MAPA ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL AO COVID-19 NO MUNICÍPIO DE PAULISTA-PE: UM ENSAIO METODOLÓGICO

Autores

  • Diogo Cavalcanti Galvão ESUDA - UNIT
  • Luan Melo Coletivo Popular de Direitos Humanos

DOI:

https://doi.org/10.28998/contegeo.5i9.10337

Palavras-chave:

Vulnerabilidade, COVID-19, AHP.

Resumo

A partir da demanda de movimentos sociais do município de Paulista, foi elaborado um mapa síntese de vulnerabilidade da cidade em relação a crise sanitária e de saúde pelo COVID-19. Assim, este artigo traz um ensaio metodológico empregando a técnica de AHP. O município é integrante da Região Metropolitana do Recife, seu histórico de ocupação, bem como sua estrutura física faz com que surjam aglomerados vulneráveis socioambientais. O produto gerado teve satisfatória aceitação pelo poder público e principalmente pelos munícipes, que a partir dele identificaram áreas prioritárias para atuação de ações solidárias. Apesar deste aspecto positivo, por ter um caráter de ensaio, o mapa estará a mercê de apontamentos para seu aprimoramento.

 

Biografia do Autor

Diogo Cavalcanti Galvão, ESUDA - UNIT

Bacharel em geografia com especialização em gestão ambiental, mestrado em geografia e doutorado em arqueologia. Professor doutor do curso de Arquitetura e Urbanismo nas áreas de topografia e geoprocessamento

Luan Melo, Coletivo Popular de Direitos Humanos

Arquiteto e urbanista do centro popular de direitos humanos CPDH

Referências

ATLAS DA VULNERABILIDADE SOCIAL NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS / editores: Marco Aurélio Costa, Bárbara Oliveira Marguti. – Brasília : IPEA, 2015. Disponí-vel: http://ivs.ipea.gov.br/images/publicacoes/Ivs/publicacao_atlas_ivs.pdf. Acessado em: abril, 2020

BRANDÃO, A. A. Conceitos e coisas: Robert Castel, a “desfiliação” e a pobreza urba-na no Brasil. Emancipação, 2(1): 141-157, 2002.

CASTEL, R. As metamorfoses da questão social. Petrópolis, Vozes, 1998.

CENSO DEMOGRÁFICO 2010: características da população e dos domicílios: resulta-dos do universo. In: IBGE. Sidra: sistema IBGE de recuperação automática. Rio de Janei-ro, 2011a. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/downloads-estatisticas.html>. Acesso em: abril 2020.

MOSER, G. Psicologia ambiental. Estudos de Psicologia, 3(1), 121-130. 1998

OLIVEIRA, P C. Degradação ambiental em fragmento de Mata Atlântica: floresta ur-bana Mata do Janga em Paulista/PE. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco, CFCH Recife: 87p. 2015

PAULISTA. Plano Diretor da Cidade do Paulista. Secretaria de planejamento urba-no/prefeitura de Paulista. 2013

PERNAMBUCO. Metrópole 2010 - Plano Diretor da Região Metropolitana do Recife. CONDEPE/FIDEM, Recife. 2010. Disponível: http://www2.condepefidem.pe.gov.br/web/condepe-fidem/apresentacao8. Acessado em: abril 2020.

SAATY, T. L. Método de análise hierárquica. São Paulo: McGrawHill Pub. Co: 367 p. 1991

________________ How to Make a Decision: The Analytic Hierarchy Process. The Institute for Operations Research and the Management Sciences, Interfaces 24(6), pg. 19-43, USA, 1994.

SILVA, C.A.S. e NUNES, F.P. Mapeamento de vulnerabilidade ambiental utilizando o método AHP: uma análise integrada para suporte à decisão no município de Pacoti/CE. In Anais XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Natal. P 5435-5442. 2009.

SILVA, D. M. R. Aplicação do Método AHP para Avaliação de Projetos Industriais Dissertação (Mestrado em Engenharia Industrial)–Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro: 128p. 2007.

Downloads

Publicado

25/07/2020

Como Citar

Galvão, D. C., & Melo, L. (2020). MAPA ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL AO COVID-19 NO MUNICÍPIO DE PAULISTA-PE: UM ENSAIO METODOLÓGICO. Revista Contexto Geográfico, 5(9), 31–44. https://doi.org/10.28998/contegeo.5i9.10337

Edição

Seção

Artigos