Trigonometria no Ensino Médio: uma análise de provas do ENEM e da OBMEP e sugestões de recursos didáticos para o processo de ensino e aprendizagem

Autores

Palavras-chave:

Trigonometria. Materiais Didáticos. Processo Ensino-Aprendizagem.

Resumo

Neste trabalho apresentamos os resultados finais de uma pesquisa realizada no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Universidade Federal de Alagoas. O objetivo da pesquisa foi analisar as questões das provas do ENEM e da OBMEP que abordam conteúdos de Trigonometria e como podem ser trabalhadas em sala de aula, averiguando o seu nível de dificuldade, seguindo-se com análise de como o conteúdo de Trigonometria é abordado em livros didáticos do Ensino Médio com sugestões de materiais didáticos para a melhoria do processo ensino-aprendizagem dos conceitos de Trigonometria no Ensino Médio. Os resultados da pesquisa demonstraram que são poucas questões das provas do ENEM e OBMEP que abordam conceitos de Trigonometria, que em geral os livros procuram trazer questões contextualizadas, assim como os jogos selecionados procuram focar na compreensão dos conceitos, o que nos levou a elaboração de materiais didáticos, como trilha de aprendizagem, jogos digitais, vídeos e episódios de Podcast no sentido de contribuir para o processo ensino-aprendizagem de Trigonometria no Ensino Médio, trazendo uma proposta que atribua significado aos conceitos por meio de suas aplicações.

Biografia do Autor

Hélio Henrique Ferreira Lins, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Licenciando em Matemática, Instituto de Matemática da Universidade Federal de Alagoas, Grupo de Pesquisa História da Matemática e Educação Matemática.

Edson Gabriel dos Santos Duca, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Licenciando em Matemática, Instituto de Matemática da Universidade Federal de Alagoas, Grupo de Pesquisa História da Matemática e Educação Matemática.

Claudia de Oliveira Lozada, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Pesquisadora. É Docente na Universidade Federal de Alagoas (Instituto de Matemática - Área de Ensino de Matemática), Docente do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática - PPGECIM do Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas (Linhas de Pesquisa: Saberes e práticas docentes e Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação). É coordenadora do Grupo de Pesquisa Matemática, Educação e Tecnologia (MATEDTEC) - voltado para a formação docente. Integra o Grupo de Pesquisa "História da Matemática e Educação Matemática" do Instituto de Matemática da Universidade Federal de Alagoas certificado pelo CNPq. Foi Professora Adjunta de Matemática na Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (Campus Diadema - Departamento de Ciências Exatas e da Terra). Graduada em Matemática, com Pós-Graduação Lato Sensu em Matemática Aplicada, Pós Graduação Lato Sensu em Gestão Educacional, Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática, Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (USP - linha de pesquisa: Ensino de Ciências e Matemática) e Pós Doutorado em Ensino e História das Ciências e da Matemática pela Universidade Federal do ABC. Realiza pesquisas na área de Educação Matemática, Ensino de Ciências, Ciências da Aprendizagem, Augumented Intelligence e Inteligência Artificial e Inovação aplicada ao Direito. Suas pesquisas na área de Educação Matemática se concentram no Ensino-Aprendizagem de Matemática e Formação de Professores que ensinam Matemática (nos temas: Cognição Matemática, Modelagem Matemática, Resolução de Problemas, Ensino de Matemática nos anos iniciais, Argumentação nas aulas de Matemática, Educação Financeira na Educação Básica, Educação de Jovens e Adultos, Educação Estatística) e Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação para o Ensino de Ciências e Matemática (Pensamento Computacional, Linguagem da Programação na Educação Básica, Tecnologias Educativas para o Ensino de Ciências e Matemática, Softwares Matemáticos e de Ciências) e Ensino de Ciências (Learning Sciences, Ensino de Física, Ensino de Astronáutica e Aeronáutica na Educação Básica, Ensino de Robótica, STEAM, Maker). É membro do GT 10 - Modelagem Matemática e do GT 12 - Educação Estatística da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), membro da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC) e membro da Sociedade Brasileira de Física (SBF). Graduou-se em Direito com Pós Graduação Lato Sensu em Direito Educacional e Direito e Processo do Trabalho, sendo advogada inscrita nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP) tendo atuado na área cível. Foi Membro Efetivo da Comissão de Direito Material do Trabalho (OAB, Secção SP). Atua no Laboratório de Inovação, na área de Inteligência Artificial aplicada ao Poder Judiciário, interessando-se pelas temáticas de IA e Direito, Transformação Digital e Inovação no Poder Judiciário e Lei Geral de Proteção de Dados. Atuou como coordenadora do Curso de Direito. Avaliadora do Ministério da Educação - INEP em Cursos de Direito e demais cursos de graduação (bacharelado e tecnológicos - presencial e EAD) e integra o grupo de avaliadores do Conselho Estadual de Educação - CEE/SP para avaliação das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de SP, Instituições Municipais de Ensino Superior do Estado de SP e as escolas de formação de procuradores, juízes e promotores de justiça. Atua como parecerista em eventos científicos da FEA/USP na área de Contabilidade e Administração, bem como atua como parecerista da Revista Internacional Investigações em Ensino de Ciências (IENCI), da Revista de Direito (UNISC), da Revista da Faculdade de Direito de Franca e de projetos científicos da UERGS. Trabalha com divulgação cientifica, sendo escritora de livros de Ensino de Ciências.

Referências

AZEVEDO, I. F., ALVES, F. R. V. Trigonometria e suas aplicações no Geogebra: aulas experimentais com alunos do ensino médio. Tangram – Revista de Educação Matemática, Dourados, MS, v.2 n. 2, p. 102-115, 2019.

BASTIAN, I. V.; ALMOULOUD, S. A. O teorema de Pitágoras: uma

abordagem enfatizando o caráter necessário/suficiente. Educação Matemática em

Revista, São Paulo: SBEM, n. 14, p. 45-53, 2003.

BRASIL. Base nacional comum curricular. Brasília: MEC, 2018.

BRITO, A. J.; MOREY, B. B. Geometria e Trigonometria: dificuldades de professores do ensino fundamental. In: FOSSA, J. A. (Org). Presenças matemáticas. Natal: EDUFRN, 2004.

BROWN, A. S. The trigonometric connection: students’ understanding of sine and cosine. In: CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR THE PSYCHOLOGY OF MATHEMATICS EDUCATION, 30., 2006, Prague, Proceedings ...Prague: PME30, 2006. p. 228.

COSTA, N. M. L. A história da trigonometria. São Paulo: PUC, 1997.

DUVAL, R. Semiósis e pensamento humano: Registros semióticos e aprendizagens intelectuais. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2009.

GERHANA, M. T. C, M MARDIYANA, M.; PRAMUDYA, I. The effectiveness of project based learning in trigonometry. Disponível em: https://iopscience.iop.org/article/10.1088/1742-6596/895/1/012027/pdf. Acesso em: 02 jan. 2022.

GOMES, S. C. Ensino de trigonometria numa abordagem histórica. Holos, Natal, v. 3, p. 193-203, 2015.

GÜR, H. Trigonometry learning. New Horizons in Education, v. 57, n. 1, p. 67-80, 2009.

INEP. Provas e gabaritos do Enem. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/enem/provas-e-gabaritos. Acesso em: 10 fev. 2021.

JOSHI, R. R. Students achievement in trigonometry teaching through geogebra. 2022. 107 f. Dissertation (Master in Education) – Tribhuvan University, Kathmandu, Nepal, 2022.

LIMA, E. L. (Ed.). Exame de textos: análise de livros de Matemática para o ensino médio. Revista do Professor de Matemática. n. 46. Rio de Janeiro: SBM, 2001.

LINS, H. H. F.; LOZADA, C. O.; DUCA, E. G. S. Contribuições para o ensino de Trigonometria no Ensino Médio: a mandala trigonométrica. In: CONGRESSO ICLOC, 13., 2022, São Paulo. Anais... São Paulo: Instituto Lourenço Castanho, 2022. p. 1-2.

LOZADA, C. O.; LINS, H. H. F.; OLIVEIRA, M. L. S. Uma análise de jogos para o ensino de trigonometria no ensino médio. In: JORNADA ACADÊMICA CAMPUS SERTÃO, 3., 2021a, Delmiro Gouveia. Anais...Delmiro Gouveia: UFAL, 2021a. p. 1 – 5.

LOZADA, C. O.; LINS, H. H. F.; OLIVEIRA, M. L. S. Trigonometria no ensino médio: uma análise de jogos digitais para o ensino de conceitos. In: ENCONTRO PARAIBANO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 11., 2021, João Pessoa. Anais...João Pessoa: SBEM/PB, 2021b. p. 1-10.

LÜDKE, M. ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 2013.

MARQUES, R. M. S.; MORAES, M. S. F. Proposta de ensino de trigonometria através do uso de materiais concretos e jogos. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 12., 2016, São Paulo, Anais...São Paulo: SBEM, 2016. p. 1-12.

MOORE, K, C. Coherence, quantitative reasoning and the trigonometry of students. In: MAYES, R; HATFIELD, L. L. Qualitative reasoning and mathematical modelling: a drive for STEM integrated education and teaching in context. Larmie, WY: University of Wyoming, 2012, p. 75-92.

MOLEPO, N. S. Alignment between the cognitive demands of the written and assessed trigonometry curricula in South Africa. 2017. 165 f. Dissertation (Master of Sciences) - University of the Witwatersrand, Johannesburg, 2017.

MONTEIRO, T. T. M. et al. Trigunometria: o jogo como recurso didático no ensino e aprendizagem da trigonometria. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 6., 2019, Fortaleza, Anais...Fortaleza: Realize Eventos Científicos, 2019. p. 1-6.

MUSHA, F. D. et al. Stop Trigonométrico: o jogo como recurso didático no ensino e aprendizagem de trigonometria. In: SEMANA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E EXTENSÃO DO LITORAL, 2., 2016, Paranaguá, Anais...Paranaguá: IFPR, 2016, p. 1-10.

NABIE, M.J. et al. Journal on Mathematics Education, v. 9, n. 2, p. 169-182, 2018.

OBMEP. Provas e soluções. Disponível em: http://www.obmep.org.br/provas.htm. Acesso em: 10 fev. 2021.

ORHUN, N. (2002). Solution of verbal problems using concept of least common

multiplier (Lcm) and greatest common divisor (Gcd) in primary school mathematics and misconceptions. In: International Conference on Mathematics Education into the 21st Century: The Humanistic Renaissance in Mathematics Education, 2002, Palermo, Proceedings… Palermo, Italy, 2002.

TUNA, A. A conceptual analysis of the knowledge of prospective mathematics teachers about degree and radia. World Journal of Education, v. 3, n. 4, p. 1-9, 2013.

WATANABE, R. C. Seno de 30 é um meio? Revista do Professor de Matemática, Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Matemática, n. 30, p. 26-32, 1996.

WEBER, K. Students' understanding of trigonometric functions. Mathematics Education Research Journal, v. 17, n.3, p. 91-112, 2005.

WERTHEIMER, M. Productive thinking. New York: Harper, 1945.

Downloads

Publicado

05/01/2023

Como Citar

Ferreira Lins, H. H. ., dos Santos Duca, E. G., & de Oliveira Lozada, C. (2023). Trigonometria no Ensino Médio: uma análise de provas do ENEM e da OBMEP e sugestões de recursos didáticos para o processo de ensino e aprendizagem. Revista Diálogos Em Educação Matemática, 2(1), e202301. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/redemat/article/view/14603