Plano Estadual de Saúde: representação gráfica do processo de construção de um plano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/rpss.e02106028

Resumo

No Brasil, a cada quatro anos, são elaborados os planos de saúde nas três esferas de governo: União, estados e municípios. Existe uma grande lacuna na literatura sobre a abrangência de ações realizadas para que os planos elaborados sejam produtos que impactem na melhoria da qualidade de vida da população. O objetivo do presente estudo foi analisar a abrangência do processo de construção do PES 2016-2019 do estado de Alagoas. Para isso, foi realizado pesquisa documental e utilizado o mapa conceitual para a representação gráfica do percurso percorrido. Foi realizado um estudo de caso, com abordagem predominantemente qualitativa, através da análise documental de relatórios de eventos ocorridos, para o processo de elaboração do PES. A ferramenta utilizada para mostrar o resultado da análise foi o mapa conceitual. Foram identificados diversos relatórios de análise situacional de Saúde, oficinas de levantamento de prioridades e de planejamento regional, diretrizes da Conferência Estadual de Saúde de 2015 e do Planejamento Estratégico 2015-2016. Foi observado que a etapa de levantamento de informações da situação de saúde identificou os principais problemas de saúde da população, inclusive com a priorização dos eventos mais agravantes para a saúde do alagoano, compatibilizado com o planejamento orçamentário e estratégico, constituindo a ideia central do PES de Alagoas 2016-2019. A representação gráfica demonstrou que o processo de construção do plano estadual de saúde foi abrangente, identificando os principais e mais impactantes aspectos para a saúde da população de Alagoas, gerando inúmeras informações de grande importância para os gestores. Espera-se que o esforço dispendido para a elaboração do plano, tenha levado a uma execução do planejamento com efetividade. Além disso, consideramos que o mapa conceitual foi uma ferramenta apropriada, facilitando a análise do passo-a-passo que a gestão realizou no percurso da elaboração.

Descritores: plano de saúde; sistema único de saúde; mapa conceitual.

Biografia do Autor

Rozangela Fernandes Wyszomirska, Universidade Federal de Alagoas

Professora Associada da Faculdade de Medicina da Universidade federal de Alaboas e Professora Titular da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Bárbara Camilla Barbosa de Mendonça, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Estudante do Curso de Gestão Hospitalar da Universidade estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Adriana Reis de Barros, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Mestranda do Mestrado Profissional em Ensino na Saúde e Tecnologias da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Mayara Nakiria Tavares da Rocha Calheiros, Universidade Federal de Alagoas

Mestranda do Mestrado Profissional em Saúde da Família em Rede pela Fundação Osvaldo Crus

Heloisa Motta Bandini, Universidade estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Professora titular da universidade Estadual de Ciências da Saude de Alagoas

Referências

Brasil. Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Lei Orgânica da Saúde: Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Brasília: Presidência da República; 1990. Disponível em: Http://Www.Planalto.Gov.Br/Ccivil_03/Leis/L8080.Htm.

Ministério da Saúde (BR). Sistema de Planejamento do SUS (Planejasus): uma construção coletiva. Série B. Textos Básicos de Saúde. Brasília: 2009. Disponível em: Http://Bvsms.Saude.Gov.Br/Bvs/Publicacoes/Sistema_Planejamento_Sus_Construcao_Coletiva.Pdf.

Ministério Da Saúde (BR). Portaria 399/GM, de 22 de fevereiro de 2006: divulga o pacto pela Saúde - consolidação do SUS e aprova as diretrizes operacionais do referido pacto. Brasília: Ministério Da Saúde; 2006. Disponível em: Https://Bvsms.Saude.Gov.Br/Bvs/Saudelegis/Gm/2006/Prt0399_22_02_2006.Html

Peralta JÁG, Peruzzo NA, Both V. De olho no COAP: passo a passo. Passo Fundo: Ifibe, 2014. Disponível em: .

Saravia E, Ferrarezi E, organizadores. Políticas Públicas. Brasília: Enap, 2006. Disponível em: Https://Repositorio.Enap.Gov.Br/Bitstream/1/1254/1/Cppv1_0101_Saravia.Pdf

Rivera FJU, Artmann E. Planejamento e gestão em saúde: flexibilidade metodológica e agir comunicativo. Ciênc. Saúde Coletiva. 1999; 4(2): 355-65. Disponível em: Https://Www.Scielo.Br/Scielo.Php?Pid=S1413-81231999000200010&Script=Sci_Abstract&Tlng=Pt.

Freire P. Ação cultural para a liberdade. Rio De Janeiro: Paz e Terra; 1981. Disponível em: Http://Www.Gestaoescolar.Diaadia.Pr.Gov.Br/Arquivos/File/Otp/Livros/Acao_Cultural_Liberdade.Pdf

Abreu de Jesus W, Teixeira CF. Planejamento estadual do Sus: O caso da Secretaria de saúde do estado da Bahia. Ciênc. Saúde Coletiva. 2010; 15(5): 2383-93. DOI: Https://Doi.Org/10.1590/S1413-81232010000500013.

Garcia PT, Reis RS. Gestão Pública em Saúde: o Plano de Saúde como ferramenta de gestão. Brasília: Editora EDFUMA; 2016. Disponível em: Https://Ares.Unasus.Gov.Br/Acervo/Handle/Ares/7360

Paiva CMV. Análise do processo de implementação do Plano Estadual de Saúde 2012-2015: O caso Goiás. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, UFG. Goiânia, 2015. Disponível em: Http://Repositorio.Bc.Ufg.Br/Tede/Handle/Tede/6327

Guimarães ZMC, Costa FM. Plano Estadual de Saúde: instrumento de planejamento para a gestão do SUS. O caso de Pernambuco. Monografia. Especialização em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde do Departamento de Saúde Coletiva do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães da Fundação Oswaldo Cruz. Recife. 2008. Disponível em: Https://Www.Arca.Fiocruz.Br/Bitstream/Icict/29765/1/611.Pdf.

Cotta RMM, Silva LS, Cotta RM, Cotta FM, Bastos MAP, et al. O Mapa conceitual como ferramenta de ensino e aprendizagem significativa sobre o Sistema Único de Saúde. JMPHC. 2015; 6(2): 264-81. Disponível em: Https://Www.Jmphc.Com.Br/Jmphc/Article/View/306.

Novak JD, Cañas AJA. Teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborá-los e usá-los. Práxis Educativa. 2010; 5(1): 9-29. Disponível em: Https://Eventos.Unipampa.Edu.Br/Seminariodocente/Files/2011/03/Oficina-9-A_Teoria_Subjacente.Pdf.

Souza NA, Boruchovitch E. Mapas conceituais: estratégia de Ensino/Aprendizagem e ferramenta avaliativa. Educ. Rev. 2010; 26(3): 195-217.

Kolb DG, Shepherd DM. Concept mapping organizational cultures. Journal of Management Inquiry. 1997; 6(4): 282-95. DOI: Https://Doi.Org/10.1177/105649269764004.

Camargos MA, Dias AT. Estratégia, Administração Estratégica e Estratégia Corporativa: uma síntese teórica. Caderno de Pesquisas em Administração. 2003; 10 (1): 28-39. Disponível em: Https://Peeufmt.Files.Wordpress.Com/2011/04/Uspestrategiaevoluc.Pdf.

Stake R. The art of case study research. Thousand Oaks, Canadá: Sage; 1995. Disponível em: Http://Legacy.Oise.Utoronto.Ca/Research/Field-Centres/Ross/Ctl1014/Stake1995.Pdf.

Gil AC. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

Minayo MCS, organizadora. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes; 2002. Disponível em: Https://Wp.Ufpel.Edu.Br/Franciscovargas/Files/2012/11/Pesquisa-Social.Pdf.

Novak JD e Gowin DB. Aprendiendo a aprender. Barcelona: Ediciones Martínez Roca; 2002.

Mintzes JJ, Wandersee JH, Novak JD. Assessing science understanding: a human constructivist view. San Diego: Academic Press; 2000.

Vekiri I. What is the Value of graphical displays in learning? Ed. Psychol. Rev. 2002; 14: 261-312. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1023/A:1016064429161.

Chorny AH. Planificación em Salud: viejas ideas em nuevos ropajes. Cuadernos Médico Sociales. 1998; 73: 23-44. Disponível em: Https://Www.Buenosaires.Gob.Ar/Areas/Salud/Dircap/Mat/Matbiblio/Chorny.Pdf.

Teixeira CF, Vilasbôas ALQ, Jesus WLA. Proposta metodológica para o planejamento em saúde no Sistema Único De Saúde. In: Teixeira CF, organizador. Planejamento em Saúde: conceitos, métodos e experiências. Salvador: Edufba; 2010: 51-75. Disponível em: Http://Www.Saude.Sp.Gov.Br/Resources/Ses/Perfil/Gestor/Documentos-De-Planejamento-Em- Saude/Elaboracao-Do-Plano-Estadual-De-Saude-2010-2015/Textos-De-Apoios/Livro_Planejamento_Em_Saude_Carmem_Teixeira.Pdf

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde. A Gestão Do Sus. Brasília: 2015. 133. Disponível em: Http://Www.Conass.Org.Br/Biblioteca/Pdf/A-Gestao-Do-Sus.Pdf.

Downloads

Publicado

09/09/2021

Como Citar

Wyszomirska, R. F., Mendonça, B. C. B. de, Barros, A. R. de, Calheiros, M. N. T. da R., & Bandini, H. M. (2021). Plano Estadual de Saúde: representação gráfica do processo de construção de um plano. Revista Portal: Saúde E Sociedade, 6, e02106028. https://doi.org/10.28998/rpss.e02106028

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)