SINAIS E SINTOMAS DA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR / DOR OROFACIAL: ASPECTOS DE INTERESSE DO ORTODONTISTA

Autores

  • Nathália Santos
  • Matheus Côrrea da Silva
  • Cláudia Gomes de Amorim
  • Nilton Costa
  • Wanderson Azevedo
  • Christiane Cavalcante Feitoza
  • Stela Maris Wanderley Rocha

Resumo

As desordens craniomandibulares ou temporomandibulares (DTMs) apresentam determinados problemas clínicos que afetam o sistema estomatognático, provocando alterações na articulação temporomandibular e na musculatura mastigatória, através de sinais e sintomas que incomodam e, muitas vezes, incapacitam os indivíduos portadores destas sintomatologias. O objetivo deste trabalho foi descrever os sinais e sintomas de DTM e Dor Orofacial de interesse do ortodontista, tendo em vista que nos últimos anos a
inter-relação entre a ortodontia e a disfunção temporomandibular tem despertado interesse crescente na classe odontológica, sendo tema de grandes discussões e controvérsias. Por ter origem multifatorial, o conhecimento de seus sinais e sintomas são de extrema importância para melhor diagnosticar esta disfunção. Existem na literatura várias ferramentas disponíveis como questionários e índices que são utilizados de acordo com as esferas de avaliação do pesquisador ou profissional. Baseado nestas premissas, as terapias utilizadas para seu tratamento devem ser reversíveis e não invasivas, com a finalidade de não perpetuar o problema, controlar a dor e reeducar o paciente. Concluiu-se que a identificação precoce dos sinais e sintomas das DTMs se faz necessária para evitar complicações futuras e, consequentemente, tratamentos mais complexos e desnecessários em alguns indivíduos. Por isso, os ortodontistas devem estar treinados e capacitados para que possam não só diagnosticar, como também tratar e/ou encaminhar
seus pacientes para os especialistas necessários.

Downloads

Publicado

04/08/2019