Tecnologia da informação no planejamento de viagens e turismo: análise do uso de aplicativos

Autores

  • Fernanda Imaculada Barroso Veríssimo e Rodrigues Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN http://orcid.org/0000-0002-5627-4639
  • Mauro Lemuel de Oliveira Alexandre Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Palavras-chave:

TIC, Internet, Aplicativos, Turismo, Viagens.

Resumo

O objetivo dessa pesquisa é analisar as características de aplicativos que auxiliam o turista no planejamento de viagem. Atualmente, é crescente o número de usuários dessa ferramenta em diferentes atividades, inclusive no turismo. Eles têm modificado a relação entre os agentes envolvidos com o desenvolvimento e prática do turismo. De acordo com o objeto de estudo, a pesquisa é de abordagem qualitativa com o intuito de produzir informações sobre o tema analisado. O universo da pesquisa constitui-se dos dados disponíveis na play store sobre aplicativos de hospedagem. A coleta de dados, inicialmente foi realizada através do termo de busca “hospedagem” e teve um retorno de onze (11) apps, nos quais, posteriormente, foi realizada uma análise online dos que obtiveram maior nota dada pelo usuário. Constata-se que no universo de 11 app, os dois selecionados na pesquisa atendem em escala mundial e aceitam como forma de pagamento diversos tipos de moeda sendo, portanto, uma facilidade advinda da globalização dos serviços disponíveis na rede. Compreende-se que o serviço de hospedagem obteve benefícios com as novas tecnologias em relação ao relacionamento com o consumidor. Percebe-se que eles funcionam como intermediador entre clientes e fornecedores. Além da hospedagem, oferecem serviços de aluguel de veículos e passeios durante a estadia. Constata-se que são aplicativos com alta taxa de downloads. Essa análise mostra que o advento da internet facilita a comunicação e interação entre indivíduos e organizações de diferentes localidades geográficas. Ela apresenta-se como intermediadora dos serviços que são oferecidos aos turistas. Conclui-se que o uso dos smartphones são parte desse processo de comunicação entre consumidor e fornecedor de serviços turísticos e que a tecnologia da informação e comunicação (TIC) é um agente desencadeador dessas mudanças.

Biografia do Autor

Fernanda Imaculada Barroso Veríssimo e Rodrigues, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Graduada em Turismo (2017) e em Ciências Humanas (2013) pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Mestranda em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Mauro Lemuel de Oliveira Alexandre, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Docente do PPGTUR/UFRN

Doutor em Engenharia de Produção (COPPE/UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro/ 2001)

Downloads

Publicado

03/06/2020

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.