica. Logo, a detecção precoce e identificação da espécie de </span><em><span style="font-weight: 400;">Candida</span></em><span style="font-weight: 400;"> aliada ao monitoramento da composição da microbiota do paciente e à investigação de dados epidemiológicos e de características patogênicas que influenciam na aquisição de fungemia são fundamentais na orientação de planejamento de estratégias de redução do número de casos de infecções em neonatos, além de permitir o conhecimento do perfil epidemiológico das cepas que colonizam e infectam os prematuros da nossa região.&nbsp;</span></p> Beatriz Laurentino Barros Mirelle Alessandra Silva de Medeiros Ednaldo Almeida Gomes Anne Laura Ferreira Costa Rossana Teotônio de Farias Moreira Fernanda Cristina de Albuquerque Maranhão Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 446 449 AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE NO ENFRENTAMENTO DA COVID-19 https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12951 <p>O artigo em questão trata sobre as ações de educação em saúde de um Projeto de Extensão da<br>Universidade Federal de Alagoas nas unidades de saúde do VII Distrito de Saúde em Maceió-Alagoas. O<br>projeto objetiva realizar ações educativas e preventivas como confecção de materiais educativos e rodas de<br>conversa nas salas de espera nas unidades de saúde no enfrentamento da COVID-19 para a comunidade em<br>situação de vulnerabilidade que frequenta o serviço. Nesse contexto, utiliza-se tecnologias leves para abordar<br>sobre aspectos epidemiológicos e medidas de prevenção ao Coronavírus, o projeto propõe um conjunto de<br>estratégias como: confecção de materiais educativos e divulgação das ações nas redes sociais; atividades de<br>educação em saúde sobre prevenção do Coronavírus nas unidades de saúde; confecção de máscaras de<br>tecidos e protetores faciais para bebês; mobilização da comunidade para arrecadação de doações de material<br>e máscaras prontas; cadastramento de costureiras voluntárias; logística da confecção e distribuição de<br>máscaras de tecido nas unidades matriciadas pela equipe 1 e 2 do NASF/AP. Portanto, em tempos de<br>pandemia, é fundamental desenvolver atividades voltadas à proteção e prevenção da comunidade para<br>reduzir o índice de contaminação pela COVID-19 no território.</p> Sarah Lins de Barros Moreira Thamires Vitória Arcanjo da Paixão Alyssia Daynara Silva Lopes Hallana Laisa de Lima Dantas Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 450 454 A IMPORTÂNCIA DA CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE AFETIVO NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12952 <p><span style="font-weight: 400;">O desenvolvimento infantil é transpassado por diversas dimensões e influencia várias características do ser humano adulto. Uma das dimensões de maior influência para o desenvolvimento infantil é a afetividade, que se relaciona com o desenvolvimento emocional, motor e cognitivo. Essa compreensão, da importância da afetividade e do desenvolvimento adequado da criança, pode ser considerada recente, concebida a partir da ideia de que a criança é um ser único, diferente do adulto, e não apenas um adulto em miniatura e incompleto. Aborda-se a teoria walloniana de maneira primordial para tratar da questão da afetividade, visto que o autor é um dos que melhor discorre acerca do assunto. Dessa maneira, é traçada uma linha de pensamento apresentando como as emoções afetam esse processo de desenvolvimento e como a teoria de Wallon atua para construção de uma educação que busca incentivar o desenvolvimento integral da criança, em todas as dimensões e potencialidades.</span></p> Karina da Silva Figueiredo Jarezia Barreto do Nascimento Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 455 460 REFERENCIAL INTERPRETATIVO DE BENNER https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12953 <p><span style="font-weight: 400;">Este trabalho objetiva relatar a riqueza do uso do referencial interpretativo de Banner para compreensão do ser enfermeiro no enfrentamento da Covid-19. As noções de intangibilidade e resiliência, frequentemente associadas aos profissionais de enfermagem, distanciam ainda mais os desafios essenciais do conhecimento autêntico. Este olhar sobre a enfermagem permite a visualização de entraves que obstam a assistência, situações relatadas com a linguagem e valores de quem experiencia e viabiliza a compreensão do fenômeno em si. Em razão da pandemia de Covid-19 uma série de diretrizes e protocolos específicos foram elaborados para a contenção e prevenção da disseminação do vírus, isto significa dizer que a assistência profissional foi profundamente modificada. No que consiste e como ocorreu estas modificações é um objeto de estudo de importante contribuição social e científica, tanto pela saúde do profissional quanto pela segurança e qualidade da assistência. Revelar este estado é a proposta do Referencial Interpretativo da Enfermeira e fenomenóloga norte-americana, Patrícia Benner. Este trabalho reflexivo, de natureza qualitativa e objetivo descritivo, se utilizou de uma revisão narrativa e representativa de um fragmento de uma dissertação em andamento, na Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Alagoas em setembro e outubro de 2020. A coleta de dados e análise ocorrem de forma simultânea e o movimento hermenêutico de ir e vir conduz o pesquisador, munido de pré-compreensões, a aproximar-se do objeto, confrontando-as ao interpretá-lo, gerando uma compreensão verdadeira, que logo modifica as pré-compreensões primeiras, e se faz necessário retornar ao processo interpretativo e assim infinitamente. Desta forma, percebe-se o valor da contribuição que este referencial agrega as pesquisas em enfermagem, trazendo uma visão coerente e compreensivista das experiências do enfermeiro que enfrenta a pandemia, de modo amplo e profundo. Recomenda-se que mais pesquisas utilizando este referencial sejam desenvolvidas no Brasil para acurar o domínio do referencial.</span></p> Hallana Laisa de Lima Dantas Isabel Comassetto Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 461 465 A IMPORTÂNCIA DAS LIGAS ACADÊMICAS PARA A FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12954 <p><span style="font-weight: 400;">As ligas acadêmicas são entidades com estratégias na formação universitária do processo ensino-aprendizagem de seus componentes que exprimem interesses em comum, que se reúnem para elaborar atividades práticas e teóricas de atividades extraclasses, no ensino, pesquisa e extensão, sendo supervisionados por docentes.&nbsp; O presente artigo tem o objetivo de relatar as contribuições das ligas acadêmicas na formação universitária. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório do tipo revisão integrativa da literatura, onde foram realizadas na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), sendo encontradas nas bases de dados LILACS e Scielo no período de outubro/2020, onde foram utilizadas as palavras-chave: “ligas acadêmicas”; “formação universitária”; “graduação em saúde”. Utilizando o operador booleano “AND”. Evidenciou-se que as atividades realizadas pelos componentes das ligas possibilitam a troca de experiências construtivas, de maneira a promover o aprimoramento das habilidades técnicas, mas também para seus aspectos pessoais e acadêmicos, e auxiliando, portanto na construção da identidade do ser profissional a serviço da comunidade, com ações direcionadas para a promoção à saúde e educação continuada.&nbsp;</span></p> Crislane de Oliveira Pontes Jéssica de Souza Rodrigues Santos Dayse Carla Alves Sales Pereira Evylee Hadassa Barbosa Silva Amuzza Aylla Pereira dos Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 466 472 FORTALECENDO A EDUCAÇÃO SEXUAL DESDE A INFÂNCIA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12955 <p>No Brasil, os casos de violência sexual infantil aumentam anualmente, sofrendo grandes impactos<br>no desenvolvimento físico e mental da criança. A reação negativa e negligenciada da família tem gerado<br>danos irreversíveis na vida das vítimas que se encontram em situação de risco constante. Diante disso, essa<br>pesquisa tem como principal objetivo retratar a importância da implementação da educação sexual desde a<br>infância no decorrer da vida da criança até sua vida adulta. Essa inquirição trata-se de uma pesquisa de cunho<br>qualitativo, do tipo de revisão de literatura. Com o uso dos seguintes descritores: Violência sexual infantil.<br>Educação sexual infantil. Ações preventivas da família. Foram encontrados 18 artigos, descartados 2 e<br>utilizados 16. Com base nesse estudo, conclui-se que é de extrema importância a necessidade de um diálogo<br>familiar aberto para assim prevenir os atos indesejáveis, assegurando o desenvolvimento saudável, por meio<br>de suporte e atenção necessária a essas crianças.</p> Vitória Braz de Almeida Rita de Cássia Ramires da Silva Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 473 480 FISSURA LABIOPALATINA EM CRIANÇAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12956 <p><span style="font-weight: 400;">É evidente que a criança com Fissura Labiopalatina necessita de um olhar mais cuidadoso e de assistência à mãe e ao feto desde o período gestacional, pois as orientações têm grande influência nos próximos meses e anos de vida do indivíduo. Sendo assim, o objetivo principal deste estudo é abordar a prática de amamentação e sua importância durante o processo de desenvolvimento, visto que, através dela, o bebê com deformidade pode garantir uma maturação saudável e ficar livre de muitos problemas. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, do tipo revisão de literatura, realizada em outubro de 2020 com os descritores: amamentação; leporino; desenvolvimento, que após análise resultou em 15 artigos e um caderno de Atenção Básica do Ministério da Saúde, obedecendo aos critérios de elegibilidade. Podendo concluir após o estudo, o papel fundamental que a amamentação tem nas primeiras fases da vida de uma criança, acarretando em benefícios ao longo da vida.</span></p> Milena Alícia da Silva Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 481 486 O DESENVOLVIMENTO DA COGNIÇÃO INFANTIL https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12958 <p><span style="font-weight: 400;">O presente estudo visa apresentar e esclarecer a importância do desenvolvimento infantil e os efeitos do distanciamento social, assim como a necessidade de estímulos para um desenvolvimento cognitivo pleno. Tendo em vista o vírus COVID-19, a medida tomada foi o distanciamento social, sendo desenvolvido dessa forma uma conjuntura nacional que exigiu novas modalidades de trabalho, como o </span><em><span style="font-weight: 400;">Home office</span></em><span style="font-weight: 400;">, de maneira que diversos trabalhadores passaram a exercer suas funções de trabalho em casa e, dentre eles, os professores. Com todos em casa há uma grande questão a ser considerada: a qualidade do desenvolvimento das crianças, que passaram a ficar em casa com sua família por tempo integral. Dessa forma, o estudo apresenta fundamentação teórica, constitucional, observações da realidade e pesquisas. Sendo concluído que o período de distanciamento social é desafiante para todos, mas pode ser principalmente prejudicial para o desenvolvimento infantil, seja cognitivo, emocional, motor ou psíquico.</span></p> Jarezia Barreto do Nascimento Karina da Silva Figueiredo Wilker Araújo de Melo Rita de Cássia Ramires da Silva Ana Carolina Santana Vieira Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 487 492 SENSIBILIZAÇÃO DOS TRABALHADORES/PROFISSIONAIS DE SAÚDE PARA O ACOLHIMENTO HUMANIZADO ÀS FAMÍLIAS COM PERDAS GESTACIONAIS E NEONATAIS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12959 <p>Este trabalho tem por objetivo sensibilizar a sociedade e os trabalhadores/profissionais de saúde da<br>Maternidade Escola Santa Mônica, na cidade de Maceió-AL, quanto à importância do acolhimento<br>humanizado às famílias em situação de perda gestacional e/ou neonatal por meio da Campanha Outubro Azul<br>e Rosa – Mês de Sensibilização para as Perdas Gestacionais e Neonatais. Fomentaram-se as discussões sobre<br>o assunto e apresentaram-se práticas coletivas a serem adotadas pela instituição/equipe para uma melhor<br>assistência nesses casos. Para isso, foram realizadas várias ações que oportunizaram a sociedade e os<br>trabalhadores/profissionais da saúde da Maternidade Escola Santa Mônica e de outras instituições, serem<br>sensibilizados acerca da importância do acolhimento humanizado às famílias com perdas gestacionais e<br>neonatais, fomentando discussões sobre o tema e reflexão sobre a prática cotidiana do trabalho,<br>possibilitando assim uma melhoria na assistência as/os usuárias(os) do serviço.</p> Leopoldina da Graça Correia Anna Grace Barreto Marinho Gomes Esmeralda Sampaio Ramires Neta Rochellane Inglyds de Castro Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 493 496 PROJETO TERAPÊUTICO SINGULAR https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12960 <p>O objetivo deste estudo é relatar a experiência de uma equipe multiprofissional com a utilização do<br>Projeto Terapêutico Singular como instrumento de cuidado em um serviço hospitalar de saúde. Trata-se de<br>um relato de experiência, realizado em um hospital da rede pública no Nordeste do Brasil. As discussões<br>foram realizadas diariamente entre a equipe e a usuária. O Projeto Terapêutico Singular desafia a organização<br>do processo de trabalho, pois exige uma co-responsabilidade do cuidado, continuidade do tratamento,<br>discussão interdisciplinar, e a aplicação dos conceitos integralidade e humanização. Percebe-se que esse<br>projeto é uma ferramenta que possibilita a construção coletiva entre os profissionais e usuários,<br>centralizando-o como protagonista, integrando os conhecimentos específicos de cada núcleo profissional e<br>contribuindo para a qualificação de residentes multiprofissionais em saúde.</p> Jaqueline Lira da Silva Estefane Firmino de Oliveira Simone Cleide Rodrigues de Jesus Hidyanara Luiza Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 497 500 HUMANIZAÇÃO DA ATENÇÃO EM MULHERES MASTECTOMIZADAS COM RISCOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINFEDEMA https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12961 <p><span style="font-weight: 400;">O câncer de mama atinge mulheres de diferentes faixas etárias, normalmente surgem em forma de nódulos, podendo ser identificados pela própria mulher através do autoexame da mama. Após a confirmação do diagnóstico, a dinâmica de aceitação perpassa por diferentes contextos, através do turbilhão de emoções, como medo e insegurança. É sabido que, mesmo com a implantação de diversas campanhas nos setores públicos no decorrer dos anos, a mutilação deste órgão ainda é um fator delicado, por representar para a mulher, a estética, a sexualidade feminina, a maternidade, sendo dotado como um órgão característico da feminilidade. Trata-se de um relato de experiência que busca apresentar as ações de humanização desenvolvidas durante o período de isolamento social, decorrente da pandemia do COVID 19, com mulheres em pós-operatório de mastectomia radical internadas em um hospital universitário. O projeto Junto do Peito estruturou-se como dinamizador e integralizador das ações de prevenção de complicações e promoção de bem estar e qualidade de vida das pacientes mastectomizadas. Sendo notório, a necessidade de complementação da atenção através da elaboração de um folheto informativo e didático que concentre todas as orientações e informações necessárias, no intuito de favorecer a consolidação do cuidado pretendido.</span></p> José Gutembergue de Vasconcelos Bezerra Gracielle Torres Azevedo Hellem da Silva Tenório Laura Fernandes Costa Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 501 506 TRIAGEM DE INFARTADOS ORIUNDOS DE UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA DO SUS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12963 <p>As doenças cardiovasculares, incluindo o infarto agudo do miocárdio, são consideradas um<br>importante problema de saúde pública no mundo, sendo de suma importância a implementação de medidas<br>de prevenção e promoção de saúde. Nesse contexto, o presente estudo relata a experiência vivenciada pelo<br>Centro Colaborador de Alagoas no estudo multicêntrico DICANUTS no processo da pré-triagem de<br>pacientes infartados oriundos de um serviço de referência do Estado. A amostra foi composta por 1078<br>pacientes, de ambos os sexos e diferentes faixas etárias, no período de maio de 2019 a agosto de 2020, para<br>serem submetidos a um posterior recrutamento e triagem. Nesse processo, o principal motivo da não inclusão<br>foi o município de procedência (n=525; 48,7%) do paciente, pois aqueles que se encontram mais distantes da<br>capital teriam maior dificuldade para o comparecimento às consultas e exames. Assim, apenas 35% da<br>amostra (n=378) foram elegíveis para triagem no estudo.</p> Jordane Gomes dos Santos Sandra Mary Lima Vasconcelos Laís Nanci Pereira Navarro Laysa Caetano de Azevedo Silva Paula Cavalcante Amélio Silva Cedrim Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 507 510 PERFIL SOCIOECONÔMICO, CLÍNICO E NUTRICIONAL DE PACIENTES RECÉM INFARTADOS INSERIDOS NO ESTUDO MULTICÊNTRICO DICANUTS DO CENTRO COLABORADOR ALAGOAS https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/12962 <p><span style="font-weight: 400;">O objetivo deste trabalho foi descrever o perfil socioeconômico, clínico e nutricional de pacientes recém-infartados inseridos no estudo multicêntrico DICANUTS do centro colaborador Alagoas. A amostra estudada foi composta por 43 indivíduos dos quais 25,58% do sexo feminino e 74,41% do sexo masculino com idade média de 58,06 anos, a maioria de etnia parda 55,81%. </span><span style="font-weight: 400;">O Índice de Massa Corporal para adultos revelou que apenas 4,65%. Apesar da maioria dos pacientes serem do sexo masculino, pode-se levar em consideração que os perfis clínicos e nutricionais são oriundos principalmente dos agravos crônicos como principal fator de risco, entre eles, o elevado percentual de sobrepeso e obesidade. Desta forma, conclui-se que é necessário avaliar o perfil desses pacientes para que seja possível implantar políticas públicas e evitar possíveis agravos.&nbsp;</span></p> Sandra Mary Lima Vasconcelos Laís Maria da Silva Lima Jessica da Silva Araújo Maria Luana Ramos dos Santos Mayranne Victórya Rocha Santos Copyright (c) 2021 2021-09-09 2021-09-09 5 1 511 514