Mesofauna edáfica em área de ocorrência da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss, na Caatinga Alagoana

Autores

  • Ana Beatriz da Silva
  • Élida Monique da Costa Santos
  • Danúbia Lins Gomes
  • João Gomes da Costa
  • Kallianna Dantas Araujo

DOI:

https://doi.org/10.28998/rca.v16i0.6649

Resumo

Os organismos da mesofauna edáfica exercem no solo funções importantes e mantem interação com as espécies vegetais. Objetivou-se avaliar a riqueza, abundância e diversidade dos organismos da mesofauna edáfica que atuam em ambiente com ocorrência da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss, em Olho D’Água do Casado, Semiárido Alagoano. A pesquisa foi realizada em Agosto de 2017. Foram selecionados cinco pontos próximos as matrizes da espécie B. gardneriana para avaliação da mesofauna edáfica por meio de anéis metálicos instalados na bateria de extratores Berlese-Tullgren modificada, por 96 horas, para extração dos organismos. A mesofauna capturada foi quantificada e identificada com auxílio de lupa binocular e chave de identificação, sendo avaliada de forma quantitativa (abundância e riqueza de grupos) e qualitativa (índice de diversidade de Shannon). Realizou-se medição de altura das matrizes de B. gardneriana para relacionar com a mesofauna edáfica. Os grupos taxonômicos da mesofauna edáfica mais abundantes em área de ocorrência de B. gardneriana são Collembola e Acarina; Os organismos registrados apresentam-se como os possíveis agentes influenciadores do desenvolvimento das matrizes de B. gardneriana; As matrizes de B. gardneriana com maior altura, proporcionam microhabitats mais propícios ao desenvolvimento da mesofauna edáfica, refletindo no equilíbrio do ambiente.

Referências

ALAGOAS. Perfil municipal: Olho D’Água do Casado. 3. ed. Maceió: SEPLANDE/AL, 2015. 24 p.

BEGON, M.; TOWNSEND, C. R.; HARPER, J. L. Ecology: individuals, populationsand communities. 3. ed. Oxford: Blackwell Science, 1996. 92 p.

BERUDE, M. C. et al. A mesofauna do solo e sua importância como bioindicadora. Enciclopédia Biosfera, 2015, 11, 14-28.

LIMA, I. F. Fundamentos geográficos do meio físico do Estado de Alagoas. 1. ed. Maceió: Governo do Estado de Alagoas/SEPLANDE/SUDENE,1977. 106 p. (Série: Estudo de Regionalização).

NABORS, M. W. Introdução à botânica. 1. ed. São Paulo: Roca, 2012. 646 p.

RIEFF, G. G. Monitoramento de ácaros e colêmbolos como indicadores de qualidade do solo. 2010. 59 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo)-Faculdade de Agronomia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

SANTOS, E. M. da C. Importância socioeconômica da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss (Murici) como alternativa de renda complementar para a população do semiárido Alagoano. 2016. 140 f. Dissertação (Mestrado em Geografia)-Instituto de Geografia, Desenvolvimento e Meio Ambiente, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2016.

SWIFT, M. J.; HEAL, O. W.; ANDERSON, J. M. Decomposition in terrestrial ecosystems: studies in ecology. 5. ed. Oxford: Blackwell Scientific, 1979. 238 p.

TRIPLEHORN, C. A.; JONNSON, N. F. Estudo dos insetos. 1. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011. 809 p.

UFV – UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Entomologia: Viçosa: UFV, 2018. Disponível em . Acesso: 28 de mar. 2018, 16:32:54.

Downloads

Publicado

31/12/2018