Cartas editoriais

Autores

  • Lúcia Tone Hidaka Universidade Federal de Alagoas

Resumo

O ano de 2021 teve início com muitas esperanças renovadas, mas também com notícias alarmantes. A vacinação contra o SARS-Cov-2 já ocorria desde o segundo semestre de 2020 em alguns países do mundo e no Brasil uma enfermeira de 54 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 no dia 17 de janeiro de 2021, com o imunizante Coronavac, desenvolvido no país pelo Instituto Butantan. Mas, em Manaus, região norte do país, nos hospitais lotados, faltava oxigênio para os pacientes e uma elevação nos números da contaminação já era anunciada pelos especialistas. Hoje, dezembro de 2021, após um ano de ampliação do número de vacinas disponíveis, a doença ainda não tem cura, mas a vacinação é eficaz e diminui o número de casos graves. O Brasil contabiliza mais de 22 milhões de casos positivos e mais de 600 mil mortes decorrentes da Covid-19 (Fonte: ECDC-Our World in Data), ocupando os primeiros lugares nos rankings, infelizmente. Ainda bem que a vacinação avança em todos os estados do país, apesar das posturas negacionistas.

Downloads

Publicado

29/12/2021