Formação para Atenção Básica: Relato de uma Experiência Docente

Autores

  • Marcia Cavalcanti Raposo Lopes EPSJV/Fiocruz

DOI:

https://doi.org/10.28998/rpss.v3i2.5283

Resumo

Este trabalho  tem por objetivo apresentar uma experiência docente vivida na primeira turma do Mestrado Profissional em Saúde da Família, problematizando questões que nos permitam avançar no seu desenvolvimento. Tal mestrado se constitui em estratégia importante para fortalecer a formação médica voltada para o SUS e, mais especificamente, para a Atenção Básica (AB). Ele institui um formato inovador no campo da saúde coletiva tanto por ser um Mestrado em rede que permite sua entrada simultânea em todas as regiões do país, quanto por seu caráter semipresencial com grande parte de sua carga horária em EAD. Relata-se o processo de ensino-aprendizagem da disciplina de promoção de saúde a partir do desenvolvimento de tarefas que envolvem o trabalho dos profissionais no território. Destaca-se o potencial do formato do curso e sua capacidade de interlocução com a prática dos mestrandos, favorecendo que o mestrado cumpra sua função no fortalecimento da formação para AB no Brasil.

Biografia do Autor

Marcia Cavalcanti Raposo Lopes, EPSJV/Fiocruz

Doutotra em Psicologia Social. Professora-pesquisadora do Laboratório de Educação Profissional e Atenção à Saúde da EPSJV/Fiocruz

Downloads

Publicado

12/10/2018

Como Citar

Lopes, M. C. R. (2018). Formação para Atenção Básica: Relato de uma Experiência Docente. Revista Portal: Saúde E Sociedade, 3(2), 849–858. https://doi.org/10.28998/rpss.v3i2.5283

Edição

Seção

RELATO DE EXPERIÊNCIA