SILÍCIO FOLIAR NA TOLERÂNCIA AO DÉFICIT HÍDRICO NO FEIJÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/rca.v20i1.11241

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris, sustentabilidade, estresse abiótico., estresse hídrico

Resumo

O feijoeiro comum, Phaseolus vulgaris, é sensível à deficiência hídrica, e o silício pode promover maior tolerância a esse estresse abiótico. Para testar essa hipótese, objetivou-se avaliar doses de silício foliar na tolerância ao déficit hídrico em feijão. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, com delineamento experimental de blocos inteiramente casualizados em esquema fatorial 6 x 2 com quatro repetições. Utilizou-se seis doses de silício (0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0; 2,5 kg Si ha-1) com e sem deficiência hídrica na floração. Os vasos com capacidade de 2 L foram preenchidos com Argissolo Vermelho distrófico, mantidos com irrigação automática. A partir dos 42 dias após a semeadura, analisou-se diariamente a temperatura foliar (TF) e no final do ciclo determinou-se o teor de silício no solo e nos trifólios, a altura das plantas, a massa fresca e seca da parte aérea e raízes, o número de grão/planta, de grãos/vagem, de vagens/planta, o comprimento de vagens e a massa fresca e seca de grãos. Após o estresse, determinou-se a porcentagem de integridade absoluta (PIA) e o conteúdo relativo de água (CRA). A condição hídrica diminuiu o número de grãos/planta, vagens/planta, massa fresca e seca dos grãos e PIA, e aumentou o CRA e TF. O silício não influenciou na tolerância a deficiência hídrica aplicada às plantas de feijão.

Biografia do Autor

Valeria Pohlmann, Universidade Federal de Santa Maria

Eng. Agrônoma e mestranda em Agronomia, Departamento de Fitotecnia

Marcondes Lazzari, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Dr. Eng. Agrônomo, professor adjunto na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Alberto Eduardo Knies, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Dr. Eng. Agrônomo, professor adjunto na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Dirceu Maximino Fernandes, Universidade Estadual Paulista

 Dr. Eng. Agrônomo, Professor Assistente Doutor do Departamento de Recursos Naturais - Ciência do Solo, Universidade Estadual Paulista

Fernanda Ludwig, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Dra. Eng. Agrônoma, professora adjunto na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Referências

Aguiar, R.S.; Moda-Cirino, V.; Faria, R.T.; Vidal, L.H.I. Avaliação de linhagens promissoras de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) tolerantes ao déficit hídrico. Semina: Ciências Agrárias, 2008, 29, 1-14.

Angelocci, L. R. Água na planta e trocas gasosas/energéticas com a atmosfera: introdução ao tratamento biofísico. 2002, Piracicaba: ESALQ. 272p.

Barrs, H. D.; Weatherley, P. E. A re-examination of the Relative Turgidity Technique for estimating water deficits in leaves. Australian Journal of Biological Sciences, 1962, 15, 413- 428.

Bezerra, I. N.; Souza, A. M.; Pereira, R. A.; Sichieri, R. Consumo de alimentos fora do domicílio no Brasil. Revista Saúde Pública, 2013, 47, 200-2011.

Conab. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira: safra 2020/21. 2020. Disponível em:< https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/boletim-da-safra-de-graos>. Acesso em: 14 out. 2020.

Cqfs-RS/SC. Comissão de Química e Fertilidade do Solo – RS/SC. Manual de calagem e adubação para os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Santa Maria: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2016, 376p.

Eneji, A. E.; Inanaga, S.; Muranaka, S. L. I. J.; Hattori, T. A. N. P.; Tsuji, W. Growth and nutrient use in four grasses under drought stress as mediated by silicon fertilisers. Journal of Plant Nutrition, 2008, 31, 355-365.

Ferreira, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 2011, 35, 1039-1042.

Hodson, M. J.; White, P. J.; Mead, A.; Broadley, M. R. Phylogenetic variation in the silicon composition of plants. Annals of Botany, 2005, 96, 1027-1046.

Pereira Júnior, P.; Rezende, P. M.; Malfitano, S. C.; Lima, R. K.; Corrêa, L. V. T.; Carvalho, E. R. Efeito de doses de silício sobre a produtividade e características agronômicas da soja [Glycine max (L.) Merrill]. Ciência e Agrotecnologia, 2010, 34, 908-913.

Knies, A. E. Temperatura e umidade de um solo franco arenoso cultivado com milho. 2010. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) – Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais, Santa Maria.

Korndörfer, G. H.; Pereira, H. S.; Nolla, A. Análise de silício: solo, planta e fertilizante. 2004, Uberlândia: UFU. 34p.

Ma, J. F.; Mitake, Y.; Takahashi, E. Silicon as a beneficial element for crop plant. In: Silicon in Agriculture. Swain, R.; Rout, G.R. Elsevier Science: Cham, Alemanha, 2001. p.17-39.

Malavolta, E. Elementos de nutrição mineral de plantas. 1980. Agronômica Ceres: São Paulo, 251p.

Mariano, K. R.; Barreto, L. S.; Silva, A. H. B.; Neiva, G. K. P.; Amorim, S. Fotossíntese e tolerância protoplasmática foliar em Myracrodruon urundeuva FR. ALL. submetida ao déficit hídrico. Revista Caatinga, 2009, 22, 72-77.

Mauad, M.; Grassi Filho, H.; Crusciol, C. A. C.; Corrêa, J. C. Teores de silício no solo e na planta de arroz de terras altas com diferentes doses de adubação silicatada e nitrogenada. Revista Brasileira de Ciências do Solo, 2003, 27, 867-873.

Oliveira, J. T. L.; Campos, V. B.; Chaves, L. H. G.; Guedes Filho, D. H. Crescimento de cultivares de girassol ornamental influenciado por doses de silício no solo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 2013, 17, 123-128.

Pereira, H. S.; Barbosa, N. C.; Carneiro, M. A. C.; Korndörfer, G. H. Avaliação de fontes e de extratores de silício no solo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 2007, 42, 239-247.

Pimentel, C.; Sarr, B.; Diouf, O.; Abboud, A. C. S.; Roy-Macauley, H. Tolerância protoplasmática foliar à seca em dois genótipos de caupi cultivados em campo. Revista Universidade Rural, 2002, 22, 7-14.

Santos, D.; Guimarães, V. F.; Klein, J.; Fioreze, S. L.; Júnior, E. K. M. Cultivares de trigo submetidas a déficit hídrico no início do florescimento, em casa de vegetação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 2012, 16, 836-842.

Shen, X.; Zhou, Y.; Duan, L. Eneji, A. E.; LI, J. Silicon effects on photosynthesis and antioxidant parameters of soybean seedlings under drought and ultraviolet-B radiation. Journal of Plant Physiology, 2010, 167, 1248-1252.

Souza, R. T. X.; Korndörfer, G. H.; Wangen, D. R. B. Aproveitamento de silício proveniente de escória siderúrgica por cultivares de cana-de-açúcar. Bragantia, 2010, 69, 669-675.

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio. Mais água, mais renda. 2014. Disponível em:<http://www.agricultura.rs.gov.br/conteudo/1032/?Mais_%C3%81GUA%2CMaisRenda.Acesso em: 14 out. 2020.

Silva, F. G.; Dutra, W. F.; Dutra, A. F.; Oliveira, I. M.; Filgueiras, L. M. B.; Melo, A. S. Trocas gasosas e fluorescência da clorofila em plantas de berinjela sob lâminas de irrigação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 2015, 19, 946-952.

Silva, T. R. B.; Lemos, L. B.; Crusciol, C. A. C. Produtividade e características tecnológicas de cultivares de feijão em resposta à calagem superficial em plantio direto. Bragantia, 2011, 70, 196-205.

Teixeira, I. R.; Silva, R. P.; Silva, A. G.; Korndörfer, P. H. Fontes de silício em cultivares de feijão nas safras das águas e da seca. Revista Ciência Agronômica, 2008, 39, 562-568.

Teodoro, P. E.; Ribeiro, L. P.; Oliveira, E. P.; Corrêa, C. G. G.; Torres, F. E. Acúmulo de massa seca na soja em resposta a aplicação foliar com silício sob condições de déficit hídrico. Bioscience Journal, 2015, 31, 161-170.

Taiz, L.; Zeiger, E. Fisiologia vegetal. 2013, 5 Ed. Artmed: Porto Alegre. 918p.

Vasquez-Tello, A. Y.; Zuily-Fodil, A. T.; Pham, T. H. I.; Vieira da Silva, J. B. Electrolyte and Pi leakages and soluble sugar content as physiological tests for screening resistance to water stress in Phaseolus and Vigna species. Journal of Experimental Botany, 1990, 41, 824-32.

Downloads

Publicado

29/04/2022

Edição

Seção

Produção Vegetal