Body education and the corporal practice of pole dance: on levers of strength and (un)balances of a female body

Sobre Alavancas de força e (Des)equilíbrios de um Corpo Mulher

Authors

Abstract

This essay is based on the assumption that there is no body outside its practices and that the body can only be the object of study of education from these practices that attribute meaning to it. Thus, the purpose of this paper is to question the body in its relationship with the body practice of pole dance. We understand that the body practice of pole dance can be seen as a kind of lever/strength capable of promoting a (un)balance towards the construction of a female body as a potency. We conclude that it is important to question the female body from the body practice of pole dance in order to reflect on the political action of the body and on the body, because it is in and through the body that politics invests as production of ways of existence.

Author Biographies

Carleane Soares, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Sergipe, Brasil.

Este ensaio parte do pressuposto de que não há corpo fora das suas práticas e que o corpo só pode ser objeto de estudo da educação a partir dessas práticas que lhe atribuem sentido. Deste modo, o objetivo deste escrito é interpelar o corpo na sua relação com a prática corporal do pole dance. Entendemos que a prática corporal do pole dance pode ser vista como uma espécie de alavanca/força capaz de promover um (des)equilíbrio na direção da construção de um corpo mulher enquanto potência. Concluímos ser importante interpelar o corpo mulher a partir da prática corporal do pole dance a fim de reflexionar a ação política do corpo e sobre o corpo, pois é no e pelo corpo que a política investe enquanto produção de modos de existência.

Fabio Zoboli, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Sergipe, Brasil.

Este ensaio parte do pressuposto de que não há corpo fora das suas práticas e que o corpo só pode ser objeto de estudo da educação a partir dessas práticas que lhe atribuem sentido. Deste modo, o objetivo deste escrito é interpelar o corpo na sua relação com a prática corporal do pole dance. Entendemos que a prática corporal do pole dance pode ser vista como uma espécie de alavanca/força capaz de promover um (des)equilíbrio na direção da construção de um corpo mulher enquanto potência. Concluímos ser importante interpelar o corpo mulher a partir da prática corporal do pole dance a fim de reflexionar a ação política do corpo e sobre o corpo, pois é no e pelo corpo que a política investe enquanto produção de modos de existência.

Published

01/02/2022