Turismo e patrimônio em pequenos centros e povoados históricos: quatro casos sul-brasileiros

Autores

  • Leonardo Valerão Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Luisa Durán Rocca Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Turismo Cultural. Estudo Diagnóstico. Potencial Turístico

Resumo

Este trabalho tem por objetivo específico realizar a avaliação do potencial turístico de quatro pequenos assentamentos no sul do Brasil derivados da imigração açoriana durante o século XVIII: a vila de Santo Amaro do Sul (General Câmara, RS), o Centro de Taquari (Taquari, RS), o Centro Histórico de Laguna (Laguna, SC) e a freguesia de Santo Antônio de Lisboa (Florianópolis, SC). A metodologia utilizada foi a comparação com base na Matriz de Avaliação do Potencial Turístico de Localidades Receptoras proposta por Almeida (2006). Os resultados apontam que os assentamentos localizados no Estado de Santa Catarina (SC) apresentaram maior potencial que os do Estado do Rio Grande do Sul (RS). O estudo evidencia, também, a relevância do trabalho das instâncias governamentais na preservação do patrimônio, fomentando um tipo de turismo cultural que não interfere, mas, pelo contrário, preserva a identidade funcional e beneficia a população local.

Biografia do Autor

Leonardo Valerão Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduando em Arquitetura e Urbanismo.

Luisa Durán Rocca, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora da Faculdade de Arquitetura e do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio da UFRGS. Arquiteta pela Universidad de Los Andes (Bogotá, Colômbia), especialista em Conservação e Restauração (CECRE-UFBA), mestre em Teoria, História e Crítica de Arquitetura (PROPAR-UFRGS) e doutora em Planejamento Urbano e Regional (PROPUR-UFRGS).

Downloads

Publicado

05/11/2020

Edição

Seção

Artigos