Qualidade fisiológica de sementes de feijão crioulo proveniente de diferentes localidades

Autores

  • Thaíse dos Santos Berto UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • Natalia Marinho Silva Crisostomo UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • Marcus Gabriel de Carvalho Ramos UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • Carlos Luiz da Silva UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • Emanuelle Almeida da Costa UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • João Luciano de Andrade Melo Junior UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • Luan Danilo Ferreira de Andrade Melo UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA
  • João Correia de Araújo Neto UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

DOI:

https://doi.org/10.28998/rca.v16i0.6626

Resumo

O trabalho foi desenvolvido com o objetivo de caracterizar a qualidade fisiológica de sementes crioulas de feijão comum cultivadas nos municípios de São João-PE, Lajedo-PE, Caetés-PE e União dos Palmares-AL. As sementes foram doadas por agricultores familiares das respectivas cidades. O trabalho foi conduzido no Laboratório de Propagação de Plantas pertencente ao Centro de Ciências Agrárias (CECA), Campus Delza Gitaí, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Os parâmetros avaliados foram: teor de água (TA), peso de mil sementes (PMS), primeira contagem de emergência (PCE), emergência (EMER) de plântulas, índice de velocidade de emergência (IVE), comprimento da parte aérea (PA) e raiz e massa seca de plântulas. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições de 50 sementes por tratamento. As variedades crioulas de feijão comum apresentam percentual de emergência acima dos padrões mínimos exigidos para comercialização. O lote de sementes proveniente de São João-PE apresentou qualidade fisiológica superior em relação aos demais municípios.

 

Palavras-chave: Agricultura familiar, Phaseolus vulgaris L., produção, germinação, vigor

 

Biografia do Autor

Thaíse dos Santos Berto, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Gruaduanda do curso de Bacharelado em Agroecologia do Centro de Ciências Agrárias- CECA.

Natalia Marinho Silva Crisostomo, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Gruaduanda do curso de Bacharelado em Agroecologia do Centro de Ciências Agrárias- CECA.

Marcus Gabriel de Carvalho Ramos, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Gruaduando do curso de Bacharelado em Agroecologia do Centro de Ciências Agrárias- CECA.

Carlos Luiz da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Gruaduando do curso de Bacharelado em Engenharia Florestal do Centro de Ciências Agrárias- CECA.

Emanuelle Almeida da Costa, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Licenciada em Biologia pelo Instituto Federal de Alagoas-IFAL. Graduanda do curso de Bacharelado em Agroecologia pelo Centro de Ciências Agrárias- CECA. 

João Luciano de Andrade Melo Junior, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Doutorando em Agronomia pelo Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Alagoas (2015-2018). Atua na área de Produção Vegetal, Estatística Experimental e Agroecologia.

Luan Danilo Ferreira de Andrade Melo, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Doutor em Agronomia pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Alagoas - Centro de Ciências Agrárias. Atua na área de Agroecologia e Fitotecnia com ênfase em Produção, Tenologia, Fisiologia e Análise de Sementes de espécies cultivadas e não cultivadas.

 

João Correia de Araújo Neto, UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS-UFAL/ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS-CECA

Doutorado em Agronomia (Produção e Tecnologia de Sementes) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Alagoas, - Ciência Agrícola e - Iheringia. Série Botânica. Atua na área de Fitotecnia com ênfase em Produção, Tenologia, Fisiologia e Análise de Sementes de espécies cultivadas e não cultivadas.

Referências

AVACI, A. B.; COELHO, S. R. M.; NÓBREGA, L. H. P.; ROSA, D. M.; CHRIST, D. Qualidade fisiológica de sementes de feijão envelhecidas em condições de alta temperatura e umidade relativa. Publicativo UEPG – Ciências Exatas e da Terra, Agrária e Engenharias, 2010. 16, 33-38.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/ACS. 2009. 395p.

BEZERRA, A. M. E.; MOMENTÉ, V. G.; MEDEIROS FILHO, S. Germinação de

sementes e desenvolvimento de plântulas de moringa (Moringa oleifera Lam.) em função do peso da semente e do tipo de substrato. Horticultura Brasileira, 2004, 22, 295-299.

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5.ed. Jaboticabal: FUNEP, 2012. 590p.

CATÃO, H. C. R. M.; COSTA, F. M.; VALADARES, S. V.; DOURADO, E. da R.; BRANDÃO JUNIOR, D. DA S.; SALES, N. de L. P. Qualidade física, fisiológica e sanitária de sementes de milho crioulo produzidas no norte de Minas Gerais. Ciência Rural, 2010, 40, 2060-2066.

FRANÇA, C. G.; DEL GROSSI, M. E.; MARQUES, V. P. M. A. (Ed.). O Censo

Agropecuário 2006 e a Agricultura familiar no Brasil. Brasília, DF: MDA, 2009. 96 p.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 2011, 35, 1039-1042.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination-aid selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, 1962, 2, 176-177.

PELWING, A. B.; FRANK, L. B.; BARROS, I. I. B. Sementes crioulas: o estado da arte no Rio Grande do Sul. Revista de Economia e Sociologia Rural, 2008, 46, 391-420.

RAMOS, K. M. O.; FELFILI, J. M.; FAGGI, C. W.; SOUZA-SILVA, J. C.; FRANCO, A. C. Crescimento inicial e repartição da biomassa de Amburana cearensis (Allemao) A. C. Smith. Em diferentes condições de sombreamento. Acta Botânica Brasílica, 2004, 18, 351-358.

SILVA, A. L. da; SILVA, J. F. da; ALMEIDA, F. de A. C.; GOMES, J. P.; ALVES, N. M. C.; ARAUJO D. R. Qualidade fisiológica e controle de sementes de milho tratadas com Piper nigrum. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 2012, 14, 131-142.

SILVA, O. F.; WANDER, A. E. O feijão-comum no Brasil: Passado, Presente e Futuro. Embrapa-CNPAF, Santo Antônio de Goiás, 2013. 63p.

Downloads

Publicado

31/12/2018