Transporte Público: estratégias na conjuntura na Ilha do Maranhão

Autores

  • Juan Guilherme Costa Siqueira Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.28998/contegeo.v6i12.13102

Palavras-chave:

Cidade, Liberalismo, Acessibilidade, Equipamentos urbanos, Geografia dos transportes

Resumo

O transporte público é fundamental para garantir acessibilidade ao usuário, com preço acessível em relação ao automóvel. Tem a função de levar muitos passageiros em um determinado espaço. Este artigo discorre sobre a formação socioespacial de São Luís pelas relações baseadas pelo patrimonialismo. As camadas de baixa renda pouco são atendidas com obras de acessibilidade, embora houve obras de mobilidade urbana, fundamentais para o deslocamento do cidadão. Como procedimentos utilizados destacam-se: levantamento, seleção e análise de material bibliográfico que trata dessa temática e trabalhos de campo nas principais avenidas que circulam linhas de ônibus coletivo. Em seguida, tratará do debate sobre o espraiamento urbano e como implica na localização dos equipamentos urbanos e acessibilidade pelo usuário. Os principais problemas enfrentados pelos usuários na Ilha do Maranhão são: expansão urbana seletiva; infraestruturas; qualidade do transporte público, dentre outros. Concluiu-se que os equipamentos urbanos são inadequados para garantir mobilidade aos usuários, estando concentrada nas áreas nobres.

Referências

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Brasília: IBGE, 2010. Disponível:<http://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 27 out. 2013a.

______. Plano Mestre Porto do Itaqui - Laboratório de Transporte e Logística (LABTRANS): Florianópolis, 2015.

CHEPTULIN, Alexande. A dialética materialista: categorias e leis da dialética. São Paulo: Alfa-Ômega, 1982.

CABRAL, Maria do Socorro C. Caminhos do gado: conquista e ocupação do sul do maranhão; prefácio de Manoel Correia de Andrade. – São Luís: SIOGE, 1992.

CASTILLO, Ricardo Abid. Região competitiva e logística: expressões geográficas da produção e da circulação no período atual. In: IV Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional, Santa Cruz do Sul-RS, 2008. Disponível em: <https://www.unisc.br/site/sidr/2008/textos/68.pdf>. Acesso 16 fev. 2021.

CHATEL, C., SPOSITO, M. E. B. Forma e dispersão urbanas no brasil: fatos e hipóteses. Primeiros resultados do banco de dados brasipolis. Revista Cidades, Rio Claro – SP, 12 (21), 108-152, 2015.

COCCO, Rodrigo Giraldi. Interações espaciais e sistemas de transporte público: uma abordagem para Bauru, Marília e Presidente Prudente. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia. Presidente Prudente, 2011.

______. Interações espaciais e transporte público: proposições para a Grande Florianópolis/SC. In: ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA, 14. Lima, 2013. Anais... Lima: EGAL, 2013. Disponível em: <http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal14.html>. Acesso em: 25 out. 2017.

______. A reprodução de velhos paradigmas em políticas de transporte e mobilidade: uma análise da região metropolitana de Florianópolis. Revista Transporte Y Territorio, (20), 214-245, 2019. https://doi.org/10.34096/rtt.i20.6390

______. Transporte público e mobilidade urbana: contradições entre políticas públicas e demandas por mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Florianópolis, 2016.

CONTEL, Fábio Betioli (2006). Sistemas de movimento do território brasileiro. In: SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. - 9 ed. - Rio de Janeiro: Record.

CORRÊA, Roberto Lobato. O espaço urbano. São Paulo: Editora Ática, 1989.

______. Interações Espaciais. In: CASTRO, Iná Elias de. GOMES, Paulo César da Costa. CORRÊA, Roberto Lobato (Org.). Explorações geográficas: percursos no fim do século. 2. ed. – Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. p. 279-314.

CUNHA, Roberto César. Ocupação e o desenvolvimento das duas formações socioespaciais do maranhão. Revista CaderNAU - Cadernos do Núcleo de Análises Urbanas, Rio Grande/RS, 2015, 8(1), 133-152.

EMAP. Histórico do Porto do Itaqui. Disponível em: <http://www.portodoitaqui.ma.gov.br/emap/historico>. Acesso em: 16 abr. 2019.

FARIAS FILHO, Marcelino S. Atuação das elites regionais na configuração e “modernização” do espaço urbano de São Luís nas décadas de 1920-1930: a administração municipal de Octacílio Saboya Ribeiro. Monografia de Graduação em Geografia. Universidade Estadual do Maranhão, 2004.

FERREIRA, Antônio José de Araújo. A Evolução da Geografia dos Transportes no Estado do Maranhão, Brasil: de ancoradouro a sistema multimodal. In: ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DE AMÉRICA LATINA, 12., 2009, Montevideo, Uruguay. Anais eletrônicos... Disponível em: <http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal12.html>. Acesso em: 13 abr. 2019.

______. A produção do espaço urbano em São Luís do Maranhão: passado e presente; há futuro? – São Luís: EDUFMA, 2014. 154p.

FURTADO, Celso. Formação econômica do Brasil. 34. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

Karakayaci, Z. The concept of urban sprawl and its causes. Journal of International Social Research. 9. 815-815, 2016.

MARICATO, Ermínia. As ideias fora do lugar e o lugar fora das ideias. In: Arantes, O., Vainer, C. e Maricato, E. A cidade do pensamento único: desmanchando consensos. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política: Livro I: o processo de produção do capital; [tradução Rubens Endele. São Paulo: Boitempo, 2013.

MIRALLES-GUASH, Carme. A melhor solução é entender que o transporte é o sistema único” diz especialista internacional em mobilidade. Diário Catarinense, Carolina Dantas, Florianópolis, 19 ago. 2013. Disponível em: <http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2013/08/a-melhor-solucao-eentender-que-o-transporte-e-um-sistema-unico-diz-especialista-internacional-em-mobilidade-4239404.html>. Acesso em: 10 fev 2021.

MORAIS, Natércia Cristyna Freitas. “Ponte da esperança”: O símbolo da modernização e do desenvolvimento urbano no Governo Sarney (1966-1970). Monografia (Graduação) – Universidade Estadual do Maranhão, Centro de educação, ciências exatas e naturais. Curso de História. São Luís, 2006.

MONTEIRO, Adriana Roseno; VERAS, Antonio Tolrino de Rezende. A questão habitacional do Brasil. Mercator (Fortaleza), Fortaleza, v. 16, e16015, 2017. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S1984-22012017000100214&lng=en&nrm=iso>. access on 25 Apr. 2021. Epub Aug 24, 2017. https://doi.org/10.4215/rm2017.e16015.

MORTARI, Rachel; EUZÉBIO, Gilson Luiz. O custo do caos. In: Instituto Econômico de Pesquisa Aplicada. Revista Desafios do desenvolvimento: o custo do transporte individual, n. 53, Ano 6, ago. 2009. Disponível em: . Acesso em 25 out 2017.

NUNES, Guilherme Grandi. Política de transporte na concepção do projeto viário nacional na era Vargas. In: NUNES, Guilherme Grandi (org.). Transportes e formações econômicas na América Latina. – São Paulo: Annablume, 2016, 251-268.

SANTOS, Milton. Sociedade e Espaço: a formação social como teoria e como método. In: Boletim Paulista de Geografia, São Paulo,1977, 54, 81-99.

______(1979). O espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. – 2ª ed.– São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2018.

SILVEIRA, Márcio Rogério. Geografia da circulação, transportes e logística: construção epistemológica e perspectivas. In: SILVEIRA, Márcio Rogério (Org.). Circulação, transportes e logística: diferentes perspectivas. São Paulo: Outras expressões, 2011. 624p.

SIQUEIRA, Juan Guilherme; FARIAS FILHO, Marcelino Silva. A atual conjuntura do transporte público no espaço insular da região Metropolitana da Grande São Luís – Ma. Revista Transporte Y Territorio, (23), 108-130, 2020. https://doi.org/10.34096/rtt.i23.9659

TROVÃO, J. R. O processo de ocupação do território maranhense. – São Luís: IMESC, 2008.

VILLAÇA, Flávio. O espaço intra-urbano no Brasil. 2. ed. São Paulo: Studio Nobel; FAPESP: Lincoln Institute, 2001.

Downloads

Publicado

30/12/2021

Como Citar

Costa Siqueira, J. G. (2021). Transporte Público: estratégias na conjuntura na Ilha do Maranhão. Revista Contexto Geográfico, 6(12), 65 –. https://doi.org/10.28998/contegeo.v6i12.13102