Surfando nos sofás das minas

Rede de apoio entre mulheres em viagens colaborativas na Europa mediadas pelo Facebook

Autores

  • Thaís Costa da Silva Universidade Candido Mendes

Palavras-chave:

Viagens colaborativas, Gênero, Redes de apoio, Couchsurfing, Plataformas digitais

Resumo

Movimentos feministas têm encontrado na internet um meio bastante promissor para abrigar discussões dentre os mais variados temas, em que as viagens se incluem, e com uma organização em rede mais distribuída. Neste espectro, analiso neste artigo como as redes de viagens colaborativas compostas por brasileiras no continente europeu podem estimular mobilidades, práticas turísticas e formar redes de apoio transnacionais, a partir de interações na internet baseadas na identidade de gênero. Tal investigação parte de um estudo etnográfico sobre do grupo Couchsurfing das minas na Europa, do Facebook, envolvendo a realização de entrevistas, o acompanhamento de ações das integrantes e a análise de discussões dispostas na plataforma. Suas interações são motivadas pela partilha de hospedagem em residências e em interlocuções abarcadas sob o tema das viagens. O estudo revisita a Teoria da Dádiva, de Marcel Mauss para pensar como a trocas sociais contemporâneas não comerciais podem se construir por meio de um ativismo identitário e político. A análise também se ampara nas discussões sobre mobilidades, especialmente levantadas por John Urry e Mimi Sheller, que consideram não somente o caráter móvel dos indivíduos, como também dos objetos, das comunicações e das ideias. Paradigma que evoca possibilidades metodológicas em que o pesquisador é levado a experienciar tais movimentos, essenciais às análises sobre o fenômeno. A viagem é debatida aqui como uma atividade contemporânea que se estende às práticas de mercado, com o fortalecimento de um ideal solidário e coletivo. Apesar das muitas dissonâncias e desigualdades que se apresentam nos processos, essas redes estimulam as mobilidades dentro da perspectiva de gênero, da afirmação identitária e do ativismo político.

Downloads

Publicado

16/10/2021