Resíduo da polpa do maracujá como alimento alternativo para codornas europeias fêmeas

Autores

  • Romilton Ferreira de Barros Júnior Mestre em Zootecnia – CECA/UFAL
  • Geraldo Roberto Quintão Lana Docente em Universidade Federal de Alagoas
  • Sandra Roselí Valerio Lana Docente em Universidade Federal de Alagoas
  • Ana Patrícia Alves Leão Doutoranda em Universidade Federal de Lavras
  • Iva Carla de Barros Ayres Graduanda em Zootecnia – CECA/UFAL
  • Daniel Silva Santos Graduando em Zootecnia – CECA/UFAL
  • Luiz Arthur dos Anjos Lima Mestrando em Zootecnia – CECA/UFAL
  • Wilson Araújo da Silva Mestrando em Zootecnia – CECA/UFAL

DOI:

https://doi.org/10.28998/rca.v16i0.6590

Resumo

Na coturnicultura, a alimentação é o fator que mais onera os custos da criação. Deste modo, estudos com alimentos alternativos, ao milho e farelo de soja, tem crescido consideravelmente. O objetivo do estudo foi avaliar diferentes níveis do resíduo da polpa de maracujá (RPM) na alimentação de codornas fêmeas sobre características de carcaça aos 35 dias de idade. O experimento foi realizado no setor de coturnicultura do CECA-UFAL. Foram utilizadas 225 codornas europeias, em um delineamento experimental inteiramente casualizado com cinco tratamentos (0,0%; 3,0%; 6,0%; 9,0% e 12,0% de inclusão do RPM), cinco repetições e nove aves por unidade experimental. Aos 35 dias de idade, após jejum de seis horas, duas aves, com peso médio de cada unidade experimental foram abatidas, depenadas e evisceradas para os procedimentos de análises. Os parâmetros avaliados foram: pesos absolutos e relativos de carcaça, cortes nobres (peito e pernas) e vísceras comestíveis (coração, fígado e moela). Houve efeito significativo (p<0,05), apenas para peso absoluto (g) e relativo (%) do peito. De acordo com os resultados obtidos, é possível a inclusão do RPM, em até 12%, sem comprometer as características de carcaça, corte nobres e vísceras comestíveis, de codornas fêmeas aos 35 dias de idade.

Biografia do Autor

Romilton Ferreira de Barros Júnior, Mestre em Zootecnia – CECA/UFAL

Zootecnista, MSc. (UFAL)

Geraldo Roberto Quintão Lana, Docente em Universidade Federal de Alagoas

Doutor em zootecnia

Sandra Roselí Valerio Lana, Docente em Universidade Federal de Alagoas

Doutora em zootecnia

Referências

BUFFINGTON, D. E.; COLLAZO - AROCHO, A.; CANTON, G. H. et al. Black globehumidity index (BGHI) as comfort equation for dairy cows. Transaction of the American Society of Agricultural Engineering, 1981, 24, 711-714.

FERRARI, R.A.; COLUSSI, F.; AYUB, R.A. Caracterização de subprodutos da industrialização do maracujá - Aproveitamento das sementes. Revista Brasileira de Fruticultura, 2004, 26, 101-102.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a Guide for its Bootstrap procedures in multiple comparisons. Ciência e Agrotecnologia. 2014, 38, 109-112.

GOES, R. H. T. B.; TRAMONTINI, R. C. M.; ALMEIDA, G. D. Degradabilidade ruminal da matéria seca e proteína bruta de diferentes subprodutos agroindustriais utilizados na alimentação de bovinos. Revista brasileira de saúde e produção animal, 2008, 9, 715-725.

SANTOS, J. S.; CUNHA, F. S. A.; SILVA, R. A. C.; SOARES, A. L. S. Farelo de palma da alimentação de codornas. Revista Eletrônica Nutritime. 2017, 14, 5093-5099.

SILVA, J. H. V.; COSTA, F. G. P. Tabela para codornas japonesas e europeias. 2.ed. Jaboticabal, SP: FUNEP, 2009. 110p.

ZANETTI, L. H.; MURAKAMI, A. E.; DIAZ-VARGAZ, M; GUERRA, A. F. Q. G.; NASCIMENTO, G. R; SANTOS, T. C.; PINTRO, P. T. M. By-product of passion-fruit seed (Passiflora edulis) in the diet of broilers. Canadian Journal of Animal Science. 2017, 98, 109-118.

Downloads

Publicado

31/12/2018