Vídeos interativos como ferramenta/estratégia no ensino de Matemática

Autores

Palavras-chave:

Educação Matemática Inventiva, Tecnologia educacional, Vídeo-interativo

Resumo

O presente artigo é recorte de uma pesquisa de mestrado que ainda se encontra em andamento, em que apresentamos a importância de se utilizar videoaula e como essas podem ser empregadas no ensino, isto é, por meio de vídeos formativos ou informativos e, ainda, apresentamos possibilidades de utilizar as ferramentas digitais (H5P e Edpuzzle) para a produção de vídeos interativos, os quais ainda se encontram como algo novo no ensino de Matemática. A metodologia utilizada é uma revisão bibliográfica pautada em teses e dissertações acadêmicas de diferentes instituições de ensino. Buscamos responder à seguinte problemática: quais são as possibilidades de se explorar vídeos interativos (VI) na aula de Matemática, tendo como base teórica as concepções da Educação Matemática Inventiva (EMI)? Apresentamos como se encontram as pesquisas acerca da utilização de VI em programas de Pós-graduação (mestrado e doutorado) e, por fim, quais ferramentas podemos utilizar para a produção de tais vídeos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Freitas, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Gabriel A. Freitas é Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Realizou o curso de graduação de Licenciatura em Matemática (2018), pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) Câmpus Sudoeste - Sede Quirinópolis; e Especialização em Metodologia do Ensino da Matemática (2019) pela Faculdade de Educação São Luís (FESL). Atualmente é Coordenador Pedagógico e Prof. Regente (Matemática) da Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc/GO); É pesquisador integrante dos seguintes grupos de pesquisa: Núcleo de Pesquisa em Mídias na Educação (NUPEME) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), e Educação Matemática Inventiva com Robótica (EMIR) pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Parecerista ad hoc de revistas científicas. Tem interesse e experiência na área de Educação Matemática, com ênfase nas TDIC - Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Maker; Formação de Professores; Informática e Ensino; Aprendizagem Criativa; Movimento Maker; Softwares Educacionais; Objetos de Aprendizagem; Gamificação; Robótica Educacional; Pensamento Computacional; Modelagem Matemática e Cultura Digital.

Arlindo José Souza Júnior, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP - Campus São José do Rio Preto); mestrado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP - Campus Rio Claro) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Uberlândia (UFU - Campus Uberlândia).

Marcos Roberto Silva, Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Docente da Universidade Estadual de Goiás (UEG) no curso de Licenciatura em Matemática do Câmpus Sudoeste - Sede Quirinópolis (Curso com melhor avaliação entre todos os cursos de Matemática da região centro-oeste, ENADE-2021). Pós-doutorado em Educação, Processos Formativos e Desigualdades Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro- UERJ. Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), na linha de Educação em Ciências e Matemática. Mestrado em Educação para Ciências e Matemática, pelo Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Goiás. Graduado em Ciências- Licenciatura Plena em Matemática, pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) Câmpus Sudoeste - Sede Quirinópolis. Especialização em Matemática e Estatística pela Universidade de Rio Verde (UNIRV). Tem experiência como professor de Matemática na Educação Básica desde 2002 e no Ensino Superior desde 2011. É coordenador do subprojeto do Programa Federal de Residência Pedagógica (Bolsista ⁹CAPES) na UEG-Câmpus Sudoeste, Sede Quirinópolis . É pesquisador integrante do grupo de pesquisa NUPEME, na linha de robótica educacional. Desenvolve pesquisas, projetos de extensão e materiais didáticos com o uso de robótica na perspectiva da Educação Matemática Inventiva fruto de sua tese de doutorado.

Referências

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17ª Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. Coleção leitura, p. 21, 2005.

FREITAS, Gabriel Araújo. Formação Inventiva de professores com Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação no contexto do Programa Residência Pedagógica. 2023. 147f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2023. Disponível em:<https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/38135>. Acesso em 20 dez. 2023.

FREITAS, Gabriel Araújo; SILVA, Marcos Roberto; SOUZA JR, Arlindo José de. Educação Matemática inventiva: a robótica como dispositivo provocador da aprendizagem em geometria. RCeEM: Revista Cearense de Educação Matemática, v. 1, n. 2, p. 1-17, mai./ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.56938/rceem.v1i2.3149. Disponível em: http://sbemrevista.kinghost.net/revista/index.php/rceem/article/view/3149/2172. Acesso em 21 dez. 2023.

FREITAS, Gabriel Araújo; MATOS, Roberto Bernardes de; SILVA, Marcos Roberto; SOUZA JR, Arlindo José de. O uso da robótica no desenvolvimento de atividades pedagógicas na perspectiva da Educação Matemática Inventiva. In: Anais do XIV ENEM – Encontro Nacional de Educação Matemática, Brasília (DF), On-line, 2022. Disponível em: <https://www.even3.com.br/anais/xivenem2022/478695-o-uso-da-robotica-no-desenvolvimento-de-atividades-pedagogicas-na-perspectiva-da-educacao-matematica-inventiva/>. Acesso em 22 dez. 2023.

FREITAS, Gabriel Araújo; SILVA, Marcos Roberto; SOUZA JR, Arlindo José de. Experiência com robótica na Residência Pedagógica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 1–19, 2023. DOI: 10.26843/rencima.v14n1a20. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/3853. Acesso em: 3 dez. 2023.

JUNIOR, W. S. S. Metodologia de construção de videoaulas utilizando HTML5. 2013. 119p. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2013. Disponível em: <http://www.tede2.ufrpe.br:8080/tede2/handle/tede2/8408>. Acessado em 15 de nov. 2021.

LEMESZENSKI, D. A. Técnica de reconstrução geométrica da superfície do corpo humano baseada em múltiplos sensores de profundidade para aplicação em teleconferência imersiva. 2013. 84p. Dissertação de Mestrado – Universidade de São Paulo, 2013. Disponível em: <https://bdtd.ibict.br/vufind/Record/USP_68dd48576c80de328f17da3ab1170379>. Acessado em 15 de nov. 2021.

MEDEIROS, I. M. S. A Teoria das Inteligências Múltiplas como Suporte para a Autoria de Vídeos Interativos. 2014. 157p. Tese de Doutorado – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.

MORÁN, J. M. O vídeo na sala de aula. Comunicação & Educação, [S. l.], n. 2, p. 27-35, 1995. DOI: 10.11606/issn.2316-9125.v0i2p27-35. Revista do Departamento de Comunicações e Artes do ECA/USP. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/36131. Acesso em: 15 mar. 2022.

NOGUEIRA, M. C. Estratégias de escalonamento OFDMA DL para redes móveis. 2016. 88p. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Disponível em: <http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/URGS_424f70555e3b86d7af51dad3b06f8340>. Acessado em 16 de nov. 2021.

NUNES, B. H. Uma proposta de Sistema de Dependência a Distância Usando a Plataforma Moodle. 2014. 42p. Dissertação de Mestrado – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: <https://www.dbd.puc-rio.br/pergamum/tesesabertas/1212442_2014_pretextual.pdf>. Acessado em 17 de nov. 2021.

PINTO, M. M. A utilização de instrumentos musicais e aparatos computacionais como estratégia de promoção da aprendizagem significativa no campo conceitual da física ondulatória, na educação de jovens e adultos. 2010. 176p. Dissertação de Mestrado – Universidade de Brasília, 2010. Disponível em: <https://repositorio.unb.br/handle/10482/6575>. Acessado em 17 de nov. 2021.

SERAFIM, M. L.; SOUSA, R. P. Multimídia na educação: o vídeo digital integrado ao contexto escolar. In: SOUSA, R. P.; MIOTA, F. M. C. S. C.; CARVALHO, A. B. G. (Orgs.). Tecnologias digitais na educação. Campina Grande: EDUEPB, 2011. p.19-50. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/6pdyn/pdf/sousa-9788578791247-02.pdf>. Acessado em 17 de nov. 2021.

SILVA, M.R. O uso da robótica na perspectiva da educação matemática inventiva. ETD – Educação Temática Digital, 22(2), 406-420. 2020a. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v22i2.8654828. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8654828. Acesso em: 30 nov. 2021.

SILVA, M.R. Educação Matemática Inventiva: interfaces entre universidade e escola. Revista do Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), v. 11, p. 212-224, 2020a. DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v11i3.2463. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/2463. Acesso em: 07 jan. 2022.

SILVA, M.R. Experiência com robótica educacional no estágio docente: uma perspectiva inventiva para a formação inicial de professores de matemática. 2020. 252 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020. DOI: https://doi.org/10.14393/ufu.te.2020.222. Disponível em:

https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/29034. Acesso em: 10 fev. 2022.

TEIXEIRA, D. J. A interatividade e a narrativa no livro digital infantil: proposição de uma matriz de análise. 2015. Indefinido p. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/133086>. Acessado em 18 de nov. 2021.

TISSIANI, G. Virtular: um sistema digital de apoio à concepção de projetos habitacionais auxiliado por usuários participativos. 2000. 157p. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

TOMAZONI, A. M. R. Práticas e reflexões sobre educação alimentar: uma narrativa interdisciplinar. 2014. 200p. Tese de Doutorado – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2014. Disponível em: <https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9800>. Acessado em 19 de nov. 2021.

UNESP. Qual a diferença entre Portal de Teses da Capes e as BDTDs do IBICT? 2013. Disponível em: <https://www.sorocaba.unesp.br/#!/biblioteca/diferenca-entre-bdtd-e-capes/>. Acesso em: 13 de jul. 2022.

Downloads

Publicado

2023-12-26

Como Citar

Freitas, G., Júnior, A. J., & Silva, M. (2023). Vídeos interativos como ferramenta/estratégia no ensino de Matemática. Revista Diálogos Em Educação Matemática, 2(1), e202307. Recuperado de https://www.seer.ufal.br/index.php/redemat/article/view/14896