Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Ciência Agrícola?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

 INSTRUÇÕES AOS AUTORES

Ao realizar a submissão, por favor, certifique-se dos seguintes requerimentos:
•    Todos os manuscritos devem acompanhados de uma carta de apresentação que inclua uma explicação da significância do manuscrito, incluindo originalidade e contribuição do novo conhecimento para área de estudo abordada e a relevância para pesquisa nas áreas das ciências agrárias.
•    Certifique-se se todo o texto (página do titulo, resumo, abstract, material e métodos, resultados e discussão, agradecimentos e referências bibliográfica) juntamente com as tabelas e figuras constam no arquivo a ser enviado.
•    Confira a referências bibliográficas com o texto.
•    Não inclua uma sessão separada para conclusões. As conclusões devem estar inseridas na sessão de resultados e discussão ou discussão.
Os trabalhos enviados para a revista Ciência Agrícolas devem ser originais ainda não relatados ou submetidos á publicação em outro periódico ou veículo de divulgação. Os artigos podem ser enviados e/ou publicados em português ou inglês. A principal forma de contribuição da revista é no formato de artigo mas também se propõe a publicar notas científicas, relatos de novas cultivares e variedades. A revista também publicará artigo de revisão e revisão de opinião a convite dos editores.
TIPOS DE MANUSCRITOS
Artigos de Pesquisa. Devem reportar pesquisas originais que tenham um impacto definido no desenvolvimento da ciência e tecnologia, incorporando um componente significativo de inovação nas ciências agrárias. Originalmente, a revista documentará resultados novos de experimentos, tratamentos teóricos, interpretações de dados e ausência de tópicos similares ou iguais e outras publicações. Fragmentação de trabalhos em uma série de manuscritos não é aceitável.
Artigos de revisão. Será considerada informação sintetizada no campo em que a literatura é escassa ou pouco abordada; ou com informações que disponham de uma nova abordagem ou estimulem futuras pesquisas. Os autores que planejam a submissão de uma revisão deverão submeter uma sinopse (resumo) para o editor antes da submissão para estabelecer se no manuscrito encontram-se as orientações sugeridas que caracterizam a revisão abordada pela revista.
Revisão de opinião. Deve explorar as necessidades e oportunidades nas ciências agrárias em um formato menos técnico que uma revisão de literatura. Os autores deverão entrar em contato com os editores para estabelecimento dos principais diretrizes na área a ser abordada antes de submeter a revisão de opinião.
Notas Científicas. Refere-se a manuscritos com resultados considerados altamente importantes ou urgentes nas áreas de pesquisa consideradas para processos de expedição e revisão. Somente serão aceitos pesquisas completas, resultados preliminares não serão aceitos.


ÉTICA E CONFLITO DE INTERESSES


Os autores e coautores serão responsáveis pela integridade do manuscrito. O editor poderá impor dois anos de moratória aos autores e coautores que violarem guia de ética da revista.
PROCESSO EDITORIAL DE REVISÃO AOS PARES
O editor poderá exercer a prerrogativa de não aceitar o manuscrito em analise prévia a dos pares quando julgar que o manuscrito esta fora do escopo, mal escrito ou formatado, fragmentado, contribui de forma superficial ou carente de significância.
Todos os manuscritos submetidos são revisto e manuseados pelo editor chefe ou um editor associado indicado. A revisão é realizadas por 2 editores e 2 revisores. Caso as avaliações dos revisores discordem entre si, ou se os comentários dos revisores e editores não forem respondidas de forma satisfatória pelos autores, o editor pode rejeitar o manuscrito ou serão selecionados revisores adicionais. Os revisores adicionais serão utilizados pelo editor no auxilio em obter uma cautelosa disposição da decisão final do manuscrito.

PREPARO DO MANUSCRITO


Formato do manuscrito: O manuscrito deve ser preparado utilizando o processador de texto do tipo Word ou compatíveis, e todas as partes devem estar separadas por 1,5 de espaço. Todas as páginas devem ser numeradas consecutivamente iniciando pela página do título e incluindo as páginas que constam as figuras e tabelas. A numeração deve esta localizada na parte inferior à direita. As linhas do resumo, abstracts e texto devem ser numeradas consecutivamente do inicio ao fim (iniciando e terminando na mesma página, cada página deverá ter uma numeração de linhas independente) em uma coluna separada a esquerda. Não numere as linhas das páginas que constam as figuras e tabelas. A fonte padrão deve ser Times New Roman, tamanho 12, e o manuscrito não deve ter mais que 20 páginas (iniciando da página do Titulo até Discussão), excluindo os Tópicos Referências, Tabelas e Figuras.
O português e inglês padrão devem ser respeitados.
As diferentes sessões do manuscrito devem ser estruturadas na seguinte sequência:
Titulo e Autores (uma página);
Resumo e Palavras Chaves (uma página);
Abstract e Key Words (uma página);
Introdução;
Material e Métodos;
Resultados/Discussão;
Agradecimentos;
Referência Bibliográfica;
Tabelas;
Figuras.


TÍTULO E AUTORIA


O titulo, autoria e filiação institucional dos autores devem ser incluídos em uma única página.
Titulo. O titulo deve ser específico, informativo e sintético (conciso). As palavras chaves do titulo devem auxiliar na recuperação efetiva da literatura referenciada. Caso cite nome de uma planta no título ou qualquer parte do texto de forma trivial ou comum, esta deve ser identificada imediatamente seguida da primeira ocorrência pelo nome científico entre parêntese. Nome científico pode ser utilizado com palavra chave. Caso mencione nomes comerciais, o nome genérico deve ser mencionado entre parênteses.
Autoria. Seja consistente na designação da autoria e autor para correspondência. Primeiro Nome, Nome do Meio e último Nome é a forma adequada para a correta identificação, títulos devem ser omitidos. O endereço completo (Logradouro, Cidade, Estado, CEP) de todas as instituições onde o trabalho foi realizado deve ser informado e afiliação de todos os autores. Se o endereço atual de um dos autores é diferente, inclua-o em nota de rodapé da página do título. O nome do autor para envio de questionamentos e encaminhamentos de revisão durante o processo de edição do manuscrito deve ser indicado com asterisco e deve ser informado o numero de telefone, fax e o endereço eletrônico.


RESUMO E PALAVARAS CHAVES


Resumo. O resumo deve ser claro e sintético, apresentar-se na forma de um parágrafo, ser informativo ao invés de descritivo, representando um escopo e propostas, uma visão geral aproximada (geral) dos experimentos, relatando a significância dos resultados e apresentando as conclusões principais. Dever ser escrito para leitores que se interessam pela área de conhecimento do artigo tanto quanto para leitores da revista menos especializados.
Palavras chaves. Forneça palavras chaves importantes para auxiliar o leitor na recuperação da revisão de literatura. As palavras chave são publicadas imediatamente abaixo do resumo.
Abstract. Deve ser redigido em inglês cientifico, evitando-se sua tradução por meio de aplicativos computacionais e ou disponíveis na rede mundial de computadores (internet). Deve ser compatível com o resumo em português respeitando a mesma estrutura e desenvolvimento da idéia.
Keywords. Pode utilizar na versão em inglês as mesmas da versão em português ou substituir, quando necessário, por outra da língua inglesa, caso não exista similar ou compatível na língua portuguesa, que auxilie na recuperação da revisão de literatura.

INTRODUÇÃO


Deve discutir a relação do estudo com trabalhos previamente publicados, mas não deve ser uma revisão de literatura ampla. Deve basear-se em uma literatura que fundamente e justifique o trabalho. Encorajamos o uso da base de dados ISI WEB OF SCIENCE para a pesquisa bibliográfica para assegurar que o trabalho tenha os principais artigos e patentes da área em estudo citadas no trabalho e que o trabalho não seja uma repetição de trabalhos já publicados previamente. A proposta do trabalho ou razão para a pesquisa é reportar significância, originalidade, ou contribuir com novos conhecimentos na área de forma clara e consistente.
Não faça uma revisão que apenas inclua ou sintetize os correntes achados da área.

MATERIAL E METODOS


Equipamentos, reagentes e materiais biológicos usados no estudo devem ser incorporados em uma sessão geral. Liste e descreva a preparação de regentes especiais. Reagentes geralmente encontrados em laboratórios ou citados em manuais de laboratório padrão ou texto não deve ser listado ou descrito, cite a bibliografia de origem ou referência.
Especifique a fonte, a empresa (cidade, pais), e a disponibilidade de equipamentos especiais, regentes, kit, etc. Não inclua número de catalago.
Materiais biológicos devem ser identificados pelo nome científico (gênero, espécie, autoridade e família) e da cultivar; se apropriado, especificar local de coleta do material biológico. Espécime obtido no habitat natural deve ser preservado pelo depósito de amostras em herbário de planta ou em coleção de cultura de microrganismos, com o nome da instituição de depósito e número.
Os métodos experimentais específicos devem ser suficientemente detalhados para que outros repitam o experimento sem equívocos. Omita detalhes do experimento que são de conhecimento comum da área.
Descreva o delineamento estatístico e os métodos de analise nesta sessão.

RESULTADO E DISCUSSÃO


Os resultados e discussão podem ser apresentados em sessões separadas ou podem compor uma única sessão (Resultados e Discussão). Que seja em um formato que apresente os resultados de forma mais clara sem redundância. Deve ser completo mas conciso em discutir os dados, comparando resultados de trabalhos previamente publicados e propondo explicações para os resultados obervados.
Todos os dados devem se acompanhados por apropriada analise estatística, incluindo a informação completa da amostragem, repetição, e como os métodos estatísticos empregados foram escolhidos.
Evite comparação e contrastes que não são pertinentes e evite especulações que os dados obtidos no trabalho não fundamentam.
A separação das conclusões em uma sessão não é adotado nesta revista, alguma conclusão deve ser incorporada no final da discussão (caso tenha sessão separada) ou no texto da sessão resultados e discussão. A conclusão deve estar evidente no texto para o leitor.

AGRADECIMENTOS


Inclua créditos essenciais, mas de forma parcimoniosa e atente para que tenha um mínimo possível de indicações. Omita títulos sociais e acadêmicos. O apoio financeiro do projeto pode ser citado nesta sessão. O autor para correspondência é responsável pela indicação dos nomes que constam no agradecimento.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA


O autor deve citar todos os principais trabalhos publicados pertinentes da área. Contudo uma extensa bibliografia que vá além da conexão direta com o manuscrito é desencorajada. Por linhas gerais, o autor deve atentar ao limite de literatura citada de 30 ou menos citações. Desencorajamos a citação de informações publicada em documentos que não passaram por um comitê editorial e por uma avaliação pelos pares. Assim aconselhamos não referenciar monografias, dissertações e boletim técnicos, livros e capítulos de livros.
O autor será responsável pela precisão nas citações das referências. As referências tomadas de revisão ou outras fontes secundárias devem ser confirmadas na primeira fonte. No texto, as autores devem ser citados entre parênteses iniciando o Sobrenome seguido de virgular e ano (ex. Bastos, 2010), dois autores use a letra e como conectivo dos sobrenomes seguido de vírgula e o ano (ex. Bastos e Cruz, 2011) mais de dois autores segue o primeiro autor de et al. seguido de vírgula e o ano (Ex. Bastos et al., 2012). Referências com mesma notação serão diferenciadas por letra em minúsculo após o ano seguindo a ordem alfabética (Bastos, 2010a; Bastos, 2010b). Caso aconteça mais de uma citação juntas estas seguem a ordem alfabética e devem estar separadas por ponto-e-vírgula (ex. Bastos et al. 2010, Cruz, 1988; Leal, 1985). Encorajamos não referenciar citações fora de parênteses [ex. Segundo Bastos et al., (1980) foi.......]. Prioritariamente as referências devem ser citadas no texto entre parêntese e com primeira letra em maiúsculo e demais em minúsculo como representados nos exemplos acima.
Na sessão específica as referências devem ser listadas em uma página separada e organizadas na ordem alfabética. Segue abaixo exemplos par citação de artigos, livros e páginas da rede mundial de computadores.
Para artigos:
Brown, J.; Jones, M.; Green, D. Título do artigo. Ciência Agrícola. 1980, 28, 1-4. Indique o fascículo apenas quando a revista adota numerar as páginas de cada fascículo independente, iniciando a primeira página de cada fascículo com o número 1.
Para Livros:
Smith, L.; Caldwell, A.; Título do capítulo. In. Título do Livro, edição no; Keys, F.; Park, G., Eds.; Editora: Cidade, estado (ou Pais se não for o Brasil), ano; Vol. No., PP.
Página da Web
Black, A.; White, B. Título da página. URL (http:// etc.)(data do acesso mais recente)

Forneça a informação completa, utilizando o último nome e as iniciais dos autores, patente ou equivalentes.
Evite citação de tese, monografias.
Os artigos não devem depender de materiais poucos usuais e não publicados. Excessiva citação no prelo não é recomendada. Referências de trabalhos não publicado dos próprios autores são permitidas se for sujeito de informações de importância secundária do manuscrito em questão. No entanto resultados não publicados de importância principal devem ser descritos com detalhes suficientes dentro no manuscrito. Caso contenha referências no prelo e não publicados por alguma razão, forneça cópias para que os revisores estejam habilitados em avaliar os manuscritos. Referências no prelo devem ter incluído o numero DOI (Digital Object Identifier) disponibilizado pela editora que irá publicar o manuscrito no prelo referenciado.

TABELA E TRABALHOS DE ARTE


As tabelas e gráficos (ilustrações) devem ser inserido no arquivo do manuscrito depois da sessão de referência bibliográfica.
As tabelas e gráficos devem ser preparadas com zelo e cuidado para maximizar a apresentação e compreensão dos dados experimentais e deve excluir dados supérfluos.
Tabelas. Pode ser criado utilizando o processador de texto Word’s. As tabelas devem ser numeradas consecutivamente com números arábicos (1, 2.... etc) e deve ser agrupadas depois na sessão Referencias Bibliográficas. Notas de rodapé das tabelas devem ter chamadas por letras e ser citada na tabela no formato itálico e superescrito. A sequência das letras deve seguir a linha da tabela e depois por coluna (esquerda para direita de cima para baixo). Cada tabela deve conter um cabeçalho descritivo que juntamente com os cabeçalhos das colunas individuais, deve fazer da tabela autoexplicativa, o mais próximo possível. Para formatação da tabela, os autores devem ter em mente que área de impressão da página do jornal (17.8 x 25.4 cm) e da coluna (8.5 cm) e elaborar a tabela conforme as limitações das dimensões informadas. O arranjo de tabela que deixe muitas colunas parcialmente preenchidas ou que contenha muitos espaços em branco deve ser evitado. De forma conservadora, tabelas que apresente mais que 20 colunas devem ser decomposta em duas se possível. Os valores de significância devem ser indicados, use letras minúsculas, na linha, um espaço após o valor.
Figuras e Arte final. Insira a ilustração final do arquivo de texto após a sessão Referências bibliográfica e as Tabelas. As figuras devem ser numeradas sequencialmente em algarismos arábicos (1,2...etc). Esquemas e gráficos podem ter título e se necessário notas de rodapé; figuras devem ter títulos.
Os gráficos de barra com padrão de sobreamento são os melhores. Não utilize configurações em 3 dimensões para gráficos de barras ou linhas de forma desnecessária. Barras com variações de sombreamento do claro para cinza, escuro e preto são reproduzidos com sucesso. Não é recomendado mais de um sombreamento no tom cinza. As legendas devem ser incluídas dentro da figura.
Para manuscritos que utilizem fotografias de gel, utilizem a maior resolução de digitalização ou aquisição da fotografia. Somente reproduções digitais de alta resolução serão permitidas para que os revisores verifiquem corretamente os resultados experimentais.
Somente imagens legíveis e bem representadas serão aceitas. Os editores reservam a posição de rejeitarem imagens que suportam satisfatoriamente pontos no manuscrito e que não tenham qualidade suficiente para publicação.
A qualidade das ilustrações publicadas no jornal depende da qualidade no material original fornecido pelos autores. As figuras não podem ser modificadas ou melhoradas pelo grupo de trabalho da revista. Contraste é fundamental para qualidade das ilustrações. Cada figura e fotografia devem ser propriamente legendadas.
A figura pode ocupar o espaço de uma ou duas colunas no texto. Para o eficiente uso do espaço do jornal, priorize a ocupação de espaço de uma coluna. As diretrizes de formatação para ocupação do espaço de uma coluna é extensão máxima de 8,25 cm e altura máxima de 24 cm. Ao ocupar o espaço de duas colunas a extensão mínima é de 10,5 cm e a máxima de 17,78 cm com altura máxima de 24 cm.
Para melhores resultados submeta as imagens no tamanho que serão publicadas no jornal. Ilustrações que não precisão ser reduzida para uma o duas colunas irão ter melhor qualidade. As letras na figura não devem ter tamanho inferior a 4,5 pontos (o modelo adotado dever ser o Helvetica ou Arial que resultam em melhor visualização). As linhas não podem ter espessura inferior a 0,5 pontos. Letras e linhas devem apresentar densidade uniformes. Evite a variação no tamanho de letras dentro da mesma figura, prefira uma letra de tamanho uniforme.
Evite utilizar texturas complexas e sombreamento para arquivos de 3 dimensões.
Ilustrações coloridas devem ser submetidas somente se eles forem essenciais para tornar clara a comunicação.

REVISÃO E RESUBMISSÃO


Para todas as revisões:
•    Identifique claramente como manuscrito revisado, referencie o número do manuscrito.
•    Inclua a lista de itens alterados, com a resposta para cada comentário feito pelo editor e avaliadores.
•    Tenha em mente que o manuscrito pode ser enviado para um avaliador adicional, o mesmo ou novo, a critério do editor.
•    Envie para a revista via email (ciência_agricola@hotmail.com).
Para todas re-subimissões
•    Identifique claramente a re-submissão, refira-se ao número do manuscrito anterior.
•    Inclua a lista de itens alterados, com a resposta para cada comentário feito pelo editor e avaliadores.
•    Envie para a revista via email (ciência_agricola@hotmail.com).

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao Editor".
  2. Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF (desde que não ultrapassem 2MB)
  3. URLs para as referências foram informadas quando necessário.
  4. O texto está em 1,5 cm; usa a fonte Times New Roman de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e  tabelas estão inseridas no final do documento, como anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção Sobre a Revista.
  6. A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação Cega por Pares.
 

Declaração de Direito Autoral

Termo de cessão de direitos autorias

Esta é uma revista de acesso livre, em que, utiliza o termo de cessão seguindo a lei nº 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais no Brasil.

O(s) autor(es) doravante designado(s) CEDENTE, por meio desta, cede o direito de primeira publicação da OBRA à Revista Ciência Agricola, representada pelo Centro de Ciência Agrarias da Universidade Federal de Alagoas, estabelecida na BR 104 Norte, Km 35, Rio Largo, Alagoas, CEP 57100-000 doravante designada CESSIONÁRIA, nas condições descritas a seguir:

O CEDENTE declara que é (são) autor(es) e titular(es) da propriedade dos direitos autorais da OBRA submetida.

O CEDENTE declara que a OBRA não infringe direitos autorais e/ou outros direitos de propriedade de terceiros, que a divulgação de imagens (caso as mesmas existam) foi autorizada e que assume integral responsabilidade moral e/ou patrimonial, pelo seu conteúdo, perante terceiros

O CEDENTE mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons do tipo atribuição CC-BY, para todo o conteúdo do periódico, exceto onde estiver identificado, que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista, sem fins comerciais.

O CEDENTE têm autorização para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

O CEDENTE têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado.

 

Política de Privacidade

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional