SUBSTRATO ENRIQUECIDO COM CASCA DE PEQUI MELHORA A QUALIDADE DE MUDAS DE BRÓCOLOS E COUVE-FLOR

Rodrigo Amato Moreira, Carlos Alberto Barbosa Galiza, Renata Amato Moreira, Nelson Licínio Campos de Oliveira

Resumo


No Norte de Minas há uma grande produção de pequi (Caryocar brasiliens Cambi), no qual a parte comercializada é somente a semente com a polpa (caroço), com isso grande quantidade de casca é gerada e descartada. Diante deste fato, o trabalho foi realizado no intuito de aproveitar estes resíduos para elaborar substratos para produção de mudas de hortaliças, minimizando custos devido à facilidade de obtenção desse material. O presente experimento foi conduzido com objetivo de avaliar a influência dos diferentes substratos no índice de velocidade de emergência (IVE), facilidade de retirada da plântula da célula e crescimento das mudas de brócolis e couve-flor. A semeadura foi realizada em bandejas de poliestireno expandido com 72 células, preenchidas com os substratos de acordo com o tratamento. Foram utilizadas três sementes para cada célula. Após a germinação e aparecimento da primeira folha verdadeira as plântulas foram desbastadas, permanecendo apenas uma por célula. O experimento foi conduzido em esquema fatorial 2 x 4, sendo duas espécies (couve-flor e brócolis) e os quatro tipos de substratos [húmus de minhoca, substrato enriquecido com casca de pequi, substrato comercial (Bioplant®), substrato enriquecido com casca do pequi + solo, na proporção 1:1], em delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições. Cada parcela experimental foi constituída de 12 células. O substrato enriquecido com casca de pequi apresentou características positivas quanto à composição de macro e micronutrientes, reação C/N e matéria orgânica. Além disso, influenciou de forma positiva o crescimento das mudas de couve-flor e brócolis. Para brócolis o índice de velocidade de emergência não houve diferença entre os substratos, entretanto para couve-flor a mistura de 1:1 do substrato enriquecido com casca do pequi + solo foi inferior aos demais substratos. O substrato enriquecido com casca de pequi promoveu o maior crescimento e facilidade de remoção da célula das mudas de couve-flor e de brócolis.

Palavras-chave


Brassica oleracea var. italica, Brassica oleracea var. botrytis, Caryocar brasiliens, mudas de hortaliças

Texto completo:

PDF

Referências


Echer, M. M.; Guimarães, V. F.; Aranda, A. N.; Bortolazzo, E. D.; Braga, J. S. Avaliação de mudas de beterraba em função do substrato e do tipo de bandeja. Semina: Ciências Agrárias, 2007, 28, 45-50.

Costa A. P. F.; Pinto, E. G.; Soares, D. S. B. Obtenção de farinha do mesocarpo de pequi. Revista Agrarian, 2017, 10, 349-354.

Ferreira, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 2011, 35, 1039-1042.

Fernandes, F.; Silva, S. M. C. P. Manual prático para a compostagem de biossólidos. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, 1999. 84p.

Furlan, F.; Costa, M. S. S. M.; Costa, L. A. M.; Marini, D.; Castoldi, G.; Souza, J. H. Pivetta, L. A.; Pivetta, L. G. Substratos alternativos para produção de mudas de couve folha em sistema orgânico. Revista Brasileira de Agroecologia, 2007, 2, 1686-1689.

Filgueira, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 3. ed. rev. e ampl. Viçosa, MG: UFV, 2008. 421 p.

Godoy, A. R.; Salata, A. C.; Cardoso, A. I. I.; Evangelista, R. M.; Kano, C.; Higuti, A. R. O. Produção e qualidade pós-colheita de couve-flor em função de doses de potássio em cobertura. Scientia Agrária Paranaensis, 2012, 11, 33-42.

Higuti, A. R. O; Salata, A. C.; Godoy, A. R.; Cardoso, A. I. I. Produção de mudas de abóbora com diferentes doses de nitrogênio e potássio. Bragantia, 2010, 69, 377-380.

Lopes, J. C.; Mauri, J.; Ferreira, A.; Alexandre, R. S.; Freitas, A. R. Broccoli production depending on the seed production system and organic and mineral fertilizer. Horticultura Brasileira, 2012, 30, 143-150.

Maciel, T. C. M.; Silva, T. I.; Alcantara, F. D. O; Marco, C. A.; Ness, R. L. L. Substrato à base de pequi (Caryocar coriaceum) na produção de mudas de tomate e pimentão. Revista de Agricultura Neotropical, 2017, 4, 9-16.

Mesquita, E. F.; Chaves, L. H. G.; Freitas, B. V.; Silva, G. A.; Sousa, M. V. R.; Andrade, R. Produção de mudas de mamoeiro em função de substratos contendo esterco bovino e volumes de recipientes. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 2012, 7, 58-65.

Milec, A. T.; Moraes, R. M. D.; Xavier, V. C.; Conceição; D. C.; Mauch, C. R.; Morselli, T. B. G. A. Produção de mudas de couve brócolis em dois sistemas de irrigação utilizando substratos orgânicos. Cadernos de Agroecologia, 2007, 2, 1483-1486.

Oliveira, M. E. B.; Guerra, N. B.; Maia, A. H. N.; Alves, R. E.; Xavier, D. S.; Matos, N. M. S. Caracterização física de frutos do pequizeiro nativos da chapada do Araripe-CE. Revista Brasileira de Fruticultura, 2009, 26, 572-578.

Santos, M. R.; Sediyama, M. A. N.; Salgado, L. T.; Vidigal, S. M.; Reigado, F. R. Produção de mudas de pimentão em substratos à base de vermicomposto. Bioscience Journal, 2010, 26, 572-578.

Santos, F. S.; Santos, R. F.; Dias, P. P.; Zanão Jr, L. A.; Tomassoni, F. A cultura do pequi (Caryocar brasiliense CAMB), Acta Iguazu, 2013, 2, 46-57.

Silva, T. I; Feitosa, A. J. S.; Maciel, T. C. M.; Figueiredo, F. R. A.; Marco, C. A. Produtividade de tomate cereja (Solanum lycopersicon Mill.) em função da adubação orgânica à base de pequi (Caryocar coriaceum Willd Poir.). Acta Iguazu, 2019, 8, 50-59.

Steffen, G. P. K.; Antoniolli, Z. I.; Steffen, R. B.; Machado, R. G. Casca de arroz e esterco bovino como substratos para a multiplicação de minhocas e produção de mudas de tomate e alface. Acta Zoológica Mexicana, 2010, 2, 333-343.




DOI: https://doi.org/10.28998/rca.v18i3.10967

Direitos autorais 2020 Rodrigo Amato Moreira, Carlos Alberto Barbosa Galiza, Renata Amato Moreira, Nelson Licínio Campos de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.