Fatores Organizacionais e Gerenciais na Eficiência da Gestão de Materiais em Hospitais Públicos Universitários.

Autores

Resumo

A gestão de suprimentos de um hospital universitário é teoricamente discutida com o objetivo de reflexão sobre o tema no âmbito organizacional e seu impacto na eficiência da gestão de materiais, considerando que o processo de planejamento em um cenário de recursos escassos assume uma maior relevância. Nesse sentido, a presente pesquisa analisa a gestão de suprimentos no HU- UFAL e sua correlação com variáveis organizacionais que afetam o abastecimento de materiais. Metodologicamente, foi conduzida um levantamento com 158 entrevistados, utilizando técnicas descritivas e análise fatorial. Os participantes fazem parte dos setores diretamente envolvidos com o fluxo logístico, operacional e de caixa do hospital. Foram feitos estudos utilizando a técnica de análise de dados reduzindo o número de variáveis organizacionais que afetam a gestão de suprimentos do hospital. Foi possível identificar que cinco fatores impactam a gestão de materiais do hospital em 58,56% da variância explicada. Como fator mais representativo tem-se a burocracia com 15,57% da variância explicada. Seguido da eficácia (13,83%), da padronização (10,36%), da organização (9,63%) e do controle (9,15%) sendo estes os fatores mais representativos e relacionados. Conclui-se que o conhecimento dos fatores organizacionais que impactam a eficiência da gestão de materiais possibilita a melhoria da qualidade dos serviços prestados e do atendimento ao paciente.

Biografia do Autor

Anderson Henrique dos Santos Araújo, Universidade Federal de Alagoas

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Alagoas (2010) e Mestrado em Economia pela Universidade Federal de Alagoas (2013). Atualmente é professor assistente da Universidade Federal de Alagoas(Campus Arapiraca) e doutorando em economia na Universidade Federal de Uberlândia(UFU). Tem experiência na área de Economia, Administração Pública e Gestão ambiental, com ênfase em: Finanças Públicas, Planejamento Governamental, Economia ecológica e gestão pública ambiental.

Altair de Almeida Campos, Universidade Federal de Alagoas

Professor Associado da Universidade Federal de Alagoas - Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade, Doutorado em Engenharia da Produção pela Universidade Federal da Paraíba com área de concentração em ---- Mestrado em Administração pela Universidade Federal de Alagoas com graduação em Administração de Empresas e Contabilidade pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MINAS), graduação em Direito pela Faculdade de Maceió. Tem pós Graduações em Finanças pela Fundação Dom Cabral em Belo Horizonte, Sistemas de Informação pela PUC Minas e em Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. Pós Graduação em Gestão Hospitalar. Possui experiência nas áreas correlatas de graduação e pós graduação, planejamento, finanças, controladoria e custos em empresas públicas e privadas em cargos de direção superior.

Referências

Andrade, M. M. (2010). Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. 10 ed. São Paulo: Atlas.

Azevedo, P. R. M. (2016). Introdução à estatística. 3. ed. Natal: EDUFRN.

Brandalise, L. (2017). Administração de materiais e logística. Porto Alegre|: Simplissimo Livros Ltda.

Botega, L. D. A., Andrade, M. V., & Guedes, G. R. (2020). Perfil dos hospitais gerais do Sistema Único de Saúde. Revista de Saúde Pública, 54, 81.

Bueno, R. L. P. (2004). Análise da eficiência técnica dos modelos de gestão dos hospitais públicos do Estado de São Paulo no período de 2000-2001 (Doctoral dissertation).

Chen, A., Hwang, Y., & Shao, B. (2005). Measurement and sources of overall and input inefficiencies: Evidences and implications in hospital services. European Journal of Operational Research, 161(2), 447-468.

da Luz, M. M. O. (2019). Hospital Logistics System: Gestão do Material Médico Hospitalar no Serviço de Traumatologia Crânio-Encefálico do Centro Hospitalar Universitário do Porto. (Doctoral dissertation).

Dias, M. (2012) Manual do Comprador: conceitos, técnicas e práticas indispensáveis em um departamento de compras. São Paulo: Edicta, 5 ed.

Ferreira, A. B. H. (1999). Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Feuerwerker, L., & Cecilio, L. (2007). O hospital e a formação em saúde: desafios atuais. Ciências e Saúde Coletiva, v.12, n.4, p. 965-971.

Gesthos. (2002) Gestão Hospitalar. Gestão Contemporânea nas Organizações de Saúde. Módulo II - Brasília: Ministério da Saúde

Gitman, L. (2010) Princípios de administração financeira- Essencial. 12 ed. Porto Alegre: Pearson Education.

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2009). Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman editora.

Handfield, R., Warsing, D., & Wu, X. (2009). (Q, r) Inventory policies in a fuzzy uncertain supply chain environment. European Journal of Operational Research, 197(2), 609-619.

Malhotra, N. K. (2011). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 6 ed. Porto Alegre: Bookman..

Martinez, L. & Ferreira, A. (2007). Análise de Dados com SPSS. Forte da Casa: Escolar editora.

Martini, B. P., de Gomes, D. G., & Menezes, G. R. (2020). Avaliação Financeira de Eficiência Relativa: Uma Análise Sob a Perspectiva da Teoria do Federalismo Fiscal de Hospitais Universitários Federais do Brasil. RAHIS-Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 17(3), 1-18.

McKee, M., & Healy, J. (Eds.). (2002). Hospitals in a changing Europe (Vol. 3). Buckingham: Open University Press.

Mintzberg, H., & Glouberman, S. (2001). Managing the care of health and the cure of disease – Part I: differentiation. Health Care Management Review.

Nascimento, A., & Reginato, L.(2013). Controladoria – um enfoque na eficácia organizacional. 3 ed. São Paulo: Atlas

OPAS/OMS. (2004). A transformação da gestão de hospitais na América Latina e Caribe. Brasília: Organização Pan Americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde.

Pacheco, J. M. C.; Gomes, R. (2016). Tomada de decisão e alta administração: a implantação de projetos de mudanças de gestão da clínica em hospitais do SUS. Ciênc. saúde coletiva, v.21, n.8, p. 2485-2496

Ramos, L. C. F., Spiegel, T., & Assad, D. B. N. (2018). Gestão de materiais hospitalares: uma proposta de melhoria de processos aplicada em hospital universitário. Revista de Administração em Saúde, 18(70).

Slack, N., Chambers, S., & Johnston, R. (2009). Administração da produção (Vol. 747). São Paulo: Atlas.

Silva, B. N., Costa, M. A. S., Abbas, K., & Galdamez, E. V. C. (2017). Eficiência hospitalar das regiões brasileiras: um estudo por meio da análise envoltória de dados. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 6(1), 76-91.

Tubino, D. F. (2009). Planejamento e Controle da Produção - Teoria e Prática. 2 ed. São Paulo: Atlas.

Vergara, S. C. (2016). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. (16 ed). São Paulo: Editora Atlas.

VRIES, J. (2005). The complex relationship between inventory control and organizational setting. Theory and practice. International Journal of Production Economics, v.93, P. 273-284.

Downloads

Publicado

22/06/2021

Edição

Seção

Problemáticas locais e regionais (interdisciplinar e multidimensional)