DESENVOLVIMENTO DO SORGO (Sorghum bicolor L. Moench) FORRAGEIRO SUBMETIDO A DIFERENTES TIPOS E DOSES DE ADUBACAO ORGÂNICA

Autores

  • Renato Américo Araújo Neto Universidade Federal de Alagoas
  • José Teodorico de Araújo Filho Universidade Federal de Alagoas
  • Fernando J da Silva Secretaria de Agricultura do Estado de Alagoas
  • Joelmir José Albuquerque de Farias Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.28998/rca.v12i1.1278

Resumo

A cultura do sorgo destaca-se pela sua eficiência em épocas com escassez hídrica, surgindo como forte substituto do milho na alimentação animal. A produção deste está dependente, dentre tantos fatores, da adubação orgânica. Visando isto,este trabalho objetivou estudar o desempenho da cultura do sorgo forrageiro submetido a diferentes fontes e doses de adubo orgânico. O experimento obedeceu ao delineamento inteiramente casualizado, em casa de vegetação, no esquema fatorial, com tratamentos contendo duas fontes de adubos orgânicos (esterco bovino e ovino) e cinco doses de cada adubo (zero; 5; 10; 15 e 20 t ha-1), com quatro repetições. Para avaliação da altura de plantas e área foliar da cultura do sorgo, utilizou-se da equação de Boltzmann, estimando o desenvolvimento dos mesmos quando medidos aos 14, 21, 28, 35 e 42 dias após semeadura (DAS). Aos 42 DAS, avaliaram-se estatisticamente as variáveis altura da planta (AP), comprimento e largura da folha +3 e número de folhas (NF). O esterco ovino apresentou melhores rendimento na AP e NF, havendo interação estatística desses, onde 15 t ha-1 apresentou melhores rendimentos para AP. Quanto ao NF, a testemunha assemelhou-se ao tratamento com maior aplicação de esterco. Quanto à estimativa de crescimento da AP e AF, todos os tratamentos apresentaram ótimos coeficientes de determinação (R2) para aplicação dos adubos orgânicos.

Biografia do Autor

Renato Américo Araújo Neto, Universidade Federal de Alagoas

Graduado em Agronomia, Mestre em Agronomia, linha de pesquisa em Agrometeorologia.

José Teodorico de Araújo Filho, Universidade Federal de Alagoas

Professor da Universidade Federal de Alagoas

Fernando J da Silva, Secretaria de Agricultura do Estado de Alagoas

Engenheiro Agrônomo da SEAGRI

Joelmir José Albuquerque de Farias, Universidade Federal de Alagoas

Eng. Agronomo, mestre em Agronomia

Referências

ANDRADE, A. R. S.; MACHADO, C. B.; VILELA, E. L.; CAMÊLO, D. L.; SILVA, L. C. C. Desenvolvimento da cultura do sorgo em um latossolo amarelo submetido à adubação orgânica. Rev. Bras. De Tec. Apl. nas Ciências Agrárias, Guarapuava, PR, v.4, n.2, p.137-151, 2011.

ANDRADE NETO, R. C.; MIRANDA, N. O.; DUDA, G. P.; GÓES, G. B.; LIMA, A. S. Crescimento e produtividade do sorgo forrageiro BR 601 sob adubação verde. Rev. Bras. De Eng. Agricola e Ambiental. v. 14, n.2, p.124-130, 2010.

ARAÚJO NETO, R. A. Métodos para determinar evapotranspiração real da cana-de-açúcar. 2013. 79f. Dissertação (Mestrado em Agronomia: Produção Vegetal) – Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Alagoas, Rio Largo, 2013.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de classificação de solos / [editores técnicos, Humberto Gonçalves dos Santos... et al.] – 2.ed. – Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 306 p, 2006.

FERNANDES, V. L. B.; NUNES, L. A. P.; FILHO, M. M.; SOUZA, V. L.; FERNANDES, M. B. Absorção e utilização de nitrogênio em planta de sorgo cultivado em solução nutritiva. Ciên. Agronômica. Fortaleza, v 22, p. 89-96, 1991.

FREITAS, G. A.; SOUSA, C. R.; CAPONE, A.; AFFÉRRI, F. S.; MELO, A. V.; SILVA, R. R. Adubação orgânica no sulco de plantio e sua insuficiência no desenvolvimento do sorgo. Jour. Of. BiotechnologyandBiodiversity. v.3, n.1, p.61-67, fev. 2012.

HERMANN, E. R.; CÂMARA, G. M. S. Um método simples para estimar a área foliar de cana-de-açúcar. STAB, Piracicaba, v.17, n.5, p.32-34, 1999.

HOFFMANN, I.; GERLING, D.; KYIOGWOM, U.B. & MANÉ-BIELFELDT, A. Farmers management strategies to maintain soil fertility in a remote area in northwest Nigeria.Agric.,Ecosys. Environ., 86:263-275, 2001.

IBGE – FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICAS. Sistema IBGE de Recuperação Automática, 2013. Disponível em <http://www.sidra.ibge.gov.br/>. Acesso em: 17 de jan. 2013.

KONZEN, E.A.; ALVARENGA, R.A. Manejo e Utilização de Dejetos Animais: aspectos agronômicos e ambientais. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Sete Lagoas: Circular Técnica 63, 2005. 65 p. (Circular Técnica, 63).

LEITE, Mauricio Luiz de Mello Vieira. Crescimento vegetativo do sorgo sudão (Sorghumsudanense(piper) stapf), em função da disponibilidade de água e fontes de fósforo. 2006. 85f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2006.

MALAVOLTA, E.; PIMENTEL-GOMES, F.; ALCARDE, J.C. Adubos e adubações.São Paulo: Nobel, 200 p. 2002.

MOLINA, L. R.; GONÇALVES, L. C.; RODRIGUEZ, N. M.; RODRIGUES, J. A. S.; FERREIRA, J. J.; FERREIRA, V. C. P., Avaliação agronômica de seis híbridos de sorgo (Sorghum bicolor(L.) Moench). Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 52, p.385-390, 2000.

OLIVEIRA, F. A.; OLIVEIRA FILHO, A. F.; MEDEIROS, J. F.; ALMEIDA JUNIOR, A. B.; LINHARES, P. C. Desenvolvimento inicial da mamoneira sob diferentes fontes e doses de matéria orgânica. Rev. Caatinga, Mossoró, v. 22, n.1, p.206-211, janeiro/março, 2009.

PEAVY, W.S.E.; GREIG, J.K. Organic and mineral fertilizers compared by yield, quality and composition of spinach.Journalof American Society for Horticultural Science, v. 97, p. 718 -723, 1972.

SANTOS, J. F.; GRANGEIRO, J. I. T.; OLIVEIRA, M. E. C.; BEZERRA, S. A.; SANTOS, M. C. C. A. Adubação orgânica na cultura do milho no brejo paraibano. Engenharia Ambiental, Espirito Santo do Pinhal, v.6, n.2, p.209-216, mai/ago, 2009.

Downloads

Publicado

21/05/2015

Edição

Seção

Produção Vegetal