Análise de ideias marxistas na obra de Paulo Freire

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2019v11n23p36-48

Resumo

Observando a emergência de uma controvérsia acerca da obra do teórico brasileiro Paulo Reglus Neves Freire (1921-1997), vista por inúmeros educadores em todo o mundo como uma referência respeitável teórica e metodologicamente, mas também apontada por alguns setores da sociedade como tendenciosa e um perigo doutrinário à juventude, apresentam-se os resultados de um mapeamento sistemático realizado a partir de possíveis artigos científicos que versam sobre a presença da teoria marxista no trabalho de Paulo Freire. O objetivo consistiu em identificar quais são as influências de Karl Marx (1818-1883) nas concepções de Paulo Freire. Para a realização desse mapeamento, sete mecanismos de busca acadêmicos foram consultados, retornando um total de 71 artigos, dos quais, após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, extraíram-se três artigos acadêmicos que compuseram esse estudo.  Esta pesquisa mostrou que a relação entre Freire e Marx se dá por meio de uma prática reflexiva, a práxis, que busca, de forma simultânea, abordar a teoria e a prática em prol de uma transformação social. Além disso, a dialogicidade – essencial à pedagogia da libertação freiriana – possui forte influência do humanismo marxista.

Biografia do Autor

Lorena Silva de Andrade Dias, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Ciências Tecnológicas (UDESC/CCT)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias (PPGCMT)

Gislaine Mendes Donel, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Ciências Tecnológicas (UDESC/CCT)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias (PPGCMT)

Kariston Pereira, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Ciências Tecnológicas (UDESC/CCT)

Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento (UFSC, 2010). É professor do Departamento de Ciência da Computação (DCC) e atua como docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias (PPGECMT) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/CCT). É membro do Grupo de Pesquisa em Informática na Educação (GPIE) e coordenador geral do Núcleo de Estudos em Xadrez & Tecnologias (NexT). Tem desenvolvido pesquisas no campo da Ciência Cognitiva e Informática na Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: epistemologia; jogos e produção do conhecimento; xadrez e xadrez computacional; criatividade, expertise, intuição, consciência situacional e raciocínio abdutivo.

Tatiana Comiotto, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Ciências Tecnológicas (UDESC/CCT)

Doutora em Educação Cientifica e Tecnológica (UFSC, 2008). É professora do Departamento de Química (DQMC) e atua como docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias (PPGCMT) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/CCT). Possui experiência na área de Educação, com ênfase em Psicologia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS), Ensino de Química, Educação Matemática, Representações Sociais, Educação e Materiais didático-pedagógicos.

Regina Helena Munhoz, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Ciências Tecnológicas (UDESC/CCT)

Doutora em Educação para a Ciência e Matemática (UNESP, 2008). É professora do Departamento de Matemática (DMAT) e atua como docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Matemática e Tecnologias (PPGCMT) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC/CCT). É pesquisadora dos seguintes grupos de pesquisa: PEMSA (Grupo de Pesquisa em Educação Matemática e Sistemas Aplicados ao Ensino) junto a UDESC de Joinville/SC e GPEA (Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental) junto a UNESP de Bauru/SP. Possui experiência na área de Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes áreas: educação matemática, educação ambiental, formação de professores e interdisciplinaridade.

Iandra Pavanati, Instituto de Ensino Superior Santo Antônio (INESA)

Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento (UNESP, 2012). É professora no Instituto de Ensino Superior Santo Antônio (INESA) e Grupo Educacional Censupeg. Tem experiência na área de Educação, atuando como docente em ciências humanas incluindo as disciplinas: Ética Profissional, Sociologia Organizacional, Metodologia da Pesquisa, Metodologia Científica, Filosofia e Filosofia da Ciência, História da Educação, História da Ciência, Psicologia Organizacional, Design Thinking, Tecnologias de Informação na Educação, Epistemologia, Metodologia do Ensino de História e Geografia, Temas Transversais e Educação, Recursos Audiovisuais, Avaliação Educacional, Ludicidade e Educação.

 

Downloads

Publicado

25/04/2019

Como Citar

DIAS, L. S. de A.; DONEL, G. M.; PEREIRA, K.; COMIOTTO, T.; MUNHOZ, R. H.; PAVANATI, I. Análise de ideias marxistas na obra de Paulo Freire. Debates em Educação, [S. l.], v. 11, n. 23, p. 36–48, 2019. DOI: 10.28998/2175-6600.2019v11n23p36-48. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/6529. Acesso em: 20 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos