Produção Mais Limpa na cultura do melão em Petrolina – PE: uma parceria entre a Embrapa Semiárido e os produtores locais

Autores

  • MARIA DE FÁTIMA DA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO-UFRPE
  • Cícero Natanael de Oliveira Silva UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO-UFRPE
  • Ana Regina Bezerra Ribeiro UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO-UFRPE
  • Rebert Coelho Correia Embrapa Seminário, Rodovia BR-428, Km 152, s/n - Zona Rural, Petrolina - PE, 56302-970
  • José Lincoln Pinheiro Araújo Embrapa Seminário, Rodovia BR-428, Km 152, s/n - Zona Rural, Petrolina - PE, 56302-970

DOI:

https://doi.org/10.28998/rca.v16i0.6662

Resumo

A expansão da agricultura irrigada no semiárido Pernambucano, utilizando tecnologias modernas tem contribuído de forma eficiente no aumento da produtividade de frutas. Este estudo buscou identificar quais as práticas de Produção Mais Limpa – P+L usadas no plantio de melão em Petrolina – PE. O método utilizado foi da pesquisa de campo com abordagem descritiva dos dados. Entende-se que o uso de princípios da P+L na cultura mostra-se eficiente quando comparado com os sistemas tradicionais de irrigação por sulco, e uso de fertilizantes por pulverização, assim, a forma de atuação vem aumentando a eficiência na produção do melão e na qualidade do produto ofertado ao mercado. Conclui-se que, o uso do mulching biodegradável, fertilizante na água, irrigação por gotejo, a adubação da terra com as folhas e ramos do melão, recolhimento das embalagens de fertilizantes e defensivos agrícola pelos fornecedores torna a cultura de melão sustentável.

Biografia do Autor

MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO-UFRPE

Dicente do mestrado em Administração e Desenvolvimento Rural pela UFRPE, Administradora pela Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Caruaru - FAFICA. Especialista em Planejamento Tributário pela UFPE, Especialista em Gestão e Coordenação Escolar pelo Núcleo em Educação a Distância da UPE e Gestão Pública pelo Instituto Federal de Pernambuco

Cícero Natanael de Oliveira Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO-UFRPE

Dicente do mestrado em Administração e desenvolvimento Rural pela UFRPE

Ana Regina Bezerra Ribeiro, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO-UFRPE

Docente do programa de Pós-Graduação em Administração e Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rebert Coelho Correia, Embrapa Seminário, Rodovia BR-428, Km 152, s/n - Zona Rural, Petrolina - PE, 56302-970

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal da Bahia (1983) , especialização em Marketing pela Universidade Federal de Pernambuco (1997) , especialização em Comércio Exterior pela Universidade Federal de Pernambuco (2001) e mestrado em Economia Rural pela Universidade Federal do Ceará (1994) . Atualmente é Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Tem experiência na área de Agronomia , com ênfase em Economia Rural. Atuando principalmente nos seguintes temas: semi-árido, avaliação econômica, inventários.

José Lincoln Pinheiro Araújo, Embrapa Seminário, Rodovia BR-428, Km 152, s/n - Zona Rural, Petrolina - PE, 56302-970

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Faculdade de Agronomia do Médio São Francisco (1979), mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (1986) e doutorado em Ingeniero Agronomo Programa Economia Agroalimentar - Universidad de Córdoba (1999). Pos doutorado na Universidade Politecnica de Madrid. Atualmente é professor adjunto da Universidade de Pernambuco e pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Agrária, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura irrigada, comercialização, mercado interno, custos de produção e caatinga.

Referências

BRASIL, Lei 12.787/2013. Dispõe sobre a Política Nacional de Irrigação; altera o art. 25 da Lei no 10.438, de 26 de abril de 2002; revoga as Leis nos 6.662, de 25 de junho de 1979, 8.657, de 21 de maio de 1993, e os Decretos-Lei nos 2.032, de 9 de junho de 1983, e 2.369, de 11 de novembro de 1987; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, p. 4, 14 jan. 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12787.htm. Acesso em: 07/09/2018.

CASTRO, C. N. de. Sobre a agricultura irrigada no semiárido: uma análise Histórica e atual de diferentes Opções de política. 2018. IPEA Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Brasília: Rio de Janeiro: Ipea, 1990- ISSN 1415-4765. Disponível em: file:///C:/Users/Joana%20Daddd/Downloads/TD_2369.pdf> acesso em 03/09/2018.

CERICATO, A.; MENEGHELLO, G.; FILIPPIN, I. Produção mais limpa em Agroindústrias: uma análise da estrutura de pequenas agroindústrias dos setores de carne e leite. Revista Unoesc & Ciência - ACSA, 2013, 4, 185-202.

DIAS, M. do C. O. (coord.) et al. Manual de impactos ambientais: orientações básicas sobre aspectos ambientais de atividades produtivas. Fortaleza: Banco do Nordeste, 2001. 297p.

DIEHL, A. A; TATIM, D. C. Pesquisa em ciências aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

GONÇALVES, E. P. Iniciação à pesquisa científica. Campinas, SP: Editora Alínea, 2001.

GROSSI, M. Não podemos ficar atrás na busca por um modelo de desenvolvimento mais sustentável. Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, 2014.

MASTELLA, D. T.; ROSA, L. C. da. Práticas de produção mais limpa no aproveitamento de resíduos agrícolas desenvolvimento de compósito. Monografia. Centro de Tecnologia da Universidade Federal de Santa Maria, 2017.

MOURA, L. B.; FREIRE, D. S.; ROCHA, I. da S.; SILVA, J. C. I. da; SANTOS, T. V. Gerenciamento de resíduos em empresas do setor hortifrúti localizadas na região do Cariri – Ceará. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável. 2013. 8, 21-24.

MUNASINGHE, M. Can sustainable consumers and producers save the planet? Journal of Industrial Ecology, 2014, 14, 4-6.

RODRIGUES, R. G.; PADILHA, A. C. M.; MATTOS, P. Princípios da Produção Mais Limpa na cadeia produtiva do biodiesel: análise no elo da indústria de óleo vegetal e usina de biodiesel. Anais... In: 47º SOBER Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, Porto Alegre, 26 a 30 de julho de 2009. Disponível em: <http://www.sober.org.br/palestra/13/106.pdf>. Acesso em 07/09/2018.

ROSA, M. F.; SOUZA FILHO, M S. M.; FIGUEIREDO, M. C. B.; MORAIS, J. P. S.; SANTAELLA, S.T.; LEITÃO, R.C. Valorização de resíduos da Agroindústria. Anais... In: II Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais – SIGERA, 2011 - Foz do Iguaçu, PR disponível em: <http://www.sbera.org.br/2sigera/obras/p12.pdf>. Acesso em: 07/09/2018.

Downloads

Publicado

31/12/2018