PINO DE FIBRA DE VIDRO X NÚCLEO DE PREENCHIMENTO COM ZIRCÔNIA: RELATO DE CASO

Autores

  • Vinicius Hallan Souza de Lima
  • Wynie Monique Pontes Nicácio
  • Lilianny Querino Rocha de Oliveira
  • Carla Muller Ramos
  • Rafael Massunari Maenosono
  • Dayse Andrade Romão
  • Raphaela Farias Rodrigues

Resumo

Os pinos intrarradiculares e os núcleos de preenchimento são uma opção viável para reestabelecimento da função e estética de dentes anteriores com grande destruição coronária. Os pinos de fibra de vidro, que tem baixo custo e menor complexidade de execução do caso, além dos núcleos de preenchimento de zircônia que apresentam uma maior resistência e estética. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de reabilitação dental com pino de fibra de vidro e com núcleo de preenchimento em zircônia. Paciente apresentava tratamento endodôntico nos incisivos centrais superiores (11 e 21). Para reabilitação desses planejou-se a confecção de duas coroas totais indiretas de cerâmica reforçadas por dissilicato de lítio. O dente 11 apresentava destruição coronária no terço incisal e presença de restaurações nas faces proximais, porém como havia tecido de suporte o conduto radicular foi preparado para cimentação de pino intracanal de fibra de vidro para o posterior preparo para coroa total. Por sua vez, o dente 21 apresentava destruição coronária total, tendo como remanescente a porção radicular, optou-se pela reconstrução com núcleo de preenchimento de zircônia. O núcleo foi fresado em CAD/CAM (Computer-Aided Design / Computer-Aided Manufacturing), apresentou boa adaptação sem necessidade de desgaste e foi cimentado ao conduto radicular com cimento de ionômero de vidro. Após, os preparos dos dentes para coroa total foram finalizados e a confecção das coroas foi concluída, sendo cimentadas com cimento resinoso dual alcançando um resultado estético satisfatório e possibilitando restaurar a função dos dentes do paciente. Em suma, a escolha correta do material a ser utilizado para reabilitação é fundamental, uma vez que depende do remanescente dental para reestabelecer as características ideais para uma oclusão adequada, evitando exodontia e instalação de prótese implanto-suportada.

Downloads

Publicado

04/08/2019