A UTILIZAÇÃO DA BRINQUEDOTECA COMO ESPAÇO TERAPÊUTICO E DE PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE BUCAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Autores

  • Larissa Lima Gomes
  • Letícia Maria Correia Pimentel
  • Gyulia Machado Lisboa Rabelo
  • Lara Yohanna Correia Gomes
  • Sarah Lins de Barros Moreira
  • Vanessa Ferry de Oliveira Soares
  • Rosany Larissa Brito de Oliveira

Resumo

O ambiente hospitalar pode ser considerado um local hostil por uma criança que vive ali longos períodos de sua vida, longe de seus familiares e amigos. Devido a isso, muitas vezes o profissional encontra dificuldades em estabelecer hábitos referentes à manutenção da saúde bucal e, a partir disso, o espaço da brinquedoteca torna-se imprescindível. Além de desenvolver as habilidades sociais e emocionais das crianças, as atividades executadas neste ambiente podem facilitar a aprendizagem. O objetivo desse estudo é relatar as principais ações de saúde bucal realizadas na clínica pediátrica do HUPAA e explanar sobre como a proposta lúdica afeta o comportamento dos usuários. Para isso foram realizadas, na brinquedoteca, intervenções individuais e grupais com a atuação conjunta da Odontologia, da Enfermagem, da Terapia Ocupacional e da Psicologia, com inserção dos alunos do projeto de extensão da brinquedoteca. Os resultados foram descritos a partir dessa experiência prática e coletados através do discurso dos profissionais da equipe, usuários e acompanhantes. Por meio deste trabalho, pôde-se notar que tais atividades ajudaram no tratamento das doenças e possibilitaram uma melhor compreensão da importância do cuidado necessário com a saúde bucal, além do fortalecimento do vínculo entre as crianças e a equipe de saúde, o que permite uma maior colaboração dos usuários. Assim, conclui-se que o brincar foi um importante recurso mediador para o fortalecimento do vínculo entre crianças/adolescentes e equipe de saúde.

Downloads

Publicado

05/08/2019