Implementação do Acolhimento e Classificação de Risco Obstétrico em um Hospital Alagoano

Autores

  • Rafaela Lira Mendes Costa Universidade Federal de Alagoas
  • Quitéria Maria Ferreira da Silva Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.28998/rpss.v2i2.2802

Resumo

Objetivo: implementar o A&CR em Obstetrícia no período noturno, na perspectiva de contribuir para a melhoria da qualidade da assistência prestada as gestantes e o aperfeiçoamento do processo de trabalho da equipe multiprofissional. Métodos: será utilizada, inicialmente, os pressupostos do Planejamento Estratégico em Saúde e a proposta metodológica de revisão de literatura nas bases de dados BVS, LILACS e SCIELO. O referido projeto elegeu, enquanto problema prioritário, a demanda crescente de gestantes no horário noturno, ocasionando a superlotação do serviço e desumanização da assistência. Seus respectivos nós críticos foram: ausência do A&CR no horário noturno; insuficiência de enfermeiras obstétricas na equipe; e fragilidade no fluxo de atendimento. Resultados Esperados: anseia-se que o HNSBC terá grandes benefícios em sua assistência se optar pela implementação do A&CR no período noturno da maternidade, pois conseguirá organizar seu fluxo de atendimento e melhorar a qualidade da assistência obstétrica. Conclusão: nota-se o quanto é importante a equipe de saúde estar preparada para acolher a gestante, seu companheiro e família, respeitando todos os significados desse momento, pois essa forma de abordagem facilitará a criação de um vínculo mais profundo com a gestante, transmitindo-lhe confiança e tranquilidade.

Biografia do Autor

Rafaela Lira Mendes Costa, Universidade Federal de Alagoas

Especialista em Enfermagem Obstétrica pela UFAL. Especialista em Saúde Pública pela UFAL.

Quitéria Maria Ferreira da Silva, Universidade Federal de Alagoas

Assistente Social especialista em Saúde Pública pela UFAL. Docente da UFAL.

Downloads

Publicado

15/10/2017

Como Citar

Lira Mendes Costa, R., & Maria Ferreira da Silva, Q. (2017). Implementação do Acolhimento e Classificação de Risco Obstétrico em um Hospital Alagoano. Revista Portal: Saúde E Sociedade, 2(2), 461–471. https://doi.org/10.28998/rpss.v2i2.2802

Edição

Seção

COMUNICAÇÃO BREVE