Notas para uma revolução bissexual

Autores

  • Inácio Saldanha Unicamp/Mestrando em Antropologia Social

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2021.n.2.13241

Palavras-chave:

Gênero e sexualidade, Movimento LGBT, Bissexualidade, Homonacionalismo, Interseccionalidade

Resumo

Shiri Eisner é uma ativista genderqueer israelense engajada com os movimentos trans, bissexual e de solidariedade à Palestina no seu país e uma figura fundamental no debate contemporâneo sobre bissexualidade no mundo. Fundadora do Panorama, um grupo de bi e pansexuais organizados, e criadora do blog Radical Bi (escrito em inglês e hebraico), ela publicou seu influente livro Bi: notas para uma revolução bissexual em 2013. Nesta obra, que ela define como um “manual de campo” para o ativismo em torno da bissexualidade, defende sua proposição de um movimento bissexual interseccional e “radical”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDALZÚA, Gloria, Borderlands/La Frontera: The New Mestiza. San Francisco: Aunt Lute Nooks, 1987.

EISNER, Shiri. Bi: notas para uma revolução bissexual. São Paulo: Editorial Linha a Linha, 2021.

EISNER, Shiri. Love, rage and the occupation: bisexual politics in Israel/Palestine. Journal of Bisexuality, v. 12, n. 1, p. 80-137, 2012.

HARAWAY, Donna. Manifesto ciborgue: Ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: TADEU, Tomaz (org.). Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

NAGLE, Jill. Framing radical bisexuality: toward a gender agenda. In: TUCKER, Naomi (ed.). Bisexual Politics: theories, queries and visions. Nova York: Routledge, 2013.

OBRADORS-CAMPOS, Miguel. Deconstructing Biphobia. Journal of Bisexuality, v. 11, n. 2-3, p. 207-226, 2011.

PUAR, Jasbir K. Terrorist Assemblages: Homonationalism in Queer Times. Durham: Duke University Press, 2017.

SAN FRANCISCO. San Francisco Human Rights Commission. LGBT Advisory Committee. Bisexual Invisibility: impacts and recommendations. San Francisco, 2011.

VAS, Dani. Militância enquanto convite ao diálogo: o caso da militância monodissidente. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2021.

YOSHINO, Kenji. The epistemic contract of bisexual erasure. Stanford Law Review, v. 52, n. 2, p. 353-478, jul-dez, 2000.

Downloads

Publicado

2022-04-20

Como Citar

SALDANHA, Inácio. Notas para uma revolução bissexual. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 15, n. 2, p. 326–335, 2022. DOI: 10.28998/lte.2021.n.2.13241. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/13241. Acesso em: 27 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.