PREDITORES DA DISGEUSIA EM PACIENTES SUBMETIDOS AO TRATAMENTO DE CÂNCER CABEÇA E PESCOÇO: REVISÃO DE LITERATURA

Autores

  • Érika Priscila Santos Melo
  • Ana Beatriz Fernandes da Silva Monteiro
  • Íris Marília Alves da Silva
  • Marcos Paulo Santana de Oliveira
  • Kelly de Moura Ferreira
  • José de Amorim Lisboa Neto
  • Camila Maria Beder Ribeiro Girish Panjwani

Resumo

A disgeusia é caracterizada pela distorção ou diminuição do paladar, resultando na dificuldade do reconhecimento dos sabores doces, salgados, amargos, azedos e umamis, dos alimentos. Essa condição é vista, frequentemente, em pacientes que estão realizando tratamento para o câncer, devido ao efeito direto da quimioterapia e da radiação nos corpúsculos gustativos, e da redução do fluxo salivar. O presente estudo tem por objetivo analisar os preditores locais da disgeusia, em pacientes submetidos ao tratamento de câncer cabeça e pescoço, e suas possíveis causas. Foram realizadas buscas de artigos indexados nas bases dados: SciELO, PubMed, e LILACS, entre os anos de 1998 e 2018, presentes na língua inglesa. Várias complicações após o tratamento de câncer cabeça e pescoço podem ocasionar diminuição ou perda do sentido do paladar (disgeusia), como: danos neuroepiteliais, mudança das fibras C e A delta na sensibilidade da mucosa, danos na via de secreção da saliva e mucosite. Portanto fica evidente a inter-relação da terapia contra o câncer cabeça e pescoço e a perda/dimuição do paladar, conclui-se ainda que os estudos que falam efetivamente sobre o tema são escassos, e que há a necessidade de mais pesquisas, para que possam ser desenvolvidas técnicas que diminuam as consequências da disgeusia nesses pacientes.

Downloads

Publicado

25/07/2019