Contemporary, university and resistance: the crisis paradox

Authors

DOI:

https://doi.org/10.20952/jrks3113085

Abstract

This theoretical essay analyzes the university's dilemma regarding its modernization, without losing its essence as a producer of knowledge, and, at the same time, questioning its construction and socialization. For this, it problematizes the process of intellectual production in its relations with the broader processes of society, that is, social transformations. The methodology constitutes a bibliographical research that seeks to guarantee the foundations for a discussion about the role of the university in contemporary society and to offer elements to think about a proposal of resistance to what happens inside it. Thus, it reflects on the existence of crises within the university, as well as on whether there is interference in the production of knowledge due to this crisis. This theoretical-analytical effort does not seek to exhaust the discussion about the dilemma of modernization of the university and the crisis, but to polemicize the themes that directly involve Higher Education Institutions. This movement seeks to build answers and advances must be anchored in a field of knowledge that dialectically discusses context and process.

Author Biographies

Egeslaine de Nez, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Este ensaio teórico analisa o dilema da universidade no que tange a sua modernização, sem perder sua essência de produtora de conhecimento, e, ao mesmo tempo questionar sobre a construção e socialização do mesmo. Para isso, problematiza o processo de produção intelectual em suas relações com os processos mais amplos da sociedade, ou seja, as transformações sociais. A metodologia se constitui numa pesquisa bibliográfica que busca garantir fundamentos para uma discussão sobre o papel da universidade na sociedade contemporânea e oferecer elementos para se pensar uma proposta de resistência ao que ocorre em seu interior. Assim, reflete sobre a existência de crises no interior da universidade, bem como, se ocorre interferência na produção do conhecimento em função dessa crise. Esse esforço teórico-analítico não busca esgotar a discussão sobre o dilema de modernização da universidade e da crise, mas polemizar as temáticas que envolvem diretamente as Instituições de Educação Superior. Esse movimento busca construir respostas e os avanços devem ser ancorados em um campo do conhecimento que discuta dialeticamente o contexto e o processo.

Warley Carlos de Souza , Universidade Federal de Mato Grosso, Barra do Garças, Mato Grosso, Brasil.

Este ensaio teórico analisa o dilema da universidade no que tange a sua modernização, sem perder sua essência de produtora de conhecimento, e, ao mesmo tempo questionar sobre a construção e socialização do mesmo. Para isso, problematiza o processo de produção intelectual em suas relações com os processos mais amplos da sociedade, ou seja, as transformações sociais. A metodologia se constitui numa pesquisa bibliográfica que busca garantir fundamentos para uma discussão sobre o papel da universidade na sociedade contemporânea e oferecer elementos para se pensar uma proposta de resistência ao que ocorre em seu interior. Assim, reflete sobre a existência de crises no interior da universidade, bem como, se ocorre interferência na produção do conhecimento em função dessa crise. Esse esforço teórico-analítico não busca esgotar a discussão sobre o dilema de modernização da universidade e da crise, mas polemizar as temáticas que envolvem diretamente as Instituições de Educação Superior. Esse movimento busca construir respostas e os avanços devem ser ancorados em um campo do conhecimento que discuta dialeticamente o contexto e o processo.

Published

03/02/2022