PROJETOS DE EXPANSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS FEDERAIS DO TRIÂNGULO MINEIRO E A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

Autores

  • Maria Célia Borges UFMT

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2011v3n6p01

Resumo

A investigação objetivou conhecer as políticas educacionais atuais sobre a formação inicial dos professores e analisar se os Cursos de Licenciatura da UFTM e da UFU, nos processos de expansão universitária, garantirão a formação de um educador que possa contribuir com a melhoria da Educação Básica. A pesquisa de abordagem qualitativa foi bibliográfica e documental, do tipo levantamento (survey). Os resultados evidenciaram os pontos positivos da expansão universitária: desenvolvimento de pequenos municípios; maior oferta de empregos para professores e técnicos; projetos pedagógicos inovadores na perspectiva interdisciplinar, dentre outros. Os pontos fracos demonstram a precariedade dos Cursos de Licenciatura apoiados pelo REUNI, falta de planejamento quanto à infraestrutura, limitação de verbas, incerteza da continuidade de investimentos, excesso de alunos na sala de aula, desvalorização e precárias condições de trabalho, etc. Na prática, as inovações são tímidas, pois falta apoio pedagógico e planejamento. Entendemos que o REUNI tem mais intenções políticas e econômicas, na sua viabilidade, do que a real preocupação com a inovação curricular e a qualidade de ensino.

Downloads

Publicado

04/09/2012

Como Citar

BORGES, M. C. PROJETOS DE EXPANSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS FEDERAIS DO TRIÂNGULO MINEIRO E A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES. Debates em Educação, [S. l.], v. 3, n. 6, p. 01, 2012. DOI: 10.28998/2175-6600.2011v3n6p01. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/620. Acesso em: 29 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos