Vilarinho das Furnas, uma aldeia submersa no Parque Nacional Peneda-Gerês: da intensa vida rural do passado à atual dinâmica turística

Autores

  • Jorge Coelho Instituto de Estudos Superiores de Fafe
  • Catarina Mota Instituto de Estudos Superiores de Fafe

Palavras-chave:

Turismo, Água, Paisagem, Património, Ruralidade

Resumo

Património, material ou imaterial, e acontecimentos, por vários motivos considerados relevantes, perduram no tempo e registam-se na história dos povos. Não raras vezes, decorrente de necessidades ou interesses específicos, verificam-se tomadas de decisão regularmente sustentadas na ideia genérica do bem comum que alteram o normal funcionamento das comunidades, de forma temporária ou definitiva, resultando nos referidos acontecimentos e afetando o património, com efeitos positivos ou negativos. Vilarinho das Furnas é uma antiga aldeia do concelho de Terras de Bouro, Portugal, ainda com presença visível no território pertencente ao Parque Nacional da Peneda-Gerês. Esta encontra-se submersa pela força das águas depois de construída uma barragem, inaugurada em Maio de 1972. Representa assim toda uma dinâmica associada à transformação de uma comunidade e de tudo o que dela faz ou fazia parte em termos patrimoniais. Neste estudo, para além da revisão bibliográfica que garante a base teórica imprescindível ao apoio da investigação empírica, foram aplicados inquéritos a empresas de animação locais para aferição da dinâmica e importância turísticas de Vilarinho das Furnas. Este é um caso de características singulares, com epicentro no passado, mas cujos reflexos se reconhecem no presente e que perdurarão certamente no futuro. E apesar de constrangimentos identificados, verifica-se inequívoca a relevância de Vilarinho das Furnas na dinâmica turística local.

Palavras-chave: turismo, água, paisagem, património, ruralidade

Biografia do Autor

Jorge Coelho, Instituto de Estudos Superiores de Fafe

Doutorando em Turismo na Universidade de Tilburg - Holanda. Mestre em Turismo, Inovação e Desenvolvimento pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Portugal. Licenciado em Turismo pela mesma instituição.  

Professor Assistente de Turismo da Escola Superior de Tecnologias do Instituto de Estudos Superiores de Fafe, Portugal. Coordenador do sector do Turismo da Câmara Municipal de Vizela, Portugal.

Catarina Mota, Instituto de Estudos Superiores de Fafe

Doutorada em Turismo pela Universidade de Girona, Espanha. Mestre em Gestão pela Universidade Lusíada, Portugal. Licenciada em Turismo e Lazer pela Escola Superior de Turismo e Telecomunicações de Seia, Portugal.

Professora Convidada a Escola Superior de Tecnologias do Instituto de Estudos Superiores de Fafe, Portugal. Formadora em escolas prossionais. 

Downloads

Publicado

05/11/2020

Edição

Seção

Artigos