Análise da Depressão Geriátrica em uma Comunidade de Maceió – AL

Autores

  • Madson Alan Maximiano-Barreto Psicólogo, graduado pelo Centro Universitário Tiradentes - UNIT/AL
  • Iago Moura Aguiar Graduando em Medicina pelo Centro Universitário Tiradentes - UNIT/AL
  • André Fernando de Oliveira Fermoseli

DOI:

https://doi.org/10.28998/rpss.v2i3.3767

Resumo

Objetivo: Rastrear a ocorrência de depressão geriátrica em idosos de uma comunidade de Maceió - AL. Método: Trata-se de um estudo transversal intencional não-probabilístico realizado com 86 idosos, os quais apresentam idade igual ou superior à 60 anos e são cadastrados na Estratégia de Saúde da Família. Utilizou-se como método de pesquisa um questionário semi-estruturado e a Escala de Depressão Geriátrica - EDG versão reduzida. Resultados: Verificou-se que no EDG-15 a ocorrência de sintomatologias depressiva é de 46,06% (n = 40) dos idosos entrevistados, dos quais houve 72,50% (n = 56) de prevalência em mulheres. Conclusão: Diante dos resultados, percebe-se que os resultados não diferem dos estudos realizados com o mesmo objetivo. Além disso, os fatores sociais são comumente apresentados, no entanto, pouco são as discussões, visto que, são fatores que corroboram para o acometimento da Depressão e de outras psicopatologias. 

Downloads

Publicado

20/05/2018

Como Citar

Maximiano-Barreto, M. A., Aguiar, I. M., & Fermoseli, A. F. de O. (2018). Análise da Depressão Geriátrica em uma Comunidade de Maceió – AL. Revista Portal: Saúde E Sociedade, 2(3), 506–516. https://doi.org/10.28998/rpss.v2i3.3767

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)