ABORDAGEM RESTAURADORA PARA TRATAMENTO DA AMELOGÊNESE IMPERFEITA: RELATO DE CASO CLÍNICO

Autores

  • Felipe Mota Bezerra
  • Mariana Sinara de Oliveira Gomes
  • Wynie Monique Pontes Nicácio
  • Izadora Quintela Souza de Moraes
  • Lilian Maria Santos Silva
  • Aubert Kristhian Santos Alves
  • Isabel Cristina Celerino de Moraes Porto

Resumo

A amelogênese imperfeita é uma alteração da estrutura do esmalte, que ocorre desde seu processo de formação. É de caráter hereditário e pode ser transmitida de forma autossômica dominante, autossômica recessiva e recessiva ligada ao cromossomo X. É uma alteração estética e funcional que, além de ter consequências clinicas e fisiológicas, causa também problemas psicológicos como auto-estima reduzida e problemas de socialização, principalmente na fase escolar. Os objetivos desse trabalho foram discutir as características clínicas e tratamento da amelogênese imperfeita e descrever um caso clínico usando restaurações diretas com resina composta para solução das alterações de forma e cor dos dentes afetados. A amelogênese imperfeita é um distúrbio exclusivamente ectodérmico, pois os componentes mesodérmicos do dente encontram-se nos padrões de normalidade. Clinicamente os pacientes podem apresentar lesões de cárie, inflamação gengival, estética comprometida, sensibilidade dental, perda de dimensão vertical e mordida aberta anterior e posterior. O tratamento da amelogênese imperfeita basea-se na prevenção e na intervenção, o mais precoce possível, para evitar procedimentos mais complexos e/ou perda de elementos dentais. É importante saber diagnosticar corretamente essa alteração para proporcionar um tratamento eficaz e adequado ao paciente. O tratamento restaurador da amelogênese imperfeita com restaurações diretas de resina composta resultou em condições anatômicas estéticas e funcionais satisfatórias e proporcionou ao paciente conforto psicológico extremamente positivo.

Downloads

Publicado

01/08/2019